30/09/2014

São Paulo derrota o Huachipato e abre vantagem nas oitavas da Copa Sul-Americana

Luis Fabiano deixou o campo do Morumbi, no último sábado, após a derrota por 3 a 1 para o Fluminense, pelo Brasileiro, reclamando de estar na reserva do São Paulo. Nesta quarta-feira, pela Copa Sul-Americana, ganhou a chance de começar como titular no confronto com o Huachipato, do Chile, pelas oitavas de final do torneio continental. E saiu do gramado bem mais cedo do que gostaria, novamente disparando críticas, agora contra o árbitro. Não gostou de ser expulso aos 32 minutos do primeiro tempo por acertar um adversário. Menos mal que, na etapa final, Michel Bastos acertou um chute de longe, anotou o gol da vitória tricolor por 1 a 0 e limpou a barra do colega centroavante.
Foi um jogo fraco no Morumbi. Em má fase no Brasileiro - não vence há quatro rodadas -, a equipe brasileira iniciou a fase internacional do torneio com um time misto. Kaká, Ganso e Alan Kardec foram poupados - só o último foi ao estádio e entrou na etapa final. Antonio Carlos, machucado, também não jogou. Em alguns momentos, os chilenos se aproveitaram da dificuldade dos anfitriões, até assustaram, mas nada além disso.
Com um a menos e com mais vontade, o São Paulo fez valer sua superioridade apenas na metade final do duelo. Mas só o suficiente para viajar ao Chile na partida de volta com a vantagem de poder empatar para se classificar. Pode até perder por um gol de diferença, desde que marque ao menos um na casa adversária.
As equipes voltam a se enfrentar por uma vaga nas quartas de final da competição continental no dia 15 de outubro, no Chile. Neste sábado, o São Paulo vai a Porto Alegre enfrentar o Grêmio, na Arena, pela 26ª rodada do Brasileiro.
Michel Bastos gol São Paulo x Huachipato-CHI (Foto: Marcos Ribolli)Michel Bastos comemora gol marcado no segundo tempo da partida (Foto: Marcos Ribolli)


O jogo
Surpreendentemente, os visitantes não demonstraram qualquer incômodo em atuar no estádio rival no começo do duelo. No Morumbi, os primeiros minutos da etapa inicial tiveram o Huachipato melhor, ainda que em um jogo de qualidade bastante discutível. Com um time bastante modificado em relação ao que tem atuado no Brasileiro, o São Paulo tinha dificuldades para ameaçar os chilenos.
Ainda sem Muricy Ramalho, que se recupera em casa de uma arritmia cardíaca, a equipe foi novamente comandado pelo auxiliar Milton Cruz. O interino desfez o quarteto ao poupar Kaká, Ganso e Alan Kardec. Só Pato começou o duelo, acompanhado de Osvaldo e Luis Fabiano. O time sofria e pouco incomodava o adversário.
Luis Fabiano árbitro expulsão (Foto: Marcos Ribolli)Luis Fabiano é expulso após acertar
rival no Morumbi (Foto: Marcos Ribolli)
Aos 32 minutos, porém, o camisa 9 se tornou o personagem o jogo, mas da pior forma. Numa disputa sem bola, ao lado do árbitro, acertou o volante Arrué com o braço. O juiz, sem titubear, sacou o cartão vermelho do bolso e expulsou o Fabuloso. Com um a menos, o São Paulo, que pouco antes tinha perdido Auro, lesionado, manteve o placar sem gols até o intervalo.
Mesmo com dez jogadores, o São Paulo iniciou o segundo tempo demonstrando mais vontade e interesse na partida. O Huachipato ainda se arriscava e já vislumbrava até tentar a vitória quando Michel Bastos recebeu na intermediária, ajeitou para a perna esquerda e arriscou de longe. A bola passou pelo goleiro e entrou no canto, aos 10 minutos da etapa final.
O 1 a 0 deu ao Tricolor a tranquilidade que ainda não havia tido na partida. Os visitantes foram controlados e o donos da casa passaram a dominar a posse de bola. Sem se arriscar, o time tentava ampliar o placar em jogadas de velocidade. Osvaldo teve boa chance, mas errou na conclusão. No fim, o Huachipato tentou pressionar pelo empate, mas Rogério Ceni, em noite segura, evitou a igualdade. Diante do quadro pintado no fim do primeiro tempo, a vitória magra ficou de bom tamanho.

Malvín bate Libertad na estreia da Liga Sul-Americana de basquete

No primeiro jogo da Liga Sul-Americana de basquete em Mogi das Cruzes, o Malvín-URU venceu o Libertad-ARG por 72 a 66 no início da noite desta terça-feira no ginásio Professor Hugo Ramos. Com o resultado, os uruguaios saíram na frente no grupo A, que ainda tem o time do Mogi das Cruzes e o La Salle-BOL, que se enfrentam às 20h, também no Hugo Ramos.
Libertad x Malvín Grupo A Liga Sul-Americana Basquete (Foto: Cleomar Macedo)Fierro, do Libertad, foi o maior reboteiro da partida, com nove retomadas (Foto: Cleomar Macedo)
A partida foi marcada pelo equilíbrio entre as duas equipes, com um máximo de oito pontos de diferença no placar. O destaque ficou por conta de Mazzarino, do Malvín, cestinha do jogo com 19 pontos e dois rebotes. Pelo lado do Libertad o maior pontuador foi o capitão Alloatti, que fez 18 e ainda pegou quatro rebotes.
Os uruguaios voltam à quadra para jogar contra o time da casa nesta quarta-feira, às 20h. Já os argentinos vão tentar a recuperação contra o La Salle-BOL.
O jogo
O jogo começou intenso, com muita marcação dos dois times. O Malvín abriu o placar, mas logo viu o Libertad assumir a dianteira e ficar por cerca de oito minutos. Com uma cesta de três pontos, o Malvín passou a frente novamente e com 11 pontos nos últimos cinco minutos e consistência nos rebotes, o primeiro quarto acabou 17 a 14 para os uruguaios.
No segundo quarto o Libertad voltou fazendo boas jogadas de infiltração e partiu para cima da equipe uruguaia, que recorreu às faltas para tentar segurar o ataque argentino, estourando o limite de quatro faltas em menos de três minutos de jogo. Apesar disso, o time de Sunchales conseguiu ficar boa parte do segundo quarto na dianteira do placar. Depois de um tempo pedido pelo técnico Pablo Lopez, o time do Malvín acordou e tirou a diferença no placar, fechando o primeiro tempo dois pontos na frente, 36 a 34.
Depois do intervalo o panorama da partida não mudou, tendo sempre os dois times brigando bastante pela bola, com mais iniciativa da equipe uruguaia, que ficou sempre a frente no resultado, mas sem se distanciar muito da equipe do Libertad. Com boas jogadas dentro do garrafão e bom desempenho de Mazzarino, o Malvín manteve a ponta no fim do terceiro quarto, ganhando por 53 a 49.
Precisando buscar o resultado, a equipe do Libertad foi para cima e equilibrou ainda mais o jogo e diminuiu a diferença para apenas um ponto a cinco minutos do fim do jogo, mas ainda não foi o suficiente para diminuir a velocidade e o bom aproveitamento do ataque uruguaio, que fez 11 pontos nos cinco minutos finais e fechou a partida em 72 a 66.
Tabela 1 Grupo A Liga Sul-Americana Basquete (Foto: Arte GloboEsporte.com)

Mogi das Cruzes vence La Salle em estreia na Liga Sul-Americana

O favoritismo do Mogi das Cruzes para a partida de estreia na Liga Sul-Americana, contra o La Salle, da Bolívia, se confirmou no placar. Jogando no Ginásio Professor Hugo Ramos, a equipe mogiana venceu o time de Tarija por 84 a 50 no segundo jogo do dia do Grupo A. Superior em quase todos os momentos do duelo, Mogi abriu folga logo no primeiro tempo e não teve dificuldade para administrar a vantagem. Com o resultado, Mogi iguala os dois pontos do Malvín, que mais cedo superou o Libertad Sunchales por 72 a 66, enquanto o La Salle fica com apenas um ponto.

