30/04/2013

Nets fazem lição de casa, vencem Bulls e sobrevivem na NBA


Em desvantagem nas quartas de final da Conferência Leste, os Nets precisavam vencer em casa para não caírem nos playoffs da NBA. A franquia de Brooklyn perdia por 3 a 1 para o Chicago Bulls, mas conseguiu respirar nesta segunda-feira. Apesar de um terceiro quarto abaixo da média, a equipe da casa manteve a regularidade, cresceu nos momentos certos da partida e garantiu a vitória por 110 a 91.
Com o apoio de sua torcida, o time anfitrião iniciou a partida com uma boa postura em quadra e fez um bom primeiro quarto. Com um ataque eficiente, liderado Lopez e Williams, os Nets fizeram 26 pontos no primeiro quarto e abriram sete de vantagem em relação ao Bulls, que pareciam não estar em uma de suas melhores noites.
O panorama no segundo quarto foi bem parecido. O time da casa continuou no mesmo ritmo e voltou a marcar os mesmos 26 pontos, enquanto a equipe de Chicago apresentou uma leve melhora. Desta forma, o torcedor que apoiava os Nets nesta segunda, chegou ao intervalo entusiasmado, com sua equipe perto de garantir a sobrevivência nos playoffs.
O segundo tempo, no entanto, foi diferente. O Chicago Bulls passou a ser mais eficiente no ataque e anotou 29 pontos no terceiro quarto, diminuindo a vantagem do time casa. O Brooklyn Nets, por sua vez, não rendeu da mesma forma e permitiu com que os visitantes ficassem a apenas quatro pontos atrás, deixando a decisão para o último período.
Apesar do desempenho abaixo da média no terceiro quarto, os Nets voltaram diferente no final e assim garantiram o triunfo. A equipe de Brooklyn foi até melhor do que no primeiro tempo e marcou 33 pontos. Além disso, o sistema defensivo do time da casa também funcionou e permitiu com que os Bulls marcassem apenas 18.
Desta forma, a vitória por 110 a 91 fez com que o time da casa sobrevivesse nos playoffs da NBA, diminuindo a vantagem dos Bulls para 3 a 2. A equipe de Michael Jordan, no entanto, faz o sexto jogo em casa e, em caso de vitória, garante a classificação para a próxima fase.

Thomaz Bellucci volta ao top 40, mas ranking sofre poucas mudanças

Após o fim do ATP 500 de Barcelona, que contou com vitória de Rafael Nadal, poucas mudanças foram registradas no ranking de tênis. No top 10, não houve nenhuma modificação, com Nadal (quinto colocado) apenas diminuindo a vantagem de David Ferrer, que é o quarto. Já Thomaz Bellucci está de volta ao top 40.
O brasileiro, que era o número 44, alcançou justamente a 40ª posição. O paulista foi às quartas de final em Barcelona, mas desisitiu da competição por conta de dores no abdômen. Neste domingo ele também anunciou que ficará de fora do ATP de Munique pelo mesmo motivo.
Já o vice-líder do ranking, Roger Federer, ampliou sua vantagem para o britânico Andy Murray, que assim como o suíço não disputou o torneio na Espanha. Djokovic segue soberano na liderança.
Campeão nas duplas do torneio catalão, o brasileiro Bruno Soares, ao lado do austríaco Alexander Peya, alcançou a terceira posição doranking de parcerias.

Maria Sharapova luta para reconquistar primeira posição do ranking


A russa Maria Sharapova se consolidou no segundo lugar do ranking WTA após conquistar pelo segundo ano consecutivo o torneio de Stuttgart, distanciando-se assim da bielorrussa Victoria Azarenka, que não participou do torneio, e se aproximando da número um, a americana Serena Williams.
Sharapova venceu ontem na final de Stuttgart a chinesa Na Li, número cinco do mundo, por 6-4 e 6-3.
Venus William segue em primeiro com 11.115 pontos, enquanto a russa tem 10.240. Azarenka foi a única top ten que perdeu pontos em relação à semana passada e ficou com 9.325.
-- Classificação mundial WTA:.
.1. Serena Williams (EUA) 11.115 pontos.
.2. Maria Sharapova (RUS) 10.240.
.3. Victoria Azarenka (BLR) 9.130.
.4. Agnieszka Radwanska (POL) 6.845.
.5. Na Li (CHN) 6.000.
.6. Angelique Kerber (ALE) 5.420.
.7. Sara Errani (ITA) 5.350.
.8. Petra Kvitova (CHE) 5.225.
.9. Samantha Stosur (AUS) 3.790.
10. Caroline Wozniacki (DIN) 3.760.
EFE

29/04/2013

Portuguesa santista domina Jabaquara e leva a melhor no 'Clássico das Praias'


