31/12/2012

Queniano dispara no fim e vence no masculino; brasileiro vai ao pódio


Deixando dois conterrâneos para trás, o queniano Edwin Kipsang venceu a 88ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre nesta segunda-feira, com o tempo de 44m04s. Com um ritmo constante, Edwin, que venceu a Corrida Eu Atleta 10k Rio deste ano, não deu chance para Joseph Aperumoi e Mark Korir, que terminaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente. Representado por Giovani dos Santos, o Brasil ficou com a quarta colocação e terminou no pódio no masculino - já que os cinco primeiros são premiados. Antes da trinca entre os homens, Maurine Kipchumba venceu com facilidade a prova feminina (51m41s) e iniciou a dobradinha queniana finalizada por Kipsang no masculino.

- Estou muito feliz por ter vencido a corrida. O percurso foi muito duro, com muitas descidas e subidas, mas consegui me manter em primeiro. Eu não esperava vencer, então estou muito feliz - disse o campeão da prova.
Edwin Kipsang vence corrida de São Silvestre (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)
Predominantemente africano, o pelotão masculino composto por sete atletas despontou logo após a largada da prova, às 9h, na Avenida Paulista. Os brasileiros Giomar Ferreira da Silva, José Roberto Jesus e Giovani dos Santos tentavam acompanhar o ritmo.

Desde o quilômetro 8, os quenianos Edwin Kipsang, Mark Korir, vice-campeão da São Silvestre 2011, e Joseph Aperumoi, que venceu a Meia-Maratona de São Paulo neste ano, assumiram a ponta da prova. 
Edwin Kipsang pódio corrida de São Silvestre (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)Nos 5km finais, Mark Korir, do Quênia, caiu para terceiro, e o conterrâneo Edwin Kipsang assumiu a liderança isolada, com um ritmo de prova constante. Joseph Aperumoi tentou acompanhar as passadas de Kipsang, mas terminou mesmo em segundo lugar. O brasileiro Giovani dos Santos, de 31 anos, vencedor da Volta da Pampulha deste ano, ficou em quarto na prova.

Após três anos, o Quênia reencontrou a vitória entre os homens na São Silvestre. Desde 2009, quando James Kipsang levou o bicampeonato, o país africano não conquistava o título. O Quênia, além disso, lidera a lista de países que mais vezes venceram a prova masculina da São Silvestre, com 13 conquistas. Em segundo lugar está o Brasil, com 11.

Nos últimos 20 anos, os africanos têm dominado a São Silvestre. Desde 1992, são 15 vitórias no masculino contra apenas seis dos brasileiros. Em 2011, o etíope Tariku Bekele levou a melhor.
Confira o pódio da São Silvestre 2012:
1º Edwin Kipsang (Quênia) - 44m04s
2º Joseph Aperumoi (Quênia) - 44m14s
3º Mark Korir (Quênia) - 44m20s
4º Giovani dos Santos (Brasil) - 44m50s
5º Hafid Chani (Marrocos) - 45m54s
Confira os vencedores nos últimos 20 anos:
1992 - Simon Chemwoyo (Quênia)
1993 - Simon Chemwoyo (Quênia)
1994 - Ronaldo da Costa (Brasil)
1995 - Paul Tergat (Quênia)
1996 - Paul Tergat (Quênia)
1997 - Émerson Iser Bem (Brasil)
1998 - Paul Tergat (Quênia)
1999 - Paul Tergat (Quênia)
2000 - Paul Tergat (Quênia)
2001 - Tesfaye Jifar (Etiópia)
2002 - Robert Kipkoech Cheruiyot (Quênia)
2003 - Marílson Gomes dos Santos (Brasil)
2004 - Robert Kipkoech Cheruiyot (Quênia)
2005 - Marílson Gomes dos Santos (Brasil)
2006 - Franck Caldeira (Brasil)
2007 - Robert Kipkoech Cheruiyot (Quênia)
2008 - James Kipsang (Quênia)
2009 - James Kipsang (Quênia)
2010 - Marílson Gomes dos Santos (Brasil)
2011 - Tariku Bekele (Etiópia)
2012 - Edwin Kipsang (Quênia)
Fonte: Globo Esporte

Queniana Maurine Kipchumba vence a São Silvestre 2012


Vencedora da Volta da Pampulha deste ano e soberana desde o quilômetro 10 nesta segunda-feira, a queniana Maurine Kipchumba, de 24 anos, foi a grande campeã da 88ª Corrida Internacional de São Silvestre, com o tempo de 51m42s. A atleta do Cruzeiro garantiu o quarto título seguido do Quênia entre as mulheres e o 10º do país na tradicional prova do dia 31 de dezembro.

- Estou muito feliz. O clima foi maravilhoso, o percurso era muito bom. Eu não esperava vencer, mas entrei na prova muito tranquila e consegui ir bem - afirmou a campeã.

A brasileira mais bem colocada foi Tatiele Carvalho, que terminou a prova na sexta colocação.
- No ano passado terminei em 18º lugar. Agora, fui a melhor brasileira. Estou acostumada a correr longas distâncias em treinamentos, mas, em competições, não gosto muito. Mas vou aprender porque é gostoso ser a melhor brasileira e deve ser maravilhoso vencer essa prova - disse Tatiele.

A prova feminina
Entre os homens, o título também ficou com o Quênia. Ou melhor, os três primeiros lugares foram dos africanos. Edwin Kipsang foi o campeão, seguido por Joseph Aperumoi em segundo e Mark Korir em terceiro. Giovani dos Santos foi o melhor brasileiro, chegando em quarto.
Com largada pontualmente às 8h40m e temperatura de 21ºC, as brasileiras Roselaine Silva, Marily dos Santos, Marluce Borges e Tatiele Carvalho, assim como a queniana Nancy Kipron, a etíope Fekede Negede e a tanzaniana Jackline Sakilu comandaram o primeiro pelotão na Avenida Paulista.
Maurine Kipchumba vence a corrida de São Silvestre (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)
No terceiro quilômetro, Marily dos Santos tomou a dianteira, mas foi logo ultrapassada pelas africanas. No quilômetro 7, a única representante do Brasil que conseguia acompanhar as africanas era Tatiele Carvalho.

No quilômetro 9, a queniana Maurine Kipchumba, campeã da Volta da Pampulha 2012, e a tanzaniana Jackline Sakilu abriram vantagem para o primeiro pelotão. No último terço da prova (10km), com passadas largas, Maurine passou a despontar e não saiu mais da liderança isolada até a vitória.

A tanzaniana Jackline Sakilu garantiu o segundo lugar da prova. A também queniana Rumokol Chepkanan, que venceu a Maratona de São Paulo e foi quinta colocada na São Silvestre do ano passado, ficou em terceiro. Tatiele Carvalho cruzou a linha de chegada em sexto lugar, e foi a brasileira mais bem colocada na prova.

A competição feminina foi disputada por duas campeãs em São Silvestre: as brasileiras Maria Zeferina Baldaya (2001) e Lucélia Peres (2006). Desde 2006, há um longo jejum que incomoda as brasileiras, já que a prova foi dominada pelas africanas desde então.