Os cestinhas do confronto foram o pivô Gerson, do Mogi, e o americano Rickey Young, do La Salle, ambos com 14 pontos. O camisa 6 da equipe de Mogi das Cruzes ainda conseguiu 10 rebotes, conquistando um duplo-duplo. Quem também atingiu os dois dígitos em dois fundamentos foi o americano Djibril Kante, com 10 pontos e 13 rebotes.

Na próxima rodada, que será disputada já nesta quarta-feira, Mogi das Cruzes enfrenta às 20h o Malvín, que na estreia venceu o Libertad Sunchales por 72 a 66. Já o La Salle encara o Libertad, às 17h45. Ambas as partidas acontecem no Ginásio Professor Hugo Ramos, palco dos jogos do Grupo A da Sul-Americana.

O jogo

Logo no primeiro lance do jogo, uma enterrada de Tyrone levantou a torcida do Mogi das Cruzes. Porém, apesar da torcida inteiramente a favor dos mogianos, o La Salle não permitiu que o adversário abrisse grande vantagem nos primeiros minutos. Somente a partir da metade do primeiro quarto é que a diferença técnica entre as equipes passou a se refletir no placar. Dessa forma, Mogi encerrou o primeiro período vencendo por 20 a 10.

No segundo quarto, o time da casa aproveitou para se distanciar ainda mais no marcador e praticamente consolidar a vitória já no primeiro tempo. No La Salle, as principais jogadas saíam das mãos dos únicos três jogadores profissionais do time: o argentino Mariano Byró e os americanos Djibril Kante e Rickey Young. Mesmo assim, os estrangeiros não conseguiram recolocar o La Salle no jogo. A superioridade mogiana era evidente, por isso os comandados do técnico Paco García foram para o vestiário com a vantagem parcial de 39 a 19.
Mogi das Cruzes x La Salle Grupo A Liga Sul-Americana Basquete (Foto: Cleomar Macedo)Equipe mogiana foi superior em boa parte do jogo e não teve problemas para confirmar vitória (Foto: Cleomar Macedo)


Apesar da desvantagem no marcador, o La Salle voltou dos vestiários melhor. Certeira nos arremessos de três pontos, a equipe de Tarija fez 12 pontos contra 4 do Mogi nos quatro primeiros minutos do período. Disperso, o time mogiano errava alguns lances fáceis, e assim os bolivianos fizeram um jogo igual no terceiro quarto, com vitória parcial do Mogi por apenas 20 a 18. No entanto, o placar construído no primeiro tempo sustentou a folga do Mogi, que foi para o último período com a vitória por 59 a 37.
Tabela Classificação Grupo A Liga Sul-Americana Basquete (Foto: Artes GloboEsporte.com)
Nos últimos 10 minutos, Mogi voltou a ser superior, chegando a abrir mais de 30 pontos de vantagem. Tranquilo, o técnico Paco García optou por dar mais tempo de quadra a jovens jogadores, como o armador Vithor Lersch e o ala Pedro Macedo. O La Salle jogava dentro de suas limitações, mas via o adversário se distanciar cada vez mais, principalmente nas bolas de três do ala Jimmy. Com folga, Mogi fechou a partida em 84 a 50.

Franca derrota Bauru e fica a uma vitória da final no Paulista de basquete

O Franca está a uma vitória da final do Campeonato Paulista de basquete. Contrariando a previsão de muitos, tamanha a força do elenco bauruense, a equipe do técnico Lula Ferreira venceu o terceiro jogo dos playoffs por 80 a 77, no ginásio Pedrocão, passando a frente na série melhor de cinco jogos em 2 a 1.
O argentino Marcos Mata, do Franca, foi o nome da partida, com 19 pontos e 7 rebotes. O cestinha do jogo foi o ala/pivô Hettsheimeir, autor de 25 pontos e 9 rebotes.
As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, às 20h, também no Pedrocão. Caso os francanos vençam, o time carimba o passaporte para a finalíssima do estadual. Se Bauru vencer, o quinto jogo será no Panela de Pressão, sábado, às 18h.
O jogo
A pressão do ginásio lotado parece ter intimidado a forte equipe do Bauru no primeiro quarto. Acuado diante da marcação francana, Alex, Larry e companhia não conseguiam passar pelo paredão chamado Coimbra. No ataque, o argentino Marcos Mata comandava as cestas francanas - teve cesta do meio da quadra no estouro dos 24 segundos. Resultado, uma vantagem surpreendente de 24 a 8.
O ritmo francano foi mantido nos primeiros minutos, aumentando a vantagem para 21 pontos, suficientes para o pedido de tempo do técnico Guerrinha.
- Precisamos trabalhar no primeiro tempo para diminuir a diferença. Não podemos tirar 21 pontos. O contra-ataque vai fazer a diferença - esbravejou o treinador. E o time reagiu. Ponto a ponto a vantagem foi caindo e, com um arremesso de três do ala Jefferson, caiu para 12 e terminou em 10 no primeiro tempo: 34 a 24.
Na volta do intervalo, Bauru seguiu reagindo. Embora houvesse momentos de equilíbrio, com as duas equipes alternando bons momentos, os bauruenses foram mais regulares. A vantagem caiu para cinco, subiu para 11, mas restando 2:13, três pontos separavam os dois times: 47 a 44.
Lula Ferreira pediu tempo, pediu calma, mas não adiantou. Bauru levou o terceiro quarto por 25 a 18, reduzindo a vantagem para 52 a 49.
E quando todos esperavam por trocas na liderança do placar, Franca novamente surpreendeu. Hettsheimeir meteu uma bola de três, mas Figueroa, Léo Meindl e Marcos Mata responderam, abrindo nova vantagem para 13 pontos.
Bauru tentava se aproximar, mas os tiros certeiros dos francanos encaminharam a vitória, que parecia tranquila, até o pedido de tempo do técnico Guerrinha. Já pensando no próximo duelo, o treinador cobrou mais empenho dos seus jogadores.
- Independente de vitória ou derrota, temos que lembrar que tem jogo na quinta-feira. Vamos finalizar bem. Parte para dentro, garante. É diferente perder o jogo de um jeito ou de outro - Guerrinha.
Bauru reagiu e, com a cesta no último segundo, conseguiu terminar o jogo apenas três pontos atrás: 80 a 77. As duas equipes voltam a se enfrentar nesta quinta-feira, no mesmo Pedrocão, às 20h.
Com a partida encerrada, um princípio de confusão envolvendo dirigentes do Bauru e um representante da Federação Paulista de Basquete esquentou os ânimos no Pedrocão, mas a turma do "deixa disso" conseguiu cessar a discussão.

Icasa derrota o Luverdense e deixa provisoriamente o Z-4

O Icasa se fez valer pela força. Força essa vinda da torcida, que compareceu em bom número, da vontade dos jogadores e da pura necessidade de sair da zona de rebaixamento da Série B do Brasileiro. O resultado disso tudo foi a vitória por 1 a 0 sobre o Luverdense, no Estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte, na noite desta terça-feira.
Erik marcou o gol da vitória, no segundo tempo. O resultado garante a saída provisória do Verdão do Cariri da zona de rebaixamento. O time ocupa agora a 16ª posição, com 27 pontos. O América-RN, que só joga no sábado, está agora entre os quatro últimos. O Luverdense segue em 10º lugar, com 34 pontos.
Na próxima rodada, o Verdão do Cariri vai a Goiânia para encarar o Atlético-GO, às 19h30 da terça-feira (7), no Estádio Serra Dourada. O Luverdense recebe o América-RN, às 21h50 do mesmo dia, no Estádio Passo das Emas.
Sem criatividade
Icasa e Luverdense demonstraram um futebol bem aquém do que o torcedor esperava ver. Esforçados, mas sem criatividade no meio-campo, ambos não conseguiram criar jogadas tão objetivas como eeta esperado para duas equipes que tinham necessidade de vitória. Representantes mais presentes de seus ataques, Núbio Flávio e Reinaldo, respectivamente de Verdão e Luverdense, não tiveram pontaria nas finalizações e o jogo foi para o intervalo sem gols.
Gol decisivo
O segundo tempo rendeu bem mais furebol. E sem ser só esforçado, mas com melhor toque de bola e jogadas mais bem trabalhadas. O resultado dissi é que os goleiros Busatto e Gabriel Leite tiveram que trabalhar com mais afinco. Mas como a partida só poderia ter um vencedor, coube a Erik balançar as redes do time de Mato Grosso em testada segura. Nos últimos minutos, o goleiro icasiano quase falha, mas o Verdão do Cariri conseguiu segurar mais uma vitória.

