30/04/2017

Bahia derrota Vitória por 2 a 0 e avança à final da Copa do Nordeste

O Bahia precisava de um triunfo sobre o Vitória para ser o primeiro finalista da Copa do Nordeste. Neste domingo, no jogo de volta entre as equipes, na Arena Fonte Nova, o Tricolor levou a melhor no Clássico Ba-Vi ao superar o Rubro-Negro por 2 a 0, com gols de Allione e Régis.

O Bahia precisava de um triunfo sobre o Vitória para ser o primeiro finalista da Copa do Nordeste. Neste domingo, no jogo de volta entre as equipes, na Arena Fonte Nova, o Tricolor levou a melhor no Clássico Ba-Vi ao superar o Rubro-Negro por 2 a 0, com gols de Allione e Régis.

Agora, a equipe do técnico Guto Ferreira aguarda por Santa Cruz ou Sport, que fazem a decisão pernambucana da outra semifinal. No primeiro confronto, o Santa venceu por 2 a 1, na Ilha do Retiro. O jogo da volta está marcado para a próxima quarta-feira, dia 3, às 21h45 (de Brasília), no Arruda. A final da Copa do Nordeste será disputada em jogos de ida e volta, nos dias 17 e 25 de maio, respectivamente. 

Por conta do placar de 2 a 1 para o Vitória na última quinta-feira, no Barradão, os jogadores do Leão foram a campo com o propósito de segurar a vantagem do empate. No entanto, diante do estádio lotado, o Bahia partiu para cima e dominou a partida. 

Apesar de criar boas chances, o gol do Tricolor só saiu na marca dos 37 minutos. Ainda no campo de defesa, houve um encontrão entre jogadores de Bahia e Vitória, mas o árbitro viu vantagem no lance. A zaga do Leão parou para reclamar e, desorganizada, ofereceu espaço para Régis avançar e tocar para Allione, próximo da entrada da área. O gringo teve tempo para dominar e acertar belo chute colocado. 

Na volta do intervalo, o Vitória mostrou iniciativa e por muito pouco não deixou tudo igual com menos de dez minutos. Precisando buscar o resultado, a equipe rubro-negra tentou chegar nos contra-ataques, mas pecou nas finalizações. O Bahia, por outro lado, teve mais espaço e conseguiu ampliar. Aos 14, Régis recebeu passe de Eduardo dentro da área, passou pela marcação de Kanu e mandou rasteiro no canto do gol. Na comemoração, o jogador foi para a torcida e acabou levando o segundo amarelo, tendo de deixar o gramado. 

Após o gol, o jogo ficou tenso. O Vitória teve o lateral Patric expulso após desentendimento com Armero. Com isso, os times tiveram que se desdobrar para conseguirem manter o mesmo ritmo. No entanto, apesar dos esforços nem Vitória nem Bahia conseguiram balançar as redes. Por fim, o triunfo por 2 a 0 assegurou a vaga ao Tricolor. 

Após o apito final, jogadores de ambas as equipes se envolveram em uma confusão no túnel que dá acesso aos vestiários. O técnico Guto Ferreira tentou separar os atletas, mas o clima esquentou e a confusão acabou com socos e chutes.

Chape vence o Avaí fora de casa e sai na frente pelo título Catarinense

Na primeira partida da grande final do Campeonato Catarinense, quem se deu melhor foi a Chapecoense. Atual campeã do estadual, o Verdão do Oeste venceu o Avaí fora de casa por 1 a 0 e conquistou boa vantagem para o jogo de volta, na Arena Condá, no próximo domingo. Apesar da vitória, quem se destacou foi o árbitro Héber Roberto Lopes, que expulsou dois jogadores no primeiro tempo e interferiu no andamento da partida.

Logo na etapa inicial, Héber viu agressão do lateral Capa sobre Moisés Ribeiro e expulsou o jogador do Avaí. Com a vantagem numérica e bastante espaço em campo, a Chape conseguiu chegar ao gol com Luiz Antônio. Sem o capitão e camisa 10 Marquinhos, o time da casa perdeu em criatividade e custou para chegar a meta adversária.

Quem também merece destaque foi o zagueiro Douglas Grolli. Após a expulsão de Andrei Girotto ainda no primeiro tempo e a nova igualdade numérica em campo, o xerife da Chapecoense dominou o setor defensivo e foi um dos grandes motivos para a manutenção do resultado.

O Jogo - Aos 17 minutos, a bola foi espirrada perto da grande área da Chapecoense e, na dividida, o lateral Capa subiu com o cotovelo mais alto e acertou o rosto de Moisés Ribeiro. Héber Roberto Lopes mostrou o cartão vermelho direto e o time da casa ficou com um a menos na decisão. Capa saiu de campo chorando.

Aproveitando a vantagem numérica, Artur Caíque cruzou do lado esquerdo para Luiz Antônio. O atacante dominou muito bem dentro da área, levou a bola para o pé direito e bateu no contrapé de Kozlinski para abrir o placar para a Chapecoense.

Em lance parecido com o de Capa, aos 38 minutos, Andrei Girotto acertou o rosto de Leandro Silva e foi expulso por Héber Roberto Lopes. O ex-jogador do Palmeiras saiu de campo inconformado com a decisão que novamente igualou as equipes em campo e pediu desculpas para o jogador rival.

Sem Marquinhos em campo, o Avaí teve uma boa oportunidade em bola parada. Júnior Dutra, cobrando falta frontal contra o gol da Chape, chutou muito bem, mas balançou a rede apenas pelo lado de fora.

Tentando voltar com tudo na reta final da partida, Caludinei Oliveira colocou o atacante Lourenço e levou todo o time do Avaí para o setor ofensivo. Mesmo com a forte pressão, a equipe dona da casa não conseguiu diminuir o marcador e se complicou na decisão do Catarinense.

FICHA TÉCNICA 

AVAÍ X CHAPECOENSE

Local: Estádio Aderbal Ramos da Silva (Ressacada), em Florianópolis (SC) 
Data: 30 de abril de 2017, domingo 
Horário: 16h00 (de Brasília) 
Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC) 
Assistentes : Neuza Inês Back (SC/FIFA) e Helton Nunes  (SC) 
Cartões amarelos: Luiz Antonio e Wellington Paulista (Chapecoense) 

Cartão vermelho: Capa (Avaí); Andrei Girotto (Chapecoense) 

Gols : 
CHAPECOENSE: Luiz Antonio, aos 35 do 1º tempo

AVAÍ: Maurício Kozlinski; Leandro Silva, Fagner Alemão, Betão e Capa; Luan (Lourenço), Judson e Marquinhos (Maurício, depois João Paulo); Denilson, Júnior Dutra e Romulo 
Técnico : Claudinei Oliveira

CHAPECOENSE: Artur Moraes; Douglas Grolli, Luiz Otávio, Reinaldo e João Pedro; Moisés Ribeiro, Andrei Girotto e Luiz Antonio (Nathan); Arthur (Osman), Wellington Paulista e Rossi (Niltinho) 
Técnico: Vagner Mancini

 Gazeta Esportiva

Coritiba goleia Atlético-PR e e fica com uma mão na taça do Campeonato Paranaense

Na primeira final de campeonato transmitida pela internet no futebol brasileiro profissional, através do Youtube e Facebook, o Coritiba venceu o Atlético-PR por 3 a 0 neste domingo, na Arena da Baixada, pelo jogo de ida da decisão, e ficou com uma mão na taça do Campeonato Paranaense. Diferente do primeiro turno, a transmissão online teve problemas, saindo do ar antes e durante o duelo, pela grande quantidade de acessos - o servidor não aguentou.

Na primeira final de campeonato transmitida pela internet no futebol brasileiro profissional, através do Youtube e Facebook, o Coritiba venceu o Atlético-PR por 3 a 0 neste domingo, na Arena da Baixada, pelo jogo de ida da decisão, e ficou com uma mão na taça do Campeonato Paranaense. Diferente do primeiro turno, a transmissão online teve problemas, saindo do ar antes e durante o duelo, pela grande quantidade de acessos - o servidor não aguentou.

O primeiro lance de perigo do jogo veio logo no início. Com 3, em rápido contra-ataque após escanteio, Cascardo recebeu de Nikão na direita, cruzou na área e Grafite fez o pivô para João Pedro chutar no travessão. 

Com menos de 10 min, Pachequinho inverteu Anderson e Iago, extremos da equipe, e conseguiu ter maior controle da bola, dominando as ações e, aos poucos, aparecendo no último terço do campo. Cinco minutos depois, em falta da direita sofrida por Kleber e cobrado por Galdezani, a zaga atleticana parou e Werley, entrando por trás, cabeceou cruzado do bico da pequena área. 0x1. 

