29/09/2016

América vence Veracruz e avança na Copa MX

O América  medirá forcas com o Chiapas nas quartas de final da Copa Apertura 2016 do futebol mexicano que se completam com os duelos Cruz Azul frente o Querétaro, Toluca contra o Puebla e o Chivas contra o Alebrijes de Oaxaca.

O América GARANTIU SUA VAGA nas quartas de final ao derrotar por 1 a 0 o Veracruz com um gol de Oribe Peralta.

Shakhtar Donetsk derrota Braga e segue na liderança do grupo H

Campeão da Liga Europa em 2008-09, o Shakhtar Donetsk mostrou mais uma vez o motivo de ser considerado uma potência na competição.
Nesta quinta-feira, na Arena Lviv, em Donetsk, o time ucraniano venceu o Braga-POR por 2 a 0 em duelo válido pelo grupo H da Europa League.
Stepanenko abriu o placar logo aos cinco minutos de jogo para o Shakhtar, que teve os brasileiros Ismaily, Bernard, Marlos e Fred como titulares. O volante, do Inter, porém, não teve uma boa atuação.
Fred foi expulso aos dois minutos do segundo tempo ao receber o segundo cartão amarelo na partida, este por simular um pênalti.
622 c7b422c2 74f4 36f9 b1e3 bbe37c53a327
UEFA Europa League - Grupo H: Melhores momentos de Shakhtar Donetsk 2 x 0 Braga
Mesmo assim, o Shakhtar fez o segundo gol no jogo aos 10 minutos com Kovalenko.
Com este resultado, o Shakhtar segue na liderança do grupo H com 6 pontos ganhos. O Gent-BEL está em segundo com quatro pontos. Braga (1 ponto) e Konyaspor (0 pontos) completam a chave.

Manchester United vence o Zorya por 1 a 0 e se reabilita na Liga Europa

Após derrota na estreia, o Manchester United entrou no Old Trafford precisando da vitória para não seguir na lanterna de sua chave na Liga Europa. Em jogo truncado, os Red Devils bateram o Zorya, da Ucrânia, por 1 a 0, conquistando a primeira os primeiros três pontos no torneio.
O único gol da partida foi marcado por Ibrahimovic, de cabeça. O lance teve uma assistência inusitada de Rooney. O camisa 10, que entrou no segundo tempo, foi chutar, pegou errado de joelho e viu a bola ficar no jeito para o sueco cabecear.
Com o resultado, o Manchester United ocupa a segunda posição no grupo A, com três pontos, empatados com o Feyenoord. A liderança é do Fenerbahce, que bateu o clube holandês por 1 a 0 e tem quatro pontos. Os ucranianos do Zorya estão na lanterna com um ponto.
RASHFORD QUASE DERRUBA A TRAVE
Rooney, tirado do time titular na goleada sobre o Leicester, começaria jogando, mas sentiu uma lesão nas costas e com isso o quarteto titular foi formado por Lingard, Rashford, Mata e Ibrahimovic. A primeira chance do duelo foi dos ucranianos, mas Ljubenovic bateu por cima.
A posse de bola, contudo, era toda dos Red Devils, que tinha dificuldade na criação. A melhor chance ocorreu aos 19 minutos. Mata cobrou escanteio e a bola acabou sobrando para Rashford, que matou uma bomba no travessão.
GOL ESTRANHO 
A segunda etapa começou e o time inglês seguia sem inspiração, o que fez com que os ucranianos começassem a acreditar em uma zebra. Aos 20 minutos, Paulinho, brasileiro revelado pelo Corinthians, bateu colocado e só não abriu o placar graças a uma bela defesa de Romero.
Rooney então veio a campo no lugar de Lingaard. Logo em seu primeiro lance, o camisa 10 recebeu cruzamento, bateu com o joelho na bola e viu Ibrahimovic concluir de cabeça. Foi o sexto gol do sueco em 11 partidas pelo United.
PRÓXIMA RODADA
Os dois clubes voltam a campo no dia 20 de outubro. O Manchester United recebe o Fenerbahce no Old Trafford, enquanto o Zorya pega o Feyenoord na Holanda.
No domingo, os Red Devils recebem o Stoke City pela sétima rodada da Premier League, enquanto o Zorya visita o poderoso Shakhtar Donestk pelo Ucraniano.

Schalke vence Nice fora e é vice-líder do Grupo I da Liga Europa

Atualmente segundo colocado do Campeonato Francês e até então sem nenhuma derrota na temporada, o Nice estava empolgado para estrear na fase de grupos da Liga Europa. Com o zagueiro brasileiro Dante e o atacante italiano Balotetti como titulares, a expectativa era ainda mais animadora. Mas a equipe não contava com o indigesto Schalke, que aprontou como visitante e venceu por 1 a 0, no estádio de Nice, na França, nesta quinta-feira.

O gol da vitória foi marcado Abdul Rahman Baba, aos 30 minutos do segundo tempo. O que correspondeu a segunda vitória do Schalke em jogos oficiais na temporada 2016/17.

O time alemão vinha de duas derrotas nas duas primeiras rodadas da Bundesliga. Havia vencido apenas pela Copa da Alemanha, mas foi diante do inexpressivo Villingen. Ou seja, o triunfo diante do Nice deve dar tranquilidade para a equipe de Gelsenkirchen.

Já o Nice sofreu o primeiro revés em jogos oficiais na temporada. A equipe vinha de bons resultados, na vice-liderança do Francês, mas com os mesmos 10 pontos do líder, o Monaco.

Balotelli teve atuação apagada diante do Schalke. Ainda recebeu um cartão amarelo nos minutos finais da partida por uma falta cometida. Não empolgou.

O grupo do Nice e do Schalke tem também Red Bull Salzburg, da Áustria, e o Krasnodar, da Rússia. As equipes jogaram nesta quinta e os russos venceram por 1 a 0.

Sparta Praga vence Inter de Milão e conquista a primeira vitoria na Liga Europa

A vida da Internazionale segue de mal a pior na Liga Europa. Depois de dar vexame em casa na estreia, o time italiano mais uma vez fez feio e perdeu para o Sparta Praga por 3 a 1 na República Tcheca. Kadlec, duas vezes, e Holek marcaram os gols do triunfo tcheco. Palacio descontou.