Agora, o Quênia tem 10 vitórias na prova feminina da São Silvestre contra sete de Portugal e cinco do Brasil.
Maurine Kipchumba troféu corrida de São Silvestre (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)
Confira o pódio da São Silvestre feminina:
1º Maurine Kipchumba (Quênia) - 51m42s
2º Jackline Juma Sakilu (Tanzânia) - 52m11s
3º Rumokol Chepkanan (Quênia) - 52m50s
4º Fekede Negede (Etiópia) - 53m36s
5º Anastazia Ghamaa (Tanzânia) - 53m42s

Veja também as mulheres que ganharam a corrida nos últimos 20 anos:
1992 - Maria Del Carmen Diaz (México)
1993 - Hellen Kimayio (Quênia)
1994 - Derartu Tulu (Etiópia)
1995 - Carmem Oliveira (Brasil)
1996 - Roseli Machado (Brasil)
1997 - Martha Thenório (Equador)
1998 - Olivera Jevtic (Iugoslávia)
1999 - Lydia Cheromei (Quênia)
2000 - Lydia Cheromei (Quênia)
2001 - Maria Zeferina Baldaia (Brasil)
2002 - Marizete de Paula Rezende (Brasil)
2003 - Margaret Okayo (Quênia)
2004 - Lydia Cheromei (Quênia)
2005 - Olivera Jevtic (Sérvia e Montenegro)
2006 - Lucélia Peres (Brasil)
2007 - Alice Timbilili (Quênia)
2008 - Yimer Wude Ayalew (Etiópia)
2009 - Pasalia Kipcoech Chepkorir (Quênia)
2010 - Alice Timbilili (Quênia)
2011 - Priscah Jeptoo (Quênia)
2012 - Maurine Kipchumba (Quênia)
Fonte: Globo Esporte

30/12/2012

Porto e estoril empatam e seguem na corrida para a semifinal


Estoril-Praia e FC Porto empataram hoje 2-2, em encontro da segunda jornada do grupo A da Taça da Liga de futebol, mantendo tudo em aberto para a última ronda quanto à questão do apuramento.
    Imagem
Após o nulo registado no encontro da primeira jornada do Grupo A da Taça da Liga diante do Vitória de Setúbal, os estorilistas estiveram duas vezes à frente do marcador, mas o internacional luso, com um ''pontapé do meio da rua'', restabeleceu a igualdade, permitindo ao FC Porto manter-se na liderança do grupo, agora dividida com os sadinos, que hoje venceram o Nacional, por 3-1.

Os ''dragões'', que vinham de um triunfo sobre os insulares (2-0), apresentaram Kelvin como surpresa no ''onze'' inicial, mas foi através do inevitável Jackson Martinez, que saiu ao intervalo, que chegaram à igualdade, aos 31 minutos, depois de uma saída em falso do guarda-redes Mário Matos.

Foi de bola parada que os ''canarinhos'' inauguraram o marcador, aos 15 minutos, depois de uma falta de Danilo sobre Carlitos, bem convertida por Steven Vitória, que repetiu a façanha do encontro da I Liga, quando os ''dragões'' venceram no Estádio António Coimbra da Mota a equipa da Costa do Sol, por 2-1, a 28 de outubro.

Muito seguro defensivamente, o Estoril-Praia travou bem os caminhos da baliza, apesar do ''endiabrado'' Kelvin ter tentado de todas as formas levar a melhor sobre Tiago Gomes, várias vezes apoiado pelo extremo Carlitos.

A vencer, o Estoril-Praia passou a jogar em contra-ataque, aproveitando o facto de o FC Porto ter aberto o jogo à procura do golo do empate, o que acabou por acontecer aos 31 minutos, quando Jackson Martinez, nas alturas, bateu Mário Matos, após uma saída em falso do guardião, na sequência de um passe longo de João Moutinho.

O golo acabou por amedrontar os ''canarinhos'', que ofereceram o domínio do jogo ao FC Porto e tudo fizeram para fechar os caminhos que iam dar à baliza de Mário Matos, levando o empate para o intervalo.

No regresso, Defour entrou para o lugar de Jackson Martinez, o que alterou o figurino tático do FC Porto, que passou a jogar em 4-4-2, em vez do 4-3-3, com que entrou em campo. Varela e Kelvin passaram a ser os homens mais adiantados dos azuis e brancos, com Lucho a ''alimentar'' a frente de ataque.

Aos 53 minutos, Helton foi ''enorme'' ao negar por duas vezes o golo a Luís Leal, mas, aos 60, Otamendi, ao cortar a bola com o braço à entrada da área ''azul e branca'', permitiu ao Estoril-Praia voltar à condição de vencedor, quando Steven Vitória ampliou a contagem de grande penalidade.

Vítor Pereira não se rendeu ao resultado e até ao final colocou em campo Atsu e Seba para procurar pelo menos a igualdade.

Mas, o Estoril-Praia passou a controlar o cronómetro e a contenção de bola, após a entrada do médio defensivo Carlos Eduardo para o lugar do avançado Luís Leal, contudo, João Moutinho ''matou'' o sonho dos ''canarinhos'', quando, aos 88, ''fuzilou'' Mário Matos, após um remate a sensivelmente 25 metros da baliza.
Programa Da Jornada:

Sábado, 29 De Dezembro De 2012
Rio Ave – Sporting, 3-0

Domingo, 30 De Dezembro De 2012
V. Setúbal – Nacional, 3-1
Académica – Olhanense, 0-0
Moreirense – Benfica, 1-1
Paços Ferreira – Marítimo, 2-0
Beira Mar – Guimarães, 2-2
Estoril – FC Porto, 2-2

Quarta-Feira, 2 De Janeiro De 2013
Naval 1º Maio – Sp. Braga, 16:00

Americanos avaliam massacre de Velasquez como "épico e espantoso"

Velásquez acerta golpe duro em Cigano; americanos destacam domínio do melhor peso pesado do mundo  Foto: AP
A atuação dominante de Cain Velasquez durante os 25 minutos de luta diante do brasileiro Júnior Cigano dos Santos mereceu muitos elogios da crítica especializada americana. Os jornais do país avaliaram a vitória do desafiante pelo cinturão do peso pesados do UFC, na madrugada deste domingo em Las Vegas, como uma prova incontestável de que Velasquez é o melhor lutador de MMA em sua categoria. Sua performance foi classificada como épica e espantosa e, nas palavras dos críticos, colocou fim às dúvidas deixadas pela derrota por nocaute no primeiro confronto diante do brasileiro.

