31/03/2016

Inter goleia Brasil de Pelotas e assume 3ª posição no Gauchão

O ataque do Internacional desencantou. Pelo segundo jogo seguido, marcou quatro gols em 90 minutos. Desta vez a vítima foi o Brasil de Pelotas, que saiu na frente no Beira-Rio com um golaço de Marcos Paraná, sucumbiu após uma falha da zaga, e acabou goleado por 4 a 1. A partida, na noite desta quinta-feira, para pouco mais de 7 mil pagantes, valeu pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Gaúcho.

Apesar de ter sido titular do Brasil no empate contra o Paraguai, terça-feira à noite, Alisson foi escalado normalmente no gol colorado. Aos 15 minutos, pulou atrasado e não alcançou uma pancada de Marcos Paraná, que arriscou do meio da lua e mandou um petardo no ângulo para abrir o placar.
O árbitro Daniel Bins quis ajudar o Inter a empatar. Aos 44 minutos, marcou tiro livre indireto na pequena área do Brasil depois que Eduardo Martini defendeu em dois tempos um chute de longe de William. O juiz entendeu que o goleiro segurou e soltou a bola. Martini, entretanto, alegou, na saída do campo, com razão, que defendeu em dois tempos porque a bola estava molhada.

Inter leva a melhor no Campeonato Gaúcho
Inter leva a melhor no Campeonato Gaúcho
Mas não teve discussão. A falta estava marcada e o Inter teve ótima chance de marcar. Vitinho chutou, mas parou no paredão formado em cima da linha do gol. Mesmo jogando melhor, o Inter foi para o intervalo em desvantagem.
Após o descanso, Argel trocou William por Marquinhos e mandou o Inter ao ataque. Deu sorte, porque, logo aos 3 minutos, Leandro Leite protegeu para o goleiro, que deixou para o volante, e os dois permitiram que Anderson fosse esperto para mandar para o gol e empatar. Na comemoração, visivelmente acima do peso, desabafou contra a torcida que o criticou nos últimos dias.
Logo no minuto seguinte o Inter virou, com Andrigo. A partir daí, só o time da casa jogou, fazendo o terceiro novamente com Andrigo, que chegou a driblar o goleiro após ótima assistência de Anderson. Vitinho revidou o golaço e também marcou no ângulo.
Com 23 pontos, o Inter é terceiro colocado do Campeonato Gaúcho, atrás do Grêmio (28) e do São José (25). No domingo, precisa vencer o Glória para não ser ameaçado pelo Juventude, que tem 22 e encara o Grêmio na última rodada. O Brasil de Pelotas tem 13 pontos, dois a menos que Ypiranga, Vereanópolis e Passo Fundo, que estão entre o sexto e o oitavo lugares. Na última rodada, recebe o Passo Fundo.

Macaé derrota Cabofriense e assume a liderança do grupo D

Três jogos fecharam a quarta rodada do Grupo D do Campeonato Carioca, nessa quinta-feira. E quem se deu bem foi o Macaé, que venceu o Cabofriense, por 1 a 0 fora de casa e assumiu a liderança isolada da chave. O único gol da partida foi marcado por Jones, nos minutos finais do segundo tempo.
A partida foi bastante disputada, mas o Leão Carioca criou mais chances mesmo jogando no Estádio Correião, do adversário e venceu a partida. O time subiu duas posições e assumiu o primeiro lugar, com dez pontos ganhos em quatro jogos. Já o Cabofriense, segue com apenas qutro pontos conquistados, na quinta colocação e ainda corre riscos de ser rebaixado.

O Macaé conseguiu uma importante vitória nessa quinta-feira e assumiu a liderança do Grupo D
O Macaé conseguiu uma importante vitória nessa quinta-feira e assumiu a liderança do Grupo D
Durante a tarde, a Portuguesa recebeu e empatou com o Tigres por 2 a 2, no Estádio Luso-Brasileiro. Os donos da casa começaram o jogo em desvantagem no placar, depois conseguiram virar mas cederam o empate nos minutos finais do segundo tempo. Giovanni e Fabiano Oliveira fizeram os gols do Tigres; já Pessanha e Rafael Paty marcaram para a Portuguesa. O resultado manteve os dois times no meio da tabela, mas a Lusa ainda corre riscos de rebaixamento, se não vencer seus próximos jogos.
No outro jogo dessa quinta-feira, o América empatou por 1 a 1, com o Bonsucesso, no Estádio Edson Passos. O time da casa saiu atrás no placar, mas Accioli conseguiu empatar o jogo, garantindo o empate. O resultado tirou o time da casa da zona de rebaixamento, mas deixou o Rubro-Anil na lanterna da competição, com apenas dois pontos ganhos. Lembrando que a vitória do Resende sobre o Friburguense por 3 a 2, que abriu a rodada e todos os jogos da Taça Guanabara também foram disputados nessa quarta-feira .

Red Bull Brasil vence Novorizontino e garante classificação antecipada

Com mais uma atuação de gala do atacante Roger – fez seu décimo gol, se isolou ainda mais na artilharia da competição e deu o passe para outro -, o Red Bull Brasil venceu o Novorizontino, por 2 a 0, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 13ª rodada do Campeonato Paulista. O resultado garante ao Toro Loko a classificação antecipada para as quartas de final.

O Red Bull Brasil tem 22 pontos e, restando apenas mais duas rodadas para o fim da primeira fase, pode ficar com a mesma pontuação que o Água Santa, mas levaria vantagem no número de vitórias, pois a diferença hoje é de 7 contra 4. Vice-líder do Grupo D, o Toro Loko já sabe que vai ter pela frente o Corinthians na próxima fase, na Arena Corinthians. Isso porque o Timão já tem a melhor campanha na fase classificatória.
Após ver a sequência invicta de seis jogos ir por água abaixo, o Tigre deixou a zona de classificação do Grupo B e caiu para o terceiro lugar, com os mesmos 18 pontos que o vice-líder Palmeiras, mas fica atrás no número de vitórias (5 contra 4)
GOL RELÂMPAGO
Logo no primeiro minuto de jogo, Igor Sartori foi lançado nas costas da zaga e cruzou rasteiro. Na marca do pênalti, Roger bateu de primeira no contra pé do goleiro, marcando seu décimo gol no Paulistão e colocando o Red Bull Brasil na frente. O Novorizontino assustou no lance seguinte. Saulo falhou ao tentar cruzamento e socou a bola em cima de Luiz Araújo. Sorte do goleiro que a zaga estava atenta e salvou quase em cima da linha.

Roger comemora com os companheiros seu décimo gol no Campeonato Paulista
Roger comemora com os companheiros seu décimo gol no Campeonato Paulista
A partida era bastante movimentada e aberta, com os dois times buscando o gol a todo momento. Aos 16, Cléo Silva recebeu nas costas da zaga dentro da área e soltou a bomba para grande defesa de Saulo. Luiz Araújo era o principal jogador do Tigre, mas as vezes abusava da jogada individual, deixando os companheiros na bronca.
Pedro Carmona recebeu de Roberto, dominou tirando e Anderson Marques e soltou a bomba por cima do travessão de Saulo, que apenas acompanhou. A resposta do Red Bull Brasil veio aos 29. Breno Lopes recebeu de Roger e cruzou na medida para Maylson. O meia cabeceou colocado e Veloso assistiu a bola sair. O Novorizontino perdeu a melhor chance de empatar dois minutos depois.
Roberto tentou driblar Saulo e a bola ficou com Luiz Araújo, que dominou e bateu de virada em cima do zagueiro. Aos 36, o Tigre saiu jogando errando e Misael saiu na cara do goleiro, mas bateu fraco e facilitou a defesa de Veloso. O Toro Loko perdeu uma chance incrível na sequência. Gerson roubou e cruzou para Roger. Livre de marcação, o atacante cabeceou no contra pé e a bola passou raspando a trave.
BALDE DE ÁGUA FRIA
Assim como no primeiro tempo, o Red Bull Brasil começou a etapa final com tudo e jogou um balde de água fria no Novorizontino logo aos quatro minutos. Roger fez muito bem o pivô e ajeitou de calcanhar para Maylson, que chegou batendo de primeira e estufou as redes de Veloso. Com Pedro Carmona pouco inspirado, o Tigre abusava das jogadas aéreas e os jogadores do Toro Loko levavam a melhor em quase todas.
E quase que o Red Bull Brasil marca mais um novamente em contra ataque. Misael invadiu a área livre de marcação e finalizou em cima de Veloso, que saiu fechando muito bem o ângulo. O Novorizontino quase diminuiu aos 24 minutos. Pereira cobrou falta e Anderson Marques, na tentativa de cortar, desviou de carrinho rente a trave.
Aos 32 minutos, Luan acertou uma cotovelada em Luiz Araújo e foi expulso direto pelo árbitro, deixando o Red Bull Brasil com um homem a menos. Mesmo assim, o Toro Loko poderia ter transformado a vitória em goleada e perdeu três boas oportunidades. Na melhor delas, Misael girou em cima do zagueiro e bateu com muito perigo.
PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo no domingo pela penúltima rodada. O Red Bull Brasil enfrenta o São Bernardo, às 16 horas, no Estádio 1º de Maio, em São Bernardo do Campo, e o Novorizontino recebe o Rio Claro, às 18h30, no Jorge Ismael De Biasi, em Novo Horizonte.