A ‘sorte' da Inter é que a competição europeia definitivamente não parece uma prioridade no clube. Afinal de contas, o time que enfrentou o Sparta nesta quarta foi mais uma vez misto.

Bom para Felipe Melo ganhar uma chance entre os titulares. Mas ruim porque o brasileiro foi mal. Ele falhou feio no primeiro gol, que abriu o caminho para a derrota. Aparentemente tranquilo no lance, o volante deu um carrinho completamente errado na entrada da área, não conseguiu afastar o perigo e deixou Kadlec na boa para marcar.

Ele, porém, não foi o único a fazer feio. No segundo gol, toda a defesa da Inter fez besteira. O time cochilou, Frydek cobrou falta rápida e deixou Kadlec de novo completamente sozinho dentro da área. E, sem marcação, ele não perdoou.

No segundo tempo, o time italiano até ensaiou uma recuperação com Palacio, que roubou a bola e tabelou com Martins para sair livre na área e diminuir a desvantagem. Só que, pouco depois, Ranocchia fez uma falta na entrada da área, tomou o segundo amarelo e acabou expulso. Para piorar, o Sparta mandou a cobrança na área, e Holek, de cabeça, ainda fez o gol que matou o jogo.

Gabigol, uma das grandes contratações da Inter para a temporada, não ficou nem no banco de reservas porque não está inscrito na Liga Europa - a Inter optou por isso para não desrespeitar as regras do fair play financeiro da Fifa.

Com a derrota, a Inter segue zerada após duas rodadas na Liga Europa. Os líderes do grupo K são Hapoel Beer Sheva (Israel) e Southampton (Inglaterra), que ganharam na abertura e empataram por 0 a 0 também nesta quinta. O Sparta Praga fica com três pontos.

A próxima rodada da Liga Europa é no dia 20 de outubro. A Inter recebe o Southampton enquanto o Sparta vai até Israel enfrentar o Hapoel.

Rogerinho supera Struvay e e vai à semifinal em Medellín



 O paulista Rogério Dutra Silva está na semifinal do challenger de US$ 50 mil de Medellín. O número 3 do Brasil e 106º do mundo garantiu vaga na penúltima rodada no saibro colombiano ao derrotar o anfitrião Eduardo Struvay por 6/7 (8-10), 6/3 e 6/2 em 2h20 de partida.

Será a quinta semifinal do ano para Rogerinho, que busca a quarta decisão de challenger na temporada e 18ª na carreira. O paulista de 32 anos pode ter um duelo brasileiro com Caio Zampieri que enfrenta o experiente anfitrião Alejandro Falla.

A campanha rende 33 pontos a Rogerinho, que tem 29 a defender nesta semana. O mês de outubro é importante para ele que tem 155 pontos a descontar em quatro semanas. Oitenta desses pontos serão retirados em 24 de outubro, referentes ao título do challenger de Santiago do ano passado.

O set inicial seguiu sem quebras até o tiebreak e embora o paulista tenha feito dois pontos a mais que o rival em toda a parcial, foi Struvay quem se deu melhor na troca de vantagens do game-desempate.

Rogerinho fez um segundo set firme no saque e não enfrentou break points. Ele teve uma chance de quebrar ainda no início, mas só aproveitou a segunda oportunidade que viria no penúltimo game.

Depois de salvar um break point em seu primeiro game de saque do set decisivo, Rogerinho venceu três games seguidos. O paulista ampliaria a vantagem no sétimo game antes de fechar o jogo com ace.

Outros dois brasileiros jogam nesta quinta-feira. Além de Zampieri que enfrenta o colombiano Falla, a rodada ainda terá João Souza, o Feijão, enfrentando o colombiano José Hernandez-Fernandez.

Bia vence Saez Larra e faz quartas em Clermont-Ferrand

A paulistana Beatriz Haddad Maia avançou às quartas de final do ITF US$ 25 mil de Clermont-Ferrand, disputado em quadras duras e cobertas. Nesta quinta-feira, Bia venceu a 295ª colocada espanhola Olga Saez Larra por duplo 6/4.

“Joguei bem hoje, Me mantive forte mentalmente durante todo o jogo para sair com a vitória”, afirmou Bia, que nesta sexta-feira encara a italiana Jasmine Paolni, 281ª do ranking.

“Mais um jogo duro amanhã. Mas venho me adaptando melhor a cada jogo. Está sendo bom para mim também aqui para sacar, melhorar minhas bolas de transição. Agora é jogar ponto a ponto e me manter competitiva”, completou a canhota de 20 anos.

Bia já ganhou 23 posições nas últimas duas semanas, em que jogou no saibro francês. Atualmente ocupando o 319º lugar, a paulistana já recebeu nove pontos pela campanha até às quartas e pode dobrar a contagem se vencer mais uma. Cinco cabeças de chave já foram eliminadas e ela só enfrentaria uma favorita na final.

Nas duplas, Bia e a letã Diana Marcinkevica pararam na estreia. Eles foram superadas pelas espanholas Georgina Garcia-Perez e Olga Saez Larra, cabeças de chave 3, por 6/3 6/1.

Paula desiste de torneio americano - A campineira Paula Gonçalves desistiu da disputa do ITF de US$ 50 mil dólares de Las Vegas, em quadras sintéticas. Ela enfrentaria a cabeça 1 belga Alison Van Uytvanck, mas foi substituída na chave pela lucky loser americana Kayla Day.

Número 2 do Brasil e 169ª do ranking, Paula também não participará do torneio de US$ 25 mil de Redding, na Califórnia, para o qual também estava anteriormente inscrita. Ainda assim, ela deve assumir a posição de melhor jogadora do país em duas semanas, por conta do desconto de 65 pontos de Teliana Pereira.

Thiem bate Di Wu e estreia com vitória em Chengdu

Os dois principais favoritos ao título do ATP 250 de Chengdu estrearam apenas nesta quinta-feira, entrando direto na segunda rodada. O austríaco Dominic Thiem conseguiu fazer valer a condição de cabeça de chave número 1, mas o mesmo não aconteceu com o australiano Nick Kyrgios, segundo mais bem cotado, que perdeu logo em seu primeiro jogo.