Com direito a pneu, Nadal bate Gasquet e avança em Pequim

Depois de estrear em duplas com derrota, o espanhol Rafael Nadal superou o primeiro obstáculo em simples no ATP 500 de Pequim com vitória e direito a “pneu” para cima do francês Richard Gasquet, que caiu com parciais de 6/4 e 6/0, em 1h18 de partida. Na próxima rodada, o canhoto de Mallorca irá medir forças com o alemão Peter Gojowczyk.

Vindo do qualificatório, Gojowczyk surpreendeu o grandalhão croata Ivo Karlovic e triunfou em batalha de três sets e 1h51, definida com placar final de 6/4, 2/6 e 7/5. Será a segunda vez que o germânico irá cruzar o caminho de Nadal, tendo perdido o outro embate entre eles, pelas semifinais do ATP 250 de Doha, no começo deste ano.

Segundo favorito na capital chinesa, o espanhol não jogava um torneio desde Wimbledon, onde foi eliminado nas oitavas de final pelo jovem australiano Nick Kyrgios. Quando se preparava para o retorno, nos Masters 1000 pré-US Open, Nadal lesionou o punho direito e por conta disso ficou afastado até esta semana.

Também pela parte de baixo da chave, outro espanhol que passou pela estreia foi Tommy Robredo, que teve um duelo duro com o italiano Andreas Seppi, saiu perdendo, mas terminou com uma vitória de virada, em parciais de 3/6, 7/6 (7-4) e 6/2. O experiente hispânico terá pela frente o norte-americano John Isner, algoz do colombiano Santiago Giraldo com 6/1 e 6/3.

O sérvio Viktor Troicki conheceu seu próximo oponente na competição. Em busca de recuperação no ranking, ele terá pela frente um duro jogo contra o tcheco Tomas Berdych, cabeça de chave número 3, que passou fácil pelo convidado espanhol Feliciano López com parciais de 6/1 e 6/3, em apenas 63 minutos.

Djokovic derrota Pospisil em estreia no ATP de Pequim

O sérvio Novak Djokovic não teve grande trabalho em sua primeira partida no ATP 500 de Pequim, definindo a sorte contra o espanhol Guillermo Garcia-Lopez em apenas 63 minutos. A vitória do número 1 do mundo desenhou-se com placar final de 6/2 e 6/1, que o garantiu na segunda rodada contra o canadense Vasek Pospisil.

Esta será a segunda vez que ‘Nole’ irá medir forças com o canadense de 24 anos, que havia estreado na competição um dia antes. No único duelo entre eles até então, pelas semifinais da Copa Davis do ano passado, Djokovic teve um triunfo até que tranquilo, vencendo Pospisil em sets diretos.

Djokovic teve uma atuação tão superior que a do rival espanhol que somou quase o dobro de pontos, terminando o jogo com 60 pontos, contra 34 de Garcia-Lopez. As chances de quebra foram as mesmas seis para cada lado, mas o sérvio aproveitou todas que teve a seu favor e escapou de quatro break-points que enfrentou.

Assim como Pospisil, outro que esperava definição de rival era o búlgaro Grigor Dimitrov. Seu oponente na segunda rodada será o espanhol Pablo Andújar, que depois de perder a estreia de duplas, ao lado do compatriota Rafael Nadal, venceu a primeira em simples, passando pelo francês Julien Benneteau em dois sets, com placar final de 6/4 e 6/1.

Mais um que avançou em Pequim foi o uruguaio Pablo Cuevas, que teve trabalho contra o cazaque Mikhail Kukushkin e venceu após batalha de três sets e 2h21, fechando o jogo com parciais de 7/6 (7-3), 3/6 e 6/4. O sul-americano espera agora pelo vencedor do confronto entre o britânico Andy Murray e o polonês Jerzy Janowicz.


Halep vence Zhu e avança no Premier de Pequim

As duas maiores favoritas na parte de baixo da chave do Premier de Pequim, a russa Maria Sharapova e a romena Simona Halep continuam em rota de colisão. As duas venceram suas respectivas partidas desta terça-feira e já asseguraram um lugar nas oitavas de final do torneio chinês, precisando de mais dois triunfos cada para sacramentarem o encontro.

Segunda mais bem cotada, Halep acabou com a festa da convidada da casa Lin Zhu, que depois de surpreender a russa Anastasia Pavluyuchenkova na estreia, foi derrotada em sets diretos, com parciais de 7/5 e 6/4. Nas oitavas de final, a rival da romena será a perigosa alemã Andrea Petkovic, cabeça de chave número 16.

Para alcançar a terceira fase em Pequim, Petkovic teve que passar pela norte-americana Madison Keys, derrubando-a em dois sets, com placar final de 6/2 e 6/3, em 1h12 de jogo. A alemã tem quatro confrontos no histórico com Halep e só venceu um deles, justamente o primeiro, no saibro de Bucareste, cinco anos atrás.

Quarta favorita, Sharapova levou 1h25 para superar a jovem ucraniana Elina Svitolina, aplicando duplo 6/2. A russa terá agora como oponente a espanhola Carla Suárez, responsável por surpreender a italiana Flavia Pennetta com o apertado placar de 6/1, 3/6 e 6/2.

O duelo pelas oitavas em Pequim será o tira-teima entre Suárez e Sharapova, que até então se enfrentaram duas vezes, com um resultado positivo para cada lado. Neste ano, a espanhola levou a melhor pelas oitavas no Premier de Montreal, ao passo que a russa tem uma vitória no Premier de Indian Wells, na terceira rodada do ano passado.

Compatriota de Sharapova, Svetlana Kuznetsova segue viva na competição. A russa superou a japonesa Kurumi Nara com 6/3 e 6/1, garantindo vaga nas oitavas. Sua próxima adversária será a alemã Angelique Kerber, sétima cabeça de chave, que deixou pelo caminho a cazaque Zarina Diyas, com o mesmo placar de 6/3 e 6/1.

Ceará goleia o Vila Nova por 5 a 1 e encosta no G-4

De jogo acirrado no primeiro tempo a massacre na etapa final. Após 45 minutos nivelados, o Ceará, em noite inspirada, se impôs na segunda metade da partida e não deu chances ao Vila Nova, aplicando goleada impiedosa de 5 a 1 em pleno Serra Dourada, em Goiânia, nesta terça-feira. Com gols de Bill, Helder Santos, Magno Alves, duas vezes, e Lulinha, o Vozão segue forte na luta pelo grupo dos quatro melhores da Série B do Brasileirão. O Tigre só assistiu ao segundo tempo e sofreu a sexta derrota seguida em casa.
Com a vitória, o Ceará vai a 46 pontos na 27ª rodada e fica em quinto, colado ao G-4. Oo Vila permanece com 20 e cai para o 19º lugar, sendo ultrapassado pela Portuguesa. Ambos voltam a campo na próxima terça-feira (7), às 19h30. Os cearenses recebem o Sampaio Corrêa no Castelão. Os goianos viajam e pegam o Bragantino no Nabi Abi Chedid.
Acirrado por 45 minutos
No primeiro tempo, a diferença que separa Vila Nova e Ceará na tabela de classificação não se refletiu tanto em campo. O jogo foi parelho, com as duas equipes se estudando bastante e ousando pouco. Mais cauteloso e postado no esquema com três zagueiros, o Vila Nova tinha dificuldade para chegar ao ataque, mesmo dando liberdade aos laterais e com a vantagem de jogar diante de sua torcida.
O Ceará encontrava espaço para agredir com um pouco mais de volume, mas sem chances claras de gol. O Vozão tentou explorar a experiência de seu setor ofensivo, mas esbarrou em uma linha de defesa bem constituída. O veterano Souza foi válvula de escape com chutes de longe, assim como Ricardinho, mas sem levar perigo real. Só que aí apareceu Magno Alves. Aos 45 minutos, o Magnata tentou da entrada da área. A defesa era fácil, mas André Luís falhou, deu rebote, e Bill não perdoou: 1 a 0 para os alvinegros.
vila nova x ceará - bill (Foto: Agência Estado)Bill comemora gol que abre caminho para a goleada do Ceará no Serra Dourada (Foto: Agência Estado)

