31/10/2016

Palermo perde para Cagliari e segue na zona de degola do Italiano

O Cagliari, da Sardenha, bateu o Palermo, da Sicília, no 'duelo' das ilhas que hoje encerrou a 11.ª jornada do campeonato italiano de futebol.
Para o Cagliari, clube em que milita o português Bruno Alves, a vitória por 2-1 é especialmente importante, já que permite a subida de dois lugares na tabela, para 14.º, ficando, com 13 pontos, seis acima da 'linha de água'. Na zona de descida continuam os sicilianos, que continuam em penúltimo, com seis pontos.

Também hoje se defrontaram Udinese (12.º) e Torino (oitavo), duas equipas da zona tranquila da tabela, em jogo que acabou com 2-2 no marcador.

Na frente da tabela, a Juventus domina, com 27 pontos, já mais quatro que AS Roma, cinco que AC Milan e seis que Lazio, as equipas que a seguem na tabela. O Nápoles, adversário do Benfica na Liga dos Campeões, desceu a quinto, com 20 pontos, após derrota por 2-1 com o líder, sábado.

Stoke City vence Swansea com dois gols de Wilfried Bony

O Stoke City somou hoje a terceira vitória seguida na liga inglesa de futebol, ao bater o Swansea, por 3-1, com dois gols do marfinense Wilfried Bony, que não marcava há 10 meses.
No encontro que encerrou a décima jornada, o ex-jogador da equipa galesa marcou aos 03 e aos 73 minutos, enquanto Mawson contribuiu para a vitória do Stoke com um autogolo, aos 55, de nada valendo o tento de Routledge que permitiu ao Swansea empatar, aos 08.

Há cinco jornadas sem perder, o Stoke City aproveitou os confrontos com os últimos classificados - Sunderland, Hull City e Swansea - para somar as suas três primeiras vitórias na 'Premier League' e ascender ao 12.º lugar, com 12 pontos.

O Swansea, que não vence desde a primeira jornada, é o 19.º e penúltimo classificado, com cinco pontos.

Zampieri vence Struvay e avança em Guayaquil

O paulista Caio Zampieri esteve em quadra por apenas 33 minutos em sua estreia no challenger de US$ 50 mil de Guayaquil. Zampieri havia vencido o primeiro set contra o colombiano Eduardo Struvay por 6/2, quando o rival abandonou devido a um desconforto intestinal.

O resultado garante oito pontos no ranking a Zampieri, que defende a mesma quantidade na próxima segunda-feira. O paulista ainda tem 28 pontos a descontar até o final do ano, referentes a um título e mais uma vitória em torneios future obtidos na temporada passada.

Atual 269º do ranking, Zampieri vive seu melhor momento desde janeiro de 2012 quando aparecia no 248º lugar. A melhor posição na carreira do paulista de 30 anos, entretanto, é o 182º lugar alcançado em julho de 2010.

Há possibilidade de Zampieri ter um duelo brasileiro com João Souza, o Feijão. O atual 122º do mundo é cabeça 8 em Guayaquil e estreia contra o francês de 22 anos e 187º do ranking Mathias Bourgue.

Outros quatro brasileiros estão na disputa, sendo que apenas o 107º colocado paulista Rogério Dutra Silva é cabeça de chave e estreia contra o convidado local Ivan Endara. Além dele, o também paulista João Sorgi veio do quali e desafia o dominicano Victor Estrella Burgos, enquanto os gaúchos Guilherme Clezar e André Ghem enfrentam respectivamente o português Gastão Elias e o argentino Carlos Berlocq.

30/10/2016

Everton vence West Ham e encosta na zona de classificação para Liga Europa

O Everton, comandado pelo inspirado Romelo Lukaku, isolou-se hoje no sexto lugar da Primeira Liga inglesa de futebol, ao receber e bater o West Ham por 2-0, em encontro da 10.ª jornada.

O atacante internacional belga inaugurou o marcador, aos 50 minutos, apontando o seu sétimo gol na competição, e assistiu Ross Barkley para o segundo, aos 76.

Com este triunfo, o conjunto de Liverpool passou a somar 18 pontos, isolando-se no sexto posto, três pontos à frente do Watford e do Manchester United, de José Mourinho, e a um do Chelsea, que joga ainda hoje em Southampton.

A prova é liderada por três equipas, o Manchester City (4-0 ao West Bromwich), o Arsenal (4-1 ao Sunderland) e o Liverpool (4-2 ao Crystal Palace), que somam 23 pontos, depois de sábado terem vencido fora os seus compromissos da ronda 10.

O Tottenham (1-1 na receção ao campeão Leicester, adversário do FC Porto na Liga dos Campeões) é quarto, com 20 pontos.

Sampdoria vence e iguala o Inter de Milão na tabela do Italiano

A Sampdoria igualou hoje o Inter de Milão num ‘pobre’ 11.º lugar do campeonato italiano de futebol, ao vencer a formação milanesa por 1-0, em encontro da 11.ª jornada da prova.

Um tento do internacional Fabio Quagliarella, aos 44 minutos, foi suficiente para a equipa de Génova vencer o encontro e somar o quarto triunfo na prova.

O internacional sub-21 e olímpico Bruno Fernandes jogou os 90 minutos na formação da casa, tal como o internacional ‘AA’ João Mário, que viu um amarelo, nos forasteiros.

Nos jogos da tarde, destaque, pela negativa, para a Roma, que empatou a zero no terreno do Empoli, penúltimo classificado, e deixou a Juventus fugir na liderança, numa jornada em que o AC Milan subiu ao terceiro posto.

Apesar do domínio, a formação romana nunca conseguiu ultrapassar o guarda-redes do Empoli, o polaco Skorupski, e permitiu à ‘Juve’ terminar a ronda com quatro pontos de vantagem. A formação de Turim bateu no sábado o Nápoles (2-1), outro dos candidatos ao título da Serie A.

De regresso aos lugares cimeiros, está o AC Milan, que bateu em San Siro o Pescara, por 1-0, num encontro que ficou marcado por um lance assustador protagonizado pelo ex-sportinguista Aquilani.

Depois de Bonaventura já ter marcado o único golo do jogo, aos 49 minutos, o médio do Pescara chocou com alguma violência com o seu colega de equipa Ledian Memushaj e foi obrigado a abandonar o relvado em maca e uma proteção no pescoço, depois de ter estado quase 10 minutos a ser assistido no relvado.

O resultado manteve-se inalterado e o AC Milan passou a ocupar a terceira posição, com 22 pontos, a um ponto da Roma e com menos cinco em relação à Juventus.

No quarto posto, está agora a Lazio, que recebeu e bateu Sassuolo por 2-1, com golos do bósnio Lulic e de Immobille no arranque da segunda parte, enquanto o francês Defrel reduziu para os forasteiros.

Um dia para esquecer teve o português Miguel Veloso, que foi titular (saiu aos 62 minutos) na pesada derrota do Génova no terreno do Atalanta, por 3-0.

O Crotone somou a primeira vitória na prova, ao bater o Chievo por 2-0, mas continua no último lugar com apenas cinco pontos.

Resultados da 11.ª rodada da Ligue 1 2016-2017

Sexta-feira, 28 de Outubro de 2016

Lille - PSG, 0 - 1

Sábado, 29 de Outubro de 2016

Toulouse - Lyon, 1 - 2
Lorient - Montpellier, 2 - 2
Nancy - Caen, 2 - 0
Bastia - Dijon, 0 - 0
St.Etienne - Monaco, 1 - 1
Guingamp - Angers, 1 - 0

Domingo, 30 de Outubro de 2016

Nice - Nantes, 4 - 1
Rennes - Metz, 1 - 0
Marseille - Bordeaux, 0 - 0

Nice goleia Nantes e segue na liderança da Ligue 1

O Nice reforçou hoje a liderança do campeonato francês de futebol e passou a ter seis pontos de vantagem sobre o Mónaco, após golear em casa o Nantes, por 4-1, na 11.ª jornada.

Com o português Ricardo Pereira na equipa titular do Nice, a grande figura da partida foi Wylan Cyprien, que assinou um ‘bis’ aos nove e 65 minutos.

Pelo meio, o italiano Mario Balotelli, aos 27 minutos, e Alassane Plea, aos 60, ajudaram a construir a goleada.