No embate entre os clubes que representam as colônias espanhola e portuguesa em Santos, melhor para os lusos. Mesmo atuando na Caneleira, a Portuguesa Santista levou a melhor no embate contra o Jabaquara e venceu por 2 a 0, na primeira rodada do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Os gols saíram ainda na etapa inicial, marcados por Mike e Ygor.
Poucos dias antes da edição 192 do "Clássico das Praias", o Espanha esteve até ameaçado de não receber torcedores, já que o laudo emitido pelo Corpo de Bombeiros ainda não tinha sido atualizado. Apesar da liberação tardia (apenas na quarta-feira à noite), a presença de público foi boa - 980 pagantes, para uma renda de R$ 13.600,00. Contudo, somente duas bilheterias foram abertas para a torcida comprar os ingressos, fazendo com que a maior parte da torcida - dos dois lados - só conseguisse subir às arquibancadas com o jogo em andamento.
Nos demais confrontos do grupo 6, o Água Santa, de Diadema, venceu o EC São Bernardo no ABC por 2 a 1. Já o Diadema goleou o Mauaense por 5 a 1, no sábado, e larga como líder da chave na Segundona, seguido, na sequência, por Briosa e Água Santa.
Os dois times voltam a jogar no próximo final de semana. O Jabaquara visita o Mauaense no sábado, às 15h, enquanto a Portuguesa Santista recebe o EC São Bernardo no domingo, às 10h, em Ulrico Mursa.
Jabaquara e Portuguesa jogaram neste domingo na Caneleira (Foto: Lincoln Chaves)Jabaquara e Portuguesa se enfrentam na Caneleira, pela Segundona (Foto: Lincoln Chaves)
Jabuca se assusta e Briosa abre vantagem
O público ainda se acomodava nas arquibancadas do Espanha quando a Portuguesa Santista inaugurou o placar. Com apenas um minuto de jogo, em jogada ensaiada, Edson Pio abriu para Bruno, que avançou pela esquerda e cruzou. Depois de um desvio do ataque, a bola sobrou para Mike livre de marcação, dentro da área, mandar para o gol. Briosa na frente.
O gol fez com que o Jabaquara, inicialmente acuado, tentasse sair mais para o jogo, ainda que sem levar perigo ao gol da Portuguesa. Com mais posse de bola, no entanto, a Briosa mantinha a presença mais assídua no campo de ataque, e aos 19 minutos, chegou ao segundo gol, outra vez de bola parada. Agora, Pio cobrou a falta direto para a área e Ygor Mineira escorou de cabeça, marcando o segundo.
Além da desvantagem no placar, o Leão sofria na parte física: em 25 minutos, dois jogadores deixaram o gramado contundidos: o zagueiro Jé e o lateral-direito Araújo, para as entradas, respectivamente, de Márcio e Guilhermino. Assutado, o Jabaquara cedia cada vez mais espaço à Briosa, especialmente aos avanços de Esquerdinha, que vencia a maior parte da disputas de bola por seu lado.
Aos 37 minutos, nova chegada perigosa da Portuguesa, agora com Kaká. O meia recebeu pela esquerda, puxou a bola para a direita e arrematou de fora da área, mandando rente ao travessão, por cima do gol de Rodrigo Calchi. Aos 40, foi a vez de Mike subir com liberdade pela direita e bater por cima. A essa altura, a torcida do Jabuca já perdia a paciência com Axel, implorando para o técnico colocar mais homens no campo de ataque.
Leão perde pênalti, Portuguesa administra
O Jabaquara retornou com mais disposição para o segundo tempo, marcando a saída de bola e dificultando a progressão do ataque rubro-verde. Aos cinco minutos, Lucas Henrique recuperou a bola pela direita, avançou e bateu de fora da área, mandando por cima do gol. No minuto seguinte, foi a vez de Lucas Kelvin tentar o arremate, mas a redonda desviou na zaga e foi por cima da meta de Clebão.
A animação da torcida da casa ficou maior aos nove minutos, quando Barreto invadiu a área pela direita, dividiu com Clebão e foi derrubado pelo goleiro. Pênalti. O camisa 9 do Leão, no entanto, cobrou mal e o goleiro da Briosa pulou no canto direito para fazer a defesa. Festa na parte rubro-verde do estádio, silêncio - que logo deu lugar a mais críticas à atuação da equipe - no setor aurirrubro da Caneleira.
Atrás do primeiro gol, o técnico Axel aproveitou a saída de outro jogador com dores (agora o volante Caíque) e lançou a campo um terceiro homem de frente, Marco Aurélio. O Jabuca, no entanto, mostrava dificuldades na condução da bola ao ataque, e o trio ofensivo - apesar da maior presença ofensiva do Leão - era pouco acionado.
Com o jogo administrado, a Portuguesa Santista adotou o contra-ataque. Por isso, o técnico Cristiano Troísi colocou o veloz Epifânio no lugar de Mike, passando a ter três homens de frente, assim como o Jabaquara. O placar, contudo, não foi mais alterado - mesmo depois dos cinco minutos de acréscimos dados pela arbitragem, em razão das seguidas quedas de jogadores no gramado.
GE

Juazeirense vence o Juazeiro e clubes do Norte avançam com vantagem

A última rodada do Baianão 2013 serviu para consolidar a supremacia das duas equipes do Norte do Estado, que se enfrentaram na tarde deste domingo. O triunfo no clássico por 1 x 0 garantiu ao Juazeirense a primeira posição no Grupo 2, enquanto o Juazeiro se beneficiou com o tropeço do Bahia e mesmo derrotado se manteve no topo da tabela no grupo 1. O único gol do jogo foi marcado por William Carioca, aos seis minutos do segundo tempo.

Agora o Juazeirense encara o Vitória no meio de semana, no Barradão, com a vantagem de jogar por dois resultados iguais. Situação igual ocorre com o Juazeiro, que pega o Bahia na Arena Fonte Nova. A Fderação Bahiana de Futebol deve definir nesta segunda-feira os dias dos confrontos, já que Bahia e Vitória não devem atuar no mesmo dia em Salvador, assim como a dupla de Juazeiro, que atua no mesmo estádio.

No Estádio Joia da Princesa, o Bahia de Feira recebeu o Botafogo em um jogo que serviu apenas para cumprir tabela. Mesmo assim, o Tremendão não tomou conhecimento do adversário e aplicou uma goleada acachapante: 6 x 0. O meia Bruninho foi o grande destaque da partida, com quatro gols. Robert e Da Silva completaram o placar.

Já No Estádio Lomanto Júnior, o Vitória da Conquista bateu o Feirense por 2 x 1, com gols de Leandro Cabanas e Zé Leandro. Railson descontou para os visitantes. As duas equipes também ficaram no meio do caminho.