30/03/2016

Zampieri derrota irlandês na estreia em challenger mexicano

A participação brasileira no challenger mexicano de US$ 75 mil começou de maneira positiva nesta quarta-feira. Os paulistas Caio Zampieri e João Souza, o Feijão, estrearam com vitória no torneio que é disputado em quadras de piso duro.

Primeiro a entrar em quadra, Zampieri marcou duplo 6/4 contra o 203º colocado irlandês James McGee em 1h17 de partida. A duração foi a mesma da vitória de Feijão por 6/1 e 7/6 (7-3) diante do taiwanês Jason Jung.

Nas oitavas de final, Feijão enfrenta o ucraniano de 19 anos Dmitry Popko, 235º colocado. Já Zampieri espera pela partida entre o argentino Augustin Velotti e a promessa americana Taylor Fritz.

Atual 356º do ranking, Zampieri furou dois qualis seguidos de challenger no México, sendo que na semana passada foi até às quartas no torneio de US$ 50 mil realizado no saibro de León. Como não houve atualização da tabela na última segunda-feira, já acumula 31 pontos em duas semanas que o fazem ganhar mais de dez posições.

Dos 131 pontos que Zampieri tem no ranking, 15 deles cairão em maio e 60 entre o final de junho e início de julho, referente a três títulos de future seguidos. Sua melhor colocação é o 182º lugar, alcançado em julho de 2010.

Já Feijão, que há pouco mais de um ano estava no melhor momento no 69º lugar, hoje ocupa a modesta 239ª posição. O jogador de 27 anos acumula 239 pontos e só defende resultados em junho, quando tem 55 a serem descontados.


Ainda nesta quarta-feira, André Ghem tem uma dura missão. O experiente gaúcho de 33 anos e 172º do ranking, desafia o principal cabeça de chave do torneio, o 77º colocado australiano Sam Groth. Quem vencer, pega o colombiano Alejandro Falla nas oitavas de final.

29/03/2016

Uruguai vence Peru e assume a liderança das Eliminatórias

O Uruguai entrou em campo nesta terça-feira no estádio Centenário, em Montevidéu, ciente de que uma vitória lhe colocaria na liderança das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 e, mesmo sem um bom futebol, fez o dever de casa e derrotou o Peru por 1 a 0.

Como o antigo líder, o Equador, perdeu para a Colômbia por 3 a 0 mais cedo, a 'Celeste' dependia apenas de si para fechar a sexta rodada no topo da tabela. Com o triunfo, a bicampeã mundial foi a 13 pontos, levando a melhor no saldo de gols. Já os peruanos continuam em oitavo lugar, com quatro.

A equipe visitante até teve algumas chances, mas passaram em branco. Na melhor delas, Guerrero, jogador do Flamengo, ficou cara a cara com Muslera, mas chutou em cima do goleiro, ainda no primeiro tempo.

O único gol da partida na capital uruguaia então foi marcado aos sete minutos da segunda etapa. Suárez adiantou na esquerda da área para Cavani, que dominou e soltou a bomba de pé esquerdo para superar Gallese.

As duas seleções voltarão a campo pela classificatória apenas em setembro. O Uruguai defenderá a liderança contra a Argentina fora de casa, enquanto o Peru "subirá o morro" para encarar a Bolívia. 

27/03/2016

Sada Cruzeiro vence Sesi e sai na frente na semifinal da Superliga



O Sada Cruzeiro começou na frente a semifinal da Superliga masculina de vôlei diante do Sesi. Em partida disputada na noite deste sábado, o time mineiro aproveitou a vantagem de jogar em casa e derrotou o paulista por 3 sets a 1, com parciais de 25/19, 22/25, 25/19 e 25/21, no ginásio do Riacho, em Contagem.

O confronto pela vaga na decisão da Superliga é repleto de rivalidade, já que as duas equipes se enfrentaram pelo título do torneio nacional nos últimos dois anos, ambos com vitória do Cruzeiro, e em 2011, com triunfo da equipe paulista.

O segundo duelo da série ocorre na próxima sexta-feira, 1º de abril, no ginásio Lauro Gomes, em São Caetano, já que o ginásio da Vila Leopoldina, onde o Sesi geralmente manda suas partidas, não tem a capacidade mínima de público para a semifinal da Superliga. Caso o time paulista vença, força o terceiro jogo.

Do outro lado da chave, o Funvic/Taubaté começou na frente a série diante do Brasil Kirin ao fazer 3 a 1, com parciais de 25/19, 25/17, 20/25 e 25/20. O segundo duelo do confronto é também em 1º de abril, em Campinas.


 Gazeta Esportiva

26/03/2016

Corinthians vence o ituano e conquista a 4ª vitória seguida no Paulistão

Mesmo já classificado às quartas-de-final do Campeonato Paulista, o Corinthians conquistou a quarta vitória consecutiva o bater o Ituano, neste sábado. Linense e São Bernardo impressionaram com goleadas sobre Capivariano e Rio Claro, respectivamente, e ainda sonham com a classificação. O Botafogo não saiu de um empate com o Audax e continua na zona de rebaixamento.
Com gol do zagueiro Felipe, convocado por Dunga para a vaga de David Luiz na Seleção Brasileira, o Corinthians superou o Ituano, por 1 a 0, na Arena Corinthians, em São Paulo. A vitória mantém o time corintiano com a melhor campanha geral, com 29 pontos, e na ponta do Grupo D. Foi a quarta vitória seguida do clube paulista, que ants havia derrotado Botafogo, por 3 a 0, Linense, por 4 a 0, e São Bernardo, por 3 a 0. O clube de Itu perde chance de disparar no Grupo B, mas continua na ponta, com 18 pontos. Três a mais que o Palmeiras, o terceiro colocado.
GOLEADAS

O Linense voltou a vencer em grande estilo no Paulistão. Em noite inspirada do atacante Anderson Aquino, autor de três gols, o time de Lins goleou o Capivariano, por 5 a 0, no Estádio Gilberto Siqueira Lopes. Bileu e Ricardinho marcaram os outros gols do time da casa, que tem 17 pontos, na terceira posição do Grupo A, contra 20 do vice-líder São Bento e 22 do Santos. O time de Capivari segue na lanterna do Grupo C e geral, com apenas nove pontos.
O São Bernardo foi até o Estádio Augusto Schimidt Filho, em Rio Claro, e goleou o time da casa por 4 a 1. O clube do ABC paulista chegou aos 16 pontos, ultrapassando o Palmeiras no Grupo B, na vice-liderança. Do outro lado, os donos da casa estão no penúltimo lugar geral e na lanterna do Grupo D, com apenas nove pontos.
REAÇÃO

Ferroviária se reabilitou no Paulistão contra o Oeste - Foto: Leonardo Fermiano
Ferroviária se reabilitou no Paulistão contra o Oeste
Após quatro derrotas consecutivas, a Ferroviária bateu o Oeste, por 2 a 0, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara. Os atacantes Samuel e Tiago Marques marcaram os gols dos donos da casa, que voltam à disputa por vaga no Grupo C. Estão no terceiro colocado, com 16 pontos, atrás apenas de Audax e São Paulo, que somam 18 e 17 pontos, respectivamente. O time de Itápolis está á beira zona de rebaixamento, com 12 pontos, no 14º lugar geral e penúltima posição do Grupo A.
Botafogo e Audax ficaram no empate por 1 a 1, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. Sem vencer há cinco partidas, o time mandante segue na zona de rebaixamento, amargando a lanterna do Grupo A e o 17º lugar geral, com 12 pontos. O clube de Osasco é o líder do Grupo C, com 18 pontos, mas ainda pode ser ultrapassado pelo São Paulo, que faz o clássico contra o Santos neste domingo.
CONTINUA...
Neste domingo, outras cinco partidas movimentam a rodada. O destaque vai para o clássico entre Santos e São Paulo, às 18h30, na Vila Belmiro. O Palmeiras joga pressionado contra o Água Santa, às 16 horas, em Presidente Prudente, após deixar o G2 do Grupo B. Também entram em campo São Bento x XV de Piracicaba, Red Bul Brasil x Ponte Preta e Mogi Mirim x Novorizontino.

