09/12/2017

PSG vence Lille e mantém folga na liderança da Ligue 1



O Paris Saint-Germain venceu hoje por 3-1 o Lille, do central português Edgar Ié, em jogo da 17.ª jornada da liga francesa de futebol, e aumentou para 12 pontos, provisoriamente, a vantagem que detém na liderança.

O PSG chegou à vantagem pelo argentino Ángel Di Maria (1-0), aos 28 minutos, secundado pelo compatriota Javier Pastore (2-0), aos 49, e já depois do holandês Anwar El Ghazi ter reduzido para 2-1, aos 86, fechou por Kylian Mbappé (3-1), aos 90+3.

A formação parisiense soma agora 42 pontos na liderança da liga gaulesa, embora com mais um jogo do que o trio constituído por Lyon (2.º), Mónaco (3.º) e Marselha (4.º), todos com 32 pontos.

O Lille permanece no 17.º lugar, com os mesmos 18 pontos, sendo o primeiro clube acima da linha de despromoção, mas apenas com mais dois pontos do que o Toulouse (18.º), que recebe ainda hoje o Caen.

Al Jazira vence mais uma e avança à semifinal do Mundial interclubes

Jogadores do Al-Jazira comemoram após abrirem o placar contra o Urawa Reds, em partida válida pelas quartas-de-final do Mundial de Clubes da FIFA - 09/12/2017

O anfitrião Al Jazira venceu hoje por 1-0 a equipe japonesa do Urawa Red Diamonds e vai disputar com os espanhóis do Real Madrid o acesso à final da Mundial de clubes, que decorre nos Emirados Árabes Unidos.

O único gol do encontro, disputado no Sheikh Zayed Sports City, perante 15.593 espectadores, foi marcado por Ali Ahmed Mabkhout (1-0), aos 52 minutos, a passe do brasileiro Romarinho.

O Real Madrid, clube campeão europeu e mundial em título, em que alinha o português Cristiano Ronaldo, apenas entra em ação na prova nas meias-finais, precisamente na quarta-feira frente ao Al Jazira.

Sporting vence Boavista e assume a liderança do Português


Sporting vence Boavista e sobe à liderança da I Liga

O Sporting isolou-se hoje na liderança da I Liga portuguesa de futebol, com mais um encontro disputado do que o FC Porto, ao vencer fora o Boavista, por 3-1, em jogo da 14.ª jornada.

O português Fábio Coentrão (45+3 minutos), que não marcava há quase dois anos, e o holandês Bas Dost (63 e 67) fizeram os golos dos ‘leões’, com o angolano Mateus a reduzir aos 65.

Ainda sem derrotas no campeonato, o Sporting, que somou o terceiro triunfo consecutivo, passou a somar 36 pontos, mais três do que o FC Porto, que joga no domingo em casa do Vitória de Setúbal, e do que o Benfica, enquanto o Boavista é oitavo, com 17.

Toronto vence Seattle Sounders e conquista título inédito da MLS


Toronto FC conquista pela primeira vez título norte-americano de futebol

O Toronto FC conquistou hoje pela primeira vez o título de campeão da liga norte-americana de futebol (MLS), ao derrotar os Seattle Sounders, por 2-0, na final.

A jogar em casa, perante os campeões de 2016, o conjunto canadiano chegou ao primeiro gol aos 67 minutos, pelo internacional norte-americano Jozy Altidore, num lance de contra-ataque.

Já nos descontos e com o conjunto de Seattle balanceado para o ataque, o espanhol Victor Vazquez confirmou o triunfo, aos 90+4, num ressalto.

O Toronto FC, que tem no italiano Sebastian Giovinco a sua grande estrela, é a primeira equipa canadiana a vencer o título da MLS, sucedendo aos Seattle Sounders, que procuravam o seu segundo cetro.

Este encontro foi uma reedição da final de 2016, na qual os Sounders se impuseram nas grandes penalidades, por 5-4.

06/12/2017

Joinville derrota Liga Sorocabana e ultrapassa rival na classificação do NBB 10

O Joinville conquistou na noite desta quarta-feira a sua segunda vitória desde que retornou ao Novo Basquete Brasil (NBB). O time catarinense bateu a Liga Sorocabana de virada, após ir ao intervalo perdendo, por 77 a 75, em duelo disputado no Centreventos Cau Hansen, em Joinville. Rafael Mineiro e Stocks, de paulistas e catarinenses, respectivamente, terminaram a partida com 16 pontos cada e foram os cestinhas.

Liga dos Campeões: Liverpool, Basel, Sevilla, Shakhtar e Porto se juntam aos classificados;



Chegou ao fim a fase de grupos da Liga dos Campeões. A última rodada dos grupos E, F, G e H realizada nesta quarta-feira serviu para que Liverpool, Basel, Sevilla, Shakhtar Donetsk e Porto assegurassem suas vagas nas oitavas de final.