Apressado, o Furacão não conseguia trabalhar as jogadas e tinha dificuldade de abrir espaços. Aos 24, porém, o lançamento da direita veio para Sidcley, que ajeitou e Grafite, quando ia finalizar na pequena área, foi travado por Werley. E foi só. Melhor distribuído, o Verdão controlava o meio-campo e deixava o rival nervoso em campo. 

A consequência veio com um golaço alviverde, com 28, aproveitando nova falha rubro-negra, dessa vez de Deivid. Iago se aproveitou e entrou em velocidade na área, Weverton tentou bloqueá-lo, mas o jogador foi mais inteligente, adiantou a bola para ter espaço e, sem olhar, girou batendo por cobertura. Uma pintura. 0x2. Aos 40, o Coxa ainda fez o terceiro com Kleber, mas foi anulado por impedimento. 

Na segunda etapa, o Atlético-PR veio com Douglas Coutinho na vaga de João Pedro, lesionado, e Eduardo da Silva no lugar de Nikão. Com isso, a ideia era povoar melhor o meio e explorar os lados para as presenças dos atacantes na área. A estratégia não durou muito. 

Aos 6, em erro de Alan Santos ao cortar na meia lua, Rossetto tocou para Gedoz chutar cruzado e Wilson defender. No lance seguinte, entretanto, o Coritiba aumentou a vantagem. Paulo André falhou e Kleber recebeu de Henrique Almeida entrando na área para, de esquerda e com categoria, deslocar Weverton chutando em seu canto direito, marcando mais um. É o décimo primeiro dele no Estadual e o primeiro em um Atletiba. 0x3.

Bagunçado, o Furacão buscava algum gol para diminuir o placar e ter uma chance considerável de reverter na partida da volta. Mas, assim como na primeira etapa, os erros eram constantes e as únicas chegadas eram de bola parada. Wanderson, aos 16, cabeceou no travessão.

O Verdão, por outro lado, tocava e girava a bola como queria sem o adversário
ter qualquer poder de reação. Não era nem 25min e a torcida alviverde já cantava "olé" com a quantidade de passes realizados em sequência. E era quem também estava mais perto da marcar, mesmo diminuindo a intensidade ofensiva. Sete minutos depois, Berola mandou uma bomba que Weverton espalmou com dificuldades. Com 40 foi a vez de Henrique Almeida completar cruzamento de Iago por cima da trave, perto da pequena área.

O triunfo do Coritiba deixa o time próximo do título. No próximo domingo, às 16h, no Couto Pereira, o Coxa pode perder por até dois gols de diferença - a partir do 4x1 vai para os pênaltis por não ter gol qualificado. Um 3 a 0 para o Atlético-PR leva a finalíssima para os pênaltis.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 0X3 CORITIBA

Local : Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data-Hora : 30/4/2017 - 16h
Árbitro : Rodolpho Toski Marques
Auxiliares : Victor Hugo Imazu dos Santos e Diego Grubba Schitovski
Público/renda : 29.031 pagantes/R$ 895.125,00
Cartões amarelos : Wanderson, Felipe Gedoz (ATL); Kleber, Henrique Almeida (COR)
Cartão vermelho : Felipe Gedoz (ATL)
Gols : Werley, 4'/1ºT (0-1); Iago, 28'/1ºT (0-2); Kleber, 6'/2ºT (0-3);

ATLÉTICO-PR : Weverton; Gustavo Cascardo, Paulo André (José Ivaldo, 37'/2ºT), Wanderson e Sidcley; Deivid, Matheus Rossetto, Felipe Gedoz, Nikão (Eduardo da Silva, intervalo) e João Pedro (Douglas Coutinho, 47'/1ºT); Grafite. Técnico : Paulo Autuori.

CORITIBA : Wilson; Rodrigo Ramos, Werley, Juninho e William Matheus; Alan Santos (Tiago Real, 21'/2ºT), Galdezani (Jonas, 18'/2ºT), Anderson e Iago; Henrique Almeida e Kleber (Neto Berola, 28'/2ºT). Técnico : Pachequinho.

 LANCE!

Bia derrota Sramkova e avança no quali do WTA de Praga

A paulista Beatriz Haddad Maia está cada vez mais perto da chave principal do WTA de Praga. Depois de passar da primeira rodada do quali, neste domingo ela anotou sua segunda vitória na competição, deixando pelo caminho a eslovaca Rebecca Sramkova, atual 123 do mundo.

Foram necessários apenas 66 minutos para que a número 1 do Brasil derrubasse a rival de apenas 20 anos, vencendo com direito a "pneu" no segundo set. O placar final da vitória de Bia foi 6/4 e 6/0, a deixando a apenas mais uma vitória da chave principal. 

Seu último desafio no classificatório será a croata Donna Vekic, quarta mais bem cotada, que levou a melhor neste domingo sobre a alemã Antonia Lottner também em sets diretos, com parciais de 6/2 e 6/4. Será a primeira vez que as duas medirão forças no circuito.

Bia começou muito bem na partida contra Sramkova e logo de cara abriu 2/0. Só que a eslovaca conseguiu devolver a quebra no sexto game e deixou tudo igual. A paulista , que vinha pressionando mais os saques da rival durante todo o primeiro set, anotou nova quebra antes do fim e levou a melhor na parcial. 

O segundo set foi bem mais tranquilo para a brasileira, que dominou as ações do começo ao fim. Apenas no primeiro game houve mais disputa, só que depois disso Sramkova conseguiu faturar apenas quatro pontos e acabou amargando um 6/0 sem qualquer tipo de chance.

Nadal supera Thiem e conquista o Masters de Monte Carlo

  Mais uma vez o espanhol Rafael Nadal brilhou no saibro, mostrando por que é considerado o "rei" deste piso. Uma semana após se tornar o primeiro deca-campeão, no Masters 1000 de Monte Carlo, ele repetiu o feito no ATP 500 de Barcelona, onde chegou à 10ª conquista neste domingo.

O rival na decisão foi o austríaco Dominic Thiem, que fez frente ao canhoto de Mallorca por um set, mas não manteve o ritmo até o fim e acabou derrotado com parciais de 6/4 e 6/1, em uma hora e meia de confronto. Esta foi a terceira vez que Nadal derrubou o rival de 23 anos em quatro encontros. 

Em sua décima final da carreira em Barcelona, Nadal se manteve invicto nas decisões catalãs e deu seu segundo passo para marcar história no saibro. Ele pode chegar a três deca-campeonatos em um mesmo ano, faltando agora apenas alcançar o feito em Roland Garros.

A partida teve duas parciais distintas, bem equilibrada na primeira e com domínio do atleta da casa na segundas. Logo no primeiro game Nadal teve que mostrar força para salvar um break-point. No sexto foi a vez de Thiem fazer a sua parte e escapar duas vezes de levar uma quebra. 

Só que ao sacar pressionado em 4/5, o austríaco falhou em um momento crucial. Com dois erros não forçados seguidos de backhand, ele acabou levando a quebra e perdeu o primeiro set, deixando Nadal cada vez mais próximo de fazer história também em Barcelona.

No segundo set, o espanhol pressionou Thiem desde o início, teve três breaks logo no segundo game, mas não aproveitou um sequer. Só que depois disso Nadal conseguiu duas quebras e abriu confortável vantagem de 5/1 e saque. Bastou mais uma confirmação de serviço para que ele pudesse comemorar o titulo no saibro catalão mais uma vez.

Svitolina derrota Mertens e fatura o WTA de Istambul

O título do WTA de Istambul ficou com a cabeça de chave número 1, a ucraniana Elina Svitolina, que confirmou seu favoritismo e comemorou sua terceira conquista da temporada. Na final deste domingo, ela derrotou a belga Elise Mertens em sets diretos, com parciais de 6/2 e 6/4, após 1h17 de confronto.

Além da conquista no saibro, Svitolina também sagrou-se campeã em Taipei City e Dubai. Estes bons resultados no começo de temporada fazem a ucraniana aparecer como a sexta melhor do ano. Ela levou uma premiação de US$ 43 mil, ao passo que Mertens ficou com um cheque de US$ 21.400 com o vice-campeonato. 

Logo no começo da partida, a ucraniana mostrou que não daria chances à rival e venceu os cinco primeiros games, com direito a duas quebras sobre Mertens. Svitolina teve a chance de anotar um "pneu", mas a rival belga se salvou, confirmou o saque e ainda devolveu uma das quebras antes de perder o saque mais uma vez e assim o primeiro set.

Svitolina largou bem também na segunda parcial, abrindo 2/0 e saque, mas foi quebrada logo em seguida. A ucraniana tratou de bater o saque de Mertens mais uma vez no quarto e novamente voltou a comandar o placar. A belga deu novo susto ao empatar em 4/4, só que depois perdeu os dois próximos games e acabou derrotada 

Nas duplas, Mertens amargou mais um vice. Ela e a norte-americana Nicole Melichar foram derrotadas na decisão pela eslovena Dalila Jakupovic e pela ucraniana Nadiia Kichenok com parciais de 7/6 (8-6) e 6/2.