O renomado jornalista especializado em artes márcias e boxe, Kevin Iole, escreveu no site Yahoo.com que “Velasquez provou de maneira contundente que é o melhor peso pesado do mundo ao se impor em cinco rounds espantosos na frente de 12.423 pessoas no MGM Grand Garden”.
O artigo lembra do nocaute sofrida em novembro de 2011 por Velasquez logo no primeiro round contra Cigano. “Ele lutou com fúria, atacando implacavelmente o ‘power-punching’ brasileiro, superando os 13 meses de frustração com uma performance épica”, disse Iole, que ainda classificou a luta como a melhor “de longe” na carreira do americano.
Na mesma linha, o Los Angeles Times disse que Velasquez retomou o cinturão dos pesados “de seu jeito”, mas em um estilo pouco esperado. Segundo o artigo, a expectativa era de que o americano apostasse no jogo de “wrestling” desde o primeiro minuto, mas que a sorte da luta foi decidida em um soco potente desferido por Velasquez, na luta de pé, aos 3 min do primeiro round. O desafiante aproveitou a queda e castigou no chão o brasileiro, que até o final da luta sentiu os efeitos da sequência de golpes.
Já o USA Today avalia que o segundo encontro entre Cigano e Velasquez foi a “guerra que a primeira luta não foi”. O artigo ainda diz que em nenhum momento o americano perdeu o controle do combate e destaca os estragos no supercílio do brasileiro. Após a luta, Cigano passou no hospital com suspeita de fratura na mandíbula, mas o estafe do lutador negou a lesão.

Miller supera Lauzon com "banho de sangue"; Okami vence Belcher

Jim Miller acerta soco em vitória sangrenta sobre Joe Lauzon  Foto: Getty Images


O octógono da MGM Grand Garden Arena se viu pintado de vermelho na noite deste sábado. O UFC 155, que tem como destaque o duelo entre o brasileiro Junior "Cigano" dos Santos e o americano Cain Velásquez pela manutenção do cinturão dos pesados, viu se destacar a batalha entre Jim Miller e Joe Lauzon, que encheram o ringue de sangue por conta de um corte no supercílio de Lauzon, que terminou derrotado por decisão dos jurados.
A primeira luta do card principal marcou a estreia com vitória de Derek Brunson, ex-atleta do Strikeforce. Contra o favorito Chris Leben, o lutador foi mais eficiente e conseguiu a vitória por decisão unânime dos jurados, um triplo 29/28.
A seguir houve a revanche entre Yushin Okami e Alan Belcher - no primeiro encontro, em 2006, o triunfo ficou com o japonês. Seis anos depois, o resultado se repetiu, e Okami venceu por decisão unânime em confronto monótono que recebeu vaias da torcida presente ao MGM Grand Garden Arena.
A terceira luta do card principal viu novo duelo amarrado, principalmente por intenção de Tim Boetsch, que evitou trocar com Costa Philippou. O americano buscou amarrar a luta no chão, mas o cipriota se recuperou a partir do segundo round e conseguiu sua vitória por nocaute técnico na última parcial.
Já o último duelo antes de Cigano x Velásquez trouxe muita emoção ao ringue. Jim Miller avançou forte para cima de Joe Lauzon no primeiro round, abriu um corte feio no rosto do adversário e tingiu o octógono com sangue. A luta, entretanto, prosseguiu, com Lauzon se recuperando na segunda parcial e ficando perto da finalização.
No terceiro round o combate ficou completamente aberto, com os dois lutadores trocando golpes duros e conseguindo pontos importantes. Lauzon ficou perto novamente de encerrar a luta, desta vez com uma chave de perna, mas a vitória, por pontos, ficou com Miller.
Preliminares
O card teve início com a vitória de John Moraga sobre Chris Cariaso. Moraga, que fez sua segunda luta pelo UFC, conseguiu seu triunfo a partir de guilhotina com 1min19s do terceiro round.
A seguir foi a vez da batalha entre Max Holloway e Leonard Garcia. Holloway teve um início superior e dominou o primeiro round. Garcia reagiu e fez um round final que contagiou a torcida por sua garra, mas não foi o suficiente para evitar sua quarta derrota consecutiva: 29/28, 28/29 e 29/28, em decisão dividida.
A próxima luta foi um confronto de pesados que não durou muito tempo. O britânico Phil De Fries tentou ir para cima de Todd Duffee, mas o americano acertou uma boa sequência de socos e conseguiu o nocaute logo no primeiro round (com 2min04s).
O invicto Myles Jury veio ao octógono a seguir e manteve sua escrita ao atropelar Michael Johnson. O californiano dominou a luta por completo, mas venceu somente na decisão (unânime), contabilizando seu 11º triunfo na carreira.
Os próximos a subirem ao ringue fizeram uma luta remarcada. Melvin Guillard e Jamie Varner deveriam ter se enfrentado em 15 de dezembro, na final do The Ultimate Fighter 16, mas uma doença do segundo fez com que o confronto precisasse ser adiado. Recuperado, Varner foi superior o tempo todo e só não conseguiu finalização ao fim do primeiro round porque o gongo salvou Guillard. Supreendentemente, a vitória veio por decisão dividida.
Se a vitória de Varner foi longa, a luta seguinte não foi além do primeiro round. O mexicano Erik Perez arrasou o americano Byron Bloodworth e obteve o nocaute técnico com 3min50s de confronto. O card preliminar se encerrou em duelo com muita trocação que terminou com vitória de Eddie Wineland sobre Brad Pickett.
Confira os resultados do UFC 155
Card principal
Pesado: Cain Velásquez (EUA) venceu Junior Cigano (BRA) por decisão unânime (50/45, 50/43 e 50/44)
Leve: Jim Miller (EUA) venceu Joe Lauzon (EUA) por decisão unânime (29/28, 29/28 e 29/28)
Médio: Costa Philippou (CHP) venceu Tim Boetsch (EUA) por nocaute técnico (2min11s do 3º round)
Médio: Yushin Okami (JAP) venceu Alan Belcher (EUA) por decisão unânime (30/27, 30/27 e 29/28)
Médio: Derek Brunson (EUA) venceu Chris Leben (EUA) por decisão unânime (29/28, 29/28 e 29/28)
Card preliminar
Galo: Eddie Wineland (EUA) venceu Brad Pickett (ING) por decisão dividida (30/27, 28/29 e 30/27)
Galo: Erik Perez (MEX) venceu Byron Bloodworth (EUA) por nocaute técnico (3min50s do 1º round)
Leve: Jamie Varner (EUA) venceu Melvin Guillard (EUA) por decisão dividida (30/27, 27/30 e 30/27)
Leve: Myles Jury (EUA) venceu Michael Johnson (EUA) por decisão unânime (30/27, 30/27 e 30/27)
Pesado: Todd Duffee (EUA) venceu Phil De Fries (ENG) por nocaute técnico (2min04s do 1º round)
Pena: Max Holloway (EUA) venceu Leonard Garcia (EUA) por decisão dividida (29/28, 28/29 e 29/28)
Mosca: John Moraga (EUA) venceu Chris Cariaso (EUA) por finalização (1min19s do 3º round)

Com show de Suárez, Liverpool goleia o Queen park Eangers fora de casa

Em seu último jogo em 2012, o Liverpool visitou o Queens Park Rangers e triunfou por 3 a 0, no Loftus Road, em Londres, pela 20ª rodada do Campeonato Inglês. Todos os gols da partida foram marcados com menos de 30 minutos do primeiro tempo. O atacante uruguaio Luis Suárez balançou a rede duas vezes e foi o destaque da partida.

Com o resultado, os Reds chegam a 28 pontos e ficam na nona posição da tabela. Já o QPR sofre a terceira derrota consecutiva, estaciona nos dez pontos e continua na lanterna, dez pontos atrás do Aston Villa, primeiro time fora da zona de rebaixamento.

