Juventus vence Barretos e se aproxima do G-4

 A 14ª rodada do Campeonato Paulista Série A2 teve início na tarde desta quarta-feira com o jogo entre Juventus e Barretos. No estádio Conde Rodolfo Crespi, o Moleque Travesso sofreu, mas contou com a estrela de Jorge Mauá para vencer a partida por 1 a 0 e chegar ao seu nono jogo sem perder.

A vitória deixa o Juventus com 21 pontos na sétima posição, provisoriamente. Já o Barretos está atualmente na 17ª posição com os mesmo 13 pontos que iniciou a rodada.

SEM EMOÇÃO
Em um primeiro tempo fraco tecnicamente e de raras oportunidades, as duas equipes não conseguiram furar a defesa adversária, errando o famoso último passe. Apesar disso, o time da Mooca foi superior e realizou uma boa marcação. O problema, porém, foi na criação e finalização.

Com passes longos do Juventus, o Barretos teve sua vida facilitada na marcação. A chance mais clara de gol aconteceu após falha do goleiro do BEC, Wanderson, que tentou afastar um cruzamento com os pés. A bola sobrou para Caihame, que chutou fraco.

SEGUNDO TEMPO
A etapa final começou com o mesmo cenário, sem muita emoção. Lance preocupante aconteceu com o atacante do Barretos, Rafael Martins, que chegou a ficar desacordado em campo, sendo que não houve nenhum choque. Os médicos, porém, atenderam prontamente e o jogador retornou ao jogo sem maiores problemas.

Perto dos 20 minutos, enfim, o Juventus chegou com mais perigo. Em cruzamento para Caiham, o goleiro do Barretos fez um corte providencial para evitar o gol. No rebote, a bola ficou com Baroni, que tinha opção de toque, mas resolveu chutar. A bola bateu na zaga e foi para escanteio, que não levou perigo.

ACORDOU
Com o atacante Jorge Mauá em campo, o Juventus acordou e começou a chegar com mais perigo ao gol. O próprio atacante iniciou a jogada, tabelou com o Judson, que voltou para Mauá. Após dominar com maestria, chutou forte, mas a bola foi por cima do gol. Aos 29 minutos, o Juventus até balançou as redes com Léo, que também entrou no segundo tempo. O assistente, porém, marcou impedimento do jogador do time paulistano.
A partir daí, o Barretos apertou ainda mais a marcação, esperando uma chance de contra-ataque. Já o Juventus voltou a ter dificuldades de infiltração, mas seguiu tentando criar as jogadas, sempre com a bola passando pelos pés de Judson.

Quando tudo parecia definido na Rua Javari, o Moleque Travesso aprontou. O atacante Filipe invadiu a área, foi derrubado e o árbitro marcou pênalti. Aos 44 minutos, Jorge Mauá, com muita categoria, bateu forte e rasteiro para abrir o placar. Após sete minutos de acréscimos, o Juventus pode comemorar mais três pontos.

PRÓXIMOS JOGOS

O Juventus volta a campo no próximo sábado, às 19 horas, no estádio Benito Agnello Castelano, em Rio Claro, onde enfrenta o Velo Clube. No dia seguinte, às 10 horas, é a vez do Barretos jogar contra o Taubaté, no estádio Fortaleza.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

San José busca empate com Oriente Petrolero e divide a liderança com o Bolívar

Benede supera Fucsovics e pega Raonic nas oitavas em Istambul

Carreño supera Robredo e faz quartas em Estoril