O argentino Emiliano Sala reduziu aos 47 minutos para o Nantes, que termina a ronda apenas um ponto acima da zona de despromoção.

Ricardo, que está emprestado pelo FC Porto, foi totalista na equipa da casa no lado esquerdo da defesa.

O Nice aproveitou da melhor forma o empate de sábado entre Mónaco e Saint-Étienne (1-1) para reforçar o comando da Liga francesa e passou a ter seis pontos de vantagem sobre a equipa treinada pelo português Leonardo Jardim e também sobre o Paris Saint-Germain, atual campeão, que é terceiro.

Nos outros jogos do dia, destaque para o Rennes, que, com Pedro Mendes em campo, bateu em casa o Metz por 1-0, com um tento de Wesley Said, aos 56 minutos, subindo ao quinto posto.

Num embate entre dois históricos em crise, a fechar o dia, o Marselha, com Rolando os 90 minutos, empatou a zero na receção ao Bordéus.

Murray vence Tsonga e fatura o ATP de Viena

O tenista britânico Andy Murray, número dois mundial, manteve acesa a esperança de assumir a liderança do ‘ranking’ depois de vencer hoje o torneio de Viena.
Na final, Murray superiorizou-se ao francês Jo-Wilfried Tsonga, 15.º da hierarquia, em dois ‘sets’, pelos parciais de 6-3 e 7-6 (8-6).

Agora, para resgatar o comando na classificação mundial a Novak Djokovic, Murray terá de vencer na próxima semana o Masters 1.000 de Paris e o sérvio falhar o apuramento para a final da competição francesa.

No histórico dos confrontos diretos com Tsonga, Murray ‘cimentou’ a superioridade sobre o gaulês, alcançando o 14.º triunfo em 16 frente a frente.

Este foi o sétimo troféu do britânico nesta temporada, ‘abrilhantada com o título olímpico nos Jogos Rio 2016 e o triunfo no ‘Grand Slam’ de Wimbledon.

Vitoria de Guimarães vence Rio Ave com três gols de Marega

O Vitória de Guimarães venceu hoje o Rio Ave por 3-0, numa partida da nona jornada da Primeira Liga decidida por um ‘hat-trick' do atacante maliano Moussa Marega.

O jogador emprestado pelo FC Porto aos minhotos abriu a contagem ainda na primeira parte, logo aos oito minutos, através de grande penalidade, marcando mais dois gols na etapa complementar, que sentenciaram a partida.

Com este triunfo, a equipe orientada por Pedro Martins somou o quinto jogo consecutivo sem perder no campeonato, subindo, à condição, ao europeu quarto lugar, com 17 pontos, sendo que nunca acabará a ronda abaixo do quinto.

Já o Rio Ave, que só pode queixar-se de si próprio por não ter conseguido materializar em golo as reações que esboçou, fez subir para quatro os jogos seguidos sem vencer na prova, mantendo, para já, o sétimo lugar, com 11 pontos.

O desafio começou com um ritmo intenso, impulsionado por uma entrada mais forte dos visitantes, que logo nos primeiros minutos levaram muito perigo à baliza de Cássio.

Logo no primeiro lance na área vila-condense, uma boa jogada de Bruno Gaspar acabou com um corte impetuoso de Roderick, que deixou o lateral direito do Vitória em mau estado, e um livre direto por marcar.

Nuno Almeida mandou jogar, mas dois minutos depois não teve dúvidas ao assinalar uma grande penalidade, num duelo entre Marega e Wakaso.

Apesar dos protestos do banco vila-condense, Marega apontou com sucesso o castigo máximo, embora Cássio ainda tenha adivinhado o lado e quase segurado a bola.

A partida assumiu então contornos mais ‘quentes', com os jogadores a colocarem demasiada impetuosidade na disputa do esférico, numa toada ‘inimiga’ do bom futebol.

Só a partir da meia hora, o Rio Ave conseguiu serenar e esboçar uma reação mais consistente, acercando-se mais vezes da baliza de Douglas.

Rúben Ribeiro, Héldon e Gil Dias mostravam-se os mais inconformados na formação da foz do Ave, perante um Vitória que, apesar de mais recuado, tentava responder em contra-ataque, com Marega e Soares como primeiras referências.

No entanto, foi no período de compensação do primeiro tempo que a formação da casa desperdiçou a sua melhor oportunidade, quando Yazalde, a escassos metros da linha de golo, fez o mais difícil, rematando por cima.

O Rio Ave manteve o ritmo no regresso do descanso, mostrando-se mais ofensivo, perante um Vitória de Guimarães que ia gerindo a magra vantagem e não se mostrava tão contundente a explorar o contra-ataque.

Rúben Ribeiro e Yazalde, num par de remates, mas sem a melhor pontaria, ainda chegaram a ameaçar o empate, mas a reação dos minhotos acabou por se revelar letal.

Aos 68 minutos, num contra-ataque iniciado pelo recém-entrado Tozé, a bola sobrou para Raphinha, que a colocou na cabeça do possante Marega, que superou a marcação e apontou o segundo tento do jogo.

O ‘bis’ de Marega abalou em demasia a formação da casa, que, na ânsia de minimizar os ‘estragos', acabou por subir em demasia, concedendo espaço para que o Vitória aplicasse, aos 83 minutos, a 'estocada final'.

Num contra-ataque esboçado e finalizado pelo ‘inevitável' Marega, a formação orientada por Pedro Martins, que regressou aos Arcos pela primeira vez depois de orientar duas épocas o Rio Ave, desfez todas das dúvidas, e apontou o 3-0 final.

Já nos descontos, o maliano ainda poderia ter chegado ao ‘póquer’, mas, depois de ganhar na dividida com o guarda-redes Cássio, atirou às malhas laterais.

Mechelen derrota Gent e se afasta do Z2

O Gent, adversário do Sporting de Braga na Liga Europa, foi hoje derrotado por 2-0 no terreno do Mechelen e caiu para o sexto lugar do campeonato belga de futebol, à 13.ª jornada.

O Gent sofreu a quarta derrota na atual edição da prova e terminou a ronda a seis pontos do primeiro lugar, que é ocupado pelo Zulte Waregem, que com o decorrer da jornada ainda pode ser igualado pelo Anderlecht.

Depois de uma primeira parte sem gols, Filipovic e Vitas fizeram os gols da vitória do Mechelen, perante um Gent que nos descontos viu o ganês Asare ser expulso.


Hoffenheim vence Hertha Berlim em casa e entra no G4

O Hoffenheim ‘roubou’ hoje o terceiro lugar do campeonato alemão de futebol ao Hertha Berlim, com um triunfo caseiro por 1-0 sobre a formação da capital, que caiu para quinta devido ao triunfo do Colonia.

Sule, aos 31 minutos, marcou o único tento da partida e garantiu a vitória ao Hoffenheim, que reforçou o estatuto de equipa surpresa da atual edição da ‘Bundesliga’.

O emblema de Sinsheim terminou a nona jornada a quatro pontos do líder Bayern Munique, que venceu por 3-1 no reduto do Augsburgo, no sábado.

No encontro que encerrou a ronda, o Colónia bateu em casa o Hamburgo por 3-0, com um ‘hat-trick’ do avançado francês Modeste, que ainda falhou uma grande penalidade.

O Hamburgo, que segue em último com apenas dois pontos, passou a atuar com menos uma unidade a partir dos 58 minutos, altura que o resultado ainda estava a zero, por expulsão do norte-americano Wood, devido a agressão.

Copenhagen vence Midtjylland fora de casa e mantem liderança na Dinamarca

O FC Copenhagen venceu hoje no reduto do Midtjylland por 3-1, em encontro da 15.ª jornada, reforçando a liderança da Liga dinamarquesa de futebol.

O paraguaio Federico Santander foi o protagonista do encontro, ao ‘bisar’ (aos três e 28 minutos) para construir a vitória da equipe de Copenhaga.

Andreas Cornelius marcou o terceiro golo dos visitantes, aos 85 minutos, com o austríaco Martin Pusic a salvar a honra do Midtjylland, aos 90.

Com a vitória de hoje, o FC Copenhagen passou a somar 35 pontos, mais seis do que o Brondby, segundo classificado, que bateu em casa o Aalborg por 2-0.