Thiem não teve grande trabalho para despachar o atleta da casa Di Wu, em duelo de convidados da organização. O austríaco gastou 67 minutos para anotar duplo 6/4 diante do chinês, assegurando sua vaga nas quartas de final, em que terá pela frente o espanhol Albert Ramos, cabeça de chave número 5. 

A vitória de Ramos foi bem mais trabalhosa e ele precisou de 2h28 e três sets para derrubar o taiwanês Yen-Hsun Lu, fechando o jogo com placar final de 7/6 (7-4), 3/6 e 6/4. Será a primeira vez que os dois irão medir forças pelo circuito.

Kyrgios não seguiu os passos de Thiem e se despediu de Chengdu logo na estreia. Seu primeiro jogo na competição não foi fácil e teve pela frente o sul-africano Kevin Anderson, que mesmo saindo atrás conseguiu buscar a virada e despachou o australiano com parciais de 3/6, 7/6 (8-6) e 6/2, depois de 1h33 de jogo. 

Nas quartas de final, Anderson vai medir forças com o sérvio Viktor Troicki, cabeça de chave 6, outro que enfrentou batalha de três sets para seguir adiante na competição, superando o cipriota Marcos Baghdatis com o placar final de 6/3, 4/6 e 6/2, em 1h46 de confronto. O sul-africano tem vantagem no retrospecto, com dois triunfos em três encontros.

Pliskova derrota Khromacheva e avança à semifinal em Tashkent

Irmã gêmea de Karolina Pliskova, a vice-campeã do último US Open, Kristyna Pliskova ainda não conseguiu o mesmo sucesso da irmã, mas nesta semana vem fazendo uma boa campanha no WTA de Tashkent. Nesta quinta-feira, ela se garantiu na semifinal do torneio ao bater a russa Irina Khromacheva em sets diretos, com 6/3 e 6/4.

A campanha de Kristyna vai lhe render uma boa subida no ranking, ganhando 19 posições e alcançando seu melhor ranking. A tcheca vai pular para o 81º posto, ainda bem distante da irmã Karolina, que atualmente é a sexta melhor do mundo. 

Sua adversária nas semifinais será a ucraniana Kateryna Kozlova, de 22 anos e 98ª colocada no ranking da WTA, que levou a melhor para cima da suíça Stefanie Voegele com duplo 6/3. Será a terceira vez que elas medirão forças e o duelo servirá como tira-teima, já que cada uma venceu um jogo até então.

Na outra semifinal estarão as duas cabeça de chave que sobreviveram, uma delas a japonesa Não Hibino. A quarta pré-classificada jogou apenas um set contra a ucraniana Lesia Tsurenko, venceu com o placar de 7/6 (8-6) e viu então a adversária desistir da partida. 

Em busca de um lugar na decisão em Tashkent, a japonesa vai encarar a outra favorita que sobrou, a tcheca Denisa Allertova, cabeça de chave 9, que derrubou a segunda mais bem cotada, a belga Kirsten Flipkens, por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/4. Allertova venceu o único encontro que teve com Hibino, na grama de Ilkely, no ano passado.

Halep vence Keys e faz semi em Wuha

A romena Simona Halep teve dois motivos para comemorar a vitória por 6/4 e 6/2 sobre a americana Madison Keys pelas quartas de final do WTA Premier de Wuhan. Além de avançar à semfinal do torneio chinês, ela também garantiu vaga no WTA Finals de Singapura.

Aos 25 anos, Halep irá participar do Finals pelo terceiro ano seguido e já foi vice-campeã em 2014. "Eu sabia que iria me classificar se vencesse hoje", disse Halep após a partida. 

"Essa vaga significa muito para mim, porque era um dos meus objetivos neste ano", comentou a romena. "Tenho ótimas lembranças de 2014 e estou confiante de que posso ir bem".

Atual número 5 do mundo, Halep teve como melhores resultados em Grand Slam as quartas de final em Wimbledon e no US Open, mas é a jogadora que mais somou pontos nos demais torneios do circuito em 2016. A romena já venceu três títulos na temporada.

A adversária de Halep na semifinal será Petra Kvitova, a quem derrotou nos três duelos anteriores. A partida está marcada para às 8h (de Brasília) desta sexta-feira.

Embalada após vencer Angelique Kerber nas oitavas, a canhota tcheca fez 6/3 e 6/4 em 1h30 diante da britânica Johanna Konta. Ex-número 2 e hoje 16ª do mundo, Kvitova tenta chegar à sua primeira final no ano.

Do outro lado da chave, a russa Svetlana Kuznetsova venceu duelo de 2h50 com a polonesa Agnieszka Radwanska por 1/6, 7/6 (11-9) e 6/4. Sua adversária será Dominika Cibulkova, que passou por rodada dupla contra duas tchecas. Primeiro, a eslovaca marcou duplo 6/2 contra Karolina Pliskova e depois bateu Barbora Strycova por 6/3, 3/6 e 6/4.

Cibulkova e Kuznetsova se enfrentam às 4h30 (de Brasília). A eslovaca de 27 anos e número 12 do mundo lidera por 4 a 3 o histórico contra a russa, 10ª do ranking aos 31 anos, e venceu os últimos quatro duelos entre elas. Com a boa campanha na China, Cibulkova voltará ao top 10.

Palestino vence Flamengo fora de casa e avança na Copa Sul-Americana

Não foi desta vez. Em sua quinta participação na Copa Sul-Americana, o Flamengo ficou novamente pelo caminho na competição. Surpreendentemente, o Rubro-Negro foi derrotado e eliminado pelo Palestino, na noite desta quarta-feira, por 2 a 1, no Estádio Kleber Andrade em Cariacica, nas oitavas de final. O time carioca tinha a vantagem do empate, mas sofreu um revés inesperado e ainda perdeu os 100% de aproveitamento no Espírito Santo neste ano.

O resultado pegou muita gente de surpresa, tendo em vista a ótima campanha do Flamengo no Brasileiro. Esta foi a quarta eliminação do Rubro-Negro em competições de caráter eliminatório na temporada. O resultado entra para a lista das eliminações traumáticas dos cariocas em competições internacionais nos últimos anos.

O Flamengo fez um péssimo primeiro tempo. Por outro lado, o Palestino surpreendeu positivamente, trocando muitos passes certos e controlando a posse de bola. O domínio dos chilenos impressionou logo nos primeiros minutos. Muito à vontade, assumindo as ações no meio campo, os visitantes arriscavam em chutes de longa distância. 