PSG volta a vencer o Barcelona e vai à final da Liga dos Campeões feminina

A final da Liga dos Campeões de futebol feminina, marcada para 01 de junho em Cardiff, vai opor duas equipes francesas - o Lyon, campeão em título, e o Paris Saint-Germain.

Hoje, na segunda mão das meias-finais da prova, o Lyon sofreu, na receção ao Manchester City, de Inglaterra, e perdeu por 1-0. Valeu ao campeão a vantagem de 3-1 que trazia de Manchester.

Já em Paris, o PSG voltou e ser bem superior ao FC Barcelona e ganhou de novo, agora por 2-0. Com os 3-1 da primeira mão, as parisienses avançam com um desequilibrado 5-1.

Com três títulos em sete edições, e uma final perdida, o Lyon é a equipa de mais palmarés na competição, enquanto o Paris Saint-Germain chega pela segunda vez à final, depois de ter sido derrotado em 2015 pelo FFC Frankfurt, da Alemanha.

Porto B derrota Sporting B e se afasta da zona de rebaixamento


II Liga: FC Porto B vence Sporting B e vê a manutenção cada vez mais perto

O FC Porto B venceu hoje o Sporting B por 3-2, na 39.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol, vitória que aproxima os 'dragões' da manutenção na competição.

Numa primeira parte com quatro golos, Kayembe inaugurou o marcador logo no primeiro minuto, tendo Gelson Dala bisado aos 24 e 34, mas ainda antes Rui Moreira tinha devolvido a vantagem aos 'dragões' à passagem do minuto 27 e André Pereira fechou as contas aos 70 minutos.

Durante a partida, o FC Porto B controlou o ritmo de jogo, apesar de não criar muitas oportunidades de finalização. Em contrapartida, os 'leões' revelaram muitas dificuldades na defesa e na construção de jogo, mas o último terço do ataque criou muitas dificuldades à defensiva portista.

Meros segundos após o apito inicial, Galeno, numa boa jogada individual, tirou um defesa da frente e cruzou rasteiro para Kayembe abrir o marcador.

No entanto, o Sporting pressionou a defesa portista e acabou por chegar ao empate, aos 24 minutos, por Gerson Dala que, isolado por Ruiz, contornou Gudiño e atirou para o fundo das redes.

Três minutos mais tarde, Rui Moreira fez o golo da tarde com um remate em arco que não deu hipóteses a Pedro Silva, tendo novamente Gelson Dala empatado, aos 34 minutos, num lance quase idêntico ao primeiro tento, mas, desta vez isolado por Gauld, rematou por entre as pernas do 'guardião'.

Aos 48 minutos, o FC Porto quase chegou à vantagem, mas Pedro Silva estava atento ao cabeceamento de Galeno.

Depois da expulsão de Rafael Barbosa, à passagem do minuto 67, o FC Porto arriscou no ataque e, três minutos mais tarde, chegou ao golo, através de mais uma excelente jogada de Galeno na linha, que cruzou para André Pereira encostar para o fundo das redes.

A quatro minutos do fim, Gelson Dala ainda introduziu a bola na baliza da equipa da casa, mas o árbitro assistente anulou o golo por alegado fora de jogo.

Fiorentina perde para Palermo e fica mais distante de vaga na Liga Europa

A Fiorentina foi hoje surpreendida pelo Palermo, penúltimo classificado da liga italiana de futebol, perdendo por 2-0 em jogo da 34.ᵃ jornada da ‘Serie A’.

Alessandro Diamanti, aos 32 minutos, e Haitan Aleesami, aos 90, deram os três preciosos pontos ao aflito Palermo, que mantém assim a esperança matemática de manutenção na divisão principal do campeonato italiano de futebol.

A equipe de Paulo Sousa mantém-se em oitavo, com 55 pontos, já praticamente arredada da luta pelos lugares de acesso à Liga Europa.

Antes, também a Roma foi surpreendida pela ‘vicinha’ Lazio, perdendo surpreendentemente por 3-1 e desperdiçando a oportunidade para se aproximar da líder Juventus, que na sexta-feira empatou (2-2) no reduto da Atalanta.

Balde Keita marcou primeiro para a Lazio, aos 12 minutos, com Daniele de Rossi a empatar para a Roma aos 45 minutos, na conversão de uma grande penalidade.

Na segunda parte, no entanto, o sérvio Dusan Basta, aos 50 minutos, e o mesmo Balde Keita, aos 85, dariam a vitória confortável à Lazio, que se mantém assim no quarto lugar da ‘Serie A’, com acesso direto à Liga Europa.

Quem também não aproveitou da melhor forma a 34.ᵃ jornada foi o AC Milan, que empatou 1-1 em casa do aflito Crotone e assim se afastou na luta pelo quinto lugar e pelo ‘play off’ de acesso à Liga Europa.

Marcello Trotta marcou pelo Crotone, aos oito minutos, Gabriel Paletta empatou, aos 50.

A 34.ᵃ jornada ditou a descida de divisão do Pescara, que perdeu por 1-0 no reduto do Cagliari e ficou assim em 20.° e último, com apenas 14 pontos, matematicamente impossibilitada de chegar ao 17.° lugar, a quatro jornadas do fim da temporada.

O Bolonha, por seu turno, bateu em casa a Udinese por 4-0, com ‘bis’ de Mattia Destro (aos dois e 59 minutos), com o argelino Saphir Taider a ampliar aos 45+1 e o defesa Danilo a ampliar a vantagem do Bolonha com um autogolo.

Em 17.° e imediatamente acima da zona de despromoção, o Empoli perdeu em casa por 3-1 com o Sassuolo (14.°), mantendo a luta com o Crotone pela manutenção até ao final da temporada – ficaram separados por quatro pontos.

Em situação idêntica ficou o Génova, onde alinha o português Miguel Veloso, que perdeu em casa com o Chievo (13.°) por 2-1 e está em 16.° com 30 pontos, apenas mais um que o Empoli.

No sábado, Torino e Sampdoria empataram 1-1, mantendo-se ambos tranquilos a meio da classificação.

A líder Juventus empatou na sexta-feira 2-2 em casa da Atalanta.

Ainda hoje o Inter Milão recebe o Nápoles, que, em caso de vitória pode ameaçar, o segundo lugar da Roma no campeonato italiano.

Sousa vence Giannessi e fatura challenger na Itália

O tenista português Pedro Sousa conquistou hoje o primeiro título 'challenger' da carreira, ao vencer o italiano Alessandro Giannessi em dois 'sets', na final do torneio de Francavilla, Itália.

Aos 28 anos, aquele que é tido como um dos grandes virtuosos do ténis nacional venceu, finalmente, um 'challenger', impondo-se ao 121.º tenista mundial por 6-3 e 7-6 (7-3), em uma hora e 43 minutos.

O tenista lisboeta, que ocupa a 219.ª posição do 'ranking' ATP, contrariou o favoritismo do segundo cabeça de série do torneio italiano, servindo de forma irrepreensível (85% de primeiros serviços) e aproveitando cinco dos seis 'breaks' de que dispôs.

Pedro Sousa, que é um dos habituais da seleção nacional da Taça Davis, já tinha disputado a final de um 'challenger', torneio do segundo escalão do ténis mundial, em Guayaquil, no Equador, em 2013.

O número três nacional é o oitavo tenista português a vencer um 'challenger'.

Inter Movistar goleia Sporting e fatura título da UEFA Futsal Cup

O Sporting voltou hoje a deixar escapar o único título que lhe falta no futsal, ao perder na final da UEFA Futsal Cup com o campeão espanhol do Inter Movistar, por 7-0, em Almaty, no Cazaquistão.

A equipe do português Ricardinho, que no sábado voltou a ser eleito o melhor jogador de futsal do mundo, marcou por Bastezini (1-0, aos 06.05 minutos) e Lolo (2-0, aos 15.14), e na segunda parte por Rafael (3-0, 22.15), Rivillos (4-0, 23.25, e 5-0, 31.10) e Ricardinho (6-0, 33.25, e 7-0, 36.09).

Esta foi a segunda final da UEFA Futsal Cup, que designa o campeão europeu da modalidade, perdida pelo Sporting, que em 2011, também em Almaty, tinha sido derrotado pelos italianos do Montesilvano (5-2).

O Benfica continua a ser a única equipa portuguesa que venceu o troféu, em 2010, numa final disputada em Lisboa, na qual bateu o Boomerang Interviú, antiga designação do Inter, por 3-2.

Hoffenheim sofre, mas vence o Frankfurt e assume a 3ª colocação no Alemão

O Hoffenheim destronou hoje o Borussia Dortmund do terceiro lugar da liga alemã de futebol, que confere acesso direto à Liga dos Campeões, ao vencer por 1-0 Eintracht Frankfurt em jogo da 31.ᵃ jornada.