Os dinamarqueses ocupam a segunda posição do Grupo G da Liga dos Campeões, com quatro pontos, a mesma pontuação do FC Porto.

Ambas as equipes estão a cinco pontos do líder do agrupamento, o Leicester, que soma nove pontos depois de ter vencido os três jogos já disputados.

Braga derrota Belenenses e assume a 3ª colocação em Portugal

O Sporting de Braga ultrapassou hoje o Sporting e juntou-se ao FC Porto no segundo lugar da Primeira Liga, ao vencer em casa o Belenenses por 2-1, em encontro da nona jornada.

O internacional luso Ricardo Horta marcou aos cinco e 84 minutos, com Tiago Caeiro a reduzir aos 88, num embate em que a equipa do Restelo falhou uma grande penalidade, aos 24, por Abel Camará, que permitiu a defesa de Marafona.

O Sporting de Braga passou a contar 20 pontos, seguindo a cinco do líder Benfica, em igualdade com o FC Porto e com mais dois do que o Sporting, que caiu para o quarto lugar, apenas um ponto à frente do Vitória de Guimarães, quinto.

Chelsea vence Southampton e encosta nos lideres

O Chelsea isolou-se hoje no quarto lugar da Primeira Liga inglesa de futebol, mantendo-se a um ponto do trio de líderes, ao vencer por 2-0 no reduto do Southampton, em encontro da 10.ª jornada.

Um gol do meia belga Eden Hazard, aos seis minutos, e outro do avançado internacional espanhol Diego Costa - que se isolou na liderança dos marcadores, com oito tentos -, aos 55, selou o triunfo do ‘onze’ de Antonio Conte.

A formação londrina, que na última ronda tinha goleado em casa o Manchester United, de José Mourinho, por 4-0, somou a quarta vitória consecutiva e continua a um ponto da frente.

A prova é liderada por três equipas, o Manchester City (4-0 ao West Bromwich), o Arsenal (4-1 ao Sunderland) e o Liverpool (4-2 ao Crystal Palace), que somam 23 pontos, depois de sábado terem vencido fora os seus compromissos da ronda 10.

O Tottenham (1-1 na receção ao campeão Leicester, adversário do FC Porto na Liga dos Campeões) é quinto, com 20 pontos.

No outro encontro hoje realizado, o Everton, comandado pelo inspirado Romelo Lukaku, isolou-se no sexto posto, com 18 pontos, ao receber e bater o West Ham por 2-0.

O avançado internacional belga inaugurou o marcador, aos 50 minutos, apontando o seu sétimo golo na competição, e assistiu Ross Barkley para o segundo, aos 76.

29/10/2016

Melo/Kubot vence os irmãos Bryan e vão á final em Viena

O mineiro Marcelo Melo esta cada vez mais perto de seu terceiro título na temporada. Neste sábado ele e o polonês Lukasz Kubot tiveram a dura missão de encarar os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan, cabeças de chave 2, e mesmo saindo atrás conquistaram a vitória e a vaga na final.

Quarta dupla mais bem cotada, Melo e Kubot levaram 1h23 para derrubar os irmãos gêmeos de virada, com placar final de 4/6, 6/2 e 12-10. Classificados para a decisão do ATP 500 de Viena eles medirão forças com o francês Fabrice Martin e o local Olivier Marach, que na sexta-feira derrubaram o mineiro Bruno Soares. 

Melo e Kubot foram os primeiros a ter chance de quebra, mas perderam as duas que tiveram no quarto game e logo em seguida acabaram quebrados pelos norte-americanos. Bob e Mike administraram a vantagem até o fim e levaram a primeira parcial.

O segundo set foi mais tranquilo para o mineiro e o croata, que logo de cara salvaram um break e depois dominaram o placar, abrindo 5/1 com duas quebras de frente. Os irmãos Bryan devolveram uma das quebras, mas perderam o saque em seguida e assim viram o duelo ficar empatado. 

A definição foi então para um duro e equilibradíssimo match-tiebreak. Melo e Kubot tiveram o primeiro match-point do desempate final, que foi salvo pelos Bryan. Um pouco depois foi a vez dos norte-americanos terem a oportunidade que também não foi aproveitada. O mineiro e o polonês acabaram fechando o jogo, mas só no quarto match-point.

Tsonga vence Karlovic e faz final em Viena

 O potente saque de Ivo não foi suficiente para levá-lo à vitória contra o francês Jo-Wilfried Tsonga e só ajudou o croata a faturar o primeiro set. Depois disso ele permitiu a virada do rival e acabou eliminado nas semifinais do ATP 500 de Viena ao cair com placar final de 5/7, 7/5 e 7/6 (8-6).

Depois de gastar 2h34 para superar a semi e garantir vaga na decisão, Tsonga terá pela frente o britânico Andy Murray, que descansou neste sábado, uma vez que o espanhol David Ferrer desistiu do duelo alegando dores na perna esquerda. Além disso, o francês terá contra si o incômodo retrospecto diante do número 2 do mundo, que venceu 13 dos 16 encontros. 

No primeiro set, Karlovic teve seu melhor desempenho com os serviços, anotou oito aces, apenas duas duplas faltas e colocou 61% das primeira bolas em quadra, vencendo 76% dos pontos de saque. Com isso, ele não foi quebrado uma vez sequer e conseguiu aproveitar a única chance que teve para largar na frente.

A leve queda no rendimento no saque acabou dando mais chances para Tsonga na segunda parcial, tanto que o francês anotou dois dos três break-points que teve a seu favor e como perdeu o serviço uma única vez, levou a melhor sobre Karlovic, empatou o jogo e levou a decisão para o terceiro set. 

O decisivo set teve uma quebra para cada lado e foi definido apenas no tiebreak. Karlovic começou melhor, chegou a abrir 6/5 e teve um match-point a seu favor, que acabou sendo salvo pelo francês. Foi então que Tsonga deu uma arrancada final, chegando à vitória justamente vencendo um ponto no saque do croata.

Kerber vence Radwanska e vai á final em Cingapura

A alemã Angelique Kerber e a eslovaca Dominika Cibulkova vão decidir neste domingo, às 9h30 (horário de Brasília), o título do WTA Finals, que está sendo disputado em Cingapura. As duas avançaram para a decisão do título nas semifinais deste sábado. Primeiro Cibulkova venceu de virada a russa Svetlana Kuznetsova por 1/6, 7/6 (7-2) e 6/4. Em seguida, a líder do ranking mundial Kerber passou fácil pela polonesa Agnieszka Radwanska por 6/2 e 6/1. 
Jogo duríssimo na primeira semifinal. Cibulkova foi arrasada no primeiro set por 6/1. As ações ficaram equilibradas na segunda parcial, com trocas de quebras de serviço. A decisão acabou no tiebreak, vencido por Cibulkova por 7/6 (7-2). Kuznetsova tentou esfriar a reação da adversária e demorou dez minutos para voltar do vestiário. No início do set decisivo parecia que o descanso extra não surtiu. A eslovaca abriu 2/0, mas a russa virou para 4/2 e deu a impressão que venceria. Mas a número 8 do mundo reagiu, venceu quatro games seguidos e venceu o set por 6/4. Vitória por 2 sets a 1 em 2h27m.  
 Angelique Kerber dispara um forehand contra Agnieszka Radwanska na semifinal do WTA Finals, em Cingapura (Foto: Julian Finney/Getty Images)Kerber dispara um forehand contra Radwanska na semifinal do WTA Finals (Foto: Julian Finney/Getty Images)


Campeã dos Abertos da Austrália e dos Estados Unidos, e vice em Wimbledon e prata na Olimpíada do Rio, Kerber mostrou porque é a favorita para levar o título. Não deu chances para Radwanska, vencendo em 1h15m. As finalistas se enfrentaram na primeira fase da competição que reúne as oito melhores tenistas do mundo, com vitória da alemã por 2 a 1. No confronto geral, são cinco vitórias para Kerber e quatro para Cibulkova. 