Murici bate o Santa Rita fora de casa e sobe para a 3ª colocação no Alagoano

Murici conquistou uma vitória importante fora de casa, neste sábado, sobre o Santa Rita pelo placar de 2 a 1, no Estádio Olival Elias, na Boca da Mata, pela segunda rodada do segundo turno do Campeonato Alagoano.
O Murici subiu para a terceira posição, agora com três pontos, mesmo número de pontos do CSA, atual líder, mas que possui um jogo a menos. Já o Santa Rita permaneceu com apenas um ponto, na penúltima colocação do grupo. Os quatro primeiros colocados avançam para a semifinal do Estadual.
Divulgação
O líder CSA encara fora de casa com o último colocado Coruripe, enquanto o ASA pega o vice-líder CRB no complemento da segunda rodada nesse domingo.
QUADRANGULAR DE PERMANÊNCIA
O CSE fez a lição de casa e venceu o Penedense pelo placar mínimo neste sábado no Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios, interior de Alagoas. Agora, a equipe do CSE é o líder provisório do grupo da morte, com seis pontos.
Nesse domingo, o Sete de Setembro encara o Ipanema e pode voltar à liderança da chave se vencer seu compromisso.

Camarões busca empate com África do Sul e mantém liderança

Após ficar atrás no marcador duas vezes, a seleção de Camarões buscou o empate por 2 a 2 com a África do Sul, neste sábado, e manteve a liderança isolada do Grupo M das Eliminatórias para a Copa Africana de Nações de 2017. Avançam os campeões de cada um dos 13 grupos, mais os dois melhores segundos colocados.
O destaque da partida ficou por conta do segundo gol sul-africano, marcado por Hlompo Kekana, em um tiro de muito longe. O jogador roubou a bola na intermediária de defesa e, antes do meio de campo, mandou um verdadeiro míssil em direção ao gol adversário, surpreendendo o arqueiro camaronês.
Com o empate, o time camaronês chegou a sete pontos em três jogos, enquanto a África do Sul segue sem vencer nas Eliminatórias, com dois empates e ocupando a terceira colocação. Mauritânia, com seis pontos, e Gambia, com um, completam a chave.

Camarões arranca empate diante da África do Sul - CAF / Divulgação
Camarões arranca empate diante da África do Sul
Também pelas Eliminatórias para a Copa Africana de Nações, Youssef El Arabi marcou de pênalti o gol que garantiu a vitória do Marrocos sobre Cabo Verde, mantendo 100% de aproveitamento e liderança do Grupo F, seguido pelo rival deste sábado, com seis. Pela mesma chave, São Tomé e Príncipe chegou a três pontos ao vencer por 2 a 1 a lanterna Líbia, que tem três derrotas em três jogos.
Pelo Grupo B, a República Democrática do Congo bateu Angola por 2 a 1 e chegou a seis pontos, na ponta. No Grupo D, Burkina Faso venceu Uganda por 1 a 0 e tomou a liderança da chave da seleção adversária deste sábado.
No Grupo H das Eliminatórias, as Ilhas Maurício venceram Ruanda por 1 a 0 e chegaram à vice-liderança, três pontos atrás de Gana. Pelo Grupo J, no jogo dos piores colocados, as Ilhas Seychelles superaram Lesoto por 2 a 0, conquistando a primeira vitória, mas Argélia e Etiópia aparecem nas primeiras posições da chave.
Pelo Grupo K, o Senegal manteve o aproveitamento perfeito ao conquistar a terceira vitória. O time foi a nove pontos ao bater por 2 a 0 o lanterna Níger (com três pontos). Ainda neste sábado, pela mesma chave, a Namíbia venceu Burundi por 3 a 1 e embolou o grupo, pois as duas seleções também somam três pontos.

Genus goleia Rolim de Moura e assume liderança provisória do Estadual



Genus goleou na tarde deste sábado o Rolim de Moura por 3 a 0, no estádio Cassolão, em Rolim de Moura, pela quarta rodada do primeiro turno do Campeonato Rondoniense 2016.

O destaque da partida foi o atacante Tcharlles (foto), autor de dois gols na tarde deste sábado. Já no segundo tempo o atacante Cabixi fechou a goleada do Aurigrená da capital.

Com o resultado, Genus chegou aos nove pontos e assumiu provisoriamente a liderança do Estadual 2016. Já o Rolim de Moura é o quinto colocado com quatro pontos.

No próximo sábado, às 19 horas, o Genus recebe o Ji-Paraná, no estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho. Já o Rolim de Moura encara no mesmo dia, às 16 horas, o Morumbi, no estádio Cassolão, em Rolim de Moura.

O Jogo – Após a derrota para o Rondoniense, o Genus entrou em campo disposto a buscar sua reabilitação mesmo atuando fora de casa. O Aurigrená iniciou pressionando o adversário e, aos 22 minutos, Tcharlles finaliza de fora da área e abre o placar para o clube da capital.

O gol deu o ânimo necessário ao Genus que não demorou muito para ampliar. Quatro minutos depois, Guarate cruzou na área e Tcharlles cabeceou para marcar o segundo gol do clube de Porto Velho.

Apesar da vantagem, o Genus seguiu pressionando o adversário, mas não conseguiu ampliar o marcador na primeira etapa.

Aos 41’, o Rolim de Moura chegou pela primeira vez com perigo. Michael cobrou falta e acertou a trave, assustando o goleiro Tiago Rocha.

Para a segunda etapa, o Genus mantém o mesmo ritmo em campo e chega a criar chances de ampliar o marcador, mas peca nas finalizações a gol. Já o Rolim de Moura seguiu mantendo o mesmo ritmo de jogo, tentando chegar em jogadas de bola parada, mas sem muito perigo à meta do goleiro Tiago Rocha.

Aos 40’, o Genus consegue marcar mais um. Cabixi, que entrara no segundo tempo, marcou o terceiro gol do Genus.

Ficha Técnica
Rolim de Moura 0 x 3 Genus
Local: estádio Cassolão (em Rolim de Moura-RO);
Árbitro: Fledes Rodrigues Santos;
Assistentes: Lindomar Kuhn e Adenilson de Souza Barros; 4º árbitro: Valmir da Silva Oliveira;
Gols: Tcharlles aos 22’ e aos 26’ do 1º; Cabixi aos 40’ do 2º;
Cartões amarelos: Robson Lino (Rolim de Moura); Júnior (Genus);
Rolim de Moura
Juan; Magno, Júnior Mancha, Marlon, Gil e Randly (Júnior Mancha); Messias, Michael, Jhonatan (Ellan) e Matheus; Robson Lino (Adriano) e Alexsandro. Técnico: Oscar Henrique.
Genus
Tiago Rocha; Guarate, Júnior, Vitão e Júlio César; Carlinhos, Fernandinho, Jean (Luciano Mourão) e Alex; Tcharlles e Rob (Cabixi). Técnico: Claudemir Pontin. 

River empata com Picos fora de casa e se sagra campeão do 1º turno

Após conseguir boa vantagem na partida de ida, o River segurou o empate com o Picos neste sábado, no Estádio Elvídio Nunes, e se sagrou campeão da Taça Estado do Piauí (primeiro turno do Campeonato Piauiense). Mesmo fora de casa, a torcida tricolor fez uma bonita festa ao comemorar o título. De quebra, o Galo se garantiu na Copa do Nordeste de 2017.
A primeira etapa foi bastante equilibrada, com o Picos se lançando mais ao ataque, já que precisava tirar a vantagem do adversário, que venceu na ida por 2 a 0. No segundo tempo, o River controlou a partida e garantiu o título aos 42 minutos, quando Fabinho acertou um lindo chute no ângulo de Dida. O Zangão ainda conseguiu o empate com Cristiano Alagoano, aos 49 minutos.