O gol que deu os três pontos ao Hoffenheim - que fica agora com 58 pontos - foi apontado apenas aos 90 minutos, por Benjamini Hubner.

O Hoffenheim beneficiou assim do ‘deslize’ do Dortmund, de Raphael Guerreiro, que no sábado não foi além do nulo na receção ao Colónia e ficou com 57 pontos e o terceiro lugar em risco

Antes, o Augsburgo impôs uma goleada por 4-0 ao ‘aflito’ Hamburgo, 16.° e antepenúltimo na ‘Bundesliga’.

O turco Halil Altintop foi a estrela da partida, ao ‘bisar’ aos 28 e 42 minutos, com Philipp Max e Raúl Bobadilla a ampliarem aos 76 e 85 minutos, respetivamente.

A 31.ᵃ jornada da ‘Bundesliga’ ficou marcada pela conquista pelo Bayern Munique do seu quinto título consecutivo de campeão alemão de futebol (o 27.° da sua história), beneficiando do ‘nulo’ do vice-líder Leipzig em casa, perante o ‘aflito’ Ingolstadt (17.º classificado).

Também no sábado, o Werder Bremen (6.°) entrou na zona europeia, ao vencer em casa o Hertha Berlim (5.°), por 2-0, e o Friburgo caiu para o sétimo lugar, com uma inesperada derrota em casa do lanterna-vermelha, por 3-0.

No primeiro tempo, o Darmstadt já vencia por 2-0, com golos de Platte (22 minutos) e Gondorf (45). Na segunda parte, Schipplock (65) aumentou a diferença para 3-0.

Menos bem esteve ainda o Mainz, que ainda não está a salvo da descida – tem mais um ponto que o Augsburgo (16.º, em lugar de discussão do ‘play-off’ de descida) -, e hoje foi batido por 2-1 em casa pelo Borussia Monchengladbach.

A jornada foi inaugurada na sexta-feira com uma goleada por 4-1 do Schalke 04 sobre o Bayer Leverkusen, que assim confirma a época desastrosa que está a fazer (é 12.° classificado, com 36 pontos).

Tottenham vence Arsenal e segue à caça do líder Chelsea

O Tottenham manteve-se hoje na perseguição ao Chelsea, do qual está a quatro pontos, a quatro jornadas do final da liga inglesa de futebol, ao vencer em casa o Arsenal, por 2-0.

Num dérbi londrino, os ‘spurs’ mostraram, uma vez mais, serem implacáveis no White Hart Lane, onde esta época em toda a Liga apenas consentiram dois empates, com o Liverpool (1-1) e com o Leicester (1-1), somando 16 triunfos.

Desde 29 de outubro que a equipa de Mauricio Pochettino só sabe vencer em casa e hoje a ‘vítima’ foi o Arsenal, de Arséne Wenger, um adversário que continua a demonstrar, época após época, uma inconstância pouco condizente com um ‘grande’.

Dele Alli, aos 55 minutos, num lance em que a defesa do Arsenal é incapaz de travar Eriksen, e Harry Kane, aos 58, garantiram o triunfo para o Tottenham, que segue no segundo lugar, a quatro pontos do Chelsea, e mais 11 do que Liverpool (3.º) e Manchester City (4.º).

O Arsenal é sexto, com 60 pontos, a seis do City, no quarto lugar, o último que dá o acesso à qualificação para a Liga dos Campeões.

Também hoje, o Chelsea deu mais um passo firme rumo ao título, ao vencer por claros 3-0 na visita ao difícil campo do Everton, em jogo da 35.ª jornada da Liga inglesa de futebol.

A formação de Liverpool, treinada por Ronald Koeman, não perdia em casa desde 07 de janeiro, com o Leicester (2-1), e acumulava sete triunfos caseiros desde então, prevendo-se que hoje os ‘blues’ teriam uma tarde difícil.

Foi o caso, mas apenas até aos 66 minutos, quando Pedro, fora de área, fez o 1-0, com um remate forte e colocado. Cahill, com um desvio ao primeiro poste, na marcação de um livre, aos 79 (2-0), e Willian, aos 86 (3-0), deram serenidade ao Chelsea.

Na terceira posição, pontualmente a distantes 15 pontos, segue o Liverpool, que na segunda-feira visita o Watford, enquanto as equipas de Manchester, o City de Guardiola, e o United, de José Mourinho, tiveram hoje jogos ‘pobres’ na 35.ª ronda.

O City, quarto, com os mesmos 66 pontos do Liverpool, não conseguiu mais do que um empate fora a 2-2 com o ‘aflito’ Middlesbrough, e o United, quinto, com 65, empatou a 1-1 em Old Trafford com um Swansea, igualmente em zona de descida.

Os empates dos dois ‘aflitos’ acabam por ser menos positivos para o Hull City, de Marco Silva, que no sábado arrancou um ponto em casa do Southampton (0-0), e tem mais dois pontos do que o Swansea e seis do que o Middlesbrough, na fuga à descida.

De ‘malas aviadas’ para o ‘Championship’ (segunda divisão) está o Sunderland, cuja descida ficou confirmada no sábado, com a derrota em casa diante do Bournemouth (1-0).

29/04/2017

Bayern de Munique goleia o Wolfsburg e conquista penta inédito

O Bayern de Munique escreveu mais uma página em sua hegemonia nacional neste sábado. Auxiliado pelo tropeço do RB Leipzig mais cedo, o time bávaro conquistou com três rodadas de antecipação outro título do Campeonato Alemão ao golear o Wolfsburg por 6 a 0, mesmo atuando na casa do adversário, pela 31.ª rodada.

Disparado o time que mais conquistou títulos alemães, o Bayern ainda consegue bater recordes, mesmo com uma história já repleta das mais diversas marcas alcançadas. O troféu confirmado neste sábado foi o 27.º de sua trajetória, sendo o quinto consecutivo, feito nunca antes obtido por nenhum time do país.
CAMPANHA EXEMPLAR
Para faturar o título, o Bayern contou com nova campanha exemplar. Em 31 partidas disputadas, são 22 vitórias, sete empates e somente duas derrotas. A regularidade da equipe minou qualquer possibilidade de conquista do caçula RB Leipzig, que chegou a liderar a competição no início, mas caiu de produção no segundo turno.
O time de Munique chegou a 73 pontos com a goleada deste sábado e, com apenas mais três partidas pela frente, não pode mais ser alcançado pelo Leipzig, que foi a 63 com o tropeço desta rodada, ao empatar por 0 a 0 com o vice-lanterna Ingolstadt mesmo atuando em casa.

DETERMINADO A VENCER

O Bayern entrou em campo neste sábado ciente de que uma vitória lhe daria o título. Por isso, tratou de tomar conta da partida e foi ao ataque nos primeiros minutos.
De tanto insistir, abriu o placar aos 18 minutos, quando Alaba cobrou falta pela direita com perfeição, no ângulo.
O segundo quase saiu somente três minutos depois, mas Casteels fez milagre. Após saída errada da zaga, Lewandowski recebeu na entrada da área e encheu o pé, para grande defesa.
No rebote, Thomas Müller tentou novamente, mas o goleiro brilhou mais uma vez ao espalmar com muito reflexo.
ARTILHEIRO FAZ DOIS
Mas Lewandowski não desistiria e deixaria sua marca por duas vezes ainda no primeiro tempo. Aos 35, Müller recebeu de Coman pela esquerda e tocou para o atacante, que dominou e bateu no canto esquerdo, desta vez sem chances para Casteels. Aos 45, o polonês recebeu assistência direta de Coman para marcar.
Com o confronto definido, o Bayern diminuiu o ritmo na volta do intervalo. Só que mesmo sem forçar, as oportunidades foram aparecendo, até que Robben balançasse a rede, bem ao seu estilo. Aos 21, ele recebeu pela direita, foi levando para o meio e bateu firme, no canto.
O nervosismo tomou conta do Wolfsburg, e isto ficou claro aos 32 minutos. O árbitro viu falta de Luiz Gustavo em Renato Sanches, o brasileiro se enfureceu e chutou a bola longe. Por isso, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Revoltado, ele partiu para cima do juiz e precisou ser contido até por adversários.
ADVERSÁRIO DESLIGADO
Talvez desligado pelo destempero de Luiz Gustavo, o Wolfsburg cochilou e levou o quinto na cobrança da falta. Lewandowski foi acionado por Kimmich, driblou o goleiro e, com pouco ângulo, acertou a trave. No rebote, Müller marcou. Aos 39, o próprio Kimmich selou o placar, após aproveitar cruzamento de Robben pela esquerda.
Se o título salvou a temporada do Bayern, já eliminado da Liga dos Campeões e da Copa da Alemanha, a derrota mantém o Wolfsburg assombrado pelo rebaixamento. São apenas 33 pontos em 31 jogos para o 14.º colocado, dois à frente do Augsburg, que tem uma partida a menos e hoje teria que jogar um playoff para tentar evitar a queda.