Osasco vence São Caetano na estreia da Superliga

Uma das equipes mais tradicionais da Superliga, o Osasco começou sua campanha na edição 2016/17 do torneio com vitória. A equipe derrotou o São Caetano por 3 a 1, parciais de 25/18, 25/22, 22/25 e 25/20, apoiado pela sua torcida no ginásio José Liberatti, deu o primeiro passo para seu sexto título da competição nacional. A equipe da grande São Paulo foi campeã em 2002/03, 2003/04, 2004/05, 2009/10 e  2011/12, amargando um jejum que já dura quatro anos. 
Dani Lins foi destaque do Osasco na vitória sobre o São Caetano (Foto: João Pires/Fotojump)Dani Lins foi destaque do Osasco na vitória sobre o São Caetano (Foto: João Pires/Fotojump)

Osasco consegue a primeira vitória na Superliga (Foto: João Pires/Fotojump)Osasco consegue a primeira vitória na Superliga (Foto: João Pires/Fotojump)
- Jogamos muito bem os dois primeiros sets, mas no terceiro perdemos a concentração. Caiu o rendimento em todos os fundamentos. Precisa melhorar nesse aspecto e nunca achar que o jogo está ganho. Fica uma lição para que o time entre atento do início ao fim da partida. Com a nossa queda elas cresceram e jogaram bem e com passe na mão, o que tornou nossa vitória ainda mais. O importante é que fizemos 3 a 1 e conquistamos os três pontos - disse Camila Brait.
O Osasco conquistou, na semana passada, o título do Campeonato Paulista, ao vencer o Pinheiros na decisão. O São Caetano acabou parando na semifinal do campeonato estadual, caindo exatamente diante do Osasco. De 2012 para cá os clubes se enfrentaram em 20 ocasiões, e o São Caetano não conseguiu sair vitorioso em nenhuma das oportunidades. Neste período foram três encontros em fases decisivas do Paulista. O Osasco derrotou o oponente nas semifinais de 2015 e 2016 e na final de 2014. 
Nos dois primeiros sets, o triunfo foi tranquilo para o Osasco, mas a dificuldade apareceu na terceira parcial, em que a equipe do ABC dominou desde o início. No quarto set, o São Caetano esboçou colocar dificuldade, mas o Osasco conseguiu fechar em 25/20.
A Superliga feminina começou na última quinta-feira, na vitória do Praia Clube sobre o Valinhos por 3 a 1. O Bauru também começou bem, batendo o Minas por 3 a 1. Na sexta-feira, o Brasília passou pelo Pinheiros por 3 a 0.  Na terça-feira, a primeira rodada é encerrada com o clássico carioca Rio de Janeiro e Fluminense. 
No regulamento da Superliga, as 12 equipes se enfrentam em turno e returno, e as oito melhores passam para as quartas de finais. Nesta fase, os confrontos são em melhor de três partidas. Na semifinal, são cinco jogos. A decisão é em partida única. 

Santo André vence Venceslau e força o 3º jogo na final do Paulista de Basquete Feminino

Em uma partida com final eletrizante, o Santo André ganhou por 59 a 54 (27 a 19), evitou o título do Presidente Venceslau no segundo jogo e forçou o terceiro duelo da final do Campeonato Paulista de Basquete Feminino. A partida foi disputada neste sábado (29), no Ginásio Municipal Pedro Dell'Antonnia, em Santo André.
Santo André x Presidente Venceslau, Campeonato Paulista de Basquete Feminino (Foto: FPB / Divulgação)Santo André (amarelo) vence segundo jogo da final e se mantém vivo na busca do título (Foto: FPB / Divulgação)
O time andreense ficou quase todo o confronto na frente, chegou a abrir 13 pontos de vantagem por duas vezes no placar, segurou a reação venceslauense no fim da partida – quando a diferença caiu para dois pontos – e empatou a série em 1 a 1 (Venceslau ganhou o jogo 1 por 69 a 60). As equipes voltam a duelar às 17h deste domingo (30), novamente na Grande São Paulo. Quem ganhar é campeão.
O placar foi baixo e pode ser explicado pela aparente tensão da partida, que levou as duas equipes a cometerem erros excessivos no ataque. A equipe da Grande São Paulo teve apenas 16% de aproveitamento nas bolas de três (duas em 12 tentativas) e 37% nas de dois (17 em 45 chutes), e o time do Oeste Paulista converteu somente 10 de 21 lances livres (47%).
Presidente Venceslau, LBF, Santo André (Foto: Roberta Rodrigues / Divulgação)Thaissa fez 14 pontos e armou o Santo André no jogo (Foto: Roberta Rodrigues / Divulgação)
A cestinha foi a andreense Jaqueline Silvestre, com 16 pontos. Outro destaque das mandantes foi Thaissa Frediani (14 pontos e cinco assistências) e Silvia Rocha (12 pontos e sete rebotes). Do lado venceslauense, as melhores atuações individuais foram de Barbara Souza (15 pontos e oito rebotes) e de Larissa Carneiro (11 pontos e cinco assistências).
Primeiro tempo
As atletas pareceram sentir ainda mais o peso da importância da partida no início. Após quatro minutos, o placar era bem baixo e marcava apenas 3 a 3. Santo André foi quem se encontrou mais rápido no jogo e passou a abrir vantagem. Chegou a liderar por 13 a 5, com duas cestas de três seguidas de Jaqueline Silvestre.
Passado um período de mais de seis minutos sem a bola cair, o Venceslau melhorou com duas mexidas promovidas por Flávio Prado (entradas de Natália Burian e Flávia Santos) e diminuiu a diferença no fim do primeiro quarto para quatro pontos (15 a 11). Se não fossem os cinco erros de lance livre em cinco chutes, a equipe teria terminado o período na frente.
A melhora venceslauense teve sequência no início do segundo quarto, quando o time foi eficiente em dois ataques seguidos e deixou tudo igual: 15 a 15. O bom momento das visitantes foi interrompido neste momento. Jaqueline Silvestre recolocou as andreenses no jogo, que voltaram a comandar o placar e abriram novamente quatro pontos de vantagem.
No minuto final do segundo período, as donas da casa se aproveitaram do momento ruim das adversárias e dobraram a vantagem. Com isso, Santo André foi para o intervalo com 27 a 19. Algumas estatísticas do primeiro tempo demonstram o baixo aproveitamento ofensivo dos times, que chegou a melhorar nos últimos dois quartos, mas ficou aquém do esperado: 31% de efetividade das andreenses e 32% das venceslauenses nos arremessos de quadra e sete lances livres desperdiçados em sete chutes pela equipe do interior.
Larissa Carneiro, Venceslau, Presidente Venceslau, LBF (Foto: Presidente Venceslau / Divulgação)Larissa Carneiro foi uma das cestinhas do Venceslau (Foto: Presidente Venceslau / Divulgação)
Segundo tempo
As mandantes continuaram no controle do jogo no reinício do confronto. Pela primeira vez, a vantagem ficou em dois dígitos: Santo André 31 a 19. Larissa Carneiro, com uma bola de três, e Karen Rocha, que tirou o jejum nos lances livres apenas na nona tentativa venceslauense, até que tentaram esboçar uma reação, mas as andreenses responderam rapidamente e, com sete pontos seguidos de Silvia Rocha, abriram 13 pontos: 38 a 25.
A cinco minutos para o fim do terceiro quarto, Venceslau reagiu, após um pedido de tempo de Flávio Prado. Impulsionada por seis pontos seguidos de Barbara Souza e uma melhora nos lances livres, a equipe diminuiu a desvantagem de 13 para cinco pontos (38 a 33). No fim do período, Santo André voltou a ser eficiente e foi para o pequeno intervalo com 41 a 33 no placar.
Venceslau até conseguiu diminuir para seis a diferença no início do último período, mas logo as donas da casa voltaram a abrir boa vantagem. Fizeram 48 a 35 a sete minutos para o fim. Venceslau morto? Nada disso! 
Na luta para ficar com o título paulista neste sábado, as visitantes diminuíram aos poucos os 13 pontos de desvantagem e chegaram a ficar apenas dois pontos atrás: 50 a 48, a 2 minutos e 47 segundos para o fim. Santo André não se intimidou, respondeu rápido, segurou o ímpeto das adversárias e manteve o comando do placar até o apito final.