O sorteio dos confrontos da próxima fase acontece na segunda-feira, na sede da Uefa na cidade de Nyon, na Suíça. A cerimônia começa às 9h (de Brasília), com transmissão ao vivo do GloboEsporte.com.

Eis os 16 clubes classificados:

Pote 1 (primeiros colocados): Manchester United, Paris Saint-Germain, Roma, Barcelona, Liverpool, Manchester City, Besiktas e Tottenham
Pote 2 (segundos colocados): Basel, Bayern de Munique, Chelsea, Juventus, Sevilla, Shakhtar Donetsk, Porto e Real Madrid


Liverpool de Philippe Coutinho foi um dos cinco ingleses classificados para as oitavas (Foto: Reuters)

O regulamento do sorteio é bem simples. Nas oitavas, não poderá haver confronto de clubes do mesmo país e nem do mesmo grupo, o que limita um bocado as possibilidades. O Chelsea, que ficou em segundo no Grupo C, por exemplo, vai enfrentar nas oitavas de final necessariamente Barcelona, Paris Saint-Germain ou Besiktas.

Todos os terceiros colocados dos grupos vão disputar a Liga Europa. São eles CSKA Moscou, Celtic, Atlético de Madrid, Sporting, Spartak Moscou, Napoli, RB Leipzig e Borussia Dortmund.

05/12/2017

São Paulo entra na disputa com Corinthians e Cruzeiro por Gustavo Scarpa

O futuro de Gustavo Scarpa parece mesmo ser longe do Fluminense. Especulado no Corinthians e no Cruzeiro, o jogador também entrou na mira do São Paulo nesta terça-feira. Por enquanto as negociações estão em fase de sondagem, mas o a força do meia nas Laranjeiras parece ter caído nas últimas semanas. Mesmo sendo um dos destaques do tricolor carioca no Campeonato Brasileiro, o jogador foi duramente criticado pela torcida durante a temporada.
Com 12 assistências no campeonato, Scarpa foi o único jogador de linha que atuou todas as 38 rodadas do nacional. Em um ano de muitos altos e baixos do time, que conviveu com um intensa crise financeira nos bastidores, o Fluminense terminou o ano na 14ª posição, com 47 pontos, ameaçado na reta final pela zona de rebaixamento. O vice presidente de futebol Fernando Veiga chegou a ser afastado da diretoria pelas criticas aos cofres do clube.
São Paulo entra na disputa com Corinthians e Cruzeiro por Gustavo Scarpa
São Paulo entra na disputa com Corinthians e Cruzeiro por Gustavo Scarpa
A possível saída de Abel Braga é outro fator que pesa na vontade de Gustavo Scarpa de deixar a Laranjeiras. No São Paulo, o técnico Dorival Júnior já pediu para o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, para contratar mais um meia de velocidade, para fazer sombra com Cueva ou até mesmo revezar na posição, nos momentos em que o peruano foi convocado para a seleção. Com 23 anos, o nome de Scarpa agrada o clube do Morumbi.
No Corinthians a contratação de Scarpa seria por meio do pré-candidato a presidente Andrés Sanchez, que tem contato próximo com os empresários que gerenciam a carreira do jogador. Já o Cruzeiro espera atrair o meia pelo projeto da próxima temporada, que disputa a Libertadores, a Copa do Brasil e o Brasileiro. No caso dos mineiros, o salário pode ser um diferencial.

Barcelona e Juventus vencem e avançam na Champions; PSG perde mais garante liderança


Foi na última rodada, mas a Juventus confirmou a presença nas oitavas de final da Liga dos Campeões. A Velha Senhora venceu o Olympiacos, por 2 a 0, e nem precisou contar com a vitória do Barcelona sobre o Sporting, também por 2 a 0.
O Barça já tinha a liderança garantida e terminou a fase de grupos com 14 pontos. O time italiano somou 11 nos seis jogos e deixou para trás o Sporting, com sete. O Olympiacos somou apenas um ponto.

Juventus sem sustos

A Juventus dependia apenas do seu resultado para garantir a vaga nas oitavas e não demorou para agir. Com 15 minutos, Matuidi encontrou Alex Sandro livre na esquerda e o brasileiro cruzou rasteiro para Cuadrado, na pequena área, só ter o trabalho de empurrar para dentro.
Nos instantes finais, Bernardeschi selou a vitória com belo gol. O jogador recebeu na direita, na quina da área, cortou para o centro e bateu para o 2 a 0.

Mathieu ajuda o Barça

No Camp Nou, com um time repleto de reservas, o Barcelona teve muita dificuldade para criar jogadas e foi ao intervalo com o placar em 0 a 0.
Com sua equipe sem brilho, Ernesto Valverde tratou de chamar Messi para entrar em campo no início do segundo tempo, mas nem deu tempo do craque entrar. Com 13 minutos, Pablo Alcácer desviou de cabeça após cobrança de escanteio para abrir o placar.
Aos 45 minutos, em cruzamento de Denis Suárez, Mathieu tentou cortar e acabou por marcar contra, ajudando seu ex-clube a conquistar a vitória.