Em clássico morno, Nacional e Fast empatam pelo Amazonense


Nacional-AM e Fast Clube empataram em 0 a 0, na tarde deste domingo (28), em partida realizada no estádio Roberto Simonsen, no Sesi, pela 5ª e última rodada do returno do Campeonato Amazonense. Com o resultado, as duas equipes garantiram vaga nas semifinais da 'Taça Cidade de Manaus'. O Leão da Vila Municipal irá enfrentar o Penarol, enquanto o Fast reedita a final do primeiro turno contra o Princesa do Solimões.
O jogo
Os dois times entraram com modificações para o duelo deste domingo. Eliminado da Copa do Brasil após derrota para o CRB, o Fast entrou em campo sem quatro titulares, entre eles  Catatau e Carlinhos expulsos na partida diante do São Raimundo. Já o técnico Aderbal Lana, com o Nacional garantido no mata-mata, fez experiências e avaliou o plantel para a sequência da temporada 2013, já que o Leão da Vila ainda terá pela frente a segunda fase da Copa do Brasil e a Série D do Campeonato Brasileiro.
Mesmo com ambos os time sem todos os seus titulares, o Fast iniciou melhor o confronto. O Tricolor de Aço, nos primeiros minutos, acertou um chute na trave com o lateral Júnior Sertânia. Com mais movimentação e posse de bola, o time do técnico Paulo Morgado tinha facilidade para envolver o adversário, mas não levava  perigo a meta do goleiro Ígor.
Fast e Nacional (Foto: Adeilson Albuquerque/GLOBOESPORTE.COM)Fast e Nacional empataram por 0 a 0 (Foto: Adeilson Albuquerque)
O Nacional cresceu na partida a partir dos 30 minutos. Depois de uma boa triangulação do meio de campo nacionalino, com Danilo Rios e Roberto Dinamite,  a bola sobrou nos pés do volante Amaral que finalizou para boa defesa do arqueiro Preto. Com o passar do tempo, o jogo também ficava catimbado e nervoso, com excessivo número de faltas. A torcida do Naça pediu pênalti em Rafael Morisco, mas o árbitro, acertadamente, nada marcou.
Nos acréscimos, o Fast quase surpreendeu no contra-ataque, e perdeu duas oportunidades de gol. O centroavente Junior Bahia finalizou para boa intervenção de Igor, no rebote foi a vez de Michell Paritins cabecear para mais uma grande defesa do goleiro do Nacional.
Lana promoveu duas mudanças no intervalo, com as entradas de Miltinho e Leonardo no lugar de Dinamite e Charles, respectivamente. Apesar das substituições, quem começou assustando foi o Tricolor. Cacau chutou forte, de fora da área, e Igor foi obrigado a trabalhar mais uma vez.
Buscando a vitória, Paulo Morgado promoveu as entradas de Eliélton e Fabiano, mas o cenário da partida não mudou. Com os dois times demonstrando pouca criatividade, as maiores chances de gol aconteceram nas bolas paradas. Miltinho cobrou falta no ângulo, na melhor chance do Leão da Vila Municipal na etapa complementar. Preto evitou que o zero saísse do placar.
Penarol atropela o Sul América e encara o Nacional na semi
No estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara (a 176km de Manaus), o Penarol não tomou conhecimento do Sul America e, jogando dentro de casa, venceu por 4 a 0. O resultado garantiu ao Leão da Velha Serpa a liderança do Grupo B, com 10 pontos ganhos.
Os gols da partida foram marcados pelo atacante Robemar, que marcou duas vezes e ampliou sua vantagem na artilharia do Amazonese com 12 gols, Rodrigo Italo e Leonardo Rosa. 
De virada, Princesa bate o Holanda
Marinelson e Nando (Foto: Rui Costa)Marinelson (esquerda) tem feito a diferença na equipe
do Princesa(Foto: Rui Costa)
Mesmo com a forte chuva que assolou a cidade de Rio Preto da Eva ( a 80 km da capital), Holanda e Princesa do Solimões protagonizaram um jogo marcado pelo equilíbrio no interior do Amazonas.
Campeão do 1º turno, o Princesa saiu atrás no placar. Jabazão marcou para os anfitriões. No entanto, Marinélson, um dos destaques do torneio, empatou para o Tubarão do Norte. Já na etapa complementar, Neto 'Cabeção' garantiu a virada do time comandado pelo técnico Marcos Peter, que já tem vaga assegurada na Copa do Brasil 2014.
Semifinais
As duas primeiras partidas das semifinais acontecem na próxima quinta-feira (02), ainda sem horário definido. O Nacional enfrenta o Penarol no estádio Roberto Simonsen, no Sesi, enquanto o Fast encara o Princesa do Solimões, no estádio Valdizão, em Manaquiri (a 54 km de Manaus).
Os jogos de volta estão programados para o domingo (05).