Massacre alvinegro
Na etapa final, tudo mudou, e o Ceará não demorou a dar um importante passo para a vitória. Logo no primeiro minuto, Samuel Xavier cruzou da direita e encontrou Helder Santos. O lateral, que entrara na vaga do lesionado Vicente, aproveitou a zaga do Vila somente olhando, tirou do goleiro André Luís e ampliou para os visitantes: 2 a 0.
O Vila tentava se manter vivo no jogo e respondeu pouco depois. Aos cinco minutos, Leonardo recebeu passe de Ítallo na área, bateu no canto e descontou. Só que não passou de alarme falso. O Ceará continuou superior, conseguiu segurar o ímpeto colorado pela reação e ainda fez mais três. Magno Alves, duas vezes (aos 14 e 42), e Lulinha (aos 37) não tiveram dó do Tigre e sacramentaram a impiedosa goleada de 5 a 1 sobre o Tigre, frágil em seus domínios.

Serena vence Pironkova e vai à 3ª rodada em Pequim


2014/serena/0930_pequim_back_int.jpg

A norte-americana Serena Williams deu mais uma mostra que o mal estar responsável por seu abandono na semana passada, em Wuhan, é coisa do passado. Nesta terça-feira, a número 1 do mundo garantiu sua segunda vitória no Premier de Pequim ao derrubar a búlgara Tsvetana Pironkova em sets diretos, com placar final de 6/2 e 6/3.

Nas oitavas de final, a caçula das irmãs Williams terá pela frente a tcheca Lucie Safarova, cabeça de chave 13, que derrotou a alemã Mona Barthel, vinda do qualificatório, com um duplo 6/3, após 1h18 de jogo. Serena venceu todos os sete duelos anteriores contra a canhota tcheca, cedendo neles apenas dois sets para a rival.

Quem fará companhia a Serena na terceira rodada em Pequim será a irmã mais velha Venus Williams, que superou a francesa Caroline Garcia em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/3, depois de 1h14. Sua próxima oponente será a vencedora da partida envolvendo a tcheca Petra Kvitova e a atleta da casa Shuai Peng.

Já a polonesa Agnieszka Radwanska e a canadense Eugenie Bouchard não tiveram o mesmo sucesso das irmãs norte-americanas e acabaram eliminadas apesar do favoritismo. Cabeça de chave 5, a polonesa não resistiu à italiana Roberta Vinci e foi superada em sets diretos, com duplo 6/4, em 1h39 de competição.

Oitava pré-classificada, Bouchard perdeu para a alemã Sabine Lisicki também em sets diretos, com parciais de 6/2 e 6/4. A germânica terá agora pela frente a sérvia Ana Ivanovic, que superou a suíça Romina Oprandi com placar de 6/4 e 6/2. Por sua vez, a responsável pela eliminação de Radwanska vai encarar a russa Ekaterina Makarova, algoz da eslovena Polona Hercog com parciais de 7/5 e 6/0.

Ito vence Wawrinka e avança no ATP de Tóquio

Dois dos maiores candidatos ao título no ATP 500 de Tóquio não conseguiram sequer passar da primeira rodada. Um deles é o cabeça de chave número 1, o suíço Stan Wawrinka, que amargou uma surpreendente derrota diante do convidado da casa Tatsuma Ito em sets diretos, com placar final de 7/5 e 6/2, depois de 1h19 de confronto.

O outro superado logo na primeira rodada foi o francês Jo-Wilfried Tsonga, quinto pré-classificado, que até saiu na frente do polonês Michal Przysiezny, vindo do qualificatório, mas acabou levando a virada com parciais de 4/6, 7/5 e 7/6 (11-9), em batalha de 2h22.

Algoz de Wawrinka, o japonês Ito terá pela frente o alemão Benjamin Becker, que contou com a desistência do finlandês Jarkko Nieminen, que abandonou a partida quando perdia com placar de 7/5 e 4/1. Já o responsável pela eliminação de Tsonga, Przysiezny terá pela frente o uzbeque Denis Istomin.

Convidado da casa Go Soeda não teve a mesma sorte do compatriota Ito e acabou perdendo na estreia para o norte-americano Donald Young por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2. Young pode ter pela frente outro rival japonês, esperando pelo vencedor do confronto entre o nipônico Kei Nishikori e o croata Ivan Dodig.

O espanhol Roberto Bautista foi outra vítima entre os cabeças de chave eliminados. Ele abandonou o confronto com o francês Gilles Simon quando o placar apontava 4/6, 7/6 (9-7) e 2/1. Na segunda rodada, Simon vai encarar o luxemburguês Gilles Muller.

Quem escapou do dia de zebras foi o canadense Milos Raonic. Terceiro mais bem cotado ao título, ele derrubou o australiano Bernard Tomic em sets diretos, com parciais de 7/6 (7-3) e 6/3, tendo agora como próximo oponente o austríaco Jurgen Melzer, que venceu o único duelo entre eles, na final do ATP de Memphis, dois anos atrás.

marino vence Pigossi e avança no WTA de Bogotá

 Terceira melhor brasileira no ranking feminino, ocupando o 277º lugar, a paulista Laura Pigossi não resistiu ao favoritismo da colombiana Mariana Duque Marino em sua estreia no ITF de US$ de Monterrey, no México, em piso sintético. Pigossi caiu sets diretos, com parciais de 7/5 e 6/2 para a cabeça 2 colombiana de 25 anos, atual 161ª colocada e que já venceu o WTA de Bogotá em 2010, quando chegou a ser 90ª do mundo.

O torneio em Monterrey é o segundo em uma recente excursão da jogadora de 20 anos treinada por Renato Messias. Na útlima semana, no saibro mexicano de Juarez, Pigossi venceu duas partidas antes de chegar nas quartas de final de simples e ganhou o torneio de duplas ao lado da própria Mariana Duque Marino. Pigossi também é a melhor brasileira no ranking de duplas, ocupando o 162º lugar da lista.

Outra representante brasileira na chave é a canhota gaúcha Gabriela Ce, de 21 anos, que jogará pela segunda rodada do evento contra a ucraniana Kateryna Bondarenko. Atual 234ª colocada do ranking, Cé está com o melhor ranking da carreira, impulsionado por ótimos resultados ainda no mês de julho.

Já nos pelo torneio americano de US$ 10 mil de Hilton Head Island, a juvenil paulista Luisa Stefani, que treina nos Estados Unidos, furou o qualificatório após bater a norte-americana Rebecca Shine, por 6/0 e 6/2, pela terceira rodada da fase de classificação. A paulista de 17 anos estreará na chave principal contra a cabeça 7 local Anamika Bhargava.

Também nesta terça-feira a cabeça 2 paulista Nathalia Rossi abandonou sua partida de estreia após perder o primeiro set por 6/3 para a chilena Ivania Martinich. Já a experiente catarinense Maria Fernanda Alves, quinta favorita, caiu para a norte-americana Marie Norris, por 6/4 e 7/5.

