Serena vence Venus e fatura o hepta do Australian Open

No duelo entre as mais famosas irmãs do tênis, deu novamente Serena Williams. Mesmo sem um tênis brilhante, ela superou Venus pela sétima vez em nove finais de Grand Slam e chegou a um histórico 23º troféu desse quilate, assumindo a liderança entre as jogadoras da Era Profissional. A vitória por 6/4 e 6/4 também lhe deu o sétimo título no Australian Open e ela agora é a única tenista em todos os tempos a ter dois heptas em distintos Slam. De quebra, recupera a liderança do ranking. 

Na sua enorme coleção de feitos, Serena se torna também a tenista de maior idade a ganhar um Slam. Aos 35 anos e 125 dias, supera sua própria marca obtida em Wimbledon do ano passado. Ela aumenta seu recorde absoluto na história para 316 vitórias em torneios de Grand Slam, perseguida de perto por Roger Federer, que tem 313 antes da final de domingo. Este foi seu 10º Slam acima dos 30 anos, marca absoluta entre homens e mulheres.

Com os US$ 2,8 milhões de prêmio oficial neste Australian Open, Serena chegará à marca de US$ 84,5 milhões na carreira, mantendo a terceira maior do tênis profissional, atrás somente de Novak Djokovic (US$ 107 mi) e Federer (US$ 98 mi). 

Serena por fim amplia seu recorde para 13 troféus de Slam sobre a quadra dura e obtém a maior distância já vista entre a primeiro e a mais recente conquista, já que seu primeiro troféu aconteceu no US Open de 1999, ou seja 17 anos e quatro meses atrás. Ainda tem o maior índice de aproveitamento em finais de Slam da Era Profissional, com 23 títulos em 29 tentativas.

O jogo começou feio. As duas tenistas erraram demais, mesmo com o saque a favor, e vimos uma sequência de quatro quebras das jogadoras que dependem muito do serviço para se soltar em quadra. Logo no segundo game, Serena quebrou raquete, frustrada por ter escorregado atrás de uma bola, pouco antes de anotar três duplas faltas num único game. Pouco a pouco, Serena foi se acalmando e aumentando o nível dos golpes. Obteve nova quebra para ir a 4/3 e daí cuidou do serviço para fechar o primeiro set.

Venus elevou o índice de acerto do primeiro saque no começo do segundo set, conseguiu dominar Serena e fechar games mais tranquilos. Mas a quebra veio no sétimo game, com devoluções poderosas da cabeça 2, e pouco pôde fazer daí em diante frente o saque profundo e veloz da adversária. Serena completou assim a campanha sem perder um único set, o que não acontecia desde a conquista de Maria Sharapova, em 2008. Tem agora 72 títulos na carreira, quinta marca da Era Aberta.

Venus por sua vez buscava o primeiro troféu de Grand Slam desde 2008 e o oitavo da carreira. Foi a segunda final que perdeu no Australian Open para a irmã, repetindo 2003. Recordista com 73 Grand Slam disputados na carreira, marcou a maior distância entre a primeira e a segunda decisão de um Slam, com 14 anos. Sai com o prêmio de US$ 1,4 milhão, estará no 11º lugar do ranking na lista desta segunda-feira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

San José busca empate com Oriente Petrolero e divide a liderança com o Bolívar

Benede supera Fucsovics e pega Raonic nas oitavas em Istambul