O Palestino abriu o placar aos 32 minutos, com Cereceda. O lateral aproveitou rebote em boa cobrança de falta de Valencia, que acertou a trave esquerda de Muralha. A zaga rubro-negra demorou a reagir no lance. 

O placar adverso surpreendeu o Flamengo. O time carioca tentou reagir e buscar o empate com jogadas na ponta esquerda, mas não teve sucesso. Mais confiante, o Palestino chegou ao inesperado segundo gol aos 46 minutos, em chute de fora da área de Valencia. A bola morreu no canto direito de Muralha, que pulou atrasado. 

O técnico Zé Ricardo não mexeu no time no intervalo, esperando por uma reação do Rubro-Negro. O time bem que tentou diminuir logo nos primeiros minutos, mas não teve força. Por isso, o treinador lançou Mancuello e Emerson no jogo. 

Com as mudanças, o Flamengo foi para o abafa e diminuiu a vantagem dos visitantes aos 20 minutos. Pará foi derrubado na área, e Alan Patrick colocou na rede. A equipe carioca seguiu na pressão, mas o Palestino voltou para o jogo, administrando a vantagem. Os chilenos ainda acertaram uma bola na trave, enquanto o Rubro-Negro tentava de todas as maneiras. Mas não teve jeito. O 2 a 1 permaneceu até o apito final. 

O Palestino conquistou uma classificação heroica e histórica. Já o Flamengo terá de apostar todas suas fichas no Brasileirão. 

28/09/2016

Dimitrov derrota Lajovic e vai as quartas em Chengdu

Dois dos principais favoritos no ATP 250 de Chengdu estraram no torneio nesta quarta-feira e ambos com sucesso. O primeiro deles a entrar em quadra foi o búlgaro Grigor Dimitrov, que fez valer a condição de cabeça de chave número 3 e derrubou o sérvio Dusan Lajovic em sets diretos, com parciais de 7/6 (7-1) e 6/4, em uma hora e meia de partida.

Outro a avançar foi o espanhol Feliciano López, quarto pré-classificado, que também entrou direto na segunda rodada e acabou vencendo seu primeiro jogo. Ele encarou o argentino Juan Mónaco, com quem foi eliminado na estreia nas duplas e agora esteve de lados opostos, vencendo o "hermano" em dois sets e placar final de 6/3 e 7/5. 

Classificado para as quartas de final, López terá pela frente o russo Karen Khachanov, que venceu de virada o francês Adrian Mannarino, aplicando parciais de 3/6, 6/3 e 6/1. Já Dimitrov ainda não sabe quem vai encarar por um lugar na semifinal e espera pelo vencedor do duelo entre o argentino Diego Schwartzman e o italiano Paolo Lorenzi.

Três partidas de primeira rodada interrompidas no dia anterior foram completadas. Cabeça de chave 6, o sérvio Viktor Troicki superou o convidado norueguês Casper Rudd em sets diretos, com 6/3 e 7/6 (7-4). O cipriota Marcos Baghdatis venceu de virada o duelo de três tiebreaks com o espanhol Pablo Carreño, em parciais de 6/7 (5-7), 7/6 (7-5) e 7/6 (7-5). 

Fechando a lista de jogos completados nesta quarta aparece a vitória do espanhol Albert Ramos, quinto favorito, que derrotou o quali alemão Michael Berrer em três sets, com placar final de 6/4, 5/7 e 6/3. Convidado da casa, Di Wu completou os vitoriosos da primeira rodada batendo o russo Konstantin Kravchuk com parciais de 6/3 e 6/2.


Kvitova sofre, mas vence Kerber e avança às quartas em Wuhan



Em um dos melhores jogos da temporada feminina, Petra Kvitova venceu uma batalha de 3h20 contra Angelique Kerber. A tcheca conseguiu a virada com parciais de 6/7 (10-12), 7/5 e 6/4 contra a nova número 1 do mundo para avançar às quartas de final do WTA Premier de Wuhan.

Durante o longo duelo entre as duas canhotas, Kvitova fez mais que o dobro de winners, 54 a 22, o que compensou os 61 erros contra 31 da alemã. A tcheca, que precisou de sete match points, empatou o histórico com Kerber por 5 a 5 e agora tem quatro vitórias e quatro derrotas contra líderes do ranking.

Depois de terminar cinco temporadas seguidas no top 10, Kvitova aparece apenas no 16º lugar e sequer disputou uma final em 2016. A canhota de 26 anos já vai recuperando uma posição no ranking e pode voltar às dez primeiras posições em caso de título.

Kvitova enfrenta nas quartas a 13ª colocada britânica Johanna Konta, que derrotou a espanhola Carla Suárez Navarro por 7/5 e 7/6 (8-6). O jogo marcado para às 8h (de Brasília) desta quinta-feira marca o terceiro duelo entre elas, com uma vitória para cada lado.

No complemento da rodada, Agnieszka Radwanska conseguiu revanche contra Caroline Wozniacki que a havia derrotado em Tóquio no último sábado. A polonesa marcou 6/4 e 6/2 em 1h29 de partida contra uma dinamarquesa que havia feito oito jogos nos últimos nove dias e sofreu com incômodo no pescoço.

A vitória de Radwanska encerrou uma série de sete jogos invicta de Wozniacki e também fez com que a polonesa interrompeu uma sequência de quatro derrotas da polonesa para a rival. Sua próxima adversária é a russa Svetlana Kuznetsova, que fez duplo 6/2 contra a atual campeã Venus Williams.

Chuva mexe com programação - O mau tempo impediu que os jogos de fora da quadra central fossem realizados. Com isso, duas partidas das oitavas de final foram adiadas para à 00h30 desta quinta-feira. Barbora Strycova enfrenta Jelena Jankovic, enquanto Karolina Pliskova pega Dominika Cibulkova. As vencedoras voltam à quadra por volta de 9h30.

Rogerinho vence El Midhawy e vai às quartas em Medellín

 Os paulistas João Souza, o Feijão, e Rogério Dutra Silva garantiram as primeiras vagas brasileiras nas quartas de final do challenger de Medellín, torneio de US$ 50 mil disputado no saibro.