PSG perde, mas garante liderança do Grupo B

A vitória não mudou a classificação, mas teve um sabor especial para o Bayern de Munique. Atropelado pelo Paris Saint-Germain em Paris, o time bávaro deu o troco na Allianz Arena, com vitória por 3 a 1.

O Bayern precisaria de mais dois gols para ultrapassar o PSG no confronto direto no grupo B da Liga dos Campeões. Não foi possível. As duas equipes passam para as oitavas com 15 pontos, com o time parisiense em primeiro.

No outro jogo do grupo, o Anderlecht venceu o Celtic por 1 a 0 e terminou a fase de grupos com três pontos, os mesmos do rival, mas ainda assim na lanterna e sem a vaga na Liga Europa.

Bayern em busca da vingança

A pesada derrota no primeiro turno, por 3 a 0, fez o Bayern entrar em campo com motivação diferente para a partida. Mais do que a liderança do grupo B, o time alemão pareceu jogar para resgatar a própria honra, assim como a confiança do torcedor.
A disposição fez o Bayern minimizar as suas falhas, ainda evidentes. Principalmente na marcação de Mbappé, com muito espaço pela direita, embora Neymar tenha sido acompanhado de forma implacável do outro lado.
O primeiro gol de Bayern saiu aos sete minutos. James Rodríguez recebeu na esquerda e cruzou para Coman, que venceu pelo alto. A bola ficou com Lewandowski, livre na pequena área e em posição legal graças a erro de Dani Alves. O atacante só precisou empurrar para a rede.
Neymar teve duas boas chances para empatar ainda na primeira etapa e parou em defesas de Ulreich. Com 36 minutos, o Bayern novamente chegou pela esquerda, com James cruzando para Tolisso vencer Kurzawa com facilidade e cabecear para o 2 a 0.

Tentativa de reação esbarra em atuações ruins do PSG

O PSG voltou diferente do intervalo, mas atento e agressivo, tanto na marcação quanto no ataque. O resultado foi um segundo tempo mais animado e equilibrado, embora ainda mais interessante para o Bayern, e principalmente por conta da má atuação individual de alguns jogadores, como Kurzawa, Neymar e, principalmente, Dani Alves.
Mbappé e Cavani até se esforçaram para minimizar o dia abaixo de seu companheiro de ataque. Com quatro minutos, o uruguaio deu belo passe para o jovem atacante diminuir a diferença. 
Mbappé seguiu dando muito trabalho para a defesa alemão, mas não adiantou. Em um contra-ataque rápido, Coman deixou Dani Alves para trás com extrema facilidade na esquerda. O francês deixou Tolisso livre para fazer o terceiro e último do Bayern.

Manchester United vence CSKA Moscou e garante liderança do grupo A



O Manchester United, mesmo poupando alguns jogadores, confirmou a vaga nas oitavas da Liga dos Campeões com vitória sobre o CSKA, no Old Trafford, de virada, por 2 a 1. 
O resultado acabou por eliminar os russos. Quem ficou com a segunda vaga da chave foi o Basel, que venceu o lanterna Benfica, na Luz, por 2 a 0. 

United sofre um pouco, mas vence 

Para não deixar nenhuma dúvida quanto a classificação, o Manchester United começou o jogo pressionando. Logo aos três minutos, Rashford recebeu de Lukaku e tentou arremate, acertando a trave. 

A pressão seguiu. Shaw e Blind tiveram chutes bloqueados, enquanto Rashford voltou a acertar o gol, dessa vez parando em boa defesa de Akinfeev. Aos 20, Shaw também viu o goleiro russo fazer grande defesa. O CSKA se segurava. 

Depois de 20, 30 minutos de pressão inglesa, o time de José Mourinho diminuiu um pouco o ritmo. Os russos aproveitaram para sair e conseguiram, já perto do intervalo, abrir o placar. Dzagoev acabou desviando com as coisas chute de Vitinho e a bola acabou entrando.

Os Red Devils, então, aumentaram a pressão no segundo tempo. Só que Rashford seguia parando em Akinfeev, e Smalling desperdiçou boa chance de cabeça. 

Até que chegou uma hora que o United cansou de perder gols. Lukaku aproveitou passe de Paul Pogba para empatar. Logo em seguida, Rashford se recuperou das chances perdidas e virou. 

Romero ainda fez grande defesa em tentativa de Dzagoev, mas os russos acabaram se confirmando com a derrota e a vaga na Liga Europa. 

Basel confirma vaga com vitória 

No Estádio da Luz, o Benfica terminou sua pior campanha na história da Liga dos Campeões com a sexta derrota. O Basel venceu um rival abatido, por 2 a 0, para avançar em segundo no grupo. 

No primeiro tempo, o time suíço mostrou efetividade para marcar na primeira grande chance que teve: Elyounoussi abriu o placar. Na segunda etapa, para confirmar de vez a vaga, Oberlin fez o segundo. 

