Tsonga sofre, mas supera Sock e avança na Austrália

Assim como fez nas últimas 10 vezes que enfrentou um norte-americano em Grand Slam, o francês Jo-Wilfried Tsonga deixou pelo caminho Jack Sock. Nesta sexta-feira, ele até cedeu um set para o seu rival na terceira rodada, mas no fim levou a melhor em quatro apertados sets, com placar final de 7/6 (7-4), 7/5, 6/7 (8-10) e 6/3, depois de 3h33 de jogo.

O último e único norte-americano que derrubou Tsonga em um dos quatro principais torneios do circuito foi Andy Roddick, que superou o francês em Roland Garros (2005) e no Australian Open (2007).

Francês com mais vitórias em Slam na história, número que veio ao bater o cearense Thiago Monteiro, Tsonga terá agora pela frente o vencedor da partida entre o australiano Bernard Tomic e o britânico Daniel Evans. Ele bateu o atleta da casa nas três vezes que mediram forças anteriormente e irá nunca enfrentou o britânico. 

Vice-campeão no Melbourne Park em 2008, Tsonga teve trabalho para evitar sua eliminação mais precoce em Melbourne desde 2011. Apesar de por pouco não ter fechado em sets diretos, o francês encontrou bastante resistência do valente Sock, que nas quatro parciais deu trabalho até o fim.

O primeiro set acabou sem quebras para qualquer um dos lados e foi definido apenas no tiebreak, com vitória para Tsonga. A história da segunda parcial foi bem parecida, só que o francês aproveitou, na reta final, o quinto break-point que teve, confirmou o serviço em seguida e assim ampliou sua vantagem. 

Tsonga chegou a ter dois match-points no quarto set, ambos no segundo tiebreak que disputou com Sock, mas não os aproveitou e deixou que o norte-americano levasse a melhor, forçando a quarta parcial, na qual o francês abriu 3/0 de cara e não deixou a vantagem escapar até o fim.

Comentários

Postagens mais visitadas