Terceiro favorito no torneio, Rogerinho precisou de 2h09 para superar o argentino Facundo Mena com parciais de 7/6 (7-4), 4/6 e 6/2. Já o cabeça 5 Feijão avançou com mais tranquilidade e marcou 6/2 e 6/3 contra o americano Adam El Midhawy.

Número 3 do Brasil e 106º do ranking, Rogerinho agora enfrenta o 194º colocado colombiano Eduardo Struvay, contra quem tem quatro vitórias e uma derrota. "Ele gosta de jogar bastante nessas condições daqui, a quadra está rápida e espero poder fazer um jogo bem sólido".

Do outro lado da chave, Feijão encara o dominicano José Hernandez-Fernandez. O paulista de 28 anos e 122º do mundo venceu duas e perdeu outras duas diante de seu próxmo rival no torneio colombiano.

Ainda nesta quarta-feira, o jovem paulista de 20 anos Marcelo Zormann perdeu por 6/3 e 6/4 para o cabeça 2 argentino Facundo Bagnis, já o experiente gaúcho de 34 anos André Ghem caiu diante do colombiano Alejandro Falla por 6/3 e 7/6 (7-3). Nicolas Santos caiu para o também anfitrião Santiago Giraldo por duplo 6/3.

No complemento da rodada aconteceu mais um duelo entre Brasil e Colômbia, com o paulista Caio Zampieri superando o atleta da casa Alejandro González, cabeça 8 da semana, por 7/5 e 6/4.

Votuporanguense faz 3 a 0 no Nacional e segue 100% na segunda fase da Copa Paulista

Com um gol logo no primeiro minuto de jogo e dois nos minutos finais, o Votuporanguense venceu o Nacional por 3 a 0, na Arena Plínio Marin, em partida válida pela segunda rodada da segunda fase da Copa Paulista. O defensor Marcelo Godri e os atacantes Anderson Cavalo e Elvinho garantiram os 100% da equipe nesse Grupo 7.
Com essa vitória, o Votuporanguense chegou aos seis pontos e se isola na liderança da chave. O Nacional, por sua vez, estaciona com um ponto. As duas equipes aguardam o complemento da rodada: na noite desta quarta-feira, o Red Bull Brasil recebe o Comercial, em Campinas. O Toro Loko tem um ponto, enquanto o Bafo ainda não pontuou.

Atuando em casa, na Arena Plínio Marin, time alvinegro venceu equipe nacionalina
Atuando em casa, na Arena Plínio Marin, time alvinegro venceu equipe nacionalina
O JOGO
A partida marcava a reestreia de Anderson Cavalo com a camisa do Votuporanguense, onde é ídolo, segundo maior artilheiro da história e conquistou o acesso ao Paulista A2, em 2015. Logo no primeiro minuto, o Votuporanguense chegou ao gol. Paulo Josué bateu bem o escanteio, e o goleiro nacionalino não saiu do gol. Marcelo Godri subiu sozinho e testou firme para abrir o marcador.
O time mandante partiu pra cima do NAC, buscando liquidar a fatura o mais rápido possível. Aos 35, pouco depois da parada técnica por conta do forte calor em Votuporanga, Elvinho cruzou para Anderson Cavalo, que testou para o gol. A arbitragem, porém, anulou o tento alegando falta do atacante alvinegro. A marcação irritou os donos da casa – o técnico Ito Roque extrapolou na reclamação e acabou expulso. No final da etapa, o Nacional chegou com perigo e carimbou a trave do goleiro Gatti.
Precisando empatar, o Nacional voltou pressionando, mas tinha dificuldades em criar chances de gol. Com 20 minutos, a primeira boa chegada dos visitantes no segundo tempo. Anderson Mi quase fez um gol de cobertura. A bola, porém, saiu pela linha de fundo. Na sequência, Anderson Cavalo quase fez 2 a 0. Entretanto, cabeceou muito fraco, nas mãos do goleiro paulistano. Nos minutos finais, quando o Nacional parecia que ia empatar, o Votuporanguense chegou aos 3 a 0 já depois dos 40 minutos: Cavalo e Eltinho deixaram o placar ainda mais elástico.
PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima rodada, encerrando o primeiro turno, o Votuporanguense recebe o Red Bull, no sábado, dia 1º de outubro, às 15 horas. No mesmo dia, às 16 horas, o Nacional vai à Ribeirão Preto encarar o Comercial.

Atlético Madrid vence e impede a “revanche” do Bayern de Munique

Atlético de Madrid recebeu o Bayern de Munique nesta quarta-feira e mostrou que é novamente candidato a ir longe na Liga dos Campeões. Com seu já conhecido estilo de muita marcação e disposição, apoiado por sua fanática torcida, derrotou uma das principais equipes da Europa por 1 a 0, com gol de Carrasco, e se isolou na liderança do Grupo D do torneio continental.
O confronto foi uma reedição da semifinal da Liga dos Campeões da temporada passada, quando o Atlético eliminou o Bayern. Coincidência ou não, naquela ocasião os espanhóis venceram pelo mesmo placar em casa e garantiram o direito de disputar a decisão - perderiam nos pênaltis para o Real Madrid.
A vitória levou o Atlético a seis pontos, três à frente do Bayern, que agora ocupa a segunda colocação da chave. O prejuízo alemão só não foi maior porque na outra partida do grupo, PSV e Rostov ficaram no empate por 2 a 2 e têm apenas um ponto. No dia 19 acontece a terceira rodada. O Atlético viaja para encarar o Rostov na Rússia, enquanto o Bayern recebe o PSV em Munique.
O JOGO
As duas equipes começaram se estudando e as primeiras finalizações saíram somente após os 10 minutos. Aos 12, Müller recebeu de Thiago na área e bateu firme, de primeira, exigindo boa defesa de Oblak. Seis minutos depois, Carrasco ficou com a bola na intermediária, cortou o zagueiro e parou em Neuer.
Aos poucos, o Atlético apertou a marcação no meio de campo e passou a atrapalhar a saída de bola do Bayern. O time espanhol cresceu na partida, se tornou dono das ações e só não marcou mais cedo porque Fernando Torres estava com a mira bastante descalibrada.
Aos 21 minutos, Lewandowski errou ao tentar ajudar a defesa em escanteio e desviou para trás. Torres chegou sozinho na segunda trave e, dentro da pequena área, sem goleiro, conseguiu acertar a trave. Aos 33, Koke deu enfiada milimétrica para o atacante, que dominou sozinho na área, perdeu a passada e bateu para fora.
O Atlético pressionava, e bastou a chance cair em outros pés que o primeiro gol saiu. Aos 34, Griezmann ficou com a posse no meio e tocou para Carrasco, que arrancou pela esquerda e bateu cruzado da entrada da área. A bola ainda tocou na trave antes de entrar.
O Atlético tinha total controle da partida, e o Bayern só reagiu na etapa final. Até pelo ritmo imposto no primeiro tempo, os espanhóis cansaram depois do intervalo. Com isso, os visitantes ficaram mais próximos do estilo de jogo que gostam, com a posse de bola no campo do adversário.
A característica de forte marcação defensiva do Atlético, então, passou a fazer a diferença. O Bayern tocava no campo adversário, mas não assustava. Do outro lado, os espanhóis apostavam em um contra-ataque para matar o jogo e quase conseguiram aos 21, quando Carrasco tentou de fora da área e Neuer fez grande defesa.
Na base da pressão e da qualidade de seus jogadores, o Bayern se lançou todo ao ataque nos últimos minutos, e só então passou a assustar. Aos 32, após cruzamento da direita, Lewandowski subiu e cabeceou bem, rente à trave. Três minutos depois, Robben tabelou com Ribéry e bateu perto.
Mas o Atlético seguia sendo perigoso nas poucas vezes em que se aventurava no ataque. Filipe Luís se destacava como uma arma pela esquerda e foi ele quem sofreu pênalti aos 37. Vidal se afobou e calçou de forma infantil o brasileiro. Griezmann foi para a cobrança e acertou o travessão. Mas não faria falta, porque o Bayern sequer assustaria até o apito final.