Millsap comanda vitoria dos Hawks sobre os Sixers na NBA

O Philadelphia 76ers iniciou com esperança de uma campanha mais digna a temporada da NBA, a liga americana de basquete. No entanto, neste sábado, sofreu um choque de realidade. Em casa, foi massacrado por 104 a 72 pelo Atlanta Hawks, que contou com um duplo-duplo do armador alemão Dennis Schroder, com 11 pontos e 11 assistências. Paul Millsap foi o cestinha, com 17 pontos, seguido de Kyle Korver, com 15.
Kyle Korver marca 15 pontos e colabora para a vitória dos Hawks (Foto: Reuters)Kyle Korver marca 15 pontos e colabora para a vitória dos Hawks (Foto: Reuters)

A vitória dos Hawks aconteceu apesar da atuação discreta do pivô Dwight Howard, principal contratação do time para a temporada. Ele marcou apenas dois pontos, acertou um de quatro arremessos, pegou sete rebotes e deu três tocos, em 19 minutos de quadra.

Os Sixers ainda conseguiram se manter próximos do placar enquanto o pivô camaronês Joel Embiid esteve em quadra nos dois primeiros quartos. Ele marcou 14 pontos em apenas 15 minutos de jogo. No entanto, ainda tem seu tempo de quadra controlado depois de passar dois anos se recuperando de uma lesão no pé direito.

Além dessa limitação, que também acontece com Jahlil Okafor, os Sixers ainda sofrem com a ausência de Ben Simmons. Número um do Draft deste ano, ele sofreu uma fratura no pé direito durante os treinamentos da pré-temporada e só deve voltar em janeiro.

Campanhas 
Sixers: 0 vitórias, 2 derrotas (11º do Leste) 
Hawks: 2 vitórias, 0 derrotas (1º do Leste) 

Próximos jogos 
Sixers: terça-feira (1/11), contra o Magic, em Filadélfia
Hawks: quarta-feira (2/11), contra os Lakers, em Atlanta

Inter empata com Santa Cruz no Beira-Rio e segue próximo ao Z4

A festa estava pronta no Beira-Rio com mais de 35 mil pessoas para o Inter se afastar um pouco mais da zona de rebaixamento. De quebra, poderia decretar o retorno do Santa Cruz à Série B. E tudo começou conforme planejado quando Vitinho abriu o placar logo aos seis minutos. Mas Léo Moura empatou em uma desatenção da defesa adversária e, no fim do primeiro tempo, os donos da casa viram Eduardo Henrique ser expulso e não tiveram forças para vencer com um a menos.
Com o empate, o Santa Cruz ainda respira na Série A, mesmo que com aparelhos. Sobe para 24 pontos e devolve a lanterna ao América-MG. O Colorado segue em 16º, com 38, dois a mais que o Vitória, primeiro na zona de rebaixamento. No próximo domingo, Inter e Santa Cruz entram em campo às 17h. O Colorado vai a São Paulo enfrentar o líder Palmeiras, e a Cobra Coral faz o duelo de lanternas com o América-MG, no Arruda.
Envolto na polêmica de suposta mala preta publicada pelo Jornal do Commercio, de Pernambuco, o Santa Cruz garantiu que a motivação para vencer o Inter em Porto Alegre tinha muitos outros motivos. Mas a vontade de deixar ao menos a lanterna da competição parecia ter acabado em apenas seis minutos. Ceará cruzou da direita, Sasha cabeceou, e Tiago Cardoso espalmou parcialmente para o lado. William conseguiu bater cruzado no rebote, e Vitinho completou com a barriga para o gol.
Sasha Inter x Santa Cruz (Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter)Léo Moura e Sasha em Inter x Santa Cruz (Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter)
Com a vantagem e o domínio das ações, o Inter passou a atacar sem pressa, trocando passes. Enquanto isso, o Santa parecia sem forças de ir à frente. Até que aos 31 surgiu o empate. Vítor fez a jogada pela direita, cortou Vitinho e cruzou na cabeça de Léo Moura, livre na pequena área colorada, que apenas desviou para a rede. Aos 37, João Paulo cobrou falta e Grafite conseguiu mais um cabeceio, dessa vez para fora.
E a situação colorada complicou ainda mais aos 40. Eduardo Henrique, que já tinha cartão amarelo, impediu contra-ataque de Roberto no meio de campo com uma chegada forte, recebeu o segundo e foi expulso. O volante deixou o campo sob vaias da torcida.
Na volta do intervalo, Celso Roth colocou Anderson no lugar de Alex, mas quem assustou primeiro foi o Santa Cruz. João Paulo avançou pelo meio e finalizou perto da trave direita aos três minutos. Vitinho fez boa jogada individual pela esquerda e chutou forte aos seis para Tiago Cardoso espalmar. Aos 18, William mandou de longe, e a bola passou rente à trave esquerda.
Com um homem a mais, o time pernambucano inverteu a estatística da posse de bola e começou a trocar passes na linha de meio-campo. Pior para o Colorado, que perdeu o artilheiro Vitinho aos 24, com lesão no músculo posterior da coxa direita. Três minutos depois, porém, Tiago Cardoso fez milagre ao bloquear William na cara do gol. Na sequência, Sasha marcou de cabeça, mas ele estava adiantado na cobrança de falta de Valdívia.
Aos 37, Keno passou por cima de Paulão e chutou em curva, mas a bola passou à esquerda de Danilo Fernandes. Os colorados fizeram Tiago Cardoso trabalhar de novo aos 39, em cabeçada de Fabinho no ângulo esquerdo. Aos 42, o volante Jadson entrou livre na área colorada, mas finalizou para fora. Com o apito final, o Santa Cruz segue vivo na competição e agora faz o duelo dos desesperados com o América-MG no Recife.

Bursaspor vence Konyaspor e segue na zona de classificação para Liga Europa

O Konyaspor foi hoje derrotado pelo Bursaspor por 2-0, em jogo da nona jornada da liga turca.

Os gols do Bursaspor foram marcados por Kubilay Kanatsızkuş, aos 69 minutos, e Pablo Batalla, aos 72 minutos.

A equipa de Konia cai assim para o 10.° lugar da liga turca.

Shakhtar Donetsk derrota Chornomorets e reforça a liderança do Ucraniano

O Shakhtar Donetsk somou hoje mais um triunfo no campeonato ucraniano, vencendo, em casa, o Chornomorets (6.º), por 2-0.

A equipe de Donetsk reforçou a sua condição de líder, num jogo que venceu com golos de Facundo Ferreyra (24 minutos) e de Bruno Dentinho (30), ampliando para seis pontos a vantagem sobre o Zorya Luhansk (2.°).

O Shakhtar, que na Liga Europa também é líder isolado do grupo, com três jogos e três vitórias, visitará o Sporting de Braga (3.º, com dois pontos) na última jornada do grupo H, a 08 de dezembro.

Brugge empata com Zulte Waregem e mantém a 4ª posição na Bélgica

O Club Brugge empatou hoje a zero com o líder Zulte Waregem, no jogo inaugural da 13.ª jornada da Liga belga de futebol.

A equipe de Bruges, impôs hoje o terceiro empate ao comandante do campeonato belga, mantendo a diferença de quatro pontos para o Zulte Waregem, que soma 27.

O Club Brugge visita o Estádio do Dragão na quarta-feira, em jogo da quarta jornada do Grupo G da Liga dos Campeões.


Dínamo Kiev goleia Karpaty Lviv e assume liderança provisória na Ucrânia

O Dínamo Kiev goleou hoje o Karpaty Lviv (4-1), para subir à vice-liderança provisória da Liga ucraniana de futebol.

Antes de viajar para Lisboa, o emblema de Kiev exibiu-se diante dos seus adeptos, batendo o último classificado com gols de Artem Besedin (18 minutos), do croata Domagoj Vida (28), de Mykola Moroziuk (81) e Pavlo Orikhovskyy (84).

Aos 86 minutos, Taras Zaviyskiy fez o gol de honra para o Karpaty Lviv, que é último, com apenas um ponto somado em 13 jogos.

O Dínamo Kiev tem 27 pontos, menos oito do que o líder Shakhtar Donetsk, adversário do Sporting de Braga na Liga Europa, que recebeu e bateu o Chornomorets por 2-0, com tentos do argentino Facundo Ferreyra e do brasileiro Dentinho.