Monte Azul vence Taboão da Serra e avança à semifinal do Paulista A3

O Monte Azul é o primeiro clube garantido nas semifinais da Série A3 do Campeonato Paulista. No Otacília Patrício Arroyo, em Monte Azul Paulista, o time da casa recebeu o Taboão da Serra e venceu por 1 a 0, com um golaço de Danilo no final, e garantiu a classificação.


Como o primeiro jogo, em Taboão da Serra, terminou empatado por 1 a 1, a vitória foi suficiente para manter vivo o sonho do acesso do Monte Azul.

O adversário na próxima fase será conhecido até domingo, quando serão disputados os demais jogos de volta das quartas de final. O chaveamento se dá de acordo com a campanha dos quatro classificados ao longo da competição.

PRIMEIRO TEMPO MORNO

Na primeira etapa, o Taboão foi superior e criou as principais chances de gol. Com maior posse de bola, o time visitante tentava acionar o atacante Acosta, mas esbarrava na forte marcação do Monte Azul.

No contra-ataque, o time da casa também tentava levar perigo, mas pecava no último passe e desperdiçava chances que poderiam levar a uma finalização. Sem muitos lances de perigo, o jogo se encaminhou para o intervalo com o empate persistindo no placar.

A segunda etapa seguiu equilibrada e com poucas chances de gol. Aos poucos, o Monte Azul foi melhorando e passou a ser mais presente no campo de ataque.

Quando a partida já parecia se encaminhar para os pênaltis, aos 42 minutos, o meia Danilo acertou um lindo chute de fora da área, no ângulo, e garantiu a vitória e a classificação dos mandantes.

O Taboão da Serra ainda tentou pressionar em busca do empate no final, mas não teve tempo para reagir e teve de dar adeus ao campeonato.

São Paulo goleia Elosport e lidera Grupo 6 do Paulista sub-17

Mais uma vez o Campeonato Paulista Sub 17 foi recheado de gols na manhã deste sábado. O grande destaque foi a goleada por 8 a 0 do Santos sobre o São Bernardo. O São Paulo também não decepcionou e venceu o Elosport por 6 a 0. A Ponte Preta jogou fora de casa e bateu o Paulista por 5 a 1, como direito a três gols de John Kléber, considerado por muitos o novo bruxo - em referência à Pottker.
Com a goleada, o Santos chegou a sete pontos, na terceira posição do Grupo 9. O Peixe está atrás de Diadema e Mauaense, que venceram na rodada e somam nove pontos cada. O São Paulo, por sua vez, soma dez pontos e lidera o Grupo 6, seguido de perto pelo Desportivo Brasil, que venceu o Ituano por 2 a 1 neste sábado.
John Kleber é um dos destaques da Ponte Preta e marcou três gols neste sábado
John Kleber é um dos destaques da Ponte Preta e marcou três gols neste sábado
Ponte Preta vence mais uma e lidera Grupo 4
A Ponte Preta venceu o Paulista por 5 a 1 e continua com 100% de aproveitamento no Grupo 4, liderando com 12 pontos. Além de John Kléber, Wallison e João Fernando balançaram as redes. O Red Bull Brasil venceu o Mogi Mirim por 2 a 0 - com gols de Vitinho e Júlio César - e soma nove pontos, mesmo número de Brasilis e Atibaia.
O Corinthians empatou sem gols com o Nacional e permitiu que o Guarulhos alcançasse os mesmos dez pontos do Timão. O Guarulhos venceu o Taboão da Serra por 2 a 1 e está na vice-liderança por critérios de desempate. No mesmo grupo, o Guarani venceu a Portuguesa por 2 a 1, de virada, com gols de Roger e Robson. O resultado deixa o Bugre na quinta posição com seis pontos.
FEZ BONITOO Palmeiras jogou pelo Grupo 8 diante do Taubaté e bateu o adversário por 3 a 0. O resultado fez com que o Verdão se reaproximasse dos líderes, agora com nove pontos na quarta colocação do Grupo 8. O primeiro lugar pertence ao São José FC, que tem 12 pontos, e é seguido por Osasco e Taubaté com nove pontos.

BUNDESLIGA: Borussia Dortmund e Red Bull Leipzig tropeçam e facilitam a vida do Bayern

O Bayern de Munique nem precisou entrar em campo na primeira parte da rodada de sábado do Campeonato Alemão para ficar mais perto do título. O líder da competição assistiu ao segundo e ao terceiro colocado, RB Leipzig e Borussia Dortmund, respectivamente, tropeçarem e o deixarem mais perto de outra conquista nacional.
Tanto Leipzig quando Dortmund ficaram no empate sem gols diante de seus rivais. O segundo colocado recebeu o vice-lanterna Ingolstadt e ficou no 0 a 0, mesmo resultado dos comandados de Thomas Tuchel diante do Colônia, também em casa.
Com os resultados, o Leipzig chegou a 63 pontos e o Dortmund a 57, enquanto o Bayern tem 70, com um jogo a menos. Por outro lado, o Ingolstadt tem somente 29 e está muito próximo do rebaixamento. Já o Colônia tem 42 e ainda sonha com uma vaga na próxima Liga Europa.
Em Dortmund, o confronto foi bastante movimentado, principalmente no primeiro tempo, mas nenhuma das duas equipes conseguiu alterar o placar. O Borussia Dortmund até chegou a marcar duas vezes nos primeiros 45 minutos, com Aubameyang e Kagawa, mas em ambas o árbitro anulou por impedimento.

Reus também teve a chance de abrir o placar, mas isolou após boa jogada de Aubameyang. O Colônia respondeu e também assustou com Jojic, que recebeu pela direita e bateu cruzado. A bola passou por toda a área, sem ninguém para completar.
A etapa final foi um pouco menos movimentada, mas ainda assim as equipes perderam boas oportunidades. Kagawa, aos 19, e Guerreiro, nos acréscimos, tiveram grandes chances para o Dortmund, mas desperdiçaram. Por outro lado, o Colônia chegava nos contra-ataques, mas falhava no último passe e facilitava a defesa do Dortmund. O resultado, no fim, ficou de bom tamanho diante da falta de pontaria de ambos.
Já em Leipzig, o time da casa martelou, foi melhor durante a maior parte do confronto, mas não transformou sua superioridade em gols. Os últimos minutos foram de intensa pressão, principalmente após a expulsão de Alfredo Morales, mas o Ingolstadt soube se segurar para garantir o empate.
OUTROS RESULTADOSNas outras partidas já encerradas deste sábado pelo Alemão, destaque para o Werder Bremen, que entrou na zona de classificação para a Liga Europa. Em confronto direto com o Hertha Berlim, a equipe levou a melhor em casa ao vencer por 2 a 0, com gols de Bartels e Kruse ainda no início da partida.
O resultado levou o Werder a 45 pontos, subindo para a sexta colocação, que hoje o colocaria na Liga Europa, e ultrapassando o Freiburg, que parou nos 44 ao ser atropelado pelo lanterna Darmstadt por 3 a 0. O Hertha manteve a quinta posição, com 46 pontos, mas agora pressionado pelos rivais.
Outro que ainda sonha com uma vaga na Liga Europa é o Borussia Mönchengladbach. Neste sábado, a equipe levou a melhor sobre o Mainz por 2 a 1, mesmo atuando fora dee subiu para nono, com 42 pontos. O Mainz é somente o 13.º, com 33, e corre risco de rebaixamento.

PAULISTA A2: Após baterem na trave ano passado São Caetano e Bragantino buscam acesso

Bragantino tenta largar na frente na Série A2 do Paulista
Bragantino tenta largar na frente na Série A2 do Paulista

Após baterem na trave em 2016, Bragantino e São Caetano têm uma nova chance de retornarem à Série A1 do CampeonatoPaulista. O time de Bragança Paulista tem pela frente o Água Santa, que terminou na liderança da Primeira Fase. Enquanto a equipe do ABCPaulistaenfrenta o Rio Claro. Os dois jogos da semifinal serão realizados no sábado.
Os quatro melhores times, agora, brigam para chegar à final e garantir o acesso. São dois jogos, de ida e volta, valendo inicialmente a pontuação e depois o saldo de gols. Os jogos de volta vão ser realizados na terça-feira. A premiação da Federação Paulista de Futebol (FPF) está definida. O campeão levará R$ 280 mil o vice R$ 170; terceiro R$ 120 e R$ 110 o quarto colocado.
Com campanha de rebaixado quando atua no Nabi Abi Chedid – quatro vitórias, dois empates e quatro derrotas -, o Bragantino tenta reverter essa situação para largar na frente diante do Água Santa, que superou todas as expectativas ao terminar a primeira fase na liderança, sendo o time que menos perdeu – apenas em quatro oportunidades. O duelo será às 18h30.
Para mudar essa questão, o Bragantino contará com o projeto Futebol Sustentável, que vem trazendo a família de volta aos estádios, além de ajudar a proteger o meio ambiente. A expectativa é de bom público neste sábado.
NÃO PARA POR AÍ!
Mais tarde, às 21h, Rio Claro e São Caetano fazem o encontro dos melhores ataques da SérieA2no Estádio Schmidtão. Em 19 jogos, o time do ABCPaulistabalançou as redes 32 vezes, contra 35 do seu rival, que não perdeu uma partida sequer dentro de casa, fator que poderá ser crucial por uma vaga na elite do estadual.
O São Caetano, no entanto, é o segundo melhor visitante do torneio, perdendo apenas para o Bragantino, que só teve uma derrota fora de casa – para o próprio time do ABCPaulistapor 3 a 1. Logo abaixo, está o Água Santa, com a terceira campanha longe de seus domínios.