Pereira vence Russi e avança no Chile

O pernambucano José Pereira, 339º do ranking, estreou com vitória no future de US$ 10 mil de Santiago sobre o saibro. Segundo favorito no evento, Pereira marcou um duplo 6/0 sobre o jovem paulista Eduardo Russi e agora enfrentará o chileno Benjamin Ugarte.

Outros brasileiros a avançar são os gaúchos João Walendowski e Nicolas Cavalheiro. Walendowski passou pelo quali da casa Gerardo Irrazabal por 6/2 e 6/3 e enfrentará o cabeça 4 local Jorge Aguilar. Cavalheiro virou contra o quali argentino Facundo Jofre com placar de 1/6, 6/3 e 6/2 e agora encara o cabeça 1 local Hans Castillo. 

Já o também gaúcho Fabrício Neis, sétimo cabeça de chave, sofreu uma virada em sua partida diante do argentino Mariano Kestelboim. As parciais foram de 6/7 (7-3), 6/1 e 6/1.

Em Santa Cruz, na Bolívia, o catarinense Thales Turini também confirmou sua condição de cabeça 2 do future de US$ 10 mil local sobre o saibro. Turini marcou fáceis 6/1 e 6/0 contra o paulista Augusto Laranja.

Ainda pelo torneio boliviano, o paulista Alexandre Tsuchiya derrubou o mexicano Luis Patino, oitavo cabeça de chave, com parciais de 6/7 (7-3) 6/4 e 6/3. Já o carioca Yuri Andrade estreia contra o argentino Juan Ignacio Ameal, sétimo cabeça de chave.

Feijão derrota Garin e avança em Cali

Na semana em que marcou seu retorno ao top 100 do ranking, aparecendo na 93ª posição do ranking da ATP, o paulista João "Feijão" Souza deu continuidade ao bom momento no circuito e estreou com vitória no challenger de Cali, na Colômbia, evento que distribui US$ 40 mil e é disputado no saibro. Nesta terça-feira, Feijão marcou um duplo 6/3 em 1h16 contra o promissor chileno de 18 anos Christian Garin.

Nas oitavas de final, o número 2 do Brasil enfrenta o equatoriano Emilio Gomez, que na última segunda-feira havia eliminado o gaúcho Marcelo Demoliner. Sétimo favorito, Feijão vem de um vice-campeonato no challenger de Pereira, também na Colômbia.

Com os resultados de momento, o paulista de Mogi das Cruzes está ganhando já mais uma posição. Caso continue avançando, tem chances até de superar sua melhor marca, o 84º lugar, obtido em setembro de 2011.

Outro brasileiro a avançar no torneio colombiano foi o gaúcho Guilherme Clezar, que precisou de apenas 56 minutos para passar pelo argentino Augustin Vellotti. Ele agora enfrenta o cabeça 5 colombiano Alejandro Gonzalez, que virou sobre o quali carioca Wilson Leite, com parciais de 6/7 (7-5) 6/4 e 6/1 em 2h07 de confronto.

Quadrifinalsita nos challengers de Campinas e Porto Alegre nas duas últimas semanas, Clezar não conseguiu defender pontos de campanhas ainda melhores obtidas nas edições do ano passado desses torneios e perdeu mais de 50 posições em duas semanas. Atualmente, o gaúcho de 22 anos aparece em  246º lugar, mas já ganhará ao menos 14 posições graças à vitória obtida nesta terça-feira.

PSG derrota Barcelona e lidera Grupo F da Liga dos Campeões

Paris Saint-Germain e Barcelona deram uma aula de futebol nesta terça-feira, no Parque dos Príncipes, em Paris, pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Num jogo franco, repleto de grandes jogadas, quem levou a melhor foi time francês que, mesmo desfalcado de Ibrahimovic e Lavezzi, venceu por 3 a 2. David Luiz, Messi, Verratti, Matiudi e Neymar marcaram.

Depois de sete jogos, o Barcelona ainda não havia levado gols na temporada - portanto, também ainda não havia perdido. A equipe espanhola teve Xavi no segundo tempo e viu seu capitão chegar à sua 143.ª partida de Liga dos Campeões, tirando um recorde que era de Raúl, ex-estrela do Real Madrid.
Também invicto na temporada (cinco empates, seis empates), o PSG chegou a quatro pontos no Grupo F, contra três do Barça e dois do Ajax. No outro jogo da chave, o APOEL empatou em casa com o Ajax, por 1 a 1. Andersen, para os holandeses e o brasileiro Manduca, de pênalti, para os cipriotas, marcaram.
O JOGO - Até então invicta, a zaga do Barcelona foi furada pela primeira vez em jogada brasileira. Lucas bateu falta pela esquerda, David Luiz teve espaço para dominar na área e, como um centroavante, girar e bater sem chances para Ter Stegen.
A festa do PSG não durou um minuto. Na jogada seguinte, uma aula de futebol. Messi e Iniesta tabelaram com passes de primeira e, também sem precisar dominar, o argentino bateu bonito, no canto, deixando o placar em 1 a 1 aos 11 minutos.
O Barcelona, como de praxe, tinha mais posse de bola, mas o PSG parecia mais incisivo quando chegava. Para voltar à frente, contou com uma falha de Ter Stegen, que saiu muito mal do gol após escanteio batido por Thiago Motta, aos 26. Verratti subiu sozinho no segundo pau e fez 2 a 1.
Mesmo jogando fora de casa, o Barça não aceitaria a derrota. Foi para o ataque e levou o terceiro aos 9 do segundo tempo, em bela jogada do PSG. Lucas carregou e deu para Van der Wiel, que cruzou na medida para Matuidi, no segundo pau.
Novamente o Barça não demorou a marcar. Dois minutos depois, Daniel Alves cruzou, Neymar dominou na área e bateu com categoria, no cantinho, descontando para os espanhóis. O empate poderia ter vindo depois, com Pedro, mas o chute foi caprichosamente na trave.
Nos minutos finais, o jogo ficou aberto. Marquinhos salvou o PSG com um carrinho providencial, cortando chute de Pedro. Do outro lado, Lucas deu ótima assistência para Cavani, que foi lento para a bola e perdeu para Mascherano.

Chelsea vence Sporting fora de casa e conquista 1ª vitória na Champions

O Sporting foi hoje derrotado pelos ingleses do Chelsea, por 1-0, em jogo da segunda jornada da Liga dos Campeões, disputado no estádio José Alvalade, em Lisboa, e caiu para último do Grupo G.

Um gol do médio sérvio Nemanja Matic, antigo jogador do Benfica, aos 34 minutos, deu a primeira vitória à equipa comandada por José Mourinho, que assumiu a liderança do grupo, com quatro pontos.

Os alemães do Schalke 04 e os eslovenos do Maribor empataram 1-1 em Gelsenkirchen e passaram a somar dois pontos cada, enquanto o Sporting manteve o ponto resultante da igualdade na Eslovénia na primeira jornada.

29/09/2014

Ghem vence Zampieri e é bicampeão da Copa Thomás Engel

O gaúcho André Ghem confirmou o favoritismo e conquistou, no último domingo, o título da 1ª Classe Masculina da Copa Thomás Engel de Tênis. Na final realizada na Sociedade Aliança de Novo Hamburgo, Ghem garantiu o bicampeonato do torneio ao vencer o paulista Caio Zampieri por 6/4 e 6/1, reafirmando esta que é uma de suas melhores fases como tenista profissional.

No ranking desta segunda-feira, Ghem ocupa a posição de número 176, tendo chegado à sua melhor marca, 171º, na última semana após o vice-campeonato no challenger de Campinas. Zampieri, por sua vez, é o 442º colocado na lista. “É sempre muito bom jogar em casa, com o apoio da torcida. Agradeço a todos que vieram me acompanhar e torcer por mim. E parabéns a todos que estiveram envolvidos com a realização deste torneio”, disse o campeão.

 Pela vitória, ele faturou um prêmio de R$ 5.000,00. O vice-campeão recebeu R$ 2.200,00. Pela primeira vez ao longo de suas 13 edições a Copa Thomás Engel contou com nove tenistas com pontuação no ranking. O torneio teve também o seu recorde de inscritos, com cerca de 330 participantes. Na 1ª Classe Feminina a vitória foi de Carmene Goulart. Na final, ela venceu Suellen Abel por 7/6(5), 6/2.