O Liverpool teve de conviver com uma situação inusitada. O técnico Brendan Rodgers sofreu com uma virose e não pôde comandar a equipe na beira do gramado, tarefa que ficou para os auxiliares Mike Marsh e Colin Pascoe. 

Por outro lado, quem retornou neste domingo foi o brasileiro Júlio César, que estava com uma contusão nas costas e estava sem jogar havia um mês. Apesar de algumas defesas, o brasileiro não conseguiu evitar o 17º revés de sua equipe nesta Premier League.

O duelo ainda teve uma marca impressionante do treinador do Queens Park Rangers, Harry Redknapp. Ele se tornou o terceiro técnico a comandar um time na Premier League (formato do Campeonato Inglês a partir de 1991) pela 600ª vez (228 vitórias, 157 empates e 214 derrotas). Só Alex Ferguson e Arsène Wenger conseguiram este feito.

Jogando diante do último colocado, o Liverpool precisou de dez minutos para abrir o placar. Suárez recebeu passe de Henderson, driblou fácil Hill e chutou no canto direito de Júlio César.Seis minutos depois, o uruguaio aproveitou rebote na área, concluiu para o fundo da rede e ampliou a vantagem. Aos 28, Agger aproveitou cruzamento de Gerrard vindo da direita e cabeceou para definir o triunfo.

Pela próxima rodada do Campeonato Inglês, o Queens Park Rangers visitará o Chelsea no Stamford Bridge, na quarta-feira, às 17h45 (de Brasília). No mesmo dia e horário, o Liverpool receberá o Sunderland no Anfield Road.

Fonte: Espn

Com muita sorte, benfica empata em 1 a 1 com o moreirense pela taça de Portugal


Declarações de Jorge Casquilha, treinador do Moreirense, após o Moreirense-Benfica (1-1), jogo da segunda jornada do Grupo D da Taça da Liga de futebol.
    Imagem
''Não morremos na praia. Mais uma vez aconteceu-nos o que tem acontecido a época toda: fomos competitivos, fizemos um bom jogo, mas há sempre qualquer coisa que impede a vitória.

O Benfica teve grandes dificuldades em fazer o seu jogo. Criámos três oportunidades de golo, podíamos ter ido para o intervalo a vencer por dois. O Benfica foi bafejado pela sorte, teve dois penáltis.

Não acho [nada das grandes penalidades]. Tenho as minhas dúvidas, já me disseram que não foi penálti. Se não foi, teve influência no resultado, se foi então não há nada a dizer. Tenho de ver as imagens''.
Programa Da Jornada:

Sábado, 29 De Dezembro De 2012
Rio Ave – Sporting, 3-0

Domingo, 30 De Dezembro De 2012
V. Setúbal – Nacional, 3-1
Académica – Olhanense, 0-0
Moreirense – Benfica, 1-1
Paços Ferreira – Marítimo, 2-0
Beira Mar – Guimarães, 2-2
Estoril – FC Porto, 16:15

Quarta-Feira, 2 De Janeiro De 2013
Naval 1º Maio – Sp. Braga, 16:00

Miami Heat perde em rodada da NBA


O Milwaukee Bucks derrotou o Miami Heat por 104 a 85 Foto: Reuters
A rodada da NBA realizada entre a noite deste sábado e a madrugada de domingo não terminou bem para os brasileiros. Todos assistiram a derrota de seus times, mas apenas Nenê esteve em quadra para tentar reverter a situação do Washington Wizards. A jornada pelo campeonato norte-americano também não foi boa para o líder da Conferência Leste, o Miami Heat, derrotada fora de casa pelo Milwaukee Bucks.
Com a derrota para o Chicago Bulls por 87 a 77, depois de levar uma virada no placar, o Washington Wizards segue em má fase e na lanterna da competição. O pivô brasileiro Nenê bem que tentou evitar novo tropeço e quase completou um duplo-duplo, com dez pontos e nove rebotes. No duelo prevaleceu a defesa e nenhum dos times teve um grande marcador. O cestinha foi Marco Belinelli, dos Bulls, com 17 pontos.
Em situação oposta a dos Wizards está o Miami Heat, na ponta de cima da tabela, porém nem mesmo os atuais campeões conseguiram sair vitoriosos nesta rodada. LeBron James e companhia foram derrotados pelo Milwaukee Bucks, por 104 a 85. O astro do Miami foi mais uma vez o cestinha, com 26 pontos, dois a mais que Dwyane Wade. Pelos donos da casa, Brandon Jennings apareceu bem com 25 pontos marcados.
Outros brasileiros da NBA, Anderson Varejão e Leandrinho não estiveram em quadra, mas ambos conferiram a derrota de seus respectivos times. Desfalcado do pivô brasileiro que se recupera de lesão, o Cleveland Cavaliers não conseguiu evitar a derrota para o Brooklyn Nets, por 103 a 100.
Já o ala Leandrinho, que não figura entre os titulares do Boston Celtics, viu sua equipe perder para o Golden State Warriors, por 101 a 83. O brasileiro não esteve presente sequer no banco de reservas, pois retornou aos Estados Unidos nesta sexta-feira, depois de vir resolver problemas pessoais no Brasil.

Fonte: Gazeta Esportiva

Alex Ferguson não quer que Nani saia do Manchester United


De acordo com o treinador do Manchester United, Sir Alex Ferguson, Nani não vai ser vendido na reabertura do mercado de transferências em Janeiro.
    Imagem
    O Arsenal tem surgido como um dos clubes interessados em resgatar o internacional português de 26 anos que tem tido dificuldades em entrar na equipa titular de Ferguson esta época. O seu último jogo foi quase há dois meses na vitória sobre o Sp. Braga para a Liga dos Campeões.

    O Nani chegou ao United oriundo do Sporting no verão de 2007, custando na altura cerca de 30 milhões de euros. Desde então marcou 25 golos num total de 131 jogos disputados na Premier League pelos Red Devils.

    Ferguson afirmou sobre Nani, que de momento está afastado devido a uma lesão numa coxa: ''Não o vamos deixar sair. Nós precisamos do Nani''.

    ''O seu contrato só termina dentro de um ano e meio. Ele oferece algo de diferente dos outros jogadores. O rapaz tem um talento incrível. Infelizmente ele está lesionado de momento. Nós mandámo-lo para o Dubai numa pausa, para o ajudar na sua recuperação''.

    ''Ele não está muito longe, mas está longe o suficiente. Não penso que o terei de volta antes de meados de Janeiro. Ele tem um futuro aqui. Porque é que eu o quereria deixar sair?''.

    Chelsea derrota Everton com dois gols do super Lampard

    Frank Lampard fez os dois gols do Chelsea contra o Everton Foto: Reuters


    O Chelsea encontrou dificuldades e saiu atrás do placar, mas no fim das contas derrotou o Everton de virada por 2 a 1 neste domingo, pela 20ª rodada do Campeonato Inglês, e recuperou a terceira posição do certame, em duelo realizado no Goodison Park, em Liverpool.