03/12/2017

Brasil sofre, mas vence a Tunísia e se recupera no Mundial de handebol

Seleção Brasileira encara a Rússia nesta terça-feira (Foto: CARMEN JASPERSEN / AFP)

No sufoco, a Seleção Brasileira feminina de handebol conquistou a sua primeira vitória no Mundial da Alemanha. Na manhã deste domingo, o time sofreu, mas bateu a Tunísia por 23 a 22. Com a vitória, o Brasil chega a quatro pontos somados no Grupo , encaminhando sua classificação. O time campeão mundial em 2013 volta a quadra nesta terça-feira, às 14h45 (horário de Brasília) contra a Rússia.Assim como no jogo de estreia, o primeiro tempo brasileiro foi fraco. Com falhas na defesa, a Tunísia não teve grandes dificuldades para sair na frente no marcador. A Seleção ainda tentava tirar a vantagem, mas pecava nas finalizações, além de uma boa atuação da goleira tunisiana.

Mais uma vez, o Brasil voltou melhor para o segundo tempo. Mais agressivo, além de uma boa atuação da goleira Babi (que entrou ainda no primeiro tempo), a Seleção conseguiu ser mais agressiva e tirar a vantagem da Tunísia. O empate veio a quatro minutos do fim e, nos segundo finais, a goleira brasileira segurou o ataque adversário e assegurou a vitória verde e amarela.

- Eu acredito que a gente está demorando muito para entrar no jogo. Estávamos um pouco desatentas. Mas acho que isso tudo é pelas novidades da nossa equipe. A gente tem um sistema novo, um treinador novo... Está faltando um pouquinho de concentração. O importante é que, quando a gente precisa lutar, a gente consegue lutar. Conseguimos dois pontos suados que vão ser muito importantes para o nosso futuro na competição. Não foi um jogo bom, não foi um jogo bonito, mas com espírito de equipe a gente conseguiu o que precisava para ganhar - analisou Babi.

Chapecoense vence, rebaixa o Coritiba e se classifica para a Libertadores

No final, a Chapecoense venceu o Coritiba por 2 a 1 neste domingo, na Arena Condá, pela última rodada da Série A. A Chape, em uma linda história de reconstrução, volta a disputar a Taça Libertadores, enquanto o Coxa acabou rebaixado para a Série B - a última vez que o clube paranaense disputou a Segundona foi em 2010, quando conquistou o bicampeonato. Sport e Vitória escaparam.

Precisando do triunfo, o Verdão curitibano iniciou o duelo tentando marcar o adversário em seu campo de defesa, diminuindo espaço e com a intenção de surpreender. A primeira oportunidade, entretanto, veio da equipe da casa. Com 5, Reinaldo bateu falta da direita e Wilson espalmou para fora.

A estratégia da equipe paranaense, por outro lado, deu certo aos 13. Léo roubou a bola em saída errada da Chape, Tiago Real rolou e Kleber, de esquerda e de fora da área, chutou com categoria no ângulo de Jandrei. Golaço. 0x1.

A Chapecoense, também necessitando do placar, partiu para cima. Arthur Caike, com 23, mandou uma bomba em cobrança de falta e Wilson conseguiu tirar com as pontas dos dedos. Reinaldo, pouco depois, arriscou da entrada da área e chutou por cima do travessão. Mas, aos 37, a igualdade saiu. Elicarlos foi cruzar e a bola acabou indo direto pro gol, encobrindo o goleiro. 1x1.

Na volta do intervalo, o Coritiba manteve a postura de marcação alta e na busca de um gol salvador, ainda mais que os resultados paralelos não ajudavam. Com 4, Léo e Tiago tabelaram pela direita e o meia cruzou para Kleber na área, que driblou um marcador e chutou em cima da zaga. E foi só.

A Chape, então, passou a dominar o confronto e pressionar o time paranaense. Em três cobranças de escanteio, Wilson por duas vezes e Kleber evitaram a virada em cima da linha. Apodi, no fim, ainda mandou no travessão. Mas, aos 49, Apodi recebeu dentro da área, tocou para o lado e Túlio de Melo, de cabeça, fez o gol redentor. O gol foi ainda mais cruel para o Verdão do Alto da Glória que, no mesmo momento, via o Vitória levar a virada do Flamengo. Ou seja, a igualdade era suficiente para se livrar.

Com a vitória, a Chapecoense terminou na oitava colocação, com 54 pontos, no ano que marcou a reconstrução do clube após a tragédia que vitimou 71 pessoas no acidente de avião de 28 de novembro de 2016. A coroação veio com vaga na Libertadores. Já o Coritiba, com 43, fechou o Brasileiro na décima sétima colocação e, depois de livrar da queda por seis anos consecutivos, não conseguiu repetir o feito.