Serena vence Soler e avança em Beijing

Um susto. E que susto. A número 1 do mundo esteve por três vezes a ponto de levar um incrível 6/0 em sua estreia no Premier de Pequim nesta segunda-feira, mas encontrou forças para reagir. Ganhou sete games seguidas da espanhola Silvia Soler e completou a partida com as parciais de 7/5 e 6/2. Sua próxima adversária será a búlgara Tsvetana Pironkova, que superou a russa Maria Kirilenko por 6/4 e 6/1.

Serena passou mal na semana passada e foi obrigada a abandonar a partida contra a francesa Alizé Cornet. Em sua estreia de Pequim, estava evidente a falta de ritmo. A espanhola aproveitou as sucessivas falhas da poderosa adversária, abriu 5/0 com três quebras de saque e encarou três oportunidades para fechar o histórico set. Mas aí Serena reagiu. Com jogadas ousadas, safou-se da situação e em meia hora virou totalmente o set. Depois, completou a vitória num total de 73 minutos.

"Foi realmente excitante a forma com que consegui sair com a vitória hoje", comentou a campeã do US Open. "Tive um começo muito lento de partida, mas eu queria de qualquer jeito ganhar e disputar mais alguns jogos aqui". Ela garante que o problema viral em Wuhan está totalmente superado. "Estou muito bem agora. Na verdade, me sinto melhor a cada dia".

Nas outras partidas do dia, a sérvia Ana Ivanovic arrasou a esperança suíça Belinda Bencic, vinda do quali, com vitória por 6/2 e 6/1, enquanto Cornet causou mais uma surpresa em sua boa temporada, ao tirar a sérvia Jelena Jankovic, cabeça 10, por 7/5, 3/6 e 6/4. Ivanovic enfrenta agora outra suíça, Romina Oprandi, e aguarda o duelo contra Eugénie Bouchard, que entra diretamente na segunda rodada e tem estreia difícil diante de Sabine Lisicki.

Cilic derrota Bai e avança no ATP de Pequim

Em seu primeiro jogo desde a conquista do US Open, nesta segunda-feira, pela primeira rodada do ATP 500 de Pequim, o croata Marin Cilic não teve grandes dificuldades e derrubou o convidado da casa Yan Bai em sets diretos, com placar final de 6/3 e 6/4, após 1h21 de confronto.

Cabeça de chave número 4 na competição chinesa, o segundo croata a levar um Grand Slam terá como próximo oponente o português João Sousa, que levou um belo susto no começo do jogo contra o quali russo Teymuraz Gabashvili, mas depois conseguiu a virada e fechou com parciais de 1/6, 7/6 (7-4) e 6/4, após 2h05 de confronto.

Outro vencedor desta segunda foi o búlgaro Grigor Dimitrov. Brigando por um lugar no ATP Finals pela primeira vez, ele começou sua campanha em Pequim precisando de três sets para bater o canhoto espanhol Fernando Verdasco, contra quem aplicou placar final de 6/1, 3/6 e 6/3, depois de 1h35 de jogo.

Na segunda rodada, Dimitrov terá pela frente o vencedor do duelo entre o espanhol Pablo Andújar e o francês Julien Benneteau. O búlgaro é o 11º na corrida da temporada e com essa vitória está apenas 150 pontos atrás da zona de classificação para o Finals de Londres.

Convidado da organização, o sérvio Viktor Troicki provou que o ano afastado das quadras, após problema com o antidoping, é coisa do passado. Ele obteve mais uma boa vitória, desta vez para cima do russo Mikhail Youzhny, contra quem aplicou placar final de 6/3 e 6/4, em 1h16 de embate.

Troicki já é o 152º do mundo, deve subir pelo menos 10 colocações no ranking só com esta vitória e pode aparecer entre os 120 melhores do ano na próxima lista. O sérvio de 28 anos terá pela frente quem levar a melhor no confronto entre o tcheco Tomas Berdych, terceiro mais bem cotado ao título, e o espanhol Feliciano López.

O canadense Vasek Pospisil levou a melhor no embate com o tcheco Lukas Rosol, vencendo com parciais de 6/4 e 6/3, e deve ter o sérvio Novak Djokovic pela frente. Porém, para que o número 1 do mundo cruze seu caminho, ele precisa primeiro passar pela estreia sobre o espanhol Guillermo Garcia-Lopez.

Melgar vence Unión Comercio e lidera o Clausura peruano

Melgar de Arequipa, com gol do argentino Bernardo Cuesta, venceu 1-0 o Unión Comercio na quarta jornada do Torneio Clausura-2014 do futebol peruano, que finalizou no domingo.

O único gol da equipe 'rubro-negra' foi anotado por Cuesta aos 12 minutos em partida jogada no estadio Monumental la Unsa da cidade de Arequipa (sul).

Com este resultado, o Melgar somou 12 pontos e é o único líder do torneio.

Gomez vence Demoliner e avança em Cali

Depois de atravessar as duas rodadas do qualificatório no challenger de Cali, o gaúcho Marcelo Demoliner acabou se despendindo na primeira rodada da chave principal da competição no saibro que distribui premiação de US$ 40 mil. Demoliner lutou por 1h55, mas acabou caindo para o equatoriano Emilio Gomez, por 6/1, 5/7 e 6/1.

Com um calendário muito mais voltado ao circuito de duplas, Demoliner fez apenas a sua terceira partida em uma chave principal de challenger no ano, repetindo os resultados obtidos no mês de janeiro São Paulo e no Panamá, onde também passou por duas rodadas do quali, mas não superou a estreia no quadro principal.

Atual 810º do ranking de simples e 181º no de duplas, o gaúcho de 25 anos venceu o challenger de Quito com o paulista João "Feijão" Souza há duas semanas, e chegou a disputar a chave principal Wimbledon e cinco torneios ATP na modalidade. Demoliner formará a dupla cabeça 1 em Cali com o colombiano Nicolas Barrientos e estreia em data a definir contra os argentinos Guillermo Duran e Guido Andreozzi.

Outros três brasileiros estreiam nesta terça-feira pela chave principal de simples em Cali. Finalista neste domingo em Pereira, Feijão será cabeça 7 e encara a esperança chilena Christian Garin, por às 12h30 (horário de Brasília). Já o gaúcho Guilherme Clezar fará sua terá pela frente o argentino Agustin Velotti por volta das 15h, enquanto o carioca Wilson Leite, que também furou o quali, joga contra o cabeça 5 colombiano Alejandro González, não antes das 14h30.

“Nas condições aqui em Cali, é muito importante sacar e devolver bem, pois os pontos estão se decidindo muito no início. Vou ter que entrar bastante atento e focar nessa parte do jogo”, disse Clezar, que na semana passada foi quadrifinalista em Porto Alegre.

“Já o conheço de longa data. É um jogador muito batalhador, que luta por cada ponto, se defende bem e sabe controlar o jogo se tiver oportunidade”, avaliou o gaúcho a respeito do adversário argentino, a quem encara pela primeira vez no ATP Challenger Tour.

Cé vence Skamlova e avança no ITF de Monterrey


2014/brasileiras_outras/gabriela_ce_back_campos_int.jpg

Embora esteja melhorando seu melhor ranking na carreira ao longo das últimas semanas, aparecendo na 234ª posição nesta segunda-feira, a canhota gaúcha Gabriela Cé tirou um peso das costas nesta segunda-feira ao anotar sua primeira vitória em quase dois meses. A gaúcha de 21 anos virou contra a eslovaca Chantal Skamlova, com parciais de 2/6, 6/4 e 6/2 em sua estreia no ITF de US$ de Monterrey, no México, em piso sintético.