    O time da casa teve excelente apresentação na primeira etapa e poderia ter aberto boa vantagem logo no inicio. Fez o gol com Pienaar, logo aos 2min de partida, e acuou o Chelsea no campo de defesa, mas penou na hora de finalizar as jogadas e desperdiçou diversas chances de ampliar.

    Assim, o Chelsea teve tempo para reagir e empatar, a três minutos do fim da etapa inicial. O gol que deixou tudo igual no placar foi marcado por Frank Lampard, aos 42min, e serviu para resgatar o time de Londres no duelo, que permaneceu equilibrado durante todos os primeiros 45 minutos de duelo.

    No segundo tempo, o Chelsea voltou melhor e retomou o controle do embate. O Everton, por sua vez, também buscava o gol, mas tinha menos posse de bola no meio de campo. Em tarde inspirada, o experiente meia Frank Lampard conseguiu desempatar o confronto aos 27min, fazendo 2 a 1 e dando números finais ao marcador em Liverpool.

    Portimorense bate Sporting B pela segunda Liga de Portugal


    Um golo de Simy, marcado na primeira parte, deu hoje a vitória (1-0) ao Portimonense sobre o Sporting B, em jogo da 20ª jornada da II Liga de futebol, disputado no municipal de Portimão.
      Imagem
    O único golo da partida foi marcado por Simy, aos 45 minutos, ao finalizar um lance de contra-ataque dos algarvios, iniciado por Wacaso e depois de Mendes ter enviado a bola à barra da baliza de Luís Ribeiro.

    O Sporting entrou melhor no jogo e, aos cinco minutos, criou a primeira oportunidade de golo, mas Rubio, isolado, rematou ao lado da baliza de Márcio Ramos. Pouco depois, Arias repetiu o gesto do seu companheiro, com um remate a rasar a baliza algarvia.

    Só a partir dos 15 minutos é que o Portimonense conseguiu ''acalmar'' o caudal ofensivo dos ''leões'', equilibrando a partida a meio-campo, construindo o primeiro lance de perigo, aos 16 minutos, com o avançado Simy a chegar atrasado a um cruzamento de Mendes.

    Depois de várias oportunidades de golo desperdiçadas por ambos os conjuntos, o Portimonense colocou-se em vantagem a poucos segundos do descanso, num lance em que Simy beneficiou do ressalto da bola na barra, num remate de Mendes.

    No segundo tempo, as duas equipas repartiram o domínio, tendo pertencido aos algarvios as melhores oportunidades para dilatarem o marcador: Chico, aos 50 minutos, Márcio Madeira (55), Mendes (63) e Arias (68) viram Luís Ribeiro opor-se aos seus remates, evitando que os ''leões'' saíssem de Portimão com uma derrota mais pesada.

    Betinho, Mica e Bruma tiveram as melhores oportunidades dos ''leões'', com remates ao lado da baliza de Márcio Ramos.

    A vitória coloca os algarvios na sétima posição da classificação, com 30 pontos, enquanto que os ''leões'' somaram a terceira derrota da época e viram o líder Belenenses distanciar-se, agora com uma vantagem de nove pontos.
    Programa Da Jornada:

    Sábado, 29 De Dezembro De 2012
    Belenenses – Trofense, 2-0
    Tondela – Marítimo B, 3-1
    Desp. Aves – Atlético, 2-1
    Penafiel – Guimarães B, 4-0
    Naval 1º Maio – Sp. Covilhã, 3-3
    Benfica B – Freamunde, 0-1
    Portimonense – Sporting B, 1-0

    Domingo, 30 De Dezembro De 2012
    Feirense – Santa Clara, 11:15
    Leixões – Oliveirense, 15:00
    Sp. Braga B – FC Porto B, 15:00
    U. Madeira – Arouca, 18:00

    29/12/2012

    Portugal conquista o torneio do Catar de handebol


    A seleção portuguesa de handebol encerrou hoje com ''chave de ouro'' a participação no Torneio do Qatar, em Doha, ao confirmar invicta a conquista do troféu, com uma vitória frente à Suíça por 33-27.

    Portugal, que na sexta-feira tinha já assegurado o primeiro lugar na competição, chegou ao intervalo a vencer por 19-16 e dilatou a diferença para seis golos no final do jogo (33-27).

    Depois dos triunfos frente aos mundialistas Egito (30-27) e Qatar (27-24) – que irão marcar presença no Espanha2013 -, a seleção portuguesa impôs-se à Suíça (33-27), próximo adversário na fase de apuramento para o Europeu2014.

    João Ferraz e José Costa, com seis golos cada, foram os principais marcadores da seleção lusa, enquanto Marcel Hess e Michal Svajlen, ambos com quatro, foram os jogadores em evidência na Suíça.

    Os restantes lugares do pódio foram ocupados pelas seleções do Egito e Qatar, respetivamente segundo e terceiro, enquanto a Suíça se quedou pelo quarto e último posto.

    Manchester United vence e mantém 7 pontos de vantagem na liderança do Inglês


    Os red devils somam quatro vitórias e um empate nas últimas cinco jornadas. Alex Ferguson tem conseguido trabalhar a consistência do seu emblema, que hoje se superiorizou perante um WBA que tem impressionado na Premier League.
      Imagem
    A partida começou equilibrada, mas, mais uma vez, o Manchester United foi bafejado pela sorte. Aos nove minutos, o defesa-central Gareth McAuley descuidou-se e traiu o seu próprio guarda-redes.

    Com algumas poupanças em relação ao seu onze titular (Kagawa e Welbeck foram titulares, Van Persie ficou no banco), o Man Utd entrou na segunda parte sereno e a tentar controlar o encontro. Perto do final foi o avançado holandês que matou o encontro, com um tento em cima do minuto 90.

    Com esta vitória, o Manchester United manteve os sete pontos de distância para o rival e campeão Manchester City, liderando com 49 pontos. Na próxima jornada, quarta-feira, há deslocação ao terreno do Wigan Athletic.

    Programa Da Jornada:


    Sábado, 29 De Dezembro De 2012
    Sunderland – Tottenham, 1-2
    Stoke City – Southampton, 3-3
    Reading – West Ham, 1-0
    Norwich – Man City, 3-4
    Man Utd – WBA, 2-0
    Fulham – Swansea City, 1-2
    Aston Villa – Wigan, 0-3
    Arsenal – Newcastle, 7-3

    Domingo, 30 De Dezembro De 2012
    Everton – Chelsea, 13:30
    QPR – Liverpool, 16:00

    Em regresso de Nuno Gomes, o Blackburn derrota o Barnsley pela 2ª divisão inglesa


    Foi um regresso em cheio para o avançado português. Depois de três derrotas consecutivas, o Blackburn ganhou três pontos, no dia em que Nuno Gomes voltou à equipa e depois de ter despedido o segundo treinador na época 2012-13.
      Imagem
    J. King (28'), Rubén Rochina (44') e J.Rhodes (98') apontaram os tentos do Blackburn, enquanto o golo solitário do Barnsley saiu dos pés de S. Dawson.