Enquanto torcida, jogadores e comissão técnica do River comemoravam a o título, com direito a volta olímpica no Estádio Elvídio Nunes, o técnico Adelmo Soares anunciou, ainda no gramado, que não vai comandar o Picos no segundo turno do Estadual. 

O Picos foi líder dos pontos corridos com 13 pontos e passou pelo Altos na semifinal. Na ida, Altos e Picos ficaram no 1 a 1, mesmo resultado da partida de volta. Com os dois empates, o Picos conseguiu avançar por ter melhor campanha.

O River ficou na terceira colocação nos pontos corridos, com 11 pontos ganhos, e enfrentou o Flamengo na semi. O Tricolor precisou buscar a vitória por dois gols após derrota na ida e conseguiu. O Fla-Pi saiu vitorioso por 1 a 0 do primeiro confronto. Precisando de dois gols de diferença, o River fez 2 a 0 no segundo jogo e avançou.

Ferroviária vence Oeste e volta à briga por vaga no Paulistão!

Ferroviária finalmente encerrou a sequência negativa no Campeonato Paulista. Após quatro derrotas consecutivas, o time de Araraquara fez a lição de casa e bateu o Oeste, por 2 a 0, na tarde deste sábado, na Arena Fonte Luminosa. O confronto foi válido pela 12.ª rodada.
Com a vitória, a Ferroviária não só acaba com o jejum de vitórias no Paulistão – o que não acontecia desde os 2 a 1 sobre o Palmeiras, pela sétima rodada -, como recoloca o time na briga por vaga. Hoje, o time é o terceiro colocado do Grupo C, com 16 pontos, atrás apenas de São Paulo e Audax.

O Oeste, por sua vez, continua seriamente ameaçado pelo rebaixamento. O time rubro-negro continua com 12 pontos e praticamente não tem mais chances de classificação no Grupo A. Os líderes são Santos, com 22 pontos, e São Bento, com 20.
FERRINHA MELHOR, MAS...Apesar da pressão por vitórias em ambos os lados, a partida começou sem muitas emoções. Os dois times, sobretudo a Ferroviária que teve mais posse de bola, abusaram dos erros de passes. Na primeira boa trama, o time da casa quase marcou. Aos 15 minutos, o atacante Samuel aproveitou cruzamento na área e cabeceou para grande defesa do goleiro Jéferson Romário.
A partida seguiu morna pelos minutos seguintes. A Ferrinha só conseguiu voltar a assustar aos 22 minutos, graças a um vacilo da defesa do Oeste. O zagueiro Daniel Gigante tentou sair jogando e

Jogadores comemoram gol da Ferroviária sobre Oeste: Vitória encerrou jejum no Paulistão - Foto: Leonardo Fermiano
Jogadores comemoram gol da Ferroviária sobre Oeste: Vitória encerrou jejum no Paulistão
foi desarmado por Samuel. O atacante invadiu a área, mas adiantou muito a bola. Na hora da conclusão, ficou sem ângulo e chutou em cima do goleiro.
Mesmo sem a eficiência de rodadas anteriores,time da casa continuou a ter as melhores chances. Quase sempre chegando em jogadas individuais. Foi assim que assustou novamente aos 27 minutos.
O atacante João Paulo encontrou espaço dentro da área e chutou forte. A bola explodiu no peito de Jéferson Romário e a zaga afastou. Depois disso, não aconteceu mais nada.
DEDO DO TÉCNICONo segundo tempo, o técnico português Sérgio Vieira deu novo gás à Ferroviária com as entradas do volante Juninho e do atacante Tiago Marques nas vagas de Rafael Miranda e Danielzinho, respectivamente.
E o resultado veio aos nove minutos. Tiago Marques cruzou rasteiro da direita e Samuel tentou duas vezes antes de estufar as redes.
As alterações mudaram consideravelmente a postura da Locomotiva em campo. Mais agressiva, a equipe seguiu melhor e ampliou aos 25 minutos. O próprio Tiago Marques ampliou. Ele aproveitou sobra na área e bateu rasteiro, no canto direito do goleiro Jéferson Romário.
Depois do segundo gol, o Oeste foi para o tudo ou nada e o jogo ficou aberto. Foram três grandes chances para a Ferrinha e uma para o Rubrão. A melhor delas foi para o time da casa, aos 30 minutos. Samuel recebeu na cara do gol e mandou pela linha de fundo. Inacreditável.
PRÓXIMOS JOGOSEste jogo em Araraquara foi transmitido, ao vivo, por duas emissoras parceiras do Portal FUTEBOL INTERIOR. A Rádio Cultura AM, de Araraquara, e a Rádio 107 F de Itápolis.
Na próxima quinta-feira, às 21h30, a Ferroviária volta a campo para enfrentar o Santos, na Vila Belmiro, em Santos. Enquanto isso, o Oeste tem pela frente o Audax, na quarta-feira, às 19h30, no Estádio dos Amaros, em Itápolis.

25/03/2016

Kuznetsov derrota Rogerinho e vai à 3ª rodada em Miami

Em sua primeira participação em uma chave principal de Masters 1000, o paulista Rogério Silva não teve a mesma sorte que o colocou na disputa em Miami, entrando como lucky-loser. O número 2 do Brasil acabou derrotado na estreia, caindo diante do russo Andrey Kuznetsov em sets diretos, com placar final de 6/2 e 6/3, depois de 68 minutos de partida.

Beneficiado com a desistência do holandês Robin Haase, que machucou o joelho, e o canhoto eslovaco Martin Klizan por lesão no pé, Rogerinho entrou na chave de Miami mesmo tendo caído na última rodada do quali. Em sua segunda oportunidade, ele não foi páreo para o atual 51 do mundo, que terá pela frente o suíço Stan Wawrinka.

Os primeiros games foram o ponto fraco do paulista no confronto, sendo quebrado tanto no primeiro como no segundo sets. Rogerinho teve bastante dificuldade em confirmar os serviços na parcial inicial, salvou mais quatro break-points no quinto game e no sétimo acabou amargando mais uma quebra contra.

A história do segundo set foi parecida, novamente começando com uma quebra contra Rogerinho logo no game inicial. Desta vez as chances foram maiores para o paulista, que teve um break-point contra e quatro a favor antes do nono e último game, em que perdeu o saque mais uma vez e com isso a partida para Kuznetsov.

Com a queda em Miami, Rogerinho adia a expectativa de retornar ao top 100, mas vai continuar bem perto desta faixa. Dependendo dos resultados nas próximas duas semanas o paulista de 32 anos pode até ganhar terreno e do atual 105º lugar para o 101º posto na lista da ATP.

Radwanska vence Cornet e avança no Premier de Miami


2016/kvitova/0324_miami_vibra_int.jpg

 Primeiro dia com a presença de cabeças de chave no WTA Premier de Miami, a rodada desta quinta-feira foi tranquila para algumas das favoritas no torneio. As top 10 Agnieszka Radwanska e Petra Kvitova, além da ex-número 1 Caroline Wozniacki obtiveram vitórias em sets diretos em suas partidas de estreia.

Nova vice-líder do ranking e cabeça 3 em Miami, Radwanska precisou de apenas 67 minutos para marcar 6/0 e 6/1 na 42ª colocada francesa Alizé Cornet. A polonesa enfrentou apenas um break point na partida, cedeu só cinco pontos em primeiro serviço e agora enfrenta a americana Madison Brengle, que derrotou Anna Schmiedlova por 7/5 e 6/4.

A oitava favorita Kvitova jogou logo na abertura da programação desta quinta-feira e definiu o confronto contra a americana Irina Falconi com placar de 6/1 e 6/4, obtendo quatro quebras na partida e perdendo o saque apenas uma vez. Agora a tcheca tem duelo de canhotas com a russa Ekaterina Makarova, contra quem tem quatro vitórias e duas derrotas.

Já Wozniacki, começou o jogo contra a americana Vania King com uma quebra atrás e perdia por 4/3 antes de vencer nove games seguidos na vitória por 7/5 e 6/2. Em busca de lugar nas oitavas, a dinamarquesa tem um inédito e difícil encontro contra a cabeça 12 ucraniana Elina Svitolina, que fez 6/3 e 6/0 na chinesa Shuai Zhang.