Paragominas vence Tuna de virada e está na final da Taça Estado do Pará


A chuva atrapalhou, encharcou o gramado e até fez faltar luz no estádio Arena Verde, o que atrasou o início da partida. Mas não foi o suficiente para atrapalhar o Paragominas, que, de virada, venceu a Tuna Luso e está classificado para a final da Taça Estado do Pará, o segundo turno do Parazão. O resultado também fez com que a Águia do Souza seja rebaixada para a primeira fase do estadual no ano que vem.
Vale ressaltar que o confronto entre Paragominas e Tuna estava marcado para começar às 17h, mas a forte chuva que caiu sobre a cidade do sudeste paraense fez com que o faltasse luz na região. Como de praxe, o sistema de drenagem do estádio não funcionou e o gramado ficou encharcado, com várias poças de águas, que atrapalharam o desenrolar na partida. Mesmo com muitos minutos de atraso, os times entraram em campo e brigaram pela sonhada vaga na final do turno.
Tuna começa melhor, mas leva pressão dos donos da casa
O primeiro tempo mostrou muito equilíbrio entre as duas equipes. Os visitantes começaram surpreendendo o Jacaré, jogando de forma bastante ofensiva. Logo no primeiro minuto de jogo, o atacante cruzmaltino Lucas mandou uma bomba de fora da área, mas Maycki Douglas, atento, conseguiu a defesa. Depois, aos 14 minutos, foi a vez de Daniel arriscar de longe, a bola ainda bateu na trave e saiu pela linha de fundo.
Cacaio, técnico da Tuna (Foto: Marcelo Seabra/O Liberal)Na frente do placar, Cacaio retrancou o time, mas
acabou sendo derrotado (Foto: Marcelo Seabra /
O Liberal)
Poucos minutos depois, o placar foi inaugurado. O atacante Lucas foi derrubado na área e o árbitro Dewson Fernando Freitas sinalizou a penalidade máxima. Na cobrança, Fabrício bateu no canto esquerdo e Maicky Douglas espalmou para o meio da área. No rebote, a bola parou em uma poça d’água e Fabrício bateu no outro canto, aos 17 minutos. Era o gol que colocaria a Águia do Souza na final e, de quebra, evitava o rebaixamento.
Daí para frente, o PFC acordou no jogo e começou a pressionar os tunantes. Após cobrança de escanteio, aos 22 minutos, Rubran cabeceia e Dida fez difícil defesa. No rebote, o zagueiro Preto Barcarena despachou para longe da área. Dez minutos depois, após cruzamento da direita, Lourinho manda de cabeça no travessão. O goleiro Dida nada pôde fazer.
A Tuna ainda tentou ampliar o placar com Daniel Papa-Léguas, logo em seguida. Porém, também após cruzamento da direita, Papa-Léguas erra o tempo da bola e não acerta o chute, caca a cara com o goleiro paragominense.
Técnico mudam times e Paragominas pressiona visitante
Precisando pelo menos do empate para conseguir a classificação, o técnico Charles Guerreiro fez a sua primeira substituição logo no intervalo. Ele sacou o meio-campista Lourinho para a entrada do atacante Adriano Miranda, na tentativa de dar mais velocidade ao ataque.
A Tuna tentou mostrar que ainda queria mais um gol, para dar tranquilidade na partida. Ângelo chutou forte da entrada da área, mas Maycki Douglas fez difícil defesa. Porém, a resposta do PFC veio rápida. No minutos seguinte, Adriano Miranda entrou na área e chutou forte, a bola ainda desviou na zaga e saiu pela linha de fundo.
Na primeira metade da etapa final, os donos da casa tinham maior posse de bola, mas encontravam dificuldades de penetrar na defesa da Tuna. Aos 22 minutos, o Jacaré conseguiu armar um rápido contra-ataque. Jayme finaliza e Dida faz grande defesa, salvando o time da capital.
Aos 29 minutos, Beá, que entrou em campo no lugar de Jayme, entra na área com a bola, mas Dida sai bem do gol e consegue evitar o gol paragominense. Vendo a pressão exercida pelo time da casa, o técnico Cacaio, da Tuna, resolve tirar o atacante Daniel Papa-Léguas para colocar o zagueiro Darlan.
Aleílson, atacante do Paragominas (Foto: Tarso Sarraf/O Liberal)Aleílson fez o gol que garantiu a classificação do Paragominas (Foto: Tarso Sarraf/O Liberal)
A tática não funcionou. Na verdade, só fez atrair mais o PFC para a área tunante. Após tanto pressionar, aos 38 minutos o Jacaré da Estrada conseguiu o esperado empate em jogada de bola parada. A bola foi alçada na área e Aleílson subiu mais alto que a defesa tunante e cabeceou no canto, sem chances para o goleiro Dida. Foi o gol da classificação do PFC.
Os cruzmaltinos foram para o desespero e tentaram com tudo a vitória. Em cobrança de escanteio, o goleiro Dida foi para a área tentar o cabeceio, mas a defesa do PFC levou a melhor. Até que, no apagar das luzes, aos 48 minutos, o atacante Beá recebeu no campo de ataque, avançou, driblou Dida e mandou para o fundo das redes. Fim de papo e 2 a 1 para o Paragominas.
Agora, o PFC tem pela frente o Clube do Remo, que venceu o Paysandu na outra semifinal. As partidas serão na próxima quarta-feira, dia 1º de maio, e no domingo, dia 5. Já a Tuna Luso terá que disputar a seletiva para a Segunda Fase do Parazão de 2014.
FICHA TÉCNICA
Paragominas: Maycki Douglas; Rondinelli, Rubran, San e Devan (Eduardo); Paulo de Társio, Ilaílson, Marquinhos e Lourinho (Adriano Miranda); Aleílson e Jayme (Beá). Técnico: Charles Guerreiro.
Tuna Luso: Dida; Ângelo, Max Melo, Preto Barcarena e Léo; Daniel, Maranhão, Fabrício e Pedrinho Mossoró (Maninho); Lucas e Daniel Papa-Léguas (Darlan). Técnico: Cacaio.
Gols: Fabrício, aos 17 minutos do 1º tempo (TUN) | Aleílson, aos 38 minutos do 2º tempo; Beá, aos 46 minutos do 2º tempo (PFC).
Trio de arbitragem: Dewson Fernando Freitas, auxiliado por Marcio Gleidson Correia Dias e  João Paulo Loiola de Sousa.
Público pagante: 4.634
Público credenciado: 400
Renda: R$ 65.510,00
GE