Santos vence Internacional e sai na frente nas quartas de finais da Copa do Brasil

Internacional deixou o gramado da Vila Belmiro comemorando a derrota por 2 a 1 para o Santos nas quartas de final da Copa do Brasil. Mesmo em crise no Campeonato Brasileiro, com apenas um vitória nos último 19 jogos, o time gaúcho mandou o time titular em campo nesta quarta-feira, 28, e conseguiu marcar fora de casa com Seijas.

Com o resultado o elenco de Celso Roth pode vencer por 1 a 0 que fica com a vaga. Se o time paulista marcar fora de casa, os gaúchos precisam abrir pelo menos dois gols de vantagem para garantir a classificação - caso o placar se repita no Beira-Rio a decisão ficará para as cobranças de pênalti. O empate classifica o Santos às semifinais.
O JOGO
Vindo de uma derrota para o Sport no final de semana, o Santos entrou em campo precisando do resultado em casa. Com Lucas Lima mais solto na criação, Dorival deixou o time mais solto, jogando principalmente pelas laterais. Copete e Rodrigão se movimentavam muito para sair da marcação.
Pressionando a saída de bola, o time da casa também arriscou algumas finalizações de fora da área, mas raramente acertou a meta. Quando conseguiram calibrar o pé, os praianos ainda viram Danilo Fernandes esperto para desviar. Do outro lado, o Inter pouco surpreendeu no primeiro tempo, apostando muito nos contra-ataques.Mas a segunda etapa mudou a tônica do jogo de 'água para vinho'. Logo aos três minutos de bola rolando, Lucas Lima abriu pela esquerda e esperou a ultrapassagem de Zeca. Sem marcação, o lateral buscou a linha de fundo e cruzou para a pequena área, onde Copete se antecipou a zaga e apenas tocou de perna direita para o fundo das redes.
Pouco tempo depois, aos 10 minutos, Lucas Lima se movimentou e caiu pela direita. Desta vez ele tabelou com Victor Ferraz, que também cruzou rasteiro para Rodrigão, que apenas completou de primeira. Com as desvantagem, o Inter se soltou mais e conseguiu diminuir aos 26 minutos. Em cobrança de falta de Vitinho, Seijas apareceu na pequena área e tocou de letra, sem chances para Vanderlei.
PRÓXIMOS JOGOS
O próximo compromisso de Santos e Internacional está marcado para este sábado, 1, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time praiano recebe o Atlético-PR na Vila Belmiro, às 16 horas, enquanto os gaúcho enfrentam o Figueirense no Beira Rio, às 21 horas. Já o jogo de volta na Copa do Brasil está marcado para o dia 19, desta vez em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Chapecoense vence Independiente nos pênaltis e avança na Copa Sul-Americana

Em jogo que teve de tudo, menos gols, a Chapecoense ficou no empate com o Independiente da Argentina na Arena Condá, em Chapecó (SC) - mesmo resultado do jogo de ida - e conquistou a classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana após disputa nos pênaltis.
Na próxima fase, a Chapecoense enfrenta o Junior Barranquilla que também se classificou nesta quarta-feira após dois empates sem gols e cobranças de pênalti contra o Montevideo Wonderers.

PRIMEIRO TEMPO SEM GOLS
Empurrada por sua torcida, a Chapecoense começou a partida buscando o ataque, mas logo percebeu que o adversário não iria facilitar as coisas. Também representado nas arquibancadas, com cerca de mil argentinos, o Independiente era quem criava as chances mais claras da primeira etapa, sempre em contragolpes em velocidade.