28/04/2017

Pliskova derrota Vandeweghe e faz quartas de finais em Stuttgart

Em uma quinta-feira marcada por surpresas em Stuttgart após as eliminações de Angelique Kerber, Svetlana Kuznetsova e Johanna Konta, a única cabeça de chave a confirmar sua condição foi Karolina Pliskova. Segunda favorita no WTA Premier disputado no saibro alemão, a tcheca venceu a americana CoCo Vandeweghe por 7/6 (7-2) e 6/4.

Foi um encontro entre duas das melhores sacadoras do circuito. Afinal, Pliskova é a recordista de aces na temporada, tendo marcado 184 antes do torneio e líder em aproveitamento de pontos com primeiro serviço, estatística em que Vandeweghe ocupa o segundo lugar.

Em quadra, elas confirmaram essa condição. Foram dezenove aces na partida, com vantagem americana por 12 a 7. O primeiro set não teve quebras e a tcheca foi mais eficiente nas devoluções durante o tiebreak.

Pliskova quebrou logo no início da parcial seguinte, permitiu o empate no sexto game, mas voltou à liderança do placar logo depois para fechar nas três vezes em que seria ameaçada até o fim do jogo.

Garantida nas quartas de final, a número 3 do mundo terá um duelo inédito contra a alemã Laura Siegemund às 13h30 (de Brasília) desta sexta-feira. Siegemund, 49ª do ranking aos 29 anos, é atual vice-campeã do torneio.

A rodada começa às 9h com a partida entre Maria Sharapova e a estoniana Anett Kontaveit. Logo depois, será a vez de a francesa Kristina Mladenovic encarar a espanhola Carla Suárez Navarro. Após o duelo entre Pliskova e Siegemund, a romena Simona Halep e a letã Anastasija Sevastova encerram a programação.

Buyukakcay derrota Babos e avança às quartas em Istambul



 Principal nome da casa no WTA de Istambul, a turca Cagla Buyukakcay continua imbatível no torneio. Atual campeã, ela anotou sua sétima vitória seguida na competição nesta quinta-feira, eliminando a cabeça de chave 2, a húngara Timea Babos, em sets diretos e placar final de 6/4 e 7/6 (7-5).

Nas quartas de final, Buyukakcay terá pela frente outra favorita, a belga Elise Mertens. Sexta pré-classificada, ela teve trabalho com a italiana Sara Errani e precisou de três sets para seguir adiante no evento, triunfando com parciais de 7/6 (7-3), 3/6 e 6/3. Será a primeira vez que a turca de 27 anos enfrentará a belga de 21. 

Outra atleta da casa que alcançou as quartas foi Basak Eraydin, que levou a melhor no duelo 100% turco com a convidada Ayla Aksu e venceu em sets diretos, com parciais de 6/1 e 6/3. Sua próxima adversária será a romena Irina-Camelia Begu, terceira mais bem cotada, em duelo inédito no circuito.

Cabeça de chave 1, a ucraniana Elina Svitolina fez valer o favoritismo diante da romena Alexandra Cadantu e anotou duplo 6/3 para alcançar as quartas. Sua próxima adversária será outra romena, desta vez a quinta pré-classificada Sorana Cirstea, que perdeu a única partida que travou contra a ucraniana, na primeira rodada de Roland Garros do ano passado. 

Algoz da canadense Eugenie Bouchard, a eslovaca Jana Cepelova manteve o embalo e desta vez passou pela espanhola Sara Sorribes, aplicando parciais de 6/4 e 7/6 (7-3). Na próxima rodada, ela enfrentará a convidada ucraniana Dayana Yastremska.

Sharapova vence Makarova e vai às quartas em Stuttgart

 A russa Maria Sharapova continua firme em seu retorno ao circuito. Nesta quinta-feira, a ex-número 1 do mundo conquistou mais uma vitória em sets diretos, derrubando a compatriota Ekaterina Makarova com placar final de 7/5 e 6/1, em partida válida pela segunda rodada do Premier de Stuttgart.

Classificada para as quartas de final no saibro alemão, Sharapova tem agora encontro marcado com a estoniana Anett Kontaveit, que veio do qualificatório e surpreendeu a espanhola Garbiñe Muguruza na estreia da cabeça de chave número 5. Será a primeira vez que a tenista de 21 anos enfrentará a russa no circuito. 

Sharapova já soma 100 pontos no ranking só com as duas vitórias obtidas até então em Stuttgart, o que lhe garantiria pelo menos a 379ª colocação no ranking da próxima segunda-feira, podendo subir mais se continuar avançando. Um novo triunfo levaria a russa para o 262º lugar na lista da WTA, sendo que o título a daria a 119ª posição.

O primeiro set do embate com a canhota Makarova foi bastante equilibrado e definido apenas na reta final. As sacadoras não enfrentaram breaks até o 10º game, quando Sharapova teve que salvar um para manter o serviço. Na sequência foi a sua vez de pressionar a compatriota, conseguindo a quebra e a vitória na parcial inicial. 

A história do segundo set foi bem diferente, desta vez com domínio de Sharapova, que depois do 1/1 venceu cinco games seguidos, com direito a duas quebras para cima de Makarova, e rumou para a vitória, selando a vaga nas quartas de final com um de seus nove aces na partida sobre a compatriota.

27/04/2017

Murray vence López e avança no ATP de Barcelona

Convidado de última hora para o ATP 500 de Barcelona em busca de ritmo de jogo, Andy Murray pôde enfim estrear nesta quinta-feira. Em quadra, o número 1 do mundo confirmou o favoritismo e o perfeito histórico contra o canhoto espanhol Feliciano López, a quem derrotou pela 11ª vez ao marcar duplo 6/4 em 1h49 de partida.

Por ser cabeça de chave do torneio disputado no saibro espanhol, Murray já entraria diretamente na segunda rodada, mas acabou ganhando mais uma folga graças à desistência de Bernard Tomic e avançou às oitavas por w.o.

A vitória sobre López rende ao britânico a vaga nas quartas de final para enfrentar o vencedor do duelo espanhol entre Albert Ramos e Roberto Bautista. Murray perdeu para Ramos na semana passada em Monte Carlo, quando eles se enfrentaram pela primeira vez. Contra Bautista, são três vitórias para o líder do ranking em duelos anteriores.

Murray foi eficiente nos games de saque e sofreu apenas uma quebra na partida. Destaque para o segundo set, quando o britânico venceu doze dos quinze pontos jogados com o primeiro serviço e cedeu apenas nove pontos sacando ao experiente rival de 35 anos.

Apesar do bom desempenho no saque, Murray enfrentou break points no primeiro e no quinto game, mas saiu ileso e aproveitou a chance de quebra que teve quando liderava por 4/3. Mesmo aplicando seus já característicos lobs e passadas contra um rival que subia muito à rede, o britânico vacilou quando sacava para fechar e desperdiçou quatro set points antes de perder o saque, mas a voltaria a quebrar na sequência.

O britânico abriu o segundo set com mais um lob magistral, mas novamente foi o primeiro a encarar break points. Depois de fechar a porta nas quatro vezes em que foi ameaçado ainda no início da parcial, ele só perderia mais dois pontos em seu saque e era cada vez mais firme do fundo de quadra. López evitou cinco chances de quebra no quarto game, mas sucumbiu à pressão quando perdia por 5/4 e um erro não-forçado deu números finais ao jogo.