Fortaleza vence fácil o Icasa por 3 a 0, com dois de Assisinho


O Fortaleza venceu com facilidade o Icasa neste domingo (28), no Estádio Alcides Santos, por 3 a 0, e fará Classico-rei com o Ceará nas semifinais do Campeonato Cearense. A vitória sobre o Verdão manteve o tricolor na terceira posição, com 26 pontos, e o Icasa termina a fase classificatória na liderança do campeonato, com 28.
Assisinho, duas vezes, e Nei Carioca, contra, assinaram os gols a favor do Fortaleza, que contou, ainda, com bela atuação do meia-atacante Jussimar. O Icasa, com um time misto, pouco produziu na partida e apenas contou com a derrota do Ceará para não perder a liderança.
Os jogos de ida das semifinais serão dia 5 de maio, e os de volta, dia 12.
Assisinho comemora um dos dois gols marcados contra o Icasa, ex-time do baixinho (Foto: Tuno Vieira/Agência Diário)Assisinho comemora um dos dois gols marcados contra o Icasa, ex-time do baixinho (Foto: Tuno Vieira/Agência Diário)
Fortaleza superior, com eficiência de Assisinho
Jussimar e Assisinho deram trabalho para a defesa do Icasa de forma fulminante logo no início do jogo. Tanto que o camisa 10 forçou cartão amarelo em dois jogadores do Verdão do Cariri - Elanardo e Nei Carioca. O Icasa, quando chegava, chegava sem objetividade e pouco perigo. João Carlos levou a melhor em todas as tentativas do Juninho Potiguar.
A situação do Icasa ficou mais complicada aos 4 minutos, quando Jussimar fez boa jogada individual, Assisinho recebeu e driblou o goleiro para abrir o placar. Era só o primeiro dele na partida.
As seguintes tentativas de ataque do Fortaleza resultaram numa série de escanteios, sem sucesso. Mas após um cruzamento da direita, Jailson, até então apagado, cabeceou com perigo para o gol de André. Angelim também teve chance e o goleiro icasiano fez boa defesa para evitar o segundo gol dos mandantes. Minutos depois, o zagueiro capitão do tricolor precisou sair, por causa de uma pancada no nariz, em chute acidental do Juninho Potiguar.
O segundo gol do Leão foi construído por Rafinha, que tabelou com Jussimar, e cruzou para Assisinho. O camisa 11 dominou e estufou a rede do Icasa. 2 a 0 para o Fortaleza, aos 43 minutos.
Angelim teve que deixar partida, após pancada no nariz (Foto: Tuno Vieira/Agência Diário)Angelim teve que deixar a partida, após pancada no nariz (Foto: Tuno Vieira/Agência Diário)
Icasa apático e mais gol tricolor
O segundo tempo começou com o mesmo panorama anterior. Apesar da vantagem, o Fortaleza seguiu no campo ofensivo em busca de um placar elástico. A primeira boa oportunidade apareceu mais uma vez com Jussimar. Ele colocou entre as pernas do zagueiro e tentou encobrir o goleiro na sequência, mas a bola foi muito fraca.
Marinho Donizete também aparecia bem pela esquerda e obrigou o goleiro André a impedir mais um gol do Leão com chute forte. O caminho ficou mais fácil quando Elanardo, que já tinha amarelo, foi expulso do jogo. Aos 16, Jussimar avançou e cruzou para a área. Nei Carioca cabeceou contra o próprio gol e aumentou a vantagem do Fortaleza.
O predomínio seguiu até o fim da partida e a goleada só não foi maior porque André parou a forte cabeçada de Leandro Guerreiro e a bomba do Jailson, de fora da área, foi direto no travessão. O Jailson, por sinal, ainda chegou a marcar, mas o gol foi anulado. O jogador estava em posição de impedimento no momento do lançamento de Esley.
O placar terminou mesmo nos 3 a 0, suficiente para o tricolor se manter em terceiro e o Icasa, em primeiro, porque o Ceará perdeu para o Guarany de Sobral por 3 a 2.

Paraná carimba queda do Paranavaí e JMalucelli garante vaga na Série D


A garotada do Paraná Clube resolveu mostrar serviço e despachou o Paranavaí por 3 a 0, sepultando o Vermelhinho na primeira divisão do Paranaense. Com 18 pontos, o ACP se junta ao Nacional-PR e vai jogar a Série Prata do Estadual em 2014. Os gols do Paraná foram feitos por Wellington, Aymen e Carlinhos.
O Paraná entrou em campo em meio à crise da saída do técnico Toninho Cecílio e a desclassificação na primeira fase da Copa do Brasil. Sem nada a brigar pelo Estadual, o técnico interino Ednélson Conceição montou um time de garotos e com apenas Gilton e Wellington como titulares das partidas anteriores. A escalação deu certo e, depois de ficar em 0 a 0 no primeiro tempo, o Paraná fez os três no  tempo complementar.
Na outra partida que valia vaga na Série D do Brasileiro, o JMalucelli fez o dever de casa e conquistou a oportunidade. A equipe do Parque Barigui, venceu por 1 a 0 o Toledo, no Ecoestádio Janguito Malucelli. O time se junta ao Londrina no torneio nacional, que começa no dia 2 de junho. Ceará fez o gol da vitória aos 19 minutos do primeiro tempo.
Outros resultados da última rodada do Paranaense
Com os resultados de Paraná x Paranavaí e JMalucelli x Toledo, o Cianorte respirou aliviado no empate em 2 a 2 com o Nacional-PR e se garantiu na elite do Paranaense em 2014. Já o Arapongas com a vitória de 2 a 1 sobre o Rio Branco-PR não conseguiu nem a vaga na Série D e nem a final do interior, que será disputada entre Londrina e Operário-PR. O Rio Branco-PR se salvou da queda.

Sampaio Corrêa atropela Americano-MA e segue em terceiro no returno do maranhense


Sampaio Corrêa vence o Americano de goleada
O Sampaio Corrêa venceu o Americano de goleada, na noite desta domingo (28), no estádio Nhozinho Santos, em São Luís, pelo segundo turno do Campeonato Maranhense. O placar foi de 5 a 0.

Os gols foram marcados por Tiago Cavalcanti (3), Arlindo Maracanã e Léo Paraíba.
Com a vitória, o Sampaio se mantém no terceiro lugar agora com 11 pontos, na classificação do segundo turno do Campeonato Maranhense.

Com os 11 pontos,o Sampaio já está praticamente classificado para a fase semifinal. O Tricolor está a cinco pontos do MAC, que venceu o São José por 2 x 1, na preliminar da rodada deste domingo, e pulou para 16 pontos.O BEC tem 13 pontos. O Imperatriz, que derrotou o Cordino por 2 x 1, com sete pontos, completa o G4.

O próximo jogo do Sampaio será contra o Balsas, domingo, em Balsas, em partida atrasada. O jogo diante do MAC, que seria domingo, foi remanejado para o dia 12.