FICHA TÉCNICA CHAPECOENSE 2X1 CORITIBA 

Local : Arena Condá, em Chapecó 
Data-Hora : 03/12/2017 - 17h 
Árbitro : Luis Flávio de Oliveira (SP) 
Auxiliares : Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP) 
Público/renda : 12.913 pagantes/R$ 346.920,00 
Cartões amarelos : João Pedro, Fabrício Bruno (CHA); Carleto (COR) 
Gols : Kleber, 13'1ºT (0-1); Elicarlos, 37'1ºT (1-1); Túlio de Melo, 49'2ºT (2-1)

CHAPECOENSE : Jandrei; Apodi, Douglas, Fabrício Bruno e Reinaldo; Elicarlos (Rodrigo Pelezinho, 30'2ºT), Moisés Ribeiro, João Pedro (Nadson, 13'2ºT) e Canteros; Arthur Caike e Wellington Paulista (Túlio de Melo, 32'2ºT). Técnico: Gilson Kleina.

CORITIBA : Wilson; Léo, Thalisson Kelven, Cleber Reais e Carleto; Jonas, Vitor Carvalho (Anderson, 17'2ºT), Tiago Real e Daniel (Iago Dias, intervalo); Rildo (Keirrison, 27'2ºT) e Kleber. Técnico: Marcelo Oliveira.

LANCE!

Vasco derrota Ponte Preta em casa e garante vaga na Libertadores

Depois de seis anos, o Vasco vai voltar a disputar uma Copa Libertadores da América. Diante de 22 mil torcedores em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), o Vasco fez o suficiente para carimbar sua vaga: bateu a rebaixada Ponte Preta, por 2 a 1, na tarde deste domingo (03), pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Os garotos da bases Mateus Vital e Paulinho anotaram os gols vascaínos, enquanto atacante Lucca descontou.
A festa só não foi maior porque o Vasco viu a vaga à fase de grupos escapar minutos depois do fim de seu jogo. O Flamengo virou sobre o Vitória, por 2 a 1, nos acréscimos, em Salvador, e avançou direto à fase de grupos da Libertadores. O time de São Januário chegou aos 56 pontos, na sétima posição, enquanto o clube da Gávea ficou em sexto, também com 56 pontos, mas saldo melhor (11 a -7). O time de São Januário ainda pode carimbar vaga na fase de grupos, caso o rival seja campeão da Sul-Americana.
A Ponte, por sua vez, despede-se de forma melancólica da elite nacional. O time de Campinas acabou na penúltima colocação, com 39 pontos, à frente apenas do lanterna Atlético-GO. De quebra, terminou com a pior campanha como visitante, com apenas uma vitória em 19 jogos. Foram nove pontos em 57 disputados.
DEMOROU, MAS...
Apesar de apenas cumprir tabela, a Ponte Preta iniciou o jogo de forma surpreendente. Encarando o Vasco de igual para igual, o time poderia ter marcado aos nove minutos. O meia Léo Arthur aproveitou sobra na entrada da área, mas pegou muito mal na bola e mandou por cima do gol.
Mesmo chegando a mais de 60% de posse de bola, os vascaínos ficaram presos à boa marcação pontepretana por muito tempo. A primeira chegada do clube mandante aconteceu somente aos 22 minutos. O meia Nenê recebeu na entrada da área, mas finalizou para fora.
O lance parece ter animado o Gigante da Colina, que cresceu nos minutos seguintes. Aos 25, o gol quase saiu nos pés do atacante Paulinho. Após cruzamento da direita, Nenê ajeitou para o garoto chutar em cima do goleiro Aranha.
Se na primeira tentativa falhou, na segunda Paulinho não perdoou aos 27 minutos. Após passe de Nenê pela direita, o ala Yago Pikachu alçou a bola na área. Paulinho levou a melhor sobre o lateral Nino Paraíba e cabeceou no canto direito de Aranha.
O placar ainda poderia ser mais elástico. Aos 33 minutos, Nenê chutou na trave um pênalti do lateral Jeferson sobre o lateral Madson. Já aos 36, Yago Pikachu mandou para as redes, após cruzamento de Paulinho. O atacante, porém, recebeu passe em impedimento e o tento foi anulado.
COZINHANDO A MACACA!
Na segunda etapa, o Vasco claramente optou por um jogo mais cauteloso. A Ponte até chegou a assustar em alguns lances, mas sem sucesso. Os cariocas foram mais eficientes e conseguiram ampliar aos 28 minutos com outro garoto da base. Aranha espalmou finalização do volante Evander, e o meia Mateus Vital só completou para o gol vazio.
Sem poder de reação, a Macaca só conseguiu diminuir o marcador em uma cobrança de pênalti. Aos 42 minutos, o atacante Saraiva invadiu a área e foi derrubado pelo volante Jean. Na cobrança, aos 43, Lucca bateu forte, sem chances para o goleiro Martín Silva.