    Com este triunfo, o Blackburn ascendeu ao 15.º lugar do Championship, com 32 pontos, longe do líder Cardiff City, que já leva 53 pontos. Mesmo assim, a equipa que era treinada pelo holandês Henning Berg ainda mantém esperanças no regresso à Premier League, pois os cinco pontos que dista para o Watford (sexto classificado e último com acesso ao play-off) são perfeitamente recuperáveis.



    Arsenal vence o Newcastle em jogo épico de 10 gols


    O Arsenal recebeu e venceu este sábado o Newcastle por 7-3 em jogo da 20ª. jornada da Premier League, disputado no Emirates, Londres.
      Imagem


    Para o Arsenal marcaram Theo Walcott (20', 73' e 90'), Alex Oxlade-Chamberlain (50'), Lukas Podolski (64') e Olivier Giroud (85' e 87'). Os golos dos visitantes foram apontados por Demba Ba (43' e 69') e Sylvain Marveaux (59').

    Com este resultado o Arsenal soma agora 33 pontos e ocupa a 6.ª posição da tabela classificativa. Já o Newcastle com 20 pontos está na 15.ª posição da competição.

    Na próxima jornada o Arsenal desloca-se ao terreno do Southampton enquanto o Newcastle recebe o Everton.


    Programa Da Jornada:

    Sábado, 29 De Dezembro De 2012
    Sunderland – Tottenham, 1-2
    Stoke City – Southampton, 3-3
    Reading – West Ham, 1-0
    Norwich – Man City, 3-4
    Man Utd – WBA, 2-0
    Fulham – Swansea City, 1-2
    Aston Villa – Wigan, 0-3
    Arsenal – Newcastle, 7-3

    Domingo, 30 De Dezembro De 2012
    Everton – Chelsea, 13:30
    QPR – Liverpool, 16:00

    Manchester City vence e continua na briga pelo título inglês


    Os detentores do título da Premier League tiveram que puxar dos galões para não perderem mais pontos para os rivais do Man Utd. Hoje, o Man City contou com Edin Dzeko super-inspirado, com Nasri conflituoso e com alguma sorte.
      Imagem
    Substituindo Carlos Tevez, que ficou no banco de suplentes, Edin Dzeko mostrou ao argentino como se faz. Inaugurou o marcador logo aos dois minutos e aumentou a vantagem para 0-2 aos cinco. Com este início demolidor, esperava-se uma partia fácil para os citizens, mas não foi bem assim. Aos 15 minutos, Pilkington reduziu para os canários e, ainda antes do intervalo, Samir Nasri foi expulso com vermelho direto.

    Um golo de diferença separava as duas formações no reatar da partida, mas Sergio Aguero (50') tratou de distanciar novamente o Man City. Russell Martin voltou a reduzir aos 63 minutos, mas um auto-golo do guarda-redes Mark Bunn beneficiou os visitantes, que, noutro caso, poderiam ter ficado em maus lençóis com o bis do defesa-direito do Norwich City, aos 75 minutos.

    Com esta vitória, o Man City segurou o segundo lugar, com 42 pontos, a sete do líder Manchester United. O Norwich City continua no 11.º posto, com 25 pontos e três derrotas consecutivas.

    Aston Villa sofre 15 gols nas últimas três jornadas:

    Nas outras partidas da tarde, destaque para nova derrota do Aston Villa. Desta feita, o conjunto de Birmingham sucumbiu aos pés do Wigan (0-3), somando a terceira derrota consecutiva, sem marcar golos e com 15 tentos sofridos sem resposta. Uma época natalícia para esquecer.

    De resto, o Stoke City sofreu para empatar em casa com o Southampton (3-3), o Reading derrotou o West Ham (1-0) e somou a segunda vitória na prova e o Fulham comprovou a sua má forma, sendo derrotado em Londres pelo Swansea City (1-2).

    Programa Da Jornada:


    Sábado, 29 De Dezembro De 2012
    Sunderland – Tottenham, 1-2
    Stoke City – Southampton, 3-3
    Reading – West Ham, 1-0
    Norwich – Man City, 3-4
    Man Utd – WBA, 2-0
    Fulham – Swansea City, 1-2
    Aston Villa – Wigan, 0-3
    Arsenal – Newcastle, 7-3

    Domingo, 30 De Dezembro De 2012
    Everton – Chelsea, 13:30
    QPR – Liverpool, 16:00

    Paulo Assunção deixa São Paulo e pode voltar à Espanha

    O experiente volante Paulo Assunção deve voltar ao futebol espanhol Foto: Luiz Pires/Vipcomm / Divulgação


    O volante Paulo Assunção pediu e foi atendido pela diretoria do São Paulo, que liberou o atleta para negociar com outros clubes para a temporada 2013. Assim, o destino do jogador deve ser o futebol espanhol - o Deportivo La Coruña é o principal interessado.
    O jogador, que atuou na Espanha pelo Atlético de Madrid, solicitou à direção são-paulina a liberação para acertar com outra equipe. Pouco utilizado durante 2012, Paulo Assunção tinha um dos salários mais altos do elenco e irá aliviar a folha de pagamento tricolor.
    O camisa 12 perdeu espaço no São Paulo principalmente após erro no clássico contra o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro. Além disso, o excesso de volantes no elenco foi crucial para a cúpula tricolor resolver liberar Paulo Assunção para negociações.
    Denilson, Wellington, Fabrício, Casemiro e Rodrigo Caio são alguns dos nomes que o São Paulo possui à disposição para atuar na vaga de volante. A rescisão contratual de Paulo Assunção deve ser anunciada nos próximos dias.

    Falcao García recebe prêmio de Melhor Jogador do Mundo em 2012


    Falcao García recebeu prêmio de melhor jogador do mundo Foto: Getty Images


    O colombiano Falcao García e sua equipe, o Atlético de Madrid, foram os grandes vencedores da quarta edição dos prêmios Globe Soccer, realizada nesta sexta-feira em Abu Dhabi.
    O Atlético de Madrid obteve o prêmio de Melhor Clube do Mundo por sua trajetória em 2012, quando conquistou os títulos da Liga Europa e da Supercopa da Europa. Juventus, Chelsea e Bate Borisov também disputavam esse reconhecimento.
    Miguel Ángel Gil Marín, executivo-chefe do Atlético de Madri, foi o encarregado de recolher o prêmio durante o jantar de gala que encerrou o primeiro dia da conferência internacional de esportes que acontece ao mesmo tempo em Dubai.
    Radamel Falcao García, por sua vez,  também está presente na cidade dos Emirados Árabes Unidos e recebeu o prêmio de Melhor Jogador do Mundo, informou o clube madrilenho.
    Fonte: Agência EFE

    Vasco aprova orçamento de 2013; cerca de 100 podem ser demitidos


    Após atraso e quebra do estatuto, o Conselho Deliberativo do Vasco da Gama aprovou na noite desta quinta-feira o orçamento para 2013. Na reunião ficou definido que o clube irá cortar gastos. Para isso, cerca de 100 funcionários que trabalham em São Januário serão demitidos e os esportes olímpicos, apesar de estarem nos planos financeiros, vão precisar também de alguns investimentos externos para se manter.
    Além desses dois pontos, outra questão muito discutida foi a situação do Colégio Vasco da Gama, que funciona dentro de São Januário. Acabou sendo determinado que a escola continuará funcionando, no entanto, com alguns cortes de gastos. A diretoria cruz-maltina destacou que alguns atletas da base que estudam lá passarão a ter aulas no CT de Itaguaí.
    O orçamento geral do futebol vai girar em torno R$ 120 milhões. René Simões parabenizou a decisão do conselho deliberativo. "A palavra que tenho usado é 'engenharia financeira'. Quero parabenizar o conselho do Vasco, que aproveitou um pacote, um projeto de austeridade. Parabéns a eles. Parabéns a coragem do presidente de apresentar esse projeto. Não tenha duvida que estaremos rigorosamente dentro desse pacote", afirmou o novo diretor executivo vascaíno.
    Ainda no quesito financeiro, René Simões ressaltou que para reforçar o time, o Vasco não vem gastando nada. "Não estamos gastando absolutamente um centavo na contratação de jogador. Eles estão vindo entendendo a situação, pelo menos nesses três primeiros meses, e depois disso acreditamos que as coisas caminhem", contou René.