24/03/2016

Istomin derrota Coric e conquista primeiro triunfo no ano

O croata Borna Coric esteve perto da vitória, mas deixou a classificação à segunda rodada do Masters 1000 de Miami. Em partida de 2h45, o jogador de 18 anos e 46º do mundo cedeu a virada ao 76º colocado uzbeque Denis Istomin, que anotou as parciais de 4/6, 7/5 e 7/5.

Foi a primeira vitória no ano para Istomin, que havia perdido na estreia de outros sete torneios que disputou. Agora o jogador de 29 anos terá a dura missão de desafiar o cabeça 2 e campeão de 2013 Andy Murray. Além de ter perdido os dois duelos anteriores contra o britânico, o uzbeque tem apenas uma vitória em 30 partidas contra top 10.

Coric chegou a sacar para o jogo, quando liderava o segundo set por 5/4. Com game em 30 iguais, o croata fez uma dupla-falta e cometeu erro. Dois games mais tarde, permitiu nova quebra após quatro erros não-forçados. Já no último set, o jovem de 18 anos começou perdendo por 3/0, foi buscar a igualdade, mas perdeu o saque no 12º game. Durante a partida, Coric ainda se queixou de incômodo por bolha no pé direito.

Outro atleta de 18 anos que se despediu nesta quinta-feira foi Tommy Paul. Vindo do quali, o campeão juvenil de Roland Garros perdeu por 6/4, 5/7 e 7/5 o duelo americano contra Tim Smyczek, que agora enfrenta o também anfitrião John Isner. A rodada ainda teve a vitória do australiano John Millman por 6/3 e 6/2 contra o espanhol Pablo Carreno Busta, em resultado que impediu a reedição da final do Brasil Open com o uruguaio Pablo Cuevas.

Serena vence McHale na estreia em Miami

 Vencedora de oito títulos no WTA Premier de Miami, incluindo as duas últimas edições, Serena Williams estreou na competição precisando de três sets. Em 2h07 de disputa, a número 1 do mundo venceu o duelo entre americanas contra a 56ª colocada Christina McHale por 6/3, 5/7 e 6/2. A caçula das Williams fez 12 aces e 33 winners, mas cometeu 44 erros.

Com o resultado, Serena chega à marca de 19 vitórias seguidas em Miami. A última vez que saiu derrotada do Crandon Park Tennis Center aconteceu nas quartas de final de 2012, diante da dinamarquesa Caroline Wozniacki. A maior invencibilidade da jogadora de 34 anos em Miami é de 22 partidsas, entre 2002 e 2005. Seu histórico na Flórida é de 74 vitórias e apenas 7 derrotas.

Em busca de lugar nas oitavas de final, Serena enfrentará a 97ª colocada cazaque Zarina Diyas, que eliminou a cabeça 31 australiana Daria Gavrilova com parciais de 7/5 e 6/3. No único duelo anterior, a número 1 do mundo cedeu apenas dois games à rival.

Serena largou com 3/0 e criou quatro chances de aumentar a vantagem, mas não as aproveitou. Ainda assim, a número 1 do mundo voltaria a quebrar no sexto game. Já na hora de sacar para o set, a caçula das Williams não conseguiu aces ou mesmo colocar o primeiro serviço em quadra e perdeu o saque, mas fecharia o set dois games mais tarde.

A situação ficou ainda melhor para a líder do ranking com uma quebra logo na abertura do segundo set. McHale ainda evitou um prejuízo ainda maior ao confirmar o serviço no quinto game, apesar das duas duplas-faltas que fez. Mesmo que a adversária crescesse no jogo a ponto de confirmar o saque com mais facilidade, em nenhum momento a melhor jogadora do mundo teve a tranquila vitória ameaçada.

A situação ficou ainda melhor para a líder do ranking com uma quebra logo na abertura do segundo set. McHale ainda evitou um prejuízo ainda maior ao confirmar o serviço no quinto game, apesar das duas duplas-faltas que fez. Serena chegou a liderar o set por 5/3 e a sacar para o jogo no game seguinte, em que teve um match point, mas permitiu que a rival devolvesse a quebra. Já no último game da parcial, a líder do ranking saiu perdendo por 0-40 após winner de devolução e mesmo salvando dois set points com ótimos saques não evitou a perda do set.

Já no último set, a octocampeã cedeu apenas sete pontos em seu serviço e quebrou no terceiro e sétimo games. Entretanto, ela voltou a sofrer nos momentos finais da partida e precisou salvar dois break points antes de fechar a partida com ace.

Colômbia sofre, mas vence a Bolívia em La Paz com gol nos acréscimos

No jogo que abriu a quinta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018, a Colômbia sofreu, mas venceu a Bolívia por 3 a 2, nesta quinta-feira, no estádio Hernando Siles, em La Paz. A vitória veio apenas nos acréscimos, aos 46 minutos da etapa final, quando o empate por 2 a 2 já parecia certo.

Antes deste gol salvador, os colombianos chegaram a abrir 2 a 0 no primeiro tempo, com gols de James Rodríguez e Carlos Bacca. Entretanto, os bolivianos reagiram e em apenas 16 minutos empataram na etapa final com Arce e Chumacero balançando as redes. E os bolivianos, aproveitando os efeitos provocados no adversário pelos 3.660 metros de altitude de La Paz, estiveram perto de virar o jogo, mas não foram felizes nas outras chances que tiveram de marcar e acabaram castigados com o gol no fim.

O resultado fez a Colômbia subir para a sétima posição das Eliminatórias, com sete pontos, ultrapassando provisoriamente a Argentina, que tem cinco e enfrenta o Chile ainda nesta quinta, em Santiago. Já a Bolívia estacionou nos três pontos e na oitava posição, correndo grande risco de ser ultrapassada ainda nesta quinta pelo Peru, penúltimo colocado, que também tem três pontos e pega a lanterna Venezuela, em Lima.

Na próxima terça-feira, a Colômbia voltará a campo para encarar o Equador, em Barranquilla, pela sexta rodada das Eliminatórias. No mesmo dia, a Bolívia terá pela frente a Argentina, fora de casa, em Córdoba.

 No confronto desta quinta-feira, a Colômbia tratou de ir para cima da Bolívia e abriu o placar já aos 9 minutos. Bacca cruzou da esquerda para James Rodríguez, que matou no peito dentro da grande e acertou forte chute cruzado para marcar. A bola ainda desviou de leve em um defensor e dificultou a vida do goleiro Quiñonez.

Com maior volume de jogo e melhor qualidade técnica, a Colômbia voltou a assustar aos 25 minutos, quando Cuadrado arriscou o chute de fora da área e a bola passou perto do travessão de Quiñonez. E a Colômbia voltaria a ser premiada pela sua postura ofensiva aos 40 minutos. James retribuiu o presente que recebeu de Bacca no primeiro gol ao cruzar da esquerda e ver o companheiro ganhar de um defensor pelo alto na dominada de bola e bater cruzado para as redes na sequência: 2 a 0.

Na etapa final, porém, todo o panorama mudou rápido. Após cruzamento na área, o zagueiro Jeison Murillo cortou um cabeceio com o braço e o árbitro brasileiro Wilton Pereira Sampaio assinalou pênalti. Arce foi para a bola, aos 5 minutos, e cobrou no canto esquerdo de Ospina, que caiu para o lado direito.

A pressão continuou, a Colômbia começou a dar sinais de desgaste físico e acabou levando o segundo aos 16 minutos. Duk roubou a bola de um defensor pelo lado esquerdo do ataque e tocou para Chumacero, que recebeu perto da meia-lua e soltou a bomba de fora da área para empatar.

O empate tornou o jogo ainda mais imprevisível, com as duas equipes se revezando no ataque. Em um deles, aos 43, Quiñonez fez milagre ao defender uma cabeçada à queima-roupa de Muriel e salvou a Bolívia. Três minutos depois, porém, não teve jeito. Marlos Moreno recebeu passe de James e ajeitou para o meia Cardona, que tocou com tranquilidade no canto esquerdo do goleiro boliviano.