Copa do Mundo de 2018 pode ter seis jogadores brasileiros em outras seleções

Copa do Mundo de 2018 pode ter seis jogadores brasileiros em outras seleções, entre eles, Diego Costa na Espanha

 A Copa do Mundo do próximo ano pode ter até seis jogadores nascidos no Brasil em campo por outras seleções. Todos saíram logo cedo do País e acabaram por optar por defender os países onde construíram uma carreira profissional mais duradoura. A tendência é o País ter representantes que foram exportados para as seleções da Rússia, Polônia, Espanha e Portugal.

Entre os candidatos a jogar a Copa do Mundo por seleções que adotaram, o zagueiro Thiago Cionek, de 31 anos, está bem cotado. Curitibano de nascimento, o defensor é bisneto de imigrantes poloneses e está presente nas convocações da equipe desde 2014. "Joguei quatro anos no futebol da Polônia e quis me naturalizar mais pela questão cultural e familiar. Sempre vivi cercado pela cultura polonesa", afirmou ao jornal O Estado de S.Paulo.

O jogador, que agora está no Palermo, da Itália, defendeu a Polônia na última Eurocopa e em seis partidas das Eliminatórias Europeias. "A torcida do time onde eu jogava (Jagiellonia Bialystok) até fez abaixo assinado para agilizar e me apoiar no processo de documentação. Mas confesso que não esperava ter espaço na seleção", disse Thiago Cionek.

O zagueiro Pepe deve defender Portugal pela terceira vez em uma Copa do Mundo. O veterano de 34 anos é presença praticamente certa na lista.

O país-sede pode ter dois brasileiros no elenco. Há 10 anos na Rússia, o goleiro Guilherme Marinato tem defendido a seleção desde 2015 e é reserva na posição. Quem começou a ter espaço neste ano e já foi titular é o lateral-direito Mário Fernandes, do CSKA Moscou. Em 2014 ele jogou pelo Brasil em um amistoso contra o Japão.

A Espanha pode ter mais dois jogadores nascidos no Brasil. Os atacantes Rodrigo Moreno, do Valencia, e Diego Costa, do Atlético de Madrid, atuaram pela equipe nos últimos anos.

A possível lista de jogadores na Copa do Mundo tem ainda dois nomes com cidadania brasileira. Filho do tetracampeão Mazinho, o meia Thiago Alcântara nasceu na Itália e joga pela Espanha. O zagueiro suíço Léo Lacroix tem mãe brasileira e deve ser adversário da seleção na estreia do Mundial.

Confira a relação de brasileiros que jogaram em Copas do Mundo por outras seleções:

Guarisi - 1934 (Itália)

Mazzola - 1962 (Itália)

Sormani - 1962 (Itália)

Alexandre Guimarães - 1990 (Costa Rica)

Wagner Lopes - 1998 (Japão)

Oliveira - 1998 (Bélgica)

Clayton - 1998 e 2002 (Tunísia)

Alex - 2002 e 2006 (Japão)

Sinha - 2006 (México)

Marcos Senna - 2006 (Espanha)

Francileudo Santos - 2006 (Tunísia)

Deco - 2006 e 2010 (Portugal)

Cacau - 2010 (Alemanha)

Túlio Tanaka - 2010 (Japão)

Benny Feilhaber - 2010 (Estados Unidos)

Liedson - 2010 (Portugal)

Pepe - 2010 e 2014 (Portugal)

Thiago Motta - 2014 (Itália)

Sammir - 2014 (Croácia)

Eduardo da Silva - 2014 (Croácia)

Diego Costa - 2014 (Espanha)

Milan leva gol de goleiro e dá o primeiro ponto no italiano ao Benevento


Itália: Gattuso com má estreia no Milan, dá primeiro ponto ao Benevento

O Benevento, a equipe com pior estreia nos principais Ligas Europeias, conseguiu hoje o primeiro ponto na Série A Italiana de futebol, ao empatar em casa com o AC Milan (2-2).

A equipe, que somava 14 derrotas consecutivas no campeonato, arrancou um empate já nos descontos, com um gol de Brignoli, aos 90+5, e quando o AC Milan já estava reduzido a dez jogadores, por duplo amarelo de Romagnoli, aos 75.

Com André Silva sem sair do banco, o AC Milan chegou à vantagem aos 38 minutos, com um gol de Bonaventura, antes de Puscas empatar aos 50. Kalinic ainda deu nova vantagem à equipa de Gennaro Gattuso, mas o impensável aconteceu.

Poucos dias depois de o ex-internacional italiano substituir Vincenzo Montella no comando da equipa, a estreia não podia ser pior, e o AC Milan prossegue a Série A de forma oscilante, no sétimo lugar e com possibilidades de ser ultrapassado.

Irving lidera vitória dos Celtics sobre os Suns na NBA



Kyrie Irving marcou um triplo nos últimos dois minutos, e os Boston Celtics derrotou, neste sábado, por 116-111,  o Phoenix Suns.

Irving totalizou 19 pontos, para encabeçar o balanceado ataque do Boston. Jaylen Brown e Marcus Morris anotaram 17 cada um, Jayson Tatum apontou 15 e Al Horford acrescentou 14 pontos e 11 assistencias.