Palmeira vira sobre o Peñarol fiora de casa e segue na liderança do Grupo 5

Os brasileiros se deram bem na abertura da 4ª rodada da Copa Libertadores. O Atlético-MG derrotou o Libertad-PAR por 2 a 0, enquanto o Atlético Paranaense venceu o Flamengo por 2 a 1 e assumiu a liderança do Grupo 4. O principal confronto, porém, foi entre Peñarol-URU e Palmeiras, vencido pelo Verdão por 3 a 2 de virada. O destaque negativo ocorreu após a partida, quando uma pancadaria generalizada tomou conta dentro e fora de campo.
No estádio Campeón del Siglo, o Palmeiras viu o Peñarol abrir 2 a 0 no primeiro tempo com gols de Maurício Affonso e Junior Alves, mas o Verdão virou na etapa final e venceu por 3 a 2 com gols de Mina e Willian, duas vezes. A vitória praticamente selou a classificação alviverde a próxima fase, já que o time soma 10 pontos e lidera o Grupo 5. Por outro lado, o Peñarol-URU é o lanterna com três pontos.
Já no duelo entre brasileiros, o Atlético-PR deu o troco no Flamengo e venceu por 2 a 1, na Arena da Baixada. Thiago Heleno e Felipe Gedoz marcaram para o Furacão, enquanto Willian Arão descontou para o Mengão. A vitória é fundamental para o Atlético-PR, que assume a liderança do Grupo 4 com sete pontos, enquanto o Fla é o vice-líder com seis pontos.
O Atlético-MG recebeu o Libertad, do Paraguai, na Arena Independência, e sofreu para sair de campo com os três pontos. Os gols da vitória por 2 a 0 só saíram no segundo tempo, e foram marcados por Robinho e Cazares. O resultado coloca o Galo na liderança do Grupo 6 com sete pontos, mesma pontuação do vice-líder Godoy Cruz-ARG. O Libertad-PAR permanece com quatro pontos e é o terceiro colocado.
Na única partida entre estrangeiros na noite desta quarta-feira, o Melgar-PER recebeu o Independiente-COL no estádio Mariano Melgar e perdeu por 2 a 1. A vitória coloca os colombianos na vice-liderança do Grupo 3 com seis pontos, mesma pontuação do River Plate-ARG. Por outro lado, o Melgar-PER é o lanterna da chave com três pontos, igual ao Emelec-QUE, terceiro colocado.

Fluminense busca empate com Brasil-RS e avança na Copa da Primeira Liga

Foi uma das classificações mais inusitadas da história do futebol, mas o Fluminense conseguiu a última vaga nas quartas de final da Primeira Liga. Com o empate por 1 a 1 com o Brasil de Pelotas nesta quarta-feira, no estádio Los Larios, em Duque de Caxias, o time de Abel Braga avançou por ter levado um cartão vermelho a menos que o adversário do Grupo A.

Os dois times empataram em quatro pontos, uma vitória, saldo de gols de zero, quatro gols marcados e outros quatro sofridos, por isso, o regulamento prevê que o próximo critério de desempate é o de menor número de cartões vermelhos. Como o clube gaúcho teve Eduardo Martini expulso na derrota por 2 a 1 para o Internacional, terminou na terceira posição, com os cariocas à sua frente.
Os confrontos das quartas de final serão conhecidos por sorteio, ainda sem data para acontecer. De qualquer forma, a competição só segue a partir de agosto.

O JOGO
O Fluminense começou a partida dando mostras de pressionaria o Brasil de Pelotas. Logo aos seis minutos, Danielzinho lançou Marquinhos Calazans, que levantou para dentro da área. Eduardo Martini não conseguiu afastar e Marcos Júnior desviou na trave. O lance, porém, já estava parado por flagra de impedimento do atacante.

Na primeira vez que foi ao ataque, o time gaúcho conseguiu o seu gol. Aos 20 minutos, Nem levantou o escanteio e a defesa do Fluminense não conseguiu afastar. Na sobra, Juninho, bem posicionado, chutou para o fundo das redes.
Com o placar adverso, o clube carioca foi para o tudo ou nada, mas Eduardo Martini estava em um dia inspirado. Aos 33 minutos, Henrique Dourado roubou a bola do adversário e invadiu a área. O passe chegou até Marcos Júnior, que chutou forte, mas parou na boa defesa do camisa 1 do Brasil.

VEIO O EMPATE
O segundo tempo foi mais animador para a torcida da casa. Logo aos quatro minutos, Maranhão, que acabara de entrar, invadiu a área do Brasil e cruzou com precisão para Danielzinho. O jovem meia cabeceou sem qualquer chance de intervenção para Eduardo Martini.

A pressão do clube carioca continuou. Aos 17 minutos, Marcos Júnior recebeu o passe de Danielzinho, de frente para o goleiro e finalizou bem, mas a bola foi ao lado, tirando tinta da trave.

O Brasil de Pelotas teve um gol bem anulado aos 31 minutos. Éder Sciola encontrou Bruno Lopes livre dentro da área e o atacante não desperdiçou, mas o camisa 11 estava à frente do penúltimo defensor.

PRÓXIMOS JOGOS
O Fluminense volta a campo no próximo domingo, às 16 horas, para enfrentar o Flamengo pelo primeiro jogo da final do Campeonato Carioca, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Já o Brasil de Pelotas atuará apenas no dia 12 de maio, às 20h30 visitando o Guarani no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

26/04/2017

São Francisco-BA vence Grêmio-RS na 9ª rodada do Brasileiro feminino

Com goleadas de Corinthians e Ferroviária, a nona rodada do Campeonato Brasileiro Feminino, Série A1, teve prosseguimento nesta quarta-feira, com a realização de seis jogos.

OSASCO EMPATA

Pelo Grupo 1, o São Francisco-BA, fez a lição de casa e, derrotou a representação do Grêmio-RS, por 3 a 0. Já atuando em seus domínios em Osasco, no estádio José Liberatti, o Audax-SP, apenas empatou 1 a 1, contra o Kidermann-SC.

Na Arena Barueri, o Corinthians, meteu uma sonora goleada, 7 a 1, no Vitória-PE. Fechando a rodada, nesta quinta-feira, às 21h, o Iranduba-AM, recebe na Arena Amazônia a equipe do Sport Recife.

RIO PRETO VENCE FLAMENGO

Pelo pelo Grupo 2, o Flamengo, jogando na Gávea, foi derrotado por 3 a 2, para a equipe do Rio Preto. O gol da vitória do time rio-pretense saiu nos acréscimos. Juliana e Jane, fizeram para o time carioca, enquanto Darlene, duas vezes e Mônica, assinalaram para o Rio Preto.

A Ferroviária, atuando na Arena Fonte Luminosa, goleou o Vitória-BA, pelo placar de 5 a 1. O Foz Cataratas-PR, recebeu em Foz do Iguaçu, no estádio Pedro Basso, a representação da Ponte Preta, e, venceu por 2 a 1, num jogo equilibrado.

Resultados 9ª Rodada:
Santos-SP 4 x 1 São José-SP, 25/4, 17h - SporTV

Flamengo-RJ 2 x 3 Rio Preto-SP, 26/4, 15h

Ferroviária-SP 5 x 1 Vitória-BA, 26/4, 15h

São Francisco-BA 3 x 0 Gremio-RS, 26/4, 15h

Corinthians-SP 7 x 1 Vitória-PE, 26/4, 15h

Audax-SP 1 x 1 Kindermann-SC, 26/4, 15h

Foz Cataratas-PR 2 x 1 Ponte Preta-SP, 26/4, 19h30

Iranduba-AM x Sport-PE, 27/4, 21h.

Próximo Jogos 10ª Rodada

Ponte Preta-SP x Flamengo-RJ, 02/5, 17h - Sportv
Sport-PE x Corinthians-SP, 03/5, 15h
Vitória-BA x Santos-SP, 03/5, 15h
Kindermann-SC x São Francisco-BA, 03/5, 15h
Grêmio-RS x Audax-SP, 03/5, 15h
São José-SP x Ferroviária-SP, 03/5, 15h
Vitória-PE x Iranduba-AM, 03/5, 15h
Rio Preto-SP x Foz Cataratas-PR, 03/5, 15h.

23/04/2017

EUA vencem República Checa e encaram Bielo-Rússia na final da Fed Cup

Os Estados Unidos derrubaram a tricampeã República Checa neste domingo e garantiram vaga na final da Fed Cup. O time norte-americano vai disputar o título contra a Bielo-Rússia, que surpreendeu a Suíça e chegou à decisão pela primeira vez. Os dois finalistas venceram seus duelos por 3 a 2 na série melhor de cinco partidas.

O duelo mais apertado envolveu os EUA e ao time checo, que venceu nada menos que cinco das últimas seis edições da Fed Cup, a versão feminina da Copa Davis. O confronto só foi decidido na quinta e última partida, de duplas, com triunfo de Bethanie Mattek-Sands e CoCo Vandeweghe sobre Kristyna Pliskova e Katerina Siniakova por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/3.