Na terça-feira, o Dinamo, último classificado do Grupo B, com apenas um ponto, joga no Estádio da Luz, a partir das 19:45, com o Benfica, em encontro da quarta jornada da Liga dos Campeões.

Os ‘encarnados’, que ganharam em Kiev por 2-0, são terceiros do agrupamento, com quatro pontos, menos dois do que o líder Nápoles.

Juventus vence Napoli e mantém a liderança do Italiano

A Juventus somou hoje a sua nona vitória em 11 jornadas, ao derrotar o Napoli, por 2-1, com um gol de Gonzalo Higuaín, e consolidou a liderança na Liga italiana de futebol.

Na luta com um dos seus perseguidores mais perigosos no topo da tabela, a Juventus adiantou-se no marcador aos 50 minutos, quando Leonardo Bonucci encontrou o caminho do gol, depois de aproveitar uma ‘oferta’ da defesa adversária.

A equipe de Turim, pentacampeã italiana, ainda tremeu, quando o espanhol José Callejón empatou, quatro minutos depois, mas viu o argentino Gonzalo Higuaín ‘trair’ o seu anterior emblema, aos 71.

No primeiro confronto com a equipe que representou nas últimas três temporadas e da qual saiu contra a vontade de todos, o argentino foi o grande protagonista, não só pelo remate portentoso que deu o gol da vitória à Juventus, o seu sétimo no campeonato, mas pela atitude que teve.

Depois de marcar, Higuaín não festejou o gol, não sorriu quando os seus companheiros o abraçaram e pediu desculpa aos adeptos napolitanos presentes em Turim, mostrando respeito pelo clube com o qual entrou na história (na temporada passada, estabeleceu o recorde de gols, ao anotar 36).

Com o triunfo de hoje, o seu nono em 11 jornadas, a ‘Vecchia Signora’ passou a liderar a Liga italiana com 27 pontos.

O Napoli, que lidera o Grupo B da Liga dos Campeões, no qual está integrado o Benfica, é terceiro da Liga italiana, com 20 pontos, menos dois do que a segundo classificado, a Roma, de visita domingo ao Empoli.

No primeiro jogo do dia, a Fiorentina, de Paulo Sousa, venceu por 1-0 no reduto do Bolonha.

Olympiacos vence Atromitos fora e consolida liderança na Grécia


Grécia: Olympiacos, de Paulo Bento, reforça liderança na Liga

O Olympiacos reforçou hoje a liderança do campeonato grego de futebol, ao vencer por 1-0 no reduto do Atromitos, em encontro da nona jornada da prova.

Um gol do nigeriano Brown Ideye, aos 54 minutos, selou o triunfo dos forasteiros, que contaram todo o jogo com os portugueses Diogo Figueiras e André Martins.

Com sete jogos disputados, o Olympiacos soma 18 pontos – seis vitórias e uma derrota -, contra 11 de Panathinaikos e AEK Atenas, que têm menos um jogo disputado, e 10 do PAS Giannina, em apenas cinco encontros.

Barcelona sofre, mas vence o Granada e assume a vice-liderança do Espanhol

O Barcelona ascendeu hoje ao segundo lugar da Liga espanhola de futebol, a dois pontos do líder Real Madrid, ao vencer em casa o Granada por 1-0, em encontro da 10.ª jornada da prova.

Um gol acrobático do brasileiro Rafinha, aos 48 minutos, selou o triunfo da equipe catalã, que foi a única que criou oportunidades, mas realizou uma exibição desinspirada, muito aquém do habitual, salvando-se os três pontos.

Com André Gomes desde os 71 minutos, o ‘Barça’ passou a somar 22 pontos, menos dois do que o líder Real Madrid, que venceu por 4-1 no reduto do Alavés, com um ‘hat-trick’ do português Cristiano Ronaldo.

O ‘capitão’ da seleção lusa marcou aos 17, 33 e 88 minutos, o primeiro na transformação de uma grande penalidade, passando a contar cinco golos na prova, sendo que ainda falhou um segundo penálti, aos 79.

O Alavés adiantou-se logo aos sete minutos, pelo ex-Belenenses Deyverson, mas, aos 17, Ronaldo empatou de penálti, após mão do brasileiro na área, na sequência de um livre apontado pelo galês Gareth Bale.

Aos 33 minutos, Ronaldo selou a reviravolta, com um remate de fora da área que desviou em Feddal e traiu o guarda-redes Fernando Pacheco, que, aos 79, defendeu um segundo castigo máximo ao português, mantendo a sua equipa na ‘corrida’.

Mas, aos 84, o suplente Alvaro Morata acabou mesmo com o jogo, após assistência do brasileiro Marcelo, que, aos 88, ainda ofereceu o ‘hat-trick’ a Ronaldo.

O terceiro mais forte candidato ao cetro, o Atlético de Madrid, também saiu vitoriosos da ronda, ao vencer por 4-2 na receção ao Málaga, mantendo-se a um ponto do ‘Barça’ e três dos ‘merengues’.

O belga Yannick-Ferreira Carrasco, com golos aos sete e 86 minutos, e o francês Kevin Gameiro, que marcou aos 24 e 44, foram as grandes figuras dos ‘colchoneros’.

Os madrilenos, com Tiago desde os 65 minutos, ainda sofreram, face aos tentos de Sandro Ramírez, num espetacular livre direto, aos 31, e Ignacio Camacho, aos 64, e à expulsão do montenegrino Stefan Savic, aos 60.

A equipa forasteira, que teve em campo Duda desde os 72 minutos, também acabou reduzida a 10 unidades, por expulsão do uruguaio Gonzalo Castro, já aos 88.

O Atlético de Madrid igualou o Sevilha, que, com Daniel Carriço em campo, ficou-se por um empate (1-1) em Gijón, onde se adiantou aos quatro minutos, pelo argentino Luciano Vietto, permitindo a igualdade aos 20, selada por Moi Gómez.

O Villarreal, de visita domingo ao reduto do Eibar, soma 19 pontos e pode juntar-se ao FC Barcelona no segundo posto.

Mônaco empata com Saint-Etienne e segue na vice-liderança do Frances

O Mónaco empatou hoje 1-1 no reduto do Saint-Étienne, em encontro da 11.ª jornada da Liga francesa de futebol, sendo alcançado no segundo posto pelo tetracampeão em título Paris Saint-Germain.

Com Bernardo Silva no ‘onze’ inicial, a equipa monegasca colocou-se em vantagem logo aos cinco minutos, por intermédio do polaco Kamil Glik.

Aos 18 minutos, porém, Loïc Perrin empatou para a equipa da casa, resultado que se manteve até ao apito final.

O PSG, que na sexta-feira venceu em Lille por 1-0, com o 10.º tento na prova do uruguaio Edinson Cavani, tem agora os mesmos 23 pontos dos monegascos e menos três do que o líder Nice, que recebe domingo o Nantes.

O Toulouse, por seu turno, foi derrotado em casa pelo Lyon (2-1), equipa em que alinha o guarda-redes português Anthony Lopes, caindo para o quinto lugar na Liga francesa.

Alexandre Lacazette ‘bisou’ para o Lyon, aos 15 e 52 minutos, e Christopher Julien reduziu para a equipa da casa, aos 26.

O Guincamp aproveitou também da melhor maneira a receção ao Angers, vencendo por 1-0 (golo de Nil De Paw, aos 78 minutos) e ascendendo à quarta posição, que dá acesso à Liga Europa.

Um empate sem golos bastou para o Bastia e o Dijon subirem ambos uma posição na ‘Ligue 1’ (estão agora em 12.° e 14.°, respetivamente).

No fundo da tabela, o Nancy recebeu e venceu o Caen por 2-0, mantendo-se em 19.° e penúltimo lugar, com o Caen em 18.°.

Marcaram para o Nancy Christophe Mandanne (seis minutos) e Alou Diarra (12 minutos).

O Lorient, último classificado, deixou escapar uma vantagem caseira de dois golos que chegou a manter durante a primeira parte frente ao Montpellier (Zargo Touré e Sylvain Marveaux marcaram aos 16 e 24 minutos, respetivamente).

Aos 45+2, Souleymane Camara, e aos 69 minutos Morgan Sanson, apontaram os tentos do Lorient.