Devin Booker anotou 38 pontos pelo Phoenix, em sua primeira partida no TD Garden de Boston desde que marcou 70 pontos contra os Celtics no dia 24 de março na temporada passada. T.J. Warren somou 19 pontos, e Tyson Chandler 14 pontos e 18 rebotes pelos Suns.

NBA: Mavericks vencem os Clippers na vitória 700 de Carlisle



O portorriquenho J.J. Barea marcou 21 pontos e 10 assistências na vitoria dos Dallas Mavericks no sábado por 108-82 sobre os LA Clippers que deu ao treinador Rick Carlisle o triunfo 700 de sua carreira.

Dallas acertou 16 de 35 tentativas da linha dos três e cinco de seus jogadores marcaram ao menos 10 pontos cada um. Dirk Nowitzki terminou com 16 pontos, enquanto que o suplente Devin Harris fez 15.

DeAndre Jordan acabou com 14 pontos e 17 rebotes para os Clippers (8-13), que sofreram sua segunda derrota seguida.

Tigres volta a vencer o América e vai à final do Torneio Apertura Mexicano



O Tigres venceu na noite deste sábado o América pelo placar de 3 a 0 e vai à final do Torneio Apertura do Campeonato Mexicano de futebol. O equatoriano Enner Valência dois gols e o francês André Gignac um para dar a vitória ao time treinado pelo brasileiro Ricardo Ferretti. O Tigres conseguiu assim chegar a sua terceira final consecutiva de um torneio nacional, após vencer também a partida de ida por 1 a 0. 

Na final, o Tigres enfrentará o ganhador da série Monterrey-Morelia, cuja partida de ida foi 1 a 0 a favor da primeira equipe. A partida de volta acontece neste domingo, e se o Monterrey confirmar a vantagem será a primeira vez na história que duas equipes de Monterrey, com uma longa rivalidade entre elas, se enfrentem na disputa pelo título. 

Ficha técnica Tigres 3 x 0 América-MEX

Tigres UAN - Nahuel Guzmán, Jorge Torres Nilo (Alberto Acosta, 62), Francisco Meza, Hugo Ayala, Luis Rodríguez, Rafael Carioca, Jesús Dueñas (Ismael Sosa, 68), Javier Aquino, Eduardo Vargas (Jürgen Damm, 46), Enner Valencia e André-Pierre Gignac. DT Ricardo Ferretti (BRA).


América - Agustín Marchesín, Paul Aguilar, Edson Álvarez, Bruno Valdez, Miguel Samudio, Guido Rodríguez, Mateus Uribe (William Da Silva, 67), Alex Mina, Darwin Quintero (Diego Lainez, 73), Silvio Romero (Alejandro Díaz, 55) e Oribe Peralta. DT: Miguel Herrera.