O time brasileiro não conseguia se infiltrar na defesa adversária e se via obrigado a apostar em levantamentos para a área buscando o centroavante Kempes ou chutes de longa distância, mas não essas investidas não surtiam efeito. Na finalização de mais perigo antes do intervalo, Cleber Santana cobrou falta e a bola resvalou a rede pelo lado de fora.
CONFUSÃO E FESTIVAL DE TRAVES
A etapa final começou com mais emoção. Logo aos dois minutos Ortiz bateu de fora da área e a bola explodiu na trave do goleiro Danilo. Na sequência, a Chapecoense respondeu em cobrança de escanteio e Filipe Machado completou no travessão. A bola ainda quicou no chão, mas não cruzou completamente a linha do gol, apesar das reclamações dos atletas brasileiros.
Perigosa nas bolas paradas, a Chapecoense ainda acertou a bola na trave mais uma vez, com Cleber Santana, aos 16 minutos. O meia tentou cruzar a bola para a área, mas ela acabou indo direto para o gol e quase abriu o placar contando com a sorte.
O jogo estava em alta velocidade e só parou porque a torcida argentina entrou em conflito com a Polícia Militar, paralisando a partida por cerca de sete minutos. Com a bola rolando novamente, Cleber Santana ainda carimbou a trave uma última vez aos 46 minutos, mas não conseguiu evitar o empate que levou a disputa para os pênaltis.
DANILO BRILHA NOS PÊNALTIS
A trave continuou impedindo os gols da Chapecoense na disputa de pênalti e logo na primeira cobrança o zagueiro Thiego acertou o poste, mas Danilo defendeu a cobrança de Benítez e deixou tudo igual.
Cleber Santana, da Chapecoense, e Rigoni, do Independiente, também tiveram seus chutes defendidos, enquanto Filipe Machado, Denner e Bruno Rangel marcaram para os brasileiros e Vera, Figal e Cuesta marcaram para os argentinos.
Nas cobranças alternadas, Campaña defendeu o chute de Gil e Danilo defendeu a cobrança de Sanchéz Miño. Matheus Biteco e Toledo converteram as penalidades seguintes e o empate persistiu até a oitava cobrança, quando Thiaguinho marcou o gol e Tagliafico parou no goleiro Danilo, que se sagrou como herói da classificação da Chapecoense.

Atlético-MG derrota Juventude e larga na frente na Copa do Brasil

Em véspera do jogo decisivo no Campeonato Brasileiro da Série C, contra o Fortaleza, o Juventude fez páreo duro ao Atlético-MG, nas quartas de final da Copa do Brasil, mas acabou sendo derrotado no jogo de ida, pelo placar de 1 a 0, em partida realizada na noite desta quarta-feira, na Arena Independência. O único gol do duelo foi marcado pelo argentino Lucas Pratto

Com o resultado, o Atlético-MG vai para o jogo de volta, marcado para o dia 19 de outubro, às 19h30, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, precisando de um empate para carimbar a classificação. Para o Juventude só a vitória por dois ou mais gols de diferença interessa. Em caso de triunfo por 1 a 0, a definição sairá das penalidades máximas.
Campeão da Copa do Brasil em 1999, o Juventude apareceu como o principal azarão mesmo após ter passado pelo São Paulo nas oitavas. Apesar da derrota, foi melhor em boa parte do jogo, mas acabou castigado pelo desgaste. O Ju tem um duelo duro contra o Fortaleza na segunda, que vale o acesso à Série B.

Lucas Pratto marcou na vitória do Atlético-MG
Lucas Pratto marcou na vitória do Atlético-MG
Considerado o melhor elenco do futebol brasileiro, o Atlético-MG não conseguiu jogar contra o Juventude tudo aquilo que pode, mas o dever de casa acabou sendo comemorado, pois atuou boa parte da etapa final com um homem a menos - Carlos César expulso. Marcelo Oliveira ainda não pôde contar com Fred, que defendeu o Fluminense na competição, nada que justifique a atuação pobre do terceiro colocado do Brasileirão.
O JOGO 
Como vem fazendo no Brasileirão, o time de Marcelo Oliveira foi para cima do Juventude desde o apito inicial, tentando confirmar o favoritismo logo nos primeiros minutos da partida. Para tanto, contava com Rafael Carioca, que não fora poupado pelo treinador. E Lucas Pratto vaga de Fred, impedido de jogar por já ter defendido o Flu na Copa do Brasil.
Na defesa, a novidade de Erazo. Porém, o zagueiro equatoriano ficou apenas nove minutos em campo. Recuperado de lesão, levou a pior em dividida e precisou deixar o gramado mais cedo. Gabriel entrou em seu lugar.
Nada disso atrapalhou o embalo atleticano no começo. Impondo forte volume de jogo, o Atlético precisou de 16 minutos para sair na frente do rival da Série C. Pratto investiu pelo meio e viu Carlos César surgir sem marcação pela direita. O lateral cruzou e o próprio argentino completou para as redes.
O ritmo, contudo, caiu a partir dos 25 minutos e o Juventude viu espaço para crescer. Aos 30, registrou sua melhor oportunidade na etapa inicial. Roberson aproveitou cruzamento e acertou o travessão, assustando a torcida mineira.

Galo sofreu para bater Juventude no Independência
Galo sofreu para bater Juventude no Independência
TEVE SORTE, GALO!
Na segunda etapa, o Atlético manteve o roteiro de exibir forte queda de rendimento depois do intervalo, o que vem sendo recorrente no Brasileiro. Longe de mostrar o envolvimento no meio-campo e das jogadas mais agudas no ataque, o time da casa viu o Juventude equilibrar as ações.
Preocupado, Marcelo Oliveira resolveu apostar em Dátolo para renovar o meio-campo atleticano. Cazares foi para o banco, aos 19. Mas os planos do treinador foram por água abaixo três minutos depois, quando Carlos César fez falta dura em Wanderson. Ele levou o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo.
Com um a menos em campo, o treinador sacou Clayton e colocou Patric na equipe mandante. Assim, a equipe voltou a perder volume no meio-campo justamente quando tentava assustar novamente a defesa gaúcha. Sem criatividade, o Atlético ainda sofreu com ligeira pressão do Juventude nos minutos finais, antes de confirmar a vitória simples no placar.

Santos B vence Catanduvense e se recupera na Copa Paulista

Santos B fez jus ao fator casa para conquistar a sua primeira vitória na segunda fase da Copa Paulista. Jogando sobre seu mando, na tarde dessa quarta-feira, o Peixe recebeu e venceu a Catanduvense, pelo placar de 2 a 0, no Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo. Matheus e Diego Cardoso fizeram os dois gols da partida, um em cada tempo.
Com a vitória o Santos B acaba com um retrospecto de duas derrotas seguidas e volta a vencer. Agora com três pontos somados, o Santos assume a segunda colocação do Grupo 3. Já a Catanduvense, segue com os mesmo três pontos e cai para terceiro. Diferente do que foi apresentado no primeiro jogo em que a Bruxa venceu a Ferroviária, o time não conseguiu jogar um bom futebol e por isso foi derrotado.

