28/03/2017

Neymar comanda a vitória do Brasil sobre o Paraguai nas Eliminatórias

Dia de festa. Tite retornou à Arena Corinthians, estádio do clube onde conquistou seu principais títulos como treinador. O Brasil voltou ao palco onde estreou na Copa do Mundo de 2014. Dentro de campo, a chance da classificação matemática nas Eliminatórias. Não veio, mas está perto. Na noite desta terça-feira (28), vitória contra o Paraguai por 3 a 0, gols de Coutinho, Neymar e Marcelo. Com os resultados, a seleção brasileira pode garantir vaga já na próxima rodada.

O sucesso de Tite é notável. Oito jogos, oito vitórias, 25 gols feitos e apenas dois sofridos - sendo eles um de falta e outro de pênalti. Da sexta colocação deixada pelo ex-técnico Dunga à liderança das Eliminatórias, com larga vantagem contra seus rivais. A vaga só não veio devido ao triunfo do Chile por diante da Venezuela - era um dos resultados que o Brasil tinha que torcer contra para se classificar já nesta rodada.
Brasil também jogará em casa na próxima partida, no jogo que pode definir a classificação matemática à Copa da Rússia: enfrenta o Equador no dia 31 de agosto, ainda sem local e horários definidos. Já o Paraguai respira com ajuda de aparelhos e tem chances remotas, mas tentará um milagre contra o Chile, na mesma data, em Santiago. 

Matemática para a Copa de 2018

  1. Caso o Brasil vença o Equador: está na Copa do Mundo.
  2. Caso o Brasil empate com o Equador: está na Copa do Mundo.
  3. Caso o Brasil perca para o Equador: precisa torcer para que a Argentina não vença o Uruguai, em Montevidéu.
(Foto: Miguel Schincariol/AFP/Getty Images)
(Foto: Miguel Schincariol/AFP/Getty Images)

Como foi o jogo entre Brasil x Paraguai? 

Caça a Neymar. O Paraguai optou por uma postura mais defensiva, para não dizer violenta. Das primeiras oito faltas da partida, cinco foram marcadas no brasileiro. Se o camisa 10 estava bem marcado, cabia a seus companheiros se responsabilizarem pelas jogadas. Aos 15 minutos, Miranda aproveitou cruzamento de Marcelo e obrigou Silva a fazer grande defesa. O Brasil era melhor, pressionava e não tardaria para abrir o placar.
Aos 33', Philippe Coutinho iniciou jogada pela direita e viu a ultrapassagem de Paulinho. O volante recebeu na entrada da área e devolveu para seu companheiro bater com categoria no cantinho. A bola ainda beijaria a trave direita antes de entrar. Em resposta, os paraguaios buscavam as bolas aéreas e chutes de longe distância, mas sem muito sucesso. Controlando as ações, o Brasil foi para o intervalo vencendo por 1 a 0.
(Foto: Nelson Almeida/AFP/Getty Images)
(Foto: Nelson Almeida/AFP/Getty Images)
Duas alterações no segundo tempo: Marquinhos deu lugar a Thiago Silva, enquanto Óscar Romero entrou na vaga de Almirón. O Brasil seguiu dominante e poderia aumentar o placar logo aos 5 minutos. Neymar arrancou pela esquerda, entrou na área e sofreu pênalti. No entanto, a cobrança não foi tão boa quanto a jogada e terminou telegrafada pelo goleiro Silva, que defendeu.
Abaixar a cabeça? Nada. Neymar se redimiu com um verdadeiro golaço, aos 18'. O camisa 10 pegou do campo de defesa, driblou dois marcadores, arrancou, entrou na área e bateu com categoria - aproveitando o desvio na defesa para marcar. Aos 27', novamente balançou as redes, mas o bandeira assinalou impedimento no lance.
Sem assustar, o Paraguai partiu para violência, recebendo dois cartões amarelos em sequência após faltas violentas. O Brasil trocava passes com facilidades e tratou de marcar mais um golaço. Aos 39', Neymar deu belo passe para Marcelo que enconbriu o goleiro Silva. Foi o último respiro de futebol que terminou com festa brasileira: 3 a 0 no placar e classificação encaminhada.
(Foto: Nelson Almeida/AFP/Getty Images)
(Foto: Nelson Almeida/AFP/Getty Images)

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    seja o primeiro a comentar

    Roma bate Udinense e assume a 4ª posição no Italiano

    A Roma se aproximou dos líderes do Campeonato Italiano neste sábado, ao passar com facilidade pela Udinese por 3 a 1. Atuando diante de sua...