Ivanovic derrota Teliana e avança em Miami

A brasileira Teliana Pereira teve sua participação no Premier de Miami encurtada. Nesta quinta-feira, a pernambucana foi derrotada pela sérvia Ana Ivanovic, por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/0, e deu adeus a competição logo na segunda rodada.

No set inicial, Teliana conseguiu resistir melhor aos ataques da ex-número 1 do mundo, mas começou a disputa sofrendo uma quebra de saque logo no primeiro game. A brasileira devolveu o break apenas no quarto game, empatando a partida em 2 a 2.

Na sequência da parcial, a atual número 17 do ranking da WTA quebrou a pernambucana em duas oportunidades, ampliando sua vantagem para 5 a 2. A 50ª do mundo ainda devolveu uma das quebras, em 5 a 3, mas sofreu outro break, suficiente para Ivanovic fechar o set em 6 a 3.

O set final foi de muito mais consistência para Ana Ivanovic. A sérvia não cedeu games e conseguiu quebrar todos os serviços de Teliana. Assim, em apenas 27 minutos, a tenista já havia aplicado um pneu e despachado a brasileira para casa.

Agora, Ivanovic enfrentará a suíça Timea Bacsinszky, que derrotou a russa Margarita Gasparyan em sua estreia, também por 2 sets a 0, placar final de 6/3 e 6/1.

Ainda nesta quinta-feira, a tcheca Petra Kvitova passou pela americana Irina Falconi, por 2 sets a 0, parciais de 6/1 e 6/4. Agora, a número sete do mundo duelará com a russa Ekaterina Makarova que venceu a ucraniana Lesia Tsurenko, por 2 sets a 1, 3/6, 6/4 e 6/3.

São Paulo vence Botafogo-SP e assume liderança do Grupo C do Paulistão

Vindo de maus resultados no Campeonato Paulista e na Copa Libertadores da América, o São Paulo sofreu para conseguir reagir na noite desta quarta-feira. A equipe comandada pelo argentino Edgardo Bauza venceu o Botafogo-SP por 1 a 0 com um gol marcado pelo argentino Calleri aos 44 minutos do segundo tempo, no Pacaembu.

Na tentativa de ganhar embalo, o São Paulo terá um compromisso crucial no fim de semana. Disputará clássico com o Santos no domingo, na Vila Belmiro. Um dia antes, o Botafogo-SP receberá o Audax em Ribeirão Preto.

O jogo – Novamente diante de público pequeno no Pacaembu, o São Paulo demorou a ganhar inspiração para envolver o Botafogo-SP. No início, Paulo Henrique Ganso e Calleri até tentaram se entender com rápida troca de passes, mas não produziram o suficiente para incomodar o adversário. A primeira chance de gol são-paulina apareceu aos seis minutos. Hudson limpou bem a marcação de Diego Pituca da direita e fez o cruzamento para Calleri, que bateu. O experiente goleiro Neneca defendeu para salvar o Botafogo-SP.

O bom momento não contagiou o São Paulo. Embora presente no setor ofensivo, o time dirigido por Edgardo Bauza não possuía criatividade nem ímpeto para se aproximar do gol do desempate. O Botafogo-SP, então, tirou proveito para avançar. Aos 34 minutos, a equipe visitante avançou rapidamente em contra-ataque, e Serginho buscou o ângulo em finalização de fora da área. Denis espalmou.

Insatisfeito com o desempenho do São Paulo, Bauza resolveu entrar em ação no intervalo. Trocou Carlinhos por Lucas Fernandes e mandou Mateus Caramelo, com quem a torcida já estava irritada, sair da lateral direita e ocupar a esquerda no lugar do improvisado Bruno. Como o São Paulo não mudou muito a partir da substituição, o treinador argentino mexeu de novo na sua formação antes dos dez minutos do segundo tempo. O centroavante Alan Kardec substituiu Daniel.

O time mandante se mostrou mais perigoso, mas não com os seus homens de frente. O zagueiro Maicon assustou Neneca duas vezes – primeiro em uma cobrança de falta e depois ao chutar para o alto uma sobra de bola em cobrança de escanteio. Ainda assim, o São Paulo não era envolvente o bastante para chegar ao gol e acalmar a sua torcida. Vez ou outra, ainda sofria com uma investida do Botafogo-SP, que já aparentava ansiedade para a confirmação do empate.


Bauza apostou a sua última ficha em Kelvin na vaga de Caramelo. Dessa forma, o São Paulo passou os últimos minutos abafando o Botafogo-SP, já sem muita organização tática ou paciência. Mas quem quase anotou o único gol do jogo foi Samuel Santos, que recebeu com liberdade na marca do pênalti e inacreditavelmente desperdiçou. Para a sorte do São Paulo.

Como quem não faz, toma, a equipe de Ribeirão Preto acabou castigada. Aos 44 minutos, Calleri girou dentro da área para encobrir Neneca em um lançamento de Ganso e assegurar a suada vitória são-paulina no Pacaembu.

FICHA TÉCNICA SÃO PAULO 1 X 0 BOTAFOGO-SP

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 23 de março de 2016, quarta-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva (SP)

Auxiliares: Alex Alexandrino e Patrick André Bardauil (ambos de SP)

Cartões amarelos: Bruno, Alan Kardec, Ganso e Maicon (São Paulo); Samuel Santos, Carlos Alberto, Serginho e Mirita (Botafogo-SP)

Gol: Calleri, aos 44 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Denis; Mateus Caramelo (Kelvin), Lugano, Maicon e Bruno; Hudson, João Schmidt, Carlinhos (Lucas Fernandes), Ganso e Daniel (Alan Kardec); Calleri

Técnico: Edgardo Bauza

BOTAFOGO-SP: Neneca; Daniel Borges, Caio Ruan, Mirita e Diego Pituca; Rodrigo Thiesen, Allan Dias, Carlos Alberto (Mancini) e Samuel Santos; Serginho (Diogo Campos) e Alemão (Léo Coca)

Técnico: Márcio Fernandes

Bahia vence o Santa Cruz e mantém o 100% na Copa do Nordeste

Se na tabela o Bahia já estava classificado e com a primeira colocação do grupo C da Copa do Nordeste assegurada, dentro de campo a partida contra o Santa Cruz era chance de fechar a primeira fase com 100% de aproveitamento. Feito conseguido aos 37 minutos do segundo tempo, com o gol de Zé Roberto.   

Chance também para alguns jogadores mostrarem serviço para o técnico Doriva, que mandou a campo um time misto, com muitos atletas das divisões de base,  e promoveu as estreias do lateral João Paulo Gomes e do zagueiro Lucas Fonseca. 
Quando a bola rolou, as duas equipes fizeram um primeiro tempo equilibrado. Precisando de pelo menos um empate para se classificar, o Santa Cruz começou explorando o contra ataque. E poderia ter tirado o zero do placar ainda nos minutos inciais, depois do recuo de bola mal feito de Lucas Fonseca para Jean, que Grafite não aproveitou.  
Equilíbrio e poucas chances de gol deram a tônica da partida na Arena Fonte Nova (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação)
Já o Bahia tentava chegar nos cruzamentos de João Paulo. A primeira chance foi com Geovane Itinga, que chegou atrasado e não conseguiu testar a bola. Aos 39 minutos foi a vez de Zé Roberto receber o passe e tocar fraco, pra fora do gol. 
O segundo tempo começou parecido com o primeiro, e o Santa Cruz voltou a assustar. Keno fez jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Grafite. O veterano mandou de cabeça e a bola triscou a trave de Jean e foi pra fora. A resposta do Bahia só aconteceu aos 26 minutos. O garoto Rodrigo, que entrou na vaga de Lucas Fonseca, aproveitou cruzamento na pequena área e tentou para o gol. Tiago Cardoso fez boa defesa e salvou o time coral. 
Quando tudo se encaminhava para o empate brilhou a estrela tricolor. Moisés fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Zé Roberto. O atacante superou a marcação e testou certinho para o fundo do gol, sem chances para o goleiro Tiago Cardoso. 
O tricolor quase chegou ao segundo depois do erro da defesa do Santa. Tiago Cardoso saiu jogando errado e o garoto Luís Fernando tentou por cobertura, mas mandou pra fora. Com o resultado garantido, restou apenas administrar e aguardar o apito final.  Bahia fechou a primeira fase do Nordestão com 18 pontos, oito  a mais que o Santa Cruz. Apesar da derrota, o time pernambucano garantiu classificação para as quartas de final. 