    Sesi-SP derrota Galatasaray e vai à final do Top Volley na Suíça

    O Sesi-SP alcançou na noite desta sexta-feira a final do Top Volley, torneio internacional de vôlei feminino que está sendo disputado em Zurique, na Suíça. A equipe paulista, que conta com as campeãs olímpicas Fabiana, Dani Lins e Tandara, chegou à decisão ao derrotar o Galatasaray, da Turquia, na semifinal. O time comandado pelo técnico Talmo venceu por 3 sets a 1, parciais de 25-20, 25-21, 20-25 e 25-20.
    A disputa pela taça será contra o Cannes, da França, às 17h (de Brasília). O time europeu bateu o Volero Zurich (SUI) na outra semifinal por 3 a 2 (parciais de 25-17, 22-25, 25-10, 20-25 e 15-13).
    Na Superliga Feminina, o Sesi-SP ocupa a quinta posição, com 13 pontos em oito jogos (quatro vitórias e quatro derrotas).

    Splitter não brilha, mas Spurs vencem Rockets em casa


    Com uma atuação regular do ala-pivô brasileiro Tiago Splitter, que seguiu mantido como titular, o San Antonio Spurs soube usar o fator casa e venceu o Houston Rockets nesta sexta-feira no AT&T Center por 122 a 116.
    Com nove pontos, seis rebotes e duas assistências, Splitter acabou passando despercebido diante das atuações de destaque de seus companheiros de equipe, como a de Tony Parker, que conseguiu um duplo-duplo de 31 pontos e 10 assistências, e a do veterano ala-pivô Tim Duncan, que anotou 30.

    Com o resultado positivo, os Spurs (23-8) asseguraram a quarta vitória seguida e seguem com a terceira melhor campanha da Conferência Oeste. Já os Rockets (16-13), que novamente contaram como uma grande atuação do ala-armador James Harden, o cestinha da partida com 33 pontos, teve sua sequência de cinco vitórias quebrada.

    Já no American Airlines Center, o Denver Nuggets (17-14) venceu o Dallas Mavericks (12-18) fora de casa por 106 a 85, com destaque para o ala italiano Danilo Gallinari, que anotou 39 pontos - sua melhor marca da carreira.

    Mesmo com o retorno do ala Dirk Nowitzki às quadras, já que o mesmo não jogou nos últimos três jogos após ter voltado de uma operação no joelho direito, o Mavericks não evitou sua quinta derrota seguida, a pior marca desde a última temporada.

    Em outra partida da noite, disputada na EnergySolutions Arena, de Salt Lake City, o Los Angeles Clippers (24-6) venceu o Utah Jazz fora de casa por 116 a 114 e mantiveram a melhor sequência de vitórias da equipe em toda história e a da temporada - com 16 vitórias.

    Desta vez, o triunfo veio através do armador Chris Paul, que, com três segundos para o encerramento da partida, converteu os lances livres que definiram o jogo. Com mais essa derrota, os Jazz (15-16) seguem no último lugar da Divisão Noroeste.

    Com Varejão de fora por lesão, Cavs perdem em casa para os Hawks


    Sem contar com o pivô brasileiro Anderson Varejão, que ficou de fora pela quinta partida consecutiva por causa de uma lesão no joelho direito, o Cleveland Cavaliers perdeu do Atlanta Hawks por 102 a 94 nesta sexta-feira, no Quicken Loans Arena.
    Em uma noite inspirada do armador Jeff Teague, que fez 27 pontos, os Hawks (18-9) chegaram a sua terceira vitória consecutiva. Além de Teague, a equipe de Atlanta também contou com uma boa atuação do ala-armador Louis Williams, que anotou 16 pontos, e do pivô dominicano Al Horford, que saiu de quadra com um duplo-duplo de 14 pontos e 11 rebotes.
    Do lado dos Cavs (7-24), que vinham de duas vitórias, o destaque foi o armador australiano Kyrie Irving, que anotou 28 pontos e foi o cestinha da partida. O ala-armador Dion Waiters fez 18, enquanto o pivô Tyler Zeller anotou mais 12. Neste sábado, ainda sem contar com Varejão, o Cleveland Cavaliers enfrentará o Brooklyn Nets em Nova York.
    Em outra partida da noite de sexta-feira, disputada no Palace, em Auburn Hills, o Detroit Pistons (10-22) conseguiu se impor jogando em casa e não tomou conhecimento do Miami Heat (20-7), do ala LeBron James, vencendo o confronto por 109 a 99.
    Apesar de ter anotado 35 pontos e ter saído de quadra novamente como o cestinha da partida, James não conseguiu fazer com que os Heat chegassem a sua sétima vitória seguida. O grande destaque por parte dos Pistons foi o armador reserva Will Bynum, que anotou um duplo-duplo de 25 pontos e 10 assistências - sua melhor marca na temporada.
    Já no New Orleans Arena, o Toronto Raptors (10-20) conseguiu uma importante vitória ao bater o New Orleans Hornets (6-23) por 104 a 97 na prorrogação e fora de casa.
    O retorno de Kyle Lowry, que ficou sete partidas de fora por causa de uma lesão no bíceps, e a boa atuação do ala-armador DeMar DeRozan foram fundamentais para a vitória dos Raptors, enquanto os Hornets seguem com a pior campanha da Conferência Oeste.
    Fonte: Agência EFE