28/04/2013

São Paulo tem dificuldades, mas vence o Penapolense e encara o Corinthians na semifinal




Com um futebol econômico, o São Paulo sofreu, mas derrotou o Penapolense por 1 a 0, neste domingo, pelas quartas de final do Paulistão Chevrolet, no Morumbi. Após cruzamento de Osvado pela esquerda, o zagueiro Jaílton marcou, de cabeça, contra. O Tricolor agora enfrente o Corinthians na semifinal, que venceu a Ponte Preta por 4 a 0, em Campinas.
Primeiro Tempo
A partida começou truncada, e as duas equipes pouco arriscaram de início. Com um São Paulo apático, foi O Penapolense que criou a primeira chance de gol. Aos 14 minutos, o meia Liel arriscou de longe e obrigou Rogério a trabalhar.
Apagados, Jadson e Ganso não conseguiam organizar jogadas e a saída foi arriscar chutes de longa distância. Osvaldo e Denílson tentaram, mas Marcelo, bem posicionado, não teve problemas. Quando Jadson resolveu fazer o que se espera dele, o São Paulo criou a melhor chance: o meia partiu pela direita e tocou na entrada da área para Denílson, que bateu cruzado e exigiu bela defesa do goleiro Marcelo.
Com uma defesa bem postada, a equipe de Penápolis anulou o ataque são-paulino. Luís Fabiano, aparentando estar fora de ritmo, pouco participou do jogo. Nos contra-ataques, o time do técnico Pintado continuou assustando o Tricolor até o intervalo.
Segundo Tempo
Na volta do intervalo o jogo melhorou e o Penapolense saiu para cima do Tricolor. Nos dez primeiros minutos, Rogério Ceni salvou o time com boas defesas. Aos 12 minutos, a cabeçada de Luís Fabiano, até então sumido, pareceu ter acordado a equipe.
Mesmo sem apresentar um futebol requintado, o Tricolor melhorou o toque de bola. Aos 22 minutos, a torcida no Morumbi chegou a ensaiar o gritar de gol quando Luís Fabiano aproveitou sobra, na pequena área, e chutou. Mas a bola bateu no travessão e quicou em cima da linha. Em seguida, Marcelo agarrou e sofreu falta. Era um sinal. O gol estava próximo. Se não ia na bola, teria que vir na raça...
E veio. Aos 27 minutos, Osvado fez grande jogada pela esquerda, invadiu a área e cruzou. Jaílton tentou cortar de cabeça e mandou contra a própria meta. O Penapolense sentiu o gol e pouco finalizou, mesmo assim Rogério Ceni ainda salvou uma boa investida do adversário. Silvinho fez boa jogada e tocou para Sérgio Mota que chutou para grande defesa do camisa 1. Com 1 a 0 no placar, o time do Morumbi ficou com maior posse de bola e só esperou o apito final para comemorar a classificação à semifinal, contra o Corinthians, no próximo final de semana, no Morumbi.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 0 PENAPOLENSE
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 28/4/2013 – 18h30
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Grasse (SP) e Paulo de Souza Amaral (SP)
Renda/Público: R$686.085,00/32.995 pagantes
Cartões Amarelos: Wellington, Osvaldo, Rafael Toloi, Denilson (SPO); Jaílton, Niander, Gualberto(PEN)
GOLS: Jaílton (contra), 27'/2ºT (1-0)
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda (Rodrigo Caio, 37'/2ºT), Lúcio, Rafael Toloi, e Carleto; Wellington (Douglas, 7'/2ºT), Denílson, Jadson (João Schmidt, 41'/2ºT) e Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano.
PENAPOLENSE: Marcelo; Niander, Jaílton, Gualberto e Rodrigo Biro; Fernando (Sérgio Mota, 30'/2ºT), Heleno (Eric, 39'/2ºT), Liel e Guaru; Silvinho e Fio (Geuvânio, 36'/2ºT)


Lancepress!


Nadal derrota Almagro e fatura o ATP de Barcelona


Nadal morde o troféu após vencer compatriota em torneio de Barcelona

O espanhol Rafael Nadal, número 5 do mundo, sagrou-se campeão do ATP de Barcelona. Neste domingo, o tenista derrotou o compatriota Nicolas Alamagro, 12º no ranking mundial, por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/3.

Nadal começou mal a partida e viu seu oponente abrir 3/0 no primeiro set, mas o quinto colocado do ranking mundial tratou de virar o jogo e fechar em 6/4.

No segundo set, mais tranquilo, Nadal não teve problemas para fazer 6/3. Foi o oitavo título de Nadal na competição de Barcelona e a décima vitória sobre Almagro. Neste ano, ele já havia derrotado o compatriota nas semifinais do torneio de Acapulco por 2 a 0.

Schiavone supera Domingues-Lino e é a campeã do WTA de Marrakech


Sexta cabeça de chave do WTA de Marrakech, no Marrocos, Francesca Schiavone superou a rival espanhola Lourdes Dominguez-Lino na decisão e ficou com o título. A italiana precisou de uma hora e 35 minutos para fazer 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/3.
No primeiro set, Dominguez-Lino confirmou apenas o primeiro dos três serviços. Forçando as devoluções, Schiavone aproveitou duas das três chances de quebra que teve para fazer 6/1 e abrir vantagem na final.
Já na segunda parcial, a espanhola chegou a estar na frente após quebrar a favorita. No entanto, quando sacava para abrir 4/1, viu Schiavone iniciar reação conseguindo a devolução. A italiana ainda pontuaria nos dois serviços seguintes da rival.
Este foi o primeiro título de Schiavone em 2013, o sexto da carreira. Número 48 do mundo, a italiana havia disputado nove torneios na temporada, tendo como melhor resultado a terceira fase alcançada em Acapulco.
Já Dominguez-Lino segue sem conquistar um torneio há dois anos, quando levantou o troféu de Bogotá pela segunda vez após cinco temporadas. Os títulos foram os únicos da carreira da espanhola.
Gazeta EsportivaGazeta Esportiva

Soares/Peya vence dupla espanhola e vai à decisão em Barcelona


A dupla do brasileiro Bruno Soares com o austríaco Alexander Peya está na final do ATP 500 de Barcelona. Na manhã deste domingo, após uma hora e dois minutos de jogo, eles venceram a dupla número dois do mundo, Marcel Granollers e Marc Lopez, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4.
Após derrotarem os espanhois, Bruno e Peya voltam às quadras ainda hoje. Eles disputarão a final do torneio diante do sueco Robert Lindstedt e do canadense Daniel Nestor.
O brasileiro e o austríaco farão jornada dupla por conta da forte chuva que castigou o saibro de Barcelona e forçou o adiamento da semifinal. Este ano, Bruno Soares e Alexander Peya já conquistaram o torneio de duplas do ATP de São Paulo.
Lancepress!