O adversário do Bahia na fase de mata-mata vai ser conhecido através de sorteio. 

Salgueiro goleia o Imperatriz e vai às quartas do Nordestão

O Salgueiro conseguiu o que parecia impossível: a classificação às quartas de final da Copa do Nordeste. Ontem à noite, o Carcará fez a sua parte, Atropelou o Imperatriz/MA pelo placar de 4x1 - gols de Jefersom Berger, Cássio Ortega, Rodolfo Potiguar e Anderson Lessa; Wegno descontou. No entanto, era preciso torcer por uma série de resultados em outros jogos que lhes fossem favoráveis. Dito e feito. Os adversários da equipe sertaneja na briga por uma vaga nas finais do Nordestão tropeçaram e o cube pernambucano se garantiu na segunda fase.

Ao Salgueiro não restava alternativa a não ser uma vitória e, de preferência, por uma boa margem de gols. Assim, o Carcará partiu com tudo para cima do Imperatriz/MA. E a pressão da equipe sertaneja surtiu efeito rápido. Com apenas um minuto de jogo, Jefersom Berger recebeu de Rodolfo Potiguar e, sem titubear, mandou de perna esquerda, abrindo o placar e colocando os mandantes em vantagem. Não demorou muito para a vantagem ser ampliada. Cássio Ortega recebeu de Jefersom Berger e fez 2x0, com 23 minutos.

No entanto, a equipe maranhense tratou de reagir. Mondragon cometeu pênalti. Na cobrança, Wegno bateu com precisão e diminuiu a diferença no placar, aos 26 minutos. No segundo tempo, o Salgueiro continuou superior. Rodolfo Potiguar chutou forte e quase marcou, conseguindo o escanteio. Na cobrança, a bola sobrou para o próprio Rodolfo Potiguar, que encheu a canhota e fez 3x1, aos 11 minutos. Já no finalzinho da partida, Anderson Lessa recebeu de Marlon e marcou o quarto, aos 42 minutos, selando a classificação salgueirense.

23/03/2016

Orlandinho vence Baughman e avança em future americano

O gaúcho Orlando Luz obteve sua primeira vitória na temporada, em jogo válido pela rodada de estreia do future de US$ 25 mil de Calabasas, no estado americano da Califórnia. Nesta terça-feira, Orlandinho venceu o anfitrião de 19 anos Deiton Baughman por 6/4 e 6/0.

Ex-líder do ranking juvenil e 470º como profissional, o gaúcho de 18 anos enfrenta na próxima rodada o vencedor do jogo entre o cabeça 7 americano Eric Quigley e o francês vindo do qualificatório Joan Soler.

É importante que Orlandinho some pontos nas próximas semanas, já que entre o final de abril e o começo de maio ele terá descontados 44 pontos dos 82 que acumula no ranking, referentes a uma semifinal do challenger de Santos e quartas em São Paulo.

Dois brasileiros furaram quali de três rodadas entre sábado e segunda-feira e retornam à quadra nesta quarta. Marcelo Zormann enfrenta o norte-americano Nicolas Meister, enquanto João Sorgi joga contra o alemão Jan Choinski.

França - Pelo torneio de US$ 10 mil de Villers Les Nancy, os brasileiros tiveram vida curta. O experiente André Miele perdeu por 6/3 e 6/2 do francês Thomas Brechemier, enquanto Alexandre Tsuchiya caiu diante do também anfitrião e cabeça 6 Alexandre Sidorenko por 6/3 e 6/1.

Zampieri bate espanhol e avança em San Luis Potosi

 Embalado por três vitórias no qualificatório, o paulista Caio Zampieri comprovou a boa fase ao surpreender nesta terça-feira o cabeça 4 espanhol Adrian Menendez-Maceiras, 160º do mundo, por 6/1, 1/6 e 7/5, na primeira rodada da chave principal do challenger de US$ 50 mil de San Luis Potosi, no saibro mexicano.

“O jogo foi muito duro, mas mesmo nos momentos complicados, consegui me manter concentrado. Foi uma bela vitória, estou bem feliz e focado para o próximo jogo. Espero continuar jogando bem como venho jogando e conseguir mais uma vitória”, disse Zampieri, que é 356º do mundo aos 29 anos.

O paulista de Mogi Guaçu, atleta do Centro de Formação e Rendimento (CFR), agora enfrenta o tcheco Robin Stanek, 288º, que também veio do qualificatório não antes das 19h (de Brasília) em busca de vaga nas quartas de final.

Outro brasileiro que disputa a segunda rodada no torneio mexicano é o experiente gaúcho André Ghem. Cabeça 3, o jogador de 32 anos e 172º colocado mede forças contra o jovem anfitrião Lucas Gomez, de apenas 20 anos e 512º do mundo. Ghem e Zampieri estão em lados opostos na chave e só podem se enfrentar em eventual final.

Laura derrota Tomosa e avança em Rio Preto

 Terceira cabeça de chave, a paulistana de 21 anos Laura Pigossi não encontrou dificuldades para eliminar a argentina Camila Tomosa por duplo 6/0 na tarde desta terça-feira pelo complemento da primeira rodada da 4ª etapa do Circuito Feminino Future de Tênis, que acontece até domingo (27) nas quadras de saibro do clube de campo do Monte Líbano de São José do Rio Preto.

Nas oitavas de final, Laura Pigossi vai encarar a colombiana Maria Fernanda Herazo Gonzalez nesta quarta-feira (23), às 10 horas. Herazo eliminou a brasileira Rafaela dos Santos por 6/0 e 6/2.

Já a cabeça 7 paulistana Nathaly Kurata passou pela argentina Stephanie Petit com parciais de 5/7, 6/4 e 6/2. Ela agora encara Daniela Farfan, da Argentina, que passou por Erika Pereira, do Brasil, por duplo 6/2. A paulista Nathalia Rossi duela com a paraguaia Camila Campiz na quadra 7.

Ainda pelo complemento da primeira rodada, a russa Anastasia Nefedova bateu a boliviana Hortencia Birnbaumer, por 6/3 e 6/4, e mede forças com a cabeça 8 chilena Andrea Koch-Benvenuto, que venceu a norte-americana Julia Fish por 6/1 e 6/2.

Já a rio-pretense Ana Paula Saviole foi eliminada pela mineira Barbara Oliveira por 6/3 e 6/1, em 1h43min de jogo. Ela agora chilena Barbara Gatica, que passou pela paulista Eduarda Piai, cabeça 6, por 6/1 e 6/2. Já a paulistana Carolina Meligeni Alves foi superada pela argentina Guadalupe Rojas, por 6/3 e 6/0.

22/03/2016

Teliana vence Bia e avança em Miami


2016/teliana/0216_rioopen_olhabola_int.jpg

 Depois de amargar seis eliminações seguidas, caindo em todas as estreias que disputou na temporada, a pernambucana Teliana Pereira enfim conseguiu vencer uma partida de WTA em 2016. Em duelo 100% brasileiro pela primeira rodada do Premier de Miami, ela derrubou a paulista Beatriz Haddad Maia em sets diretos, com parciais de 7/6 (7-2) e 6/1, depois de 1h37 de confronto.

Antes da vitória no duelo brasileiro, Teliana só havia vencido este ano em partidas da Fed Cup, na Bolívia. Agora, ela terá a chance de encarar a sérvia Ana Ivanovic, cabeça de chave número 16, que entra direto na segunda rodada do torneio. Será a sexta vez que a pernambucana irá medir forças com uma top 20, tendo perdido os cinco duelos anteriores, o mais recente deles no ano passado, em Pequim, contra a italiana Flavia Pennetta.

Teliana começou pressionada na partida e logo no primeiro game teve que salvar um break-point, mas na sequência foi a sua vez de ter duas chances de quebra, também impedidas por Bia. A pernambucana quebrou no oitavo e sacou para o set em 5/3, mas perdeu o saque e só foi levar a parcial no tiebreak.

No segundo set, a número 1 do Brasil teve bem mais tranquilidade, conseguiu bater o serviço de Bia em duas oportunidades e abriu confortáveis 4/0. Teliana ainda repetiu mais uma quebra, no sétimo game, e com ela sacramentou seu primeiro triunfo na temporada, garantindo vaga na segunda rodada em Miami.