Bayern Munique vence Augsburg fora de casa e segue na liderança da Bundesliga

O Bayern Munique consolidou hoje a liderança da liga alemã de futebol, ao vencer fora o Augsburg por 3-1, em jogo da nona jornada da ´Bundesliga´.

Com Renato Sanchez no banco, a equipa bávara impôs-se com a dupla Robert Lewandowski e Arjen Robben em destaque (aos 19 e 48 minutos, o holandês assistiu para a finalização do polaco, enquanto, aos 21 minutos, foi a vez de Robben dar a melhor sequência a uma assistência de Lewandowski).

O gol solitário do Augsburgo surgiu aos 67 minutos, pelo sul-coreano Ja-Cheol Koo.

Também o Leipzig, em segundo no campeonato, impôs-se por 2-0 ao Darmstadt, com dois golos do austríaco Marcel Sabitzer, aos 57 e 82 minutos.

O Friburgo, por seu turno, foi a Bremen vencer a equipa local por 3-1, ascendendo assim ao sétimo lugar da ´Bundesliga´.

Maximilian Philipp (29 minutos), Vicenzo Grifo (39) e Amir Abrashi (75) marcaram para o Friburgo, Santiago Garcia reduziu para o Werder Bremen, aos 67 minutos.

O Mainz também conseguiu à nona jornada subir posições no campeonato alemão (é agora nono), ao vencer em casa o Ingolstadt por 2-0 (Yunus Mali converteu uma grande penalidade aos 51 minutos, Levin Oztunali ampliou aos 85 minutos).

À nona jornada, o Wolfsburgo não conseguiu inverter a crise de resultados, voltando a perder, desta vez na Volkswagen Arena por 2-1 com o Bayer Leverkusen.

A equipa da casa, que está em 16.° e antepenúltimo lugar, até se adiantou no marcador aos 37 minutos, por Maximilian Arnold, mas deixaria escapar a vantagem em quatro minutos, já no final da partida (marcaram pelo Leverkusen Admir Mehmedi, aos 79 minutos, e Tin Jedvaj, aos 83 minutos).

Hoje ainda, o Borussia Dortmund recebe o Schalke 04.

Com hat-trick de CR7, Real Madrid goleia o Alavés e mantém liderança do Espanhol

O Real Madrid reforçou hoje a liderança da Liga espanhola de futebol, ao vencer fora o Alavés por 4-1, com um ‘hat-trick’ do português Cristiano Ronaldo, que ainda falhou um penálti, em encontro da 10.ª jornada.

O ‘capitão’ da seleção lusa marcou aos 17, 33 e 88 minutos, o primeiro na transformação de uma grande penalidade, passando a contar cinco golos na prova, depois de apenas ter marcado por duas vezes nas nove primeiras rondas.

O Alavés adiantou-se logo aos sete minutos, pelo ex-Belenenses Deyverson, mas, aos 17, Ronaldo empatou de penálti, após mão do brasileiro na área, na sequência de um livre apontado pelo galês Gareth Bale.

Aos 33 minutos, Ronaldo selou a reviravolta, com um remate de fora da área que desviou em Feddal e traiu o guarda-redes Fernando Pacheco, que, aos 79, defendeu um segundo castigo máximo ao português, mantendo a sua equipa na ‘corrida’.

Mas, aos 84, o suplente Alvaro Morata acabou mesmo com o jogo, após assistência do brasileiro Marcelo, que, aos 88, ainda ofereceu o ‘hat-trick’ a Ronaldo.

Com este triunfo, o Real Madrid passou a somar 24 pontos, mais três do que o Sevilha, que, com Daniel Carriço em campo, ficou-se por um empate a um em Gijón, onde se adiantou aos quatro minutos, pelo argentino Luciano Vietto, permitindo a igualdade aos 20, selada por Moi Gómez.

O FC Barcelona, que hoje recebe o Granada, e o Villarreal, de visita domingo ao reduto do Eibar, somam ambos 19 pontos e podem ultrapassar o Sevilha, enquanto o Atlético de Madrid (recebe o Málaga) pode igualar os andaluzes.

1.º de Agosto vence ASA e sagra-se campeão do Girabola

O 1.º de Agosto sagrou-se hoje campeão angolano de futebol, conquistando o 10.º título do ‘Girabola' na penúltima jornada do campeonato, ao vencer em Luanda o ASA por 3-0 e beneficiando do empate do Petro.

A equipe dos ‘militares' de Luanda, que não era campeã desde 2006, venceu com um tento de Buá, aos 51 minutos, e dois de Ary Papel, nos instantes finais, num embate em que Gelson, reforço do Sporting, ainda falhou um penálti.

Nos últimos minutos, os jogadores do 1.º de Agosto ficaram no relvado a ouvir o relato do jogo entre o Petro e o Benfica da capital, que terminou sem golos, deixando os novos campeões quatro pontos à maior, a uma ronda do fim.

“Sempre desejei conquistar um título pelo 1.º de Agosto. Vou mais tranquilo, confiante, para Lisboa”, disse Gelson, aos jornalistas, após a vitória no estádio 11 de Novembro, em Luanda.

Já arredado da reconquista do título, devido ao confronto direto com o 1.º de Agosto, o Recreativo do Libolo jogou a 29.ª jornada em casa, vencendo o já despromovido Porcelana FC por 4-1 e vai para a última ronda a tentar chegar ao segundo lugar, ocupado pelo Petro (mais um ponto).

Na luta pela manutenção, a Académica do Lobito voltou a respirar, ao vencer em casa, em Benguela, o Kabuscorp do Palanca por 2-1.

Complicada continua a vida do ASA e do 04 de Abril - que empatou sem golos em casa com o Interclube -, ambos com 30 pontos e que ainda arriscam a vaga em aberto para descida à ‘Segundona' em 2017.

Tupi vence Vila Nova por 1 a 0 e respira na Série B

Restando seis jogos para o fechamento da sua participação no Campeonato Brasileiro da Série B, o Vila Nova Futebol Clube precisava de seis vitórias para após uma combinação de resultados, alcançar o tão sonhado acesso para elite do futebol nacional, mas infelizmente o sábado (29), foi de derrota e de adeus ao sonho colorado.

No Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora-MG, o Vila Nova perdeu para o Tupi pelo placar de 1 a 0 e se mantém com 46 pontos conquistados na 11ª posição na tabela de classificação. A diferença dele para o Náutico – 4º colocado – é de 8 pontos.

O gol da vitória mineira foi do meia Hiroshi que cobrou falta e contou com um desvio na barreira para bater o goleiro Wagner Bueno.

Na próxima sexta-feira (4), o Vila Nova volta a campo pela Série B do Brasileirão, desta vez para enfrentar o Bahia, as 21h30, no Estádio Serra Dourada.

Bahia vence o Ceará de virada e se aproxima do G4

Na Arena Fonte Nova, em Salvador, o Bahia até saiu atrás no placar, mas, no segundo tempo, fez três gols e liquidou a partida contra o Ceará, neste sábado (29).

Os gols foram marcados por Lelê (Ceará), Edigar Junio, Régis e Diego Felipe - contra - pelo Bahia. Com a vitória, o Bahia, com 53 pontos, fica a um ponto do G-4. Já o Ceará, perde uma posição para o Criciúma e fica em 9º no Campeonato Brasileiro da Série B com 47 pontos

Liverpool vence Crystal Palace e segue na frente, junto com Mnachester City e Arsenal

O Liverpool manteve-se hoje no trio da liderança, junto a Manchester City e Arsenal, ao vencer por 4-2 no reduto do Crystal Palace, em encontro da 10.ª jornada da Primeira Liga inglesa de futebol.

Os ‘reds’ nunca estiveram a perder e triunfaram com tentos do alemão Emre Can, aos 16 minutos, do croata Dejan Lovren, aos 21, do camaronês Joel Matip, aos 44, e do brasileiro Roberto Firmino, aos 71.

O brasileiro Philippe Coutinho também esteve em destaque no conjunto comandado pelo alemão Jürgen Klopp, com participação nos três primeiros golos, incluindo assistências – cantos – para o segundo e o terceiro.

Os locais ainda conseguiram igualar a um e a dois, com um ‘bis’ do escocês James McArthur, aos 18 e 33, mas já não conseguiram ripostar na segunda metade, em que os forasteiros estiveram bem melhor defensivamente.