02/12/2017

Brasil estreia no Mundial de Handebol com empate diante do Japão

Com um novo comandante depois da saída de Morten Soubak, a seleção brasileira iniciou neste sábado sua caminhada em busca do bicampeonato mundial de handebol. Mas não foi exatamente da forma como se esperava. O time de Jorge Dueñas, estreante à frente do selecionado nacional em um torneio da Federação Internacional de Handebol (IHF), encarou o Japão na Ewe Arena, na cidade de Oldenburg, na Alemanha, e acabou saindo com um empate em 28 a 28. Teria sido um triunfo por 29 a 28 caso a arbitragem não tivesse anulado um gol de Duda no último segundo. No replay, deu para ver que o tempo ainda estava correndo, mas esse não foi o entendimento da árbitra de fundo.
- Foi uma luta muito boa. O Japão infelizmente jogou melhor que a gente, essa que é a verdade. Mas estou muito orgulhosa das meninas. A gente lutou muito. Isso que importa. Sabemos que não temos o maior nível, mas sempre lutamos muito e sempre vamos lutar. Ao final estou feliz que conseguimos um ponto. É um passo para a classificação. Só posso agradecer a todo mundo pela torcida - afirmou Duda.
Considerado uma potência na modalidade no feminino e vencedor do Campeonato Mundial de 2013, o Brasil não teve um grande dia e demorou a engrenar. Dessa forma, não conseguiu confirmar seu favoritismo sobre as asiáticas e, na primeira fase, ainda terá pela frente as equipes da Tunísia, Rússia, Dinamarca e Montenegro. As quatro primeiras garantem vaga nas oitavas de final.
Japão e Brasil empatam no Mundial de Handebol (Foto: Reprodução / Facebook da CBHb)Japão e Brasil empatam no Mundial de Handebol (Foto: Reprodução / Facebook da CBHb)
Japão e Brasil empatam no Mundial de Handebol (Foto: Reprodução / Facebook da CBHb)
O Japão teve a primeira chance de gol em um tiro de 7m. As japonesas abriram o placar com Hara. Em contra-ataque rápido, as asiáticas aproveitaram Mayssa fora do gol e ampliaram com Yokoshima. O Brasil deu o troco com Ana Paula em tiro de 7m no cantinho. Mas o Japão, novamente, fez com uma boa troca de passes, aproveitando que as rivais tinham uma a menos. A seleção brasileira teve três chances seguidas, duas defendidas pela goleira japonesa e uma na trave. As asiáticas abriram 4 a 1 com Ikehara em bom ataque pelo canto. O 5 a 1 veio com Ysunami.
Melhores momentos: Brasil 28 x 28 Japão pelo Mundial de handebol feminino
Ana Paula fez o segundo para o time de Dueñas em novo tiro de 7m. Em nova boa troca de passas japonesa, Matsumura fez o sexto. Novamente, a jogadora brasileira bateu tiro de 7m e marcou, mantendo os 100% de aproveitamento. Após grande jogada individual pelo centro, Duda saltou para marcar o quarto do Brasil. Ela mesma cometeu infração e foi tirada por dois minutos, dando tiro de 7m para Hara fazer outro para as japonesas. Ikehara ampliou sozinha no ataque. Patricia errou, e as japonesas chegaram ao nono gol com Shiota.
Em um ótimo contra-ataque rápido, Duda fez para o Brasil, mas o Japão deu o troco rapidamente. Aproveitando a superioridade numérica, Ikehara marcou de novo. Depois de lindo passe de Duda, Tamires descontou. Em novo 7m, Hara ampliou. Samira, com força, botou a bola nas redes. O técnico brasileiro tirou Mayssa para colocar Babi no gol. Samira fez após pegar um rebote de arremesso da companheira Duda. Ikehara deu o troco.
Brasil sofreu com erros e precisou reagir diante do Japão no handebol (Foto: Reprodução / Facebook da CBHb)Brasil sofreu com erros e precisou reagir diante do Japão no handebol (Foto: Reprodução / Facebook da CBHb)
Brasil sofreu com erros e precisou reagir diante do Japão no handebol (Foto: Reprodução / Facebook da CBHb)
Jorge Dueñas levou um amarelo por reclamação. Trabalhando bem pelo meio, Ana Paula marcou para o Brasil. Duda fez e festejou muito. Babi fez duas boas defesas em sequência e incendiou o duelo. No um contra um, Duda fez de novo. A seleção brasileira vibrou de novo com gol de Ana Paula, e o primeiro tempo acabou com 15 a 12 para as japonesas.
No segundo tempo, Samira marcou pela ponta esquerda. Yokoshima venceu briga com Tamires e descontou. No 7m, Hara fez mais um. Sem goleira, o Japão levou um tento de Jéssica. Ana Paula fez em 7m, mas, na sequência, errou pela primeira vez uma batida nesse fundamento.
Em contra-ataque, o Japão voltou a ter três de frente. Dayane respondeu, mas as asiáticas marcaram de novo e chegaram a 21 a 17. Duda e Ana Paula encostaram para as brasileiras, só que Hara voltou a triunfar duas vezes seguidas em tiro de 7m. O treinador brasileiro então tomou dois minutos por reclamação.
Duda, mais uma vez, deu a resposta. Fujima tomou dois minutos. Mas o Japão abriu quatro de vantagem com Ysunami. Entre duas rivais, Duda voltou a marcar. No erro de passe das japonesas, sem sua goleira, o Brasil fez em ótima batida de Ana Paula. Dayane então saltou para marcar e diminuir a desvantagem para dois.
Em seguida, depois de falha asiática, ela perdeu uma bola sozinha em giro bonito. O time da seleção brasileira, contudo, cresceu e, na bola de Duda, ficou a um gol das adversárias faltando cinco minutos. Nagata freou a reação. Um balaço de Ana Paula bateu na trave e voltou no pé da jogadora asiática, e Patricia colocou lá dentro. Babi salvou o Brasil de novo em seguida. Mas não salvou a batida de Ysunami.
A seleção ainda descontou com três minutos faltando e, mais tarde, Ana Paula aproveitou a ausência da goleira rival para, de longe, empatar em 28 a 28. Babi pegou a bola japonesa, e Dueñas parou o jogo. E, na última bola, Duda encheu o braço para marcar. As brasileiras então saíram comemorando como um título. O técnico do Japão reclamou que o gol não valeu pois o cronômetro, segundo ele, já teria estourado. A árbitra de fundo concordou com ele e anulou o tento da atleta brasileira, que lamentou imensamente. Nas imagens de replay, foi possível ver que a arbitragem errou. O gol de Duda foi marcado dentro do tempo, e o Brasil teria vencido por 29 a 28, mas o placar acabou em 28 a 28.

PSG vence Lille e mantém folga na liderança da Ligue 1

O Paris Saint-Germain venceu hoje por 3-1 o Lille, do central português Edgar Ié, em jogo da 17.ª jornada da liga francesa de futebol, e a...