Vitória leva a melhor novamente sobre rival o Bahia na Arena Fonte Nova




No segundo clássico entre Vitória e Bahia no ano, o lado rubro-negro da rivalidade baiana levou a melhor mais uma vez. Neste domingo, em jogo que serviu como evento-teste para avaliar a Arena Fonte Nova para a Copa das Confederações, o Leão venceu por 2 a 1, pela oitava rodada da segunda fase do Baiano. Michel e Mansur fizeram para os rubro-negros, enquanto Titi descontou.
Com o resultado, o Vitória chegou aos 18 pontos, mas não ultrapassou o Juazeirense, que também venceu na rodada e assegurou o primeiro lugar do Grupo B. Já o Bahia desperdiçou a chance de passar o Juazeiro e acabou a fase como vice-líder da chave A. Nas semifinais, tanto Vitória quanto Bahia enfrentam, respectivamente, Juazeirense e Juazeiro em desvantagem. Os times do interior terão a vantagem do empate.
O clássico foi animado e prevaleceu a organização e qualidade técnica do Vitória. O rubro-negro construiu a vantagem ainda no primeiro tempo. Michel abriu o placar aos 20 minutos, aproveitando a sobra de um escanteio. E olha que antes Renato Cajá já tinha colocado uma bola na trave de Marcelo Lomba.
O Bahia sentiu o golpe e levou mais um gol aos 32 minutos, com Mansur. O jovem lateral aproveitou um belo toque de calcanhar de Maxi Biancucci e, de cara, não desperdiçou.
O time de Joel Santana continuou sofrendo em campo. Revoltada, a torcida até atirou no gramado as caxirolas recebidas antes da partida. O gol de Titi aos seis do segundo tempo não foi suficiente para fazer com que acabasse o jejum de vitórias tricolor no Baiano - que agora já dura seis rodadas.
Mais um clássico na Arena Fonte Nova que teve festa rubro-negra. Já é freguesia?


Lancepress!

Real Sociedad vence Valencia e abre vantagem por última vaga na Champions



No duelo pela quarta colocação do Campeonato Espanhol, o Real Sociedad bateu o Valencia 4 a 2, no Anoeta, neste domingo, pela 33ª rodada da competição. Os bascos ficam com 58 pontos e na zona de classificação para a fase preliminar da Liga dos Campeões da Europa.
Já o Valencia, com o resultado negativo, cai para a sexta colocação, perdendo uma posição para o Málaga. O time soma 53 pontos, mesma número dos andaluzes, mas perde no confronto direto.
Na primeira etapa, Soldado abriu o placar para o time visitante. O empate veio ainda antes do intervalo com Martínez. Castro virou o cotejo na etapa final.
Os últimos minutos foram movimentados. Agirretxe fez mais dois para a Sociedad e Jonas descontou.

Lancepress!

De virada, Milan derrota Catania e se mantém em terceiro na Itália


O Milan venceu neste domingo o Catania por 4 a 2, no San Siro, em Milão, na partida que fechou a 34ª rodada do Campeonato Italiano. Vitória que manteve o Rossonero na terceira colocação, com 62 pontos, um a mais que a Fiorentina, quinta colocada.
Para completar a festa, a vitória foi de virada pois o Catania havia aberto o marcador aos 30 minutos do primeiro tempo. O gol foi do zagueiro Legrottaglie.
A reação do Milan iniciaria no fim da primeira etapa, através de Flamini. No segundo tempo Pazzini, duas vezes, e Balotelli, cobrando pênalti fizeram os demais gols milanistas. Bergessio fez o outro do Catania.
O atacante brasileiro Robinho esteve no banco de reservas e não foi aproveitado durante a partida.
A liderança do Campeonato Italiano está com a Juventus, com 80 pontos, 11 a mais que o vice-líder Napoli.
Campeonato Italiano (34ª rodada)
Sábado (27/04)
Cagliari 0 x 1 Udinese
Atalanta 1 x 1 Bologna
Pescara 0 x 3 Napoli
Domingo (28/04)
Torino 0 x 2 Juventus
Sampdoria 0 x 3 Fiorentina
Palermo 1 x 0 Internazionale
Roma 4 x 0 Siena
Parma 0 x 0 Lazio
Chievo 0 x 1 Genoa
Milan 4 x 2 Catania
Lancepress!

Pastore marca, PSG derrota o Evian e se aproxima do título francês


No fechamento da 34ª rodada do Campeonato Francês, o líder, Paris Saint-Germain, com um gol do argentino Pastore, venceu o Evian, por 1 a 0, e se aproximou ainda mais de chegar à conquista do terceiro título francês de sua história. O time de Paris agora tem 73 pontos, nove a mais que o segundo colocado, Olympique de Marselha.
O gol que garantiu o trunfo ao Paris Saint-Germain saiu aos cinco minutos da segunda etapa. Menez abriu na direita para o lateral Jallet, que encontrou Pastore, na entrada da área. O meia argentino, de pé direito, chutou para o gol, sem dar chances para o goleiro Laquait.
Com o resultado, a equipe parisiense se vingou do Evian, que foi seu algoz na Copa da França. No último dia 17, no mesmo estádio Parque dos Esportes, a equipe do brasileiro Betão eliminou o PSG na cobrança de pênaltis, pelo placar de 4 a 1. Na ocasião, o zagueiro Thiago Silva e o sueco Ibrahimovic, dois dos principais jogadores do time de Paris, desperdiçaram as penalidades.
A vitória do PSG fez com que o panorama do Campeonato Francês voltasse ao mesmo estágio do início da rodada. Para garantir o título francês, a equipe dos brasileiros Alex, Thiago Silva, Thiago Motta, Maxwell e Lucas só precisa somar quatro pontos nas quatro partidas que restam. Isso porque o Olympique, segundo colocado, que tem 64 pontos, só poderia chegar 72, vencendo todos os jogos.
O PSG terá duas baixas na próxima rodada: o italiano Verratti e o inglês David Beckham foram expulsos, e não estarão em campo contra o Valenciennes, na partida que pode definir o título francês.
O resultado mantém o Evian ainda sob sério risco de rebaixamento. A equipe tem os mesmos 34 pontos do Nancy, 18º colocado, que hoje estaria rebaixado. A equipe de Betão terá, na próxima rodada, um confronto direto pela permanência na primeira divisão, contra o Troyes, vice-lanterna da competição.
Gazeta EsportivaGazeta Esportiva