CoCo Vandeweghe foi o maior destaque do duelo por vencer todos as partidas que jogou no saibro de Wesley Chapel, na Florida. No início do dia, ela superara Kterina Siniakova por 6/4 e 6/0. No sábado, a americana já havia derrotado Marketa Vondrousova por 6/1 e 6/4. As checas levaram a melhor em duas partidas, com vitórias de Marketa Vondrousova (sobre Lauren Davis por 6/2 e 7/5) e Katerina Siniakova (sobre Shelby Rogers por duplo 6/3).

A outra semifinal foi decidida no início deste domingo. Aryna Sabalenka venceu a suíça Viktorija Golubic por 6/3, 2/6 e 6/4, enquanto Aliaksandra Sasnovich bateu Timea Bacsinszky por 6/2 e 7/6 (7/2). Para finalizar o duelo, já decidido, as suíças Belinda Bencic e Martina Hingis arrasaram Olga Govortsova e Vera Lapko por 6/0 e 6/1.

No sábado, o duelo terminara empatado em 1 a 1. Isso porque, no quadra dura de Minsk, na Bielo-Rússia, a anfitriã Aliaksandra Sasnovich vencera Viktorija Golubic por 6/3, 5/7 e 7/5. Na sequência, Timea Bacsinszky empatou para a Suíça, ao derrotar Aryna Sabalenka por 6/4 e 7/5. O time da casa não contou com a ex-número 1 do mundo Victoria Azarenka, que ainda não voltou ao circuito após ser mãe pela primeira vez.

Mas, para a final da Fed Cup, o time da Bielo-Rússia poderá vir a contar com esse grande reforço. A decisão está marcada para os dias 11 e 12 de novembro, na Bielo-Rússia, em local ainda não definido.

Monaco vence o Lyon por 2 a 1 e recupera liderança do Campeonato francês

O Monaco pouco sentiu a pressão colocada no sábado pelo Paris Saint-Germain. Mesmo jogando fora de casa, neste domingo, a equipe teve mais uma atuação sólida, superou o Lyon por 2 a 1 e reassumiu a liderança do Campeonato Francês.

Com o resultado, o Monaco chegou aos mesmos 80 pontos do Paris Saint-Germain, mas está na frente devido ao maior saldo de gols – 64 a 48. A equipe sensação da atual temporada europeia possui ainda um jogo a menos, contra o Saint-Étienne, em casa, e pode ampliar essa vantagem. Já o Lyon está em quinto, com 54.

Depois de o Paris Saint-Germain vencer o Montpellier no sábado, por 2 a 0, o Monaco precisava ganhar para reassumir a liderança. E, para isso, contou mais uma vez com suas duas estrelas: Radamel Falcao e Kylian Mbappé, que marcaram ainda no primeiro tempo, respectivamente aos 36 e aos 44.

O volante Lucas Tousart ainda descontou para o Lyon no início do segundo tempo. Mas o Monaco, classificado para a semifinal da Liga dos Campeões, em que enfrentará a também embalada Juventus, segurou o resultado e retomou a liderança do Francês.

Rockets vence 113 a 109 e faz 3 a 1 na serie frente o Thunder

Em um jogo parelho, o Houston Rockets fez 3x1 na série contra o Oklahoma City Thunder com uma vitória por 113x109, fora de casa, na tarde deste domingo (23), pelos playoffs da NBA. O destaque do jogo foi o brasileiro Nenê, que marcou 28 pontos e pegou 10 rebotes pelo Rockets.

O pivô acertou todos os 12 arremessos de quadra que tentou, igualando um recorde histórico da liga, como o jogador com mais chutes com 100% de aproveitamento em todos em tempos em playoffs. A marca é a mesma de Larry McNeill, em 1975, pelo antigo Omaha Kings (hoje, equipe de Sacramento). Além disso, Nenê foi o segundo jogador na história da NBA a ter ao menos 20 pontos, 10 rebotes e 100% de aproveitamento. O outro é a lenda Wilt Chamberlain. 

Pelo Thunder, o destaque foi novamente Russell Westbrook, que conseguiu um triplo-duplo, com 35 pontos, 14 assistências e 14 rebotes, insuficientes para dar a vitória á sua equipe. Os times voltam a se enfrentar na terça (25), em Houston. Se o Rockets vencer, fecha a série.

Mais cedo, o Cleveland Cavaliers varreu o Indiana Pacers por 4x0 na série, pela Conferência Leste. Para isso, contou com 33 pontos e 10 rebotes de LeBron James, além de outros 28 pontos de Kyrie Irving. O melhor do Pacers foi Lance Stephenson, com 22 pontos.

Universidad de Chile alcança o Colo Colo na liderança do torneio Clausura chileno

A Universidad do Chile alcançou o Colo Colo na primeira posição do torneio de Clausura ao vencer sua partida da décima jornada e aproveitar o tropeço dos albos e do Deportes Iquique.

A falta de quatro rodadas para o final do torneo, la U e Colo Colo lideram a classificação com 21 pontos, com um melhor saldo gols para os albos.

A La U superou sem problemas no sábado o Santiago Wanderers por 2-0 no estadio Nacional de Santiago com gols de Yerko Leiva y Felipe Mora, o máximo artilheiro do torneio.



Cavaliers vencem quarta seguida contra os Pacers e avançam à semifinal Conferência Leste

O  Cleveland Cavaliers garantiram o apuramento para as semifinais da Conferência Leste, nos playoff da NBA.

Os campeões em título voltaram a vencer os Indiana Pacers este domingo por 102-106 e seguem para a próxima fase com um parcial de 4-0, resultado das duas vitórias obtidas tanto em casa como em Indiana.

Apesar da boa réplica dada pelos Pacers ao longo dos quatro jogos, os Cavs acabaram por confirmar o favoritismo e contaram com um LeBron James inspirado (33 pontos), garantindo um lugar nas «meias» da Conferência Este.

A equipa de Cleveland aguarda agora pelo adversário, que saíra do confronto entre Toronto Raptors e Milwaukee Bucks (2-2).

No outro jogo do dia, os Houston Rockets conseguiram vencer em Oklahoma os Thunder (109-113) e estão a uma vitória da próxima fase. Destaque para o impressionante Russel Westbrook, que conseguiu completar um triplo-duplo apenas na primeira parte.

Deportivo Táchira vence Caracas e lidera o Apertura venezuelano

Com um gol do paraguaio Víctor Aquino e outro do defensor colombiano Yúber Mosquera, o Deportivo Táchira venceu hoje por 2 a 0 o clássico do futebol venezuelano frente o Caracas, que naufraga em sua crise de resultados no Apertura.

Aquino anotou seu décimo primeiro tento nas 12 rodadas do campeonato com um potente remate de tiro livre na primeira metade do compromisso, enquanto que Mosquera pôs cifras definitivas com uma testada quando já se jogava nos descontos.

Com a vitória, o Deportivo Táchira lidera com 28 pontos.

Bolívar derrota San Jose e segue na liderança do Campeonato boliviano

O Bolívar, dirigido pelo treinador espanhol Beñat San José, venceu por 3-1 o San José de Oruro e manteve a vantagem de 6 pontos sobre o segundo, o Blooming, que venceu, fora de casa, por 3-4, o Sport Boys.

Com gols dos uruguaios Gastón Sirino e William Ferreira e do argentino Matías Dituro, o Bolívar derrotou o San José, que descontou através do argentino Lisandro Alzugaray.

Com a vitória, o Bolívar lidera com 28 pontos, seis a mais que Blooming, vice-líder.

Olimpia vence Juticalpa e volta à liderança do Torneio Clausura hondurenho

O Olimpia, que hoje venceu por 5-3 al Juticalpa, retomou na jornada 17 a liderança do torneio hondurenho Clausura que por umas horas lhe havia arrebatado o Real España, que no sábado venceu por 2-1 o Honduras Progreso.

Resultados da 17ª jornada:

Motagua 3 - Real Sociedad 1

Olimpia 5 - Juticalpa 3

Vida 1 - Platense 0

Real España 2 - Honduras Progreso 1

Social Sol 2 - Marathón 1

.
Classificação:

. PJ G E P GF GC PTS

.1. Olimpia 17 10 4 3 44 26 34

.2. Motagua 17 9 6 2 33 19 33

.3. Real España 17 9 5 3 29 17 32

.4. Honduras Progreso 17 8 4 5 25 24 28

.5. Marathón 17 7 3 7 24 21 24

.6. Real Sociedad 17 6 5 6 23 22 23

.7. Platense 17 5 5 7 14 21 20

.8. Social Sol 17 2 8 7 15 25 13

.9. Juticalpa 17 2 5 10 21 34 11

10. Vida 17 2 5 10 13 32 11

.

Juventus perde para a Sampdoria e vê Nápoli consolidar liderança do Italiano

A Juventus, hexampeã italiana de futebol, foi hoje derrotada por 3-2 na visita à Sampdoria, em jogo da 13.ª jornada da liga italiana, re...