20/01/2017

Evans vence Tomic e vai às oitavas em Melbourne

 Ainda não será em 2017 que o Australian Open terá um campeão da casa na chave masculina. O último representante no torneio era Bernard Tomic, que foi eliminado na terceira rodada pelo britânico Daniel Evans com parciais de 7/5, 7/6 (7-2) e 6/3.

O último título de um anfitrião aconteceu em 1976, com Mark Edmondson. O jejum australiano é o maior de todos o Grand Slam, já que os franceses comemorou o título de Yannick Noah em 1985, os americanos viram Andy Roddick erguer o troféu em 2003, Andy Murray encerrou a longa espera britânica que vinha desde 1936, ao ser bicampeão de Wimbledon em 2013 e 2016.

"Foi uma partida incrível e tenho que dar todo o crédito a ele, porque ele merecia ganhar este jogo", disse Tomic após a derrota. "Sinto que fui bastante sólido em meu saque, mas ele estava pegando fogo. É por isso que ele venceu o Cilic, que é um campeão do Grand Slam na última rodada".

"Tive muitas chances. Quando estava com uma quebra abaixo no segundo set, consegui voltar para o jogo e tive dois set points, mas ele fez um ace no primeiro e jogou um forehand em cima da linha no segundo. Foram alguma das grandes jogadas que o salvaram".

"Eu acho que se eu vencesse um desses pontos, ficaria um set a um, e o jogo seria diferente. Até porque o terceiro set foi de atlo nível. Cada game tinha 40-iguais em ambos os nossos serviços. Mas com as bolas que ele estava jogando, como eu disse, fizeram ele merecer ganhar o jogo".

Apesar de ter apenas 24 anos, Tomic já disputou seu nono Australian Open e segue sem nunca ter passado das oitavas. "É o difícil de pensar que joguei aqui tantas vezes. Sinto como se eu tivesse 34 anos, mas tenho 24. São nove Australian Opens e mais uns dez pela frente".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seja o primeiro a comentar

Braga derrota Moreirense e assume a 4ª posição no Português

Um gol de Fábio Martins, em cima do minuto 90, valeu esta segunda-feira a vitória do SC Braga diante do Moreirense. Os bracarenses somam a...