21/03/2016

Ghem vence Novak na estreia no challenger de San Luís Potosí

Começou bem a campanha do gaúcho André Ghem no challenger de San Luís Potosí, disputado no saibro e com premiação de US$ 50 mil. Cabeça de chave número 3, o experiente tenista estrenou nesta segunda-feira com vitória em sets diretos, com parciais de 7/5 e 7/6 (7-2) para cima do austríaco Dennis Novak, em 1h42 de partida.

Na segunda rodada, o gaúcho de 33 anos terá como adversário quem levar a melhor no duelo envolvendo o convidado da casa Lucas Gomez e o cazaque Dmitry Popko, que se enfrentam ainda neste segunda.

Atual 172 do mundo, Ghem não teve um bom começo de temporada e amargou várias derrotas em estreias, foram sete ao todo, ganhando apenas um jogo até iniciar sua campanha em San Luís Potosí. Para vencer a segunda em 2016, o gaúcho teve que suar a camisa e só fechou cada um dos dois sets no finalzinho.

No primeiro a definição veio antes do tiebreak, mas o segundo não escapou do desempate. Ghem chegou a sacar em 6/5 para fechar o jogo, mas cedeu a quebra e teve que jogar mais alguns pontos até enfim concretizar a vitória sobre o rival austríaco ao marcar 7-2 no tiebreak.

Outro brasileiro a disputar a chave principal do torneio mexicano é o paulista Caio Zampieri, que venceu a última rodada do quali nesta segunda e garantiu seu lugar no evento principal. Ele precisou de três sets para vencer o colombiano Daniel Galan, com placar final de 6/4, 3/6 e 6/4, depois de 1h44 de confronto.


20/03/2016

Bahia vence Bahia de Feira fora de casa e amplia vantagem nas quartas do Baiano

Se a vantagem já era boa, ficou ainda maior neste domingo. O Bahia derrotou o Bahia de Feira por 2 a 0 - com gols de Hayner e Juninho - e fica em situação confortável para garantir a vaga na semifinal do Campeonato Baiano. Com o resultado no estádio Pedro Amorim, em Senhor do Bonfim, o Tricolor pode até perder por dois gols de diferença que, ainda assim, garante a classificação para a próxima fase.
Depois de dois jogos sem vencer e sem balançar as redes, o time de Doriva reencontrou o caminho da vitória. O resultado ainda serve para o Esquadrão aumentar a vantagem em relação às outras equipes. Isso porque as vantagens na semifinal e final serão definidas conforme a pontuação em toda as do Campeonato Baiano.
O jogo de volta acontece no domingo que vem, às 16h, na Arena Fonte Nova. Este é o próximo compromisso do Bahia de Feira. Já o time de Doriva volta a campo na quarta-feira, também na Fonte Nova, para a última rodada da primeira fase da Copa do Nordeste. A partida contra o Santa Cruz será às 21h45 (de Brasília).
Bahia; Bahia de Feira (Foto: Divulgação/E.C. Bahia)Tricolor derrota o Bahia de Feira em jogo pelas quartas de final do Campeonato Baiano (Foto: Divulgação/E.C. Bahia)

Acerta o pé
Bahia de Feira e Bahia fizeram um primeiro tempo de muitas oportunidades perdidas. Os 45 minutos iniciais não foram emocionantes, mas as duas equipes tiveram possibilidade de abrir o placar. Não fosse a pontaria - ou falta dela - de seus atacantes. Pelo lado do time do interior, Lourival acertou a trave. No tricolor da capital, Edigar Junio parou em Waldson ou mandou para fora.
Desencantou
O descanso do intervalo fez bem para os jogadores do Bahia. Na volta para o segundo tempo, o time de Doriva se portou melhor em campo e conseguiu acertar o pé. Primeiro Hayner contou com uma ajuda de Waldson. O lateral bateu cruzado e o goleiro do Bahia de Feira espalmou para dentro do gol. Minutos depois, Juninho ganhou uma dividida e acertou um belo chute de fora da área para garantir o triunfo tricolor. 

Cruzeiro vira sobre o Villa Nova e mantém liderança

Cruzeiro e Villa Nova-MG fizeram um jogo digno da tradição dos dois clubes, no Mineirão, na tarde deste domingo. O Cruzeiro venceu por 3 a 2, de virada, com um gol de Bruno Rodrigo, aos 44 minutos do segundo tempo. O lance capital do jogo foi inusitado: depois de marcar o segundo gol do Villa, Mancini comemorou imitando um galo, dando esporadas no ar. A provocação mexeu com os brios dos cruzeirenses, que partiram para uma virada empolgante. Os outros gols azuis foram feitos por Manoel e Rafael Silva. Fábio Júnior deixou sua marca para o Leão do Bonfim.
O resultado manteve a liderança do Cruzeiro, agora com 20 pontos, e garante o time na semifinal do Campeonato Mineiro. O Villa Nova permanece em terceiro lugar, com 13 pontos.
Na próxima rodada, a nona, o Cruzeiro tem o clássico contra o rival Atlético-MG, no Independência. A partida será às 11h (de Brasília) de domingo. O Villa Nova joga no sábado, às 19h, em Três Corações, quando enfrenta o Tricordiano.

Sem gols
O primeiro tempo foi muito movimentado. Os dois times entraram dispostos a buscar o ataque. Com essa postura, o Villa Nova-MG fugiu do lugar comum de só se defender, o que fez o jogo ser interessante. O Cruzeiro teve mais posse de bola e presença ofensiva, mas o Leão do Bonfim também incomodava vez ou outra. Um fato interessante foi o grande número de chutes de média e longa distância que a Raposa tentou. Em alguns deles assustou o goleiro Thiago Leal.
Depois da metade do primeiro tempo, o Villa resolveu se expor menos, o que aumentou a dificuldade do Cruzeiro. Com o espaço para atacar reduzido, o time da capital começou a tentar lançamentos longos e cruzamentos na área. A qualidade da partida caiu um pouco e o Villa conseguiu levar o 0 a 0 para o intervalo.
Cinco gols
A etapa final começou do jeitinho que o Villa queria. Logo no primeiro minuto, o time de Nova Lima abriu o placar. Mancini cruzou da esquerda, e Fábio Júnior cabeceou para vencer Fábio e fazer 1 a 0. Atrás no placar, Deivid mexeu no time. Tirou um volante para colocar o meia Élber. O escolhido para sair foi Romero, que estava pendurado com dois cartões amarelos. O Cruzeiro melhorou no ataque e passou a levar mais perigo ao Villa. O problema para o time de Deivid foi a grande quantidade de contra-ataques que o adversário passou a ter.
Bruno Rodrigo; Cruzeiro (Foto: Juliana Flister/Light Press)Gol de Bruno Rodrigo garantiu a vitória do Cruzeiro (Foto: Juliana Flister/Light Press)
A pressão cruzeirense foi muita, e o Leão não conseguiu resistir. O empate azul chegou aos 23 minutos, com Manoel. O zagueiro tentou de cabeça, e a bola bateu na trave. No rebote, ele bateu sem ângulo. O Villa, no entanto, não estava morto, e passou à frente novamente, aos 28 minutos. Mancini tabelou com Fábio Júnior e bateu de fora da área. Fábio se esticou todo, mas não conseguiu fazer a defesa. Na comemoração, o veterano meia imitou um galo, mascote do Atlético-MG, grande rival do Cruzeiro e clube pelo qual foi revelado.
A provocação de Mancini inflamou a torcida e o time do Cruzeiro. O Mineirão virou um caldeirão, e a Raposa empatou o jogo de novo, apenas dois minutos depois de ter tomado o gol. Fabiano cruzou na cabeça de Rafael Silva, que testou firme, sem chances para Thiago Leal. A virada veio aos 44 minutos. Alisson cruzou na área, Henrique escorou para o meio e Bruno Rodrigo apareceu para empurrar a bola para o gol. Virada heroica do Cruzeiro, na base do coração e da provocação feita por um rival. Depois do terceiro gol, o preparador de goleiros do Cruzeiro Robertinho e Mancini discutiram. Os dois foram expulsos. Melhor para a Raposa, que riu por último. 

Juventus perde para a Sampdoria e vê Nápoli consolidar liderança do Italiano

A Juventus, hexampeã italiana de futebol, foi hoje derrotada por 3-2 na visita à Sampdoria, em jogo da 13.ª jornada da liga italiana, re...