A número 2 do Brasil terá agora um dia de descanso e aguarda a definição do jogo entre a paraguaia Montserrat Gonzalez, oitava cabeça de chave, e a ucraniana Kateryna Bondarenko. A gaúcha vinha de derrotas na estreia de seus últimos cinco torneios, mas sustentou seu ranking graças a um ótimo mês de julho, quando foi campeã em Campos do Jordão e finalista de um torneio na Alemanha.

Outra representante brasileira na chave é a paulista Laura Pigossi, terceira melhor brasileira no ranking, ocupando a 277ª colocação. A jogadora de 20 anos estreará contra a colombiana Mariana Duque Marino, ao lado de quem venceu o título de duplas no saibro mexicano de Juarez no último sábado.

Já nos pelo torneio americano de US$ 10 mil de Hilton Head Island, a juvenil paulista Luisa Stefani, que treina nos Estados Unidos, venceu a segunda partida do qualificatório após bater alemã Yvonne Hubler nesta segunda-feira, com parciais de 6/1, 4/6 e 6/0. A jovem tenista de 17 anos joga a final do quali nesta terça-feira, contra a norte-americana Rebecca Shine.

A chave do torneio disputado sobre o saibro terá duas brasileiras entre as favoritas. Segunda pré-classificada, a paulista Nathalia Rossi jogará contra a chilena Ivania Martinich, enquanto a cabeça 5 catarinense Maria Fernanda Alves terá pela frente a jogadora da casa Marie Norris.

Newcastle perde para Stoke City e segue na zona de rebaixamento

Um gol do inglês Peter Crouch deu hoje o triunfo caseiro ao Stoke sobre o Newcastle, por 1-0, no encontro que fechou a sexta jornada da Liga inglesa.

O avançado marcou, aos 15 minutos, o único gol da partida, após uma assistência do nigeriano Victor Moses, permitindo ao Stoke subir ao 11.º lugar, com oito pontos.

O Newcastle, do muito contestado Alan Pardew, está na 19.ª e penúltima posição, com apenas três pontos e ainda sem qualquer triunfo.

Resultados da 6ª rodada da Premier League - 2014/2015:

Sábado, 27 de Setembro de 2014
Liverpool - Everton, 1 - 1
Hull City - Man City, 2 - 4
Crystal Palace - Leicester, 2 - 0
Chelsea - Aston Villa, 3 - 0
Sunderland - Swansea City, 0 - 0
Southampton - QPR, 2 - 1
Man Utd - West Ham, 2 - 1
Arsenal - Tottenham, 1 - 1

Domingo, 28 de Setembro de 2014
WBA - Burnley, 4 - 0

Segunda-feira, 29 de Setembro de 2014
Stoke City - Newcastle, 1 - 0

Paços Ferreira vence o Belenenses e assume 9ª posição na Liga Zon Sagres

Uma exibição categórica do Paços de Ferreira garantiu hoje a vitória por 2-0 sobre o Belenenses, que desperdiçou a possibilidade de ascender ao segundo lugar da Primeira, no jogo que encerrou a sexta jornada.

Urreta, num "chapéu" perfeito, fez o primeiro gol dos pacenses, aos 19 minutos, e Bruno Moreira, aos 63, fechou a contagem, confirmando o quarto triunfo do Paços frente ao Belenenses na Capital do Móvel, em 13 encontros para I Liga.

Com este resultado, o Paços de Ferreira ascendeu ao nono lugar, com oito pontos, a dois do Belenenses, que manteve a oitava posição.

Minhoca, no Paços de Ferreira, e Nelson, no Belenenses, ambos por lesão, foram substituídos nos "onzes" por Manuel José e João Meira, respetivamente, nas únicas alterações relativamente à última jornada na I Liga.

Os locais entraram dominadores, com um futebol apoiado e a toda a largura do campo, face a um Belenenses mais de contenção, mas com critério nas saídas em transição, em especial quando Deyverson e Miguel Rosa foram trocando de posições e libertaram Sturgeon, provocando alguns desequilíbrios no contragolpe.

Com a preocupação das duas equipas em jogarem futebol, o Paços foi sempre mais ameaçador, tanto na exploração da zona central, através de iniciativas dos médios ou arrancadas dos laterais, como dos corredores, beneficiando da grande vocação ofensiva de Jaílson e Hélder Lopes.

Manuel José, aos sete minutos, ensaiou o primeiro remate do jogo, após jogada de envolvimento coletivo do Paços, num lance que inspirou Urreta, aos 18, mas o passe para Bruno Moreira acabou num remate torto.

A resposta do Belenenses surgiu no minuto seguinte, num passe largo para Deyverson, na esquerda, mas o centro atrasado para Miguel Rosa esbarrou na defesa pacense.

Na sequência do lance, os locais "descobriram" Urreta na esquerda e o uruguaio, isolado, na área, frente a Matt Jones, fez um "chapéu" com as medidas certas e inaugurou o marcador, num lance de grande qualidade técnica.

O Belenenses reagiu bem à desvantagem e, até ao intervalo, com um futebol mais direto e menos trabalhado do que os locais, equilibrou mais a posse de bola e repartiu os lances de perigo com o Paços - dois para cada lado e trabalho de qualidade dos dois guarda-redes.

A formação do Restelo esteve perto do empate no reatamento, mas Rafael ofereceu o corpo ao remate de Deyverson e, apesar do maior controlo pacense, a incerteza no resultado manteve-se até aos 63 minutos, quando Bruno Moreira, aproveitando uma bola dividida de Cícero e João Meira, após insistência de Hélder Lopes, fez o 2-0.

Este lance abalou o ânimo dos forasteiros e moralizou os locais, que, até final, numa exibição sempre com nota alta, poderiam ter ampliado a vantagem.

Cícero trabalhou muito, mas não teve felicidade na finalização, e seria Vasco Rocha, aos 87 minutos, em mais um lance iniciado com um toque de classe do internacional uruguaio Urreta a acertar no ferro da baliza de Matt Jones.

28/09/2014

Monterrey vence Atlas e assume vice-liderança do Apertura mexicano



Os Rayados de Monterrey derrotaram por marcador de 2-1 - Atlas FC em partida da jornada 10 da Liga BBVA Bancomer, disputado no Estadio Tecnológico.

Nishikori vence Bennetau e fatura o ATP de Kuala Lumpur

Além do título na Malásia, o japonês já venceu neste ano em Memphis e Barcelona (Getty Images)

O japonês Kei Nishikori manteve a boa sequência de resultados no circuito profissional e conquistou o ATP 250 de Kuala Lumpur, neste domingo. Na final, ele derrotou o francês Julien Benneteau por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/4, para obter seu terceiro título do ano.

Finalista do Aberto dos Estados Unidos, Kei Nishikori também foi campeão em 2014 do ATP 500 de Barcelona, derrotando o colombiano Santiago Giraldo na decisão, e do ATP 250 de Memphis, superando o croata Ivo Karlovic. Ele ainda ficou com o vice do Masters 1000 de Madri.

O domingo marcou o terceiro título de Kei Nishikori no ano e também o terceiro vice-campeonato seguido de Julien Benneteau no ATP 250 de Kuala Lumpur. O francês atingiu a decisão do torneio malaio em 2012, 2013 e 2014, e foi derrotado nas três oportunidades.

“Kei estava bom demais nos momentos importantes, principalmente no fim do primeiro set. Tive algumas chances, mas contra este tipo de jogador elas são poucas e você precisa aproveitá-las. Estou desapontado com a vitória, mas muito feliz com o nível do meu jogo”, afirmou Benneteau.

Nacional vence Montevideo Wanderers e assume liderança do Apertura uruguaio



Um gol olímpico de Recoba e outro golaço de De Pena deram a vitoria ao Nacional por 2 a 0 frente o Montevideo Wanderers e ao menos até este domingo é o líder do Apertura uruguaio. O Nacional soma 18 pontos e o Racing, que nesse domingo joga com o Rampla, tem 16.

Figueirense vence, afunda o Palmeiras e se afasta do Z-4

O Palmeiras bem que tentou, mas não conseguiu derrotar o Figueirense, fora de casa, neste domingo (28), no Orlando Scarpelli. De virada, o time de Santa Catarina venceu a partida por 3 a 1 e não deixou o alviverde sair da zona de rebaixamento.