Jogando no Estádio Primeiro de Maio, o Santos B venceu a Catanduvense
Jogando no Estádio Primeiro de Maio, o Santos B venceu a Catanduvense
PRIMEIRO TEMPO
Mesmo jogando fora de casa, a Catanduvense começou fazendo pressão. Tanto que logo aos 3 minutos, após um bate rebate na área, Léo Ribeiro chutou a bola na trave e por muito pouco não abriu o placar no Estádio Primeiro de Maio. Após o susto, o Santos B melhorou na partida e assustava em jogadas áreas, em uma delas Léo Coelho cabeceou firme e goleiro Wendell foi obrigado a fazer uma grande defesa para salvar os visitantes.
O placar só foi sair do zero aos 34 minutos, quando o Santos conseguiu abrir o placar. Após uma boa troca de passes, a bola sobrou para Matheus que limpou a marcação e chutou de fora da área, sem dar chances para o goleiro adversário que só olhou a bola entrar no canto esquerdo do gol. Nos minutos finais, a Catanduvense fez pressão em busca do empate, mas sem sucesso. Até por conta disso, a primeira etapa terminou com a vitória parcial dos donos da casa.
SEGUNDO TEMPO
Após as conversas no intervalo, o Santos seguiu melhor na partida e criando as melhores as melhores chances. Tanto que o segundo gol não demorou para acontecer. Aos 9 minutos, Diego Cardoso recebeu na área e não desperdiçou para ampliar o placar para 2 a 0. Após o susto, a Catanduvense tentava responder em jogas rápidas e contra-ataques.
Mas a Bruxa só conseguiu chegar com real perigo, aos 37 minutos, quando Brumati aproveitou o cruzamento da direita e cabeceou firme. O goleiro Preto, bem colocado conseguiu fazer a defesa. Nos minutos finais, a pressão continuou mas o Peixe também se lançou no ataque para tentar ampliar. Com nenhum dos dois times conseguiu ir a rede, a partida terminou mesmo com a vitória do Santos B.
PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times já volta a campo nesse sábado para a disputa da terceira rodada do Grupo 6 da segunda fase da Copa Paulista. Às 10h, a Catanduvense joga fora de casa, quando encara o Bragantinho, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Um pouco mais tarde, às 15h, o Santos B recebe a Ferroviária, no Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo.

Napoli bate Benfica e dispara na liderança do grupo B da Champions

A segunda rodada do Grupo B da Liga dos Campeões da Europa foi praticamente perfeita para o Napoli nesta quarta-feira. Para grande festa de sua torcida no estádio San Paolo, em Nápoles, o time italiano derrotou o Benfica por 4 a 2 e disparou na liderança da chave. Tem seis pontos, contra dois do Besiktas, o segundo colocado, que na Turquia recebeu o Dínamo de Kiev e só empatou por 1 a 1. Ucranianos e portugueses têm um ponto cada, sendo que os primeiros ficam em terceiro lugar pelo melhor saldo de gols.
Daqui exatas três semanas, em 19 de outubro, o Napoli terá a chance de abrir ainda mais vantagem na liderança e ficar mais perto da classificação às oitavas de final. Mais uma vez em casa, o clube de Nápoles receberá o Besiktas. Na Ucrânia, Dínamo de Kiev e Benfica se enfrentarão atrás da primeira vitória na competição europeia.
Napoli derrota Benfica por 4 a 2 e dispara na ponta de Grupo B
Napoli derrota Benfica por 4 a 2 e dispara na ponta de Grupo B
Na Itália, o Napoli não deu qualquer chance ao Benfica até a metade do segundo tempo. Em cerca de 70 minutos, o clube português teve que correr atrás dos italianos. Com posse de bola e rapidez na troca de passes, o time da casa envolvia o adversário e o gol era questão de tempo. O primeiro veio aos 20 minutos da primeira etapa com o meia eslovaco Marek Hamsik, que se antecipou à zaga em uma cobrança de escanteio pela direita e cabeceou da primeira trave para surpresa do goleiro brasileiro Júlio César. Depois do intervalo, o Benfica tentou se reestruturar em campo para tentar o empate, mas foi surpreendido por uma blitz napolitana nos primeiros minutos. Aos 6, o atacante belga Dries Mertens cobrou com perfeição uma falta na entrada da área - Júlio César ficou olhando a bola entrar. Aos 9, o goleiro brasileiro cometeu pênalti no atacante espanhol Callejón e o centroavante polonês Milik bateu forte e rasteiro no canto direito para fazer o terceiro. Para completar, aos 12, Júlio César falhou em uma saída de bola e ela sobrou limpa para Mertens anotar o quarto dos napolitanos.
Com a vitória praticamente garantida, o Napoli diminuiu o ritmo e isso fez com que o Benfica tivesse mais a bola nos pés. Em uma pressão na saída de bola dos donos da casa, aos 26 minutos, o volante brasileiro naturalizado italiano Jorginho deu um passe errado e Gonçalo Guedes teve tempo de dominar, driblar o goleiro Pep Reina e tocar para as redes. No fim, aos 41, Eduardo Salvio fez mais um para os portugueses, mas parrou por aí.
Na Turquia, o Besiktas foi melhor no primeiro tempo e conseguiu abrir o placar com o português Ricardo Quaresma, aos 29 minutos. O Dínamo de Kiev reagiu na segunda etapa e obteve o empate com Viktor Tsigankov, aos 20.
Confira os resultados da 2ª rodada
CSKA Moscou
0
x
1
Tottenham
Monaco
1
x
1
Bayer Leverkusen
Borussia Dortmund
2
x
2
Real Madrid
Sporting
2
x
0
Legia
Copenhague
4
x
0
Club Brugge
Leicester City
1
x
0
Porto
Sevilla-ESP
1
x
0
Lyon
Dínamo Zagreb
0
x
4
Juventus
Atlético de Madrid
1
x
0
Bayern de Munique
Arsenal
2
x
0
Basel
Ludogorets Razgrad
1
x
3
PSG
Napoli-ITA
4
x
2
Benfica
Besiktas
1
x
1
Dínamo de Kiev
Celtic
3
x
3
Manchester City
Borussia Mönchengladbach
1
x
2
Barcelona

Roma bate Udinense e assume a 4ª posição no Italiano

A Roma se aproximou dos líderes do Campeonato Italiano neste sábado, ao passar com facilidade pela Udinese por 3 a 1. Atuando diante de sua...