Brasil empata com Paraguai e não pode mais ser campeão do Sul-Americano Sub-17


O Brasil empatou em 2-2 com o Paraguai pelo hexagonal final do Mundial Sub-17 e não tem mais chances de conquistar o título da categoria pela 11ª vez.
Com o empate, o Brasil chega aos 9 pontos e é o líder provisório da competição à frente de Argentina e Venezuela, ambas com 8 pontos e que se enfrentam neste domingo. Os argentinos serão campeões em caso de empate.
Os paraguaios abriram o placar numa cabeçada de Ronaldo Martínez Rolón aos 18 minutos de jogo, mas o atacante do Fluminense Kennedy empatou aos 32 do primeiro tempo e virou aos 33 da segunda etapa, os dois gols também marcados de cabeça.
Quando tudo se encaminhava para uma sofrida vitória brasileira, os "Guaranis" empataram nos acréscimos com Antonio Sanabria.
A seleção brasileira, que se classificou em primeiro no grupo B, conseguiu duas vitórias e três empates no hexagonal final e é a atual defensora do título regional e garantiu participação no Mundial Sub-17 que será disputado nos Emirados Árabes entre 17 de outubro e 8 de novembro.

AFP

Inter vence Veranópolis, decide returno e fica perto do título gaúcho



Forlán cumprimenta Willians, que fez um belo gol Foto: Itamar Aguiar / Futura Press
O Internacional está a um passo de ser o campeão gaúcho de 2013. Afinal, neste domingo, o time colorado mostrou superioridade para vencer o Veranópolis por 1 a 0 e avançou para a final da Taça Farroupilha, o segundo turno do estadual. Como já foi campeão do primeiro turno, o Inter precisa apenas bater o Juventude para conquistar o Gaúcho. Se perder, ainda terá que disputar uma nova decisão, de novo contra o time de Caxias.
O Internacional foi para o jogo com um ritmo intenso, pressionou a saída de bola do Veranópolis e criou seguidas chances de gol no começo. O goleiro João Ricardo brilhou ao evitar gols de Willians, D'Alessandro e Forlán, após bons chutes de fora da área. Porém, ele foi superado aos 25min, quando Willians resolveu arriscar de longe mais uma vez e abriu o placar para o time colorado.
O Veranópolis até mostrou esforço para reagir, mas faltou qualidade no setor ofensivo para isso. Já o Inter passou a ter mais dificuldades para superar a defesa adversária e só levou perigo em uma jogada aérea, em que Juan cabeceou para fora por pouco, aos 42min.
No segundo tempo, o Inter mais uma vez mostrou disposição e rapidamente criou - e desperdiçou - mais chances de gols. Aos 5min, Fred recebeu a bola sozinho na área, mas chutou para fora. Logo depois, foi a vez de Forlán ser lançado de frente para João Ricardo, que conseguiu evitar o gol do uruguaio de novo.
Quando o Veranópolis enfim ameaçava reagir, com perigosas finalizações de Ednei e Itaqui, uma expulsão acabou com qualquer chance de empate: Edson Borges fez falta dura em Damião e recebeu o cartão vermelho.
Com um a mais, ficou fácil para o Inter avançar a marcação de novo e pressionar o Veranópolis, que mostrou raça na defesa, mas não conseguiu sair para o ataque. Em uma rara chegada, Ednei chutou com efeito de fora da área, mas Muriel conseguiu pular bem para defender e evitar um surpreendente empate. 

Terra

Santa Cruz perde para Naútico nos aflitos, mas avança e encara o Sport na final



O Santa Cruz sofreu, mas conseguiu a classificação para a final do Campeonato Pernambucano, neste domingo. O time tricolor perdeu por 2 a 1 no Estádio dos Aflitos, mas avançou para a decisão porque tinha vencido por 1 a 0 na primeira partida - o gol marcado fora de casa, por Denis Marques, fez a diferença. Agora o Santa vai ter mais um clássico pela frente, contra o Sport.
Como era esperado, a partida começou nervosa no Aflitos, mas o Náutico conseguiu se acalmar aos 15min. Foi quando Rogério fez bonita jogada, entrou na área e tocou para trás, onde estava Elton, que abriu o placar.
A partida ficou mais equilibrada na sequência, mas a chuva que caiu sobre Recife atrapalhou o nível da partida. As melhores jogadas do primeiro tempo só vieram no final e foram criadas pelo lateral Douglas Santos, que assustou o goleiro Tiago Cardoso duas vezes, mas não conseguiu marcar.
O Santa Cruz voltou do intervalo sem alterações, mas também não conseguiu mudar a forma de jogar. O Náutico continuou melhor e quase contou com um gol contra para aumentar a vantagem: após cruzamento de Rogério, o goleiro Tiago Cardoso espalmou a bola, mas Renan Fonseca, do Santa, se atrapalhou para afastar o perigo e chutou a bola no próprio travessão.
Mas logo depois, o perigo criado pelo Santa foi para o lado certo, já que Renatinho sofreu pênalti aos 31min. Denis Marques foi para a cobrança e converteu a cobrança em gol. O Náutico não se entregou e até marcou com Elton, aos 39min, mas o time precisaria de mais um gol para se classificar.

Terra

Paraná vence o CRB e conquista acesso para a Série A

Garantido na Série B do Campeonato Brasileiro, o CRB perdeu para o Paraná por 1 a 0 na tarde deste sábado (18), no Estádio Rei Pelé, em Ma...