Comandados por Valdivia, o Palmeiras começou o jogo com mais qualidade. O resultado veio através do gol de Cristaldo, que deixou o time com vantagem no placar na ida para o vestiário.

Com o resultado positivo, Dorival Júnior tentou garantir a pontuação na segunda etapa jogando fora de seus domínios, mas depois de um apagão, o Figueirense marcou três gols (um de Marcão e dois de Clayton) em menos de dez minutos e acabou com o sonho palmeirense de conquistar a segunda vitória consecutiva em mais de quatro meses.

Com o resultado, o Verdão continua na zona de rebaixamento do Brasileirão, na 17ª colocação, com 25 pontos. O time do técnico Argel Fucks, por sua vez, pula para a 10ª posição e foge da zona da degola.

Na próxima rodada, o Palmeiras recebe, na quinta-feira (2), a Chapecoense, no Pacaembu. Já o Figueira viaja até Goiania, onde enfrenta o Goiás, no sábado (4), no Serra Dourada.

Internacional vence o Coritiba por 4 a 2 e encosta no líder Cruzeiro



Nas últimas rodadas, o São Paulo passou a ser o maior candidato a brigar com o Cruzeiro pelo título nacional, principalmente após vencer a Raposa. Mas quem mostra força no momento é o Internacional, que venceu o Coritiba, no Beira-Rio.

Com o resultado, os gaúchos abrem quatro pontos do terceiro colocado, São Paulo, e diminuem a vantagem do Cruzeiro para seis. O time do Alto da Glória segue na lanterna.


Jogo de boas chances

As duas equipes não tinham medo de atacar. O Inter era melhor, principalmente porque achava espaços no lado esquerdo da defesa, nas costas de Norberto. 

Foi em um desses lances que o lateral cometeu pênalti em Wellington Paulista. D´Alessandro perdeu, a bola sobrou para o meia que quase perdeu novamente, mas a bola, após bater no goleiro e na trave, entrou. 

A resposta não demorou muito. No lance quase que seguinte, o zagueiro Leandro Almeida aproveitou escanteio cobrado por Alex e, de cabeça, igualou tudo. 

O jogo seguiu aberto, com chances dos dois lados. Aos 31, em mais uma jogada na área adversária, Alex aproveitou rebote e empurrou para as redes, recolocando os donos da casa em vantagem. 

Ainda antes do primeiro tempo, Norberto voltou a participar negativamente, e vacilou feio. Eduardo Sasha aproveitou e fez o terceiro tento colorado. 

Coxa não joga a toalha

O Coxa seguiu tentando na segunda metade. Aos 11, Robinho teve grande oportunidade após aproveitar erro de passe de D´Alessandro, mas parou em Dida e na trave. Pouco depois, aos 14, foi Joel quem acertou a trave. 

Aos 18 minutos, finalmente a bola entrou. Martinuccio bateu cruzado e Zé Eduardo completou, já na pequena área, para diminuir: 3 a 2. Faltava um para empatar. 

Abel viu que a situação estava ficando feia, e colocou Valdívia no lugar de Wellington Paulista. O garoto, que quase sempre entra bem, aproveitou contra-ataque rápido e deu o passe para Eduardo Sasha fazer seu segundo gol na partida, o quarto do Inter. Depois, ainda faltou luz no estádio, mas a torcida já havia visto o necessário. 

Estrella vence Feijão e conquista o Challenger de Pereira

Após um duelo de 3h17 de duração, o tenista brasileiro João Souza, o Feijão, ficou com o vice-campeonato do Challenger de Pereira, na Colômbia. Na decisão do torneio, ele perdeu para o dominicano Victor Estrella, número 81 do ranking da ATP, por 2 sets a 1, com parciais de 6/7, 6/3 e 6/7.

O começo da partida já deu indícios de que a final seria bastante acirrada. Estrella só conseguiu confirmar a vitória no primeiro set depois do tiebreak, no qual o dominicano levou a melhor por 7 a 5. Já no segundo set, Feijão não teve dificuldade para empatar o jogo em 1 set a 1 ao fazer 6 a 3 no adversário. 

O último set da decisão, porém, voltaria a ter ares de drama. Quando Estrella vencia por 6 a 5, Feijão salvou um match point do dominicano e levou o jogo para mais um tiebreak, onde o brasileiro teria o ponto do campeonato. No entanto, Estrella se segurou e venceu o game decisivo por 8 a 6, fechando a final em 2 sets a 1.

Bellucci e Sá vecem Siljestrom e Cerretani e fatruam título em Orleans

Se no simples não deu para Thomaz Bellucci em sua primeira decisão disputada no ano, o brasileiro conseguiu deixar o Challenger de Orleans, na França, comemorando um importante triunfo. Após ser batido pelo ucraniano Sergiy Stakhvosky por 2 sets a 0 - 6/2, 7/5 - mais cedo, o paulista deu a volta por cima ao lado de André Sá. Nas duplas, venceram o time formado pelo sueco Andreas Siljestrom e pelo americano James Cerretani - 5/7, 6/4, 10/8.
Thomaz Bellucci e Sá tênis  (Foto: Divulgação / Open D' Orleans)Derrotado pela manhã, Bellucci voltou para conquistar título nas duplas em Orleans (Foto: Divulgação / Open D' Orleans)


Outros campeões do domingo
Andy Murray tênis ATP 250 china (Foto: Reuters)Andy Murray venceu em Shenzen (Foto: Reuters)
Na China, o britânico Andy Murray sagrou-se campeão do ATP 250 de Shenzen ao bater o espanhol Tommy Robredo de virada por 2 sets a 1 - 5/7, 7/6 e 6/1. Pelo ATP 250 de Kuala Lumpur, na Malásia, o japonês Kei Nishikori venceu Julien Benneteau, da França, por 2 a 0 - 7/6 e 6/4 - e saiu vitorioso.

Oriental vence o Farense na prorrogação e avança na Copa de Portugal

O Oriental recebeu e venceu hoje o Farense por 3-2, após prolongamento, qualificando-se para a terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol.

Depois da igualdade 2-2 no final do tempo regulamentar, um golo de Daniel Almeida, no quarto minuto do prolongamento, deu ao Oriental a última vantagem no encontro e a possibilidade de seguir em frente na prova.

Os comandados de João Barbosa até começaram melhor o encontro, com um cabeceamento de Leonel que obrigou o guarda-redes Bento a aplicar-se, contudo, foram os forasteiros que inauguraram o marcador, aos 14 minutos, através de Adelaja.

O Oriental reagiu e chegou ao gol por intermédio de Henrique, que aproveitou da melhor forma uma defesa incompleta de Bento para fazer o 1-1, aos 37, resultado que se manteve até ao final do primeiro tempo.

A segunda parte começou praticamente com mais um golo do Oriental, desta feita marcado pelo capitão Daniel Almeida, que, aos 49 minutos, na sequência de um canto batido por Pedro Alves, surgiu ao segundo poste e encostou para o fundo da baliza dos algarvios, operando a reviravolta no marcador.

O Farense, aos 60, restabeleceu a igualdade através de um livre direto batido de forma exemplar por Neca, jogador que tinha entrado na partida três minutos antes.

Até ao fim da segunda parte, o Farense ficou reduzido a 10 jogadores, devido à expulsão de Harramiz por acumulação de amarelos, aos 87 minutos.

Com o resultado em 2-2, a decisão ficou adiada para o prolongamento e, nos 30 minutos adicionais, a equipa da casa fixou o resultado em 3-2, seguindo em frente na Taça de Portugal através de um golo de Daniel Almeida, na transformação de uma grande penalidade, a castigar mão da defesa Kiki.

Juventus perde para a Sampdoria e vê Nápoli consolidar liderança do Italiano

A Juventus, hexampeã italiana de futebol, foi hoje derrotada por 3-2 na visita à Sampdoria, em jogo da 13.ª jornada da liga italiana, re...