Com este triunfo, o Liverpool manteve-se em igualdade com Manchester City (4-0 ao West Bromwich) e Arsenal (4-1 ao Sunderland), que também ganharam fora na ronda 10, somando todos 23 pontos.

Dois golos do argentino Sergio ‘Kun’ Aguero, aos 19 e 28 minutos, e outros dois do alemão Ilkay Gündogan, aos 79 e 90, selaram a goleada do ‘onze’ de Pep Guardiola, que acabou com uma série de seis jogos sem ganhar, três na ‘Premier League’.

Antes, no jogo de abertura, o Arsenal bateu o último colocado também com dois ‘bis’, do chileno Alexis Sánchez e do suplente francês Olivier Giroud, que entrou com o resultado em 1-1 e marcou o segundo e terceiro dos visitantes.

Ao contrário de City, Arsenal e Liverpool, o Tottenham falhou o triunfo e atrasou-se, ficando a três pontos da frente, ao empatar a um na receção ao detentor do título Leicester, adversário do FC Porto no Grupo G da Liga dos Campeões.

Os londrinos marcaram primeiro, aos 44 minutos, através de um penálti convertido pelo holandês Vincent Janssen, mas, aos 48, o nigeriano Ahmed Musa restabeleceu a igualdade, que deixa a equipa de Claudio Ranieri no 12.º posto, com 12 pontos.

A exemplo dos ‘spurs’, também o Manchester United não conseguiu vencer em casa, ao ficar-se por um ‘nulo’ na receção ao Burnley, num embate em que desperdiçou uma série de oportunidades, mais ou menos claras.

Os ‘red devils’, reduzido a 10 desde os 68 minutos, face ao vermelho mostrado ao espanhol Ander Herrera, depois de Mourinho já ter sido expulso ao intervalo, passaram a somar 15 pontos, agora menos oito do que os três primeiros.

O United, que somou o quarto jogo consecutivo sem vencer na prova, caiu mesmo para o oitavo posto, ultrapassado pelo Watford, que recebeu e bateu o Hull City por 1-0, graças a um tento na própria baliza de Michael Dawson, aos 82 minutos.

No outro encontro hoje disputado, o Middlesbrough bateu em casa o Bournemouth por 2-0, com golos do uruguaio Gaston Ramírez e de Stewart Downing, afastando-se dos lugares de despromoção.

No domingo, o Chelsea precisa de vencer no reduto do Southampton para se recolocar a um ponto da frente, enquanto o Everton, anfitrião do West Ham, pode isolar-se no sexto lugar, deixando para trás Watford e Manchester United.

Atlético-MG e Flamengo empatam no Mineirão e “ajudam” Palmeiras

Três gols em nove minutos. Um final de jogo alucinante no Mineirão, mas ruim para Atlético-MG e Flamengo. Com o resultado de 2 a 2, as duas equipes podem ficar ainda mais distantes do sonho do título nacional. Isso porque o líder Palmeiras, que encara o Santos, pode ampliar ainda mais sua vantagem em relação aos dois concorrentes --tem cinco pontos a mais que os cariocas e sete de distância pros mineiros.
A diferença de pontos para o líder pode subir nesta rodada. O Flamengo pode ficar oito pontos atrás do Palmeiras, enquanto o Atlético pode ficar dez. Apesar do bom jogo no Mineirão, o empate em 2 a 2 não foi bom para nenhum dos envolvidos, mais para o alviverde, que pode aproveitar a chance e disparar ainda mais.

Um tempo de Diego e outro de Robinho

Crias do Santos, Robinho e Diego foram campeões com a equipe paulista e saíram para rodar o mundo. Apesar de atuarem por vários anos na Europa, foram apenas dois duelos, com uma vitória para cada um. No primeiro encontro em solo brasileiro, Diego foi melhor na primeira abriu vantagem sobre o amigo. Prejudicado por equipe que tem dificuldades para tocar a bola, Robinho foi figura apagada. Mas tudo mudou no segundo tempo. Robinho conduziu a pressão do Atlético e foi autor do primeiro gol atleticano.

Goleiros vão bem. Victor no primeiro e Muralha no segundo

O melhor jogador do Atlético contra o Flamengo foi o goleiro Victor. Pelo menos três defesas importantes, todas no primeiro tempo, evitando a diferença para equipe carioca fosse maior do que 1 a 0 antes do intervalo. Já na etapa final, com o Atlético atacando mais, foi a vez de Alex Muralha se destacar e se tornar o jogador mais importante da equipe rubro-negra. Foram também pelo menos três grandes defesas, duas delas em chutes de Otero.

Carlos César não acha Fernandinho em campo

Entre todos os jogadores do Atlético que enfrentam o Flamengo, certamente foi Carlos César quem mais sofreu. O lateral direito não conseguiu parar Fernandinho, que em pelo menos duas oportunidades conseguiu finalizar sozinho e só não fez o gol porque parou em Victor. Além da dificuldade na marcação, Carlos César também errou mais do que o normal, numa jornada inferior do que o costumeiro.

Marcelo aposta em Luan e Lucas Pratto e é chamado de burro

Não é de hoje que o Atlético vem jogando abaixo do que se espera de um elenco tão qualificado. Situação que se agrava ainda mais diante de adversários mais qualificados, como é o caso do Flamengo. Sem conseguir ver a cor da bola na etapa inicial, o técnico Marcelo Oliveira optou pela entrada de Luan, após o intervalo, no lugar de Cazares. Pouca coisa mudou. Aos 18, após a torcida pedir por Pratto, Marcelo atendeu, sacando Leandro Donizete do jogo. Foi então que o treinador ouvi o coro de "burro". É verdade que o Atlético melhorou, e quase conseguiu vencer, mas levou um gol no fim.

Zé Ricardo faz o Fla anular o rival, mas mexe mal

O primeiro tempo do Flamengo no Mineirão foi impressionante. Mesmo atuando como visitante e diante de 40 mil torcedores rivais, a equipe carioca parecia estar em casa. Controlou a partida e criou as melhores chances. Na etapa inicial o Flamengo teve 60% de posse de bola e finalizou 12 vezes, contra apenas quatro do Atlético. Tanto que o placar de 1 a 0 foi pouco pela produção das duas equipes. Na etapa final, com o rival em cima, o técnico mudou mal o Flamengo, que caiu de ritmo e sofreu mais do que precisava e apenas empatou o jogo, após levar a virada.

Flamengo interrompe série de vitórias do Atlético

Entre a derrota para o Cruzeiro, como mandante, na sétima rodada, e o confronto com o Flamengo, pela 33ª, o Atlético atuou 12 vezes em casa no Brasileirão. E venceu todos os jogos, igualando a marca estabelecida pelo Santos, em 2005. A chance de se isolar como recordista de triunfos como mandante foi interrompida pelo Flamengo. Apesar do resultado, o Atlético segue como o segundo mandante como o maior aproveitamento no Brasileirão.
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 2 FLAMENGO
Data: 29/10/2016 (sábado)
Horário: 16h30 (de Brasília)
Motivo: 33ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Público: 48.157 pagantes
Renda: R$ 1.871.325,00
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Neuza Ines Back (SC/FIFA) e Alex dos Santos (SC)
Cartões amarelos: - (CAM) Alex Muralha (FLA)
Gols: Diego aos 32 min do primeiro tempo; Robinho aos 36 min, Pratto aos 41 e Guerrero aos 44 do segundo tempo
ATLÉTICO-MG
Victor, Carlos César, Erazo, Gabriel e Fábio Santos; Leandro Donizete (Lucas Pratto, aos 18 do 2º), Júnior Urso, Otero (Clayton, aos 37 do 2º) e Cazares (Luan, no intervalo); Robinho e Fred.
Treinador: Marcelo Oliveira.
FLAMENGO
Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão (Leandro Damião, aos 42 do 2º) e Diego; Gabriel (Emerson Sheik, aos 14 do 2º), Fernandinho (Alan Patrick, aos 26 do 2º) e Guerrero.
Treinador: Zé Ricardo.

Chapecoense vence Ponte Preta e se afasta do Z-4

A  Chapecoense  levou a melhor no confronto direto contra a  Ponte Preta . O time catarinense encerrou o tabu de nunca ter vencido a Macaca...