    Com duplo-duplo de Nêne, Wizards vencem Magic por 105 a 97 em casa


    Em um duelo da Divisão Sudeste, entre Washington Wizards e Orlando Magic, no Verizon Center da capital americana, os donos da casa venceram os visitantes por 105 a 97 com uma grande atuação do pivô brasileiro Nenê Hilário, que anotou um duplo-duplo, de 23 pontos e 11 rebotes.
    Além da atuação do brasileiro, que jogou 29 minutos, anotou 7 de 11 arremessos de quadra, 9 de 10 lances livres e ainda fez quatro assistências, os Wizards quebraram a sequência de oito derrotas seguidas com base nos pontos do ala-armador Jordan Crawford, que saiu do banco, anotou 27 pontos e foi o cestinha da partida.
    No entanto, com uma marca de 4-23, a equipe de Washington segue com a pior campanha da temporada, enquanto os Magic (12-17) chegaram a sua quarta derrota consecutiva
    Em outra partida da noite, disputada no Bankers Life Fieldhouse, o Indiana Pacers - com 22 pontos do armador George Hill, o cestinha da partida -, venceu o Phoenix Suns por 97 a 91 e decretou a quarta derrota seguida dos visitantes.
    Os Pacers (17-12), que tiveram uma lista de cinco jogadores com números de dois dígitos ao encestar 44% de seus arremessos de quadra (34 de 77), tiveram a seu favor o bom desempenho do ala Paul George (15 pontos) e do ala-pivô David West (14), enquanto o pivô jamaicano Roy Hibbert anotou 14 rebotes.
    Liderados pelo armador Sebastian Telfair, que anotou 19 pontos, os Suns (11-19) não conseguiram evitar mais uma derrota, mesmo com o duplo-duplo, de 15 pontos e 10 rebotes, do pivô polonês Marcin Gortat e com os 12 pontos do ala argentino Luis Scola e do ala-armador Shannon Brown.
    Já na estréia do treinador P.J. Carlesimo, o Brooklyn Nets (15-14) conseguiu resgatar sua vibração em quadra e, jogando no Barclays Center, diante de sua torcida, conseguiu impor um 97 a 81 sobre o Charlotte Bobcats (7-22), que chegou a sua décima sexta derrota seguida, a pior sequência desta temporada da NBA.
    Carlesimo assumiu o posto de treinador interino 24 horas depois que Avery Johnson, do qual era assistente, fosse despedido após ter uma sequência de 3-10 nas últimas 13 partidas disputadas.
    Do lado dos Nets, o pivô Brook López anotou um duplo-duplo, de 26 pontos e 11 rebotes, e foi o cestinha da partida, enquanto o armador Deron Williams, um dos jogadores tido como culpado demissão de Johnson, anotou 19 pontos, duas assistências e um rebote.
    Fonte: Agência EFE

    Pinheiros e Flamengo vencem a passam para as quartas da LDB


    Nesta sexta-feira, Pinheiros/Sky e Flamengo ficaram com as duas vagas do grupo A para a próxima fase da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB). Agora, os dois times se enfrentam neste sábado para definir quem será o primeiro colocado da chave. O Pinheiros foi a primeira equipe a se classificar depois de derrotar o A.L.E./Londrina/Paiquerê FM pelo placar de 73 a 61.
    O ala/pivô Lucas Dias, do Pinheiros, foi o maior pontuador do jogo, com 21 anotados. Los na sequência, veio o ala Pedro Henrique, que foi o responsável por 14 pontos. Já do lado do Londrina, o pivô Lucas Maia foi o grande destaque, com 20 pontos.Na segunda partida do dia, o Flamengo dominou o jogo desde o início e superou o Winner/Limeira por 77 a 49. Logo nos primeiros dez minutos de embate, o Flamengo abriu 44 a 18.
    Gegê, armador do Flamengo, terminou com um double-double de 15 pontos e 12 assistências. O ala/pivô Alexandre Paranhos foi o cestinha, com 19 pontos, e Douglas fez mais 14. Do lado do Limeira, os melhores foram o armador Luquinhas e o pivô Dú Sommer, cada um saindo de quadra com 15 pontos.
    "Viemos com o mesmo propósito do ano passado, de pensar jogo a jogo. Conseguimos a classificação, mas já temos o Pinheiros neste sábado, um time jovem e muito talentoso,. A primeira colocação do grupo é importante para nos dar confiança para o restante da competição", destacou Paranhos.
    Pelo grupo B, o Uniceub/BRB/Brasília venceu a sua terceira partida na LDB e está muito perto de avançar para a próxima fase. O time da capital federal derrotou, nesta sexta-feira, o Tijuca/Rio de Janeiro por 66 a 52.
    O ala Isaac, do Brasília, foi o melhor atleta em quadra, com 26 pontos anotados. Do lado da equipe carioca, o ala/pivô Wesley foi o cestinha com 20 pontos.
    "O Ronald teve problemas com faltas e todo o time precisou assumir o jogo, não só eu. Ainda temos muito a conquistar na competição e precisamos já focar no jogo contra Franca, porque queremos a primeira colocação do grupo, ainda mais jogando aqui em casa", frisou Isaac.
    No outro confronto do grupo B, o Palmeiras conquistou seu primeiro triunfo na competição e bateu a Faculdade 2 de Julho/Vitórias por 92 a 59. Os destaques da equipe paulista foram os alas Igor, com 17 pontos, e Jordan Bulger, que saiu de quadra com um double-double de dez pontos e dez rebotes. Pela equipe baiana, o melhor foi Valdo, que fechou o duelo com 18 pontos.
    Já pelo grupo C, Bauru e Liga Sorocabana de Basquete venceram seus jogos nesta sexta-feira, na Arena Vivo, em Belo Horizonte. O Bauru segue com 100% de aproveitamento no grupo, assim como o São José, que tem um jogo a menos no momento.
    Com o triunfo sobre o São Luís Basquete, do Maranhão, pelo placar de 125 a 47, o Bauru engata uma sequência de duas vitórias em dois compromissos e fica muito próximo de se classificar para a próxima fase da LDB. Andrezão, com 28 pontos e 24 rebotes, e Ricardo Fischer, com 18 pontos e 12 rebotes, fecharam o confronto cada um com um double-double. Gui Deodato também foi bem e fez 23 pontos, assim como Lucas, responsável por 21.
    O time de Sorocaba (SP) não teve a mesma facilidade do Bauru, mas mesmo assim a LSB bateu o Ginástico por 87 a 80. O armador Diego Gomes foi o principal destaque do time vencedor e bateu o recorde de pontos em uma só partida nesta segunda edição da LDB, terminando com 35 pontos. Foi a segunda vitória da Liga Sorocabana em três jogos.
    "Agora a equipe está se acertando, sabíamos que seria um jogo complicado, mas nós conseguimos sair da dificuldade que o Ginástico impôs durante a partida, e prevaleceu o talento individual dos nosso principais jogadores", disse o técnico Eduardo de Souza, o ‘Duda’.
    Por fim, no grupo D, o Minas superou o Suzano pelo placar de 80 a 69. Com o resultado positivo, os representantes de Minas Gerais se aproximaram da classificação. Os cestinhas foram Bruno Irigoyen, do Minas, que terminou com 21 pontos, e Rafa Moreira, do Suzano, que fechou o jogo como o maior pontuador (26).
    O Paulistano também teve motivos para sorrir na noite desta sexta, depois de bater o CECRE/Vitória por 73 a 61. O time paulistano vence a primeira na LDB e necessita de uma vitória contra o Minas, neste sábado, para se classificar. Os destaques do embate foram Vinícius, que anotou 19 pontos, e Luiz Henrique, que saiu de quadra com 17.

    Roma bate Udinense e assume a 4ª posição no Italiano

    A Roma se aproximou dos líderes do Campeonato Italiano neste sábado, ao passar com facilidade pela Udinese por 3 a 1. Atuando diante de sua...