Porto goleia Feirense fora de casa e assume a vice-liderança do Português

Quatro dias após o 5-0 ao Leicester, o FC Porto somou hoje nova goleada, ao bater fora o Feirense por 4-0, num encontro da I Liga de futebol marcado pela expulsão de Ícaro, logo aos três minutos.

Em embate da 13.ª jornada, Ícaro viu o vermelho direto logo a abrir, por falta na área sobre André Silva, que inaugurou o marcador aos quatro minutos, de penálti, e viria a fechar a contagem, aos 66, passando a somar nove tentos na prova.

Pelo meio, o argelino Brahimi (33 minutos) e o espanhol Marcano (50) apontaram os outros tentos da terceira vitória fora dos portistas, que se colocaram provisoriamente no segundo posto do campeonato.

O jogo até começou com uma boa oportunidade de golo para o Feirense, quando Ícaro surgiu livre de marcação na área do FC Porto e cabeceou por cima da baliza de Casillas, aos dois minutos.

Contudo, no minuto seguinte, o defesa do Feirense derrubou André Silva na área, com o árbitro Luís Ferreira a assinalar grande penalidade e a dar ordem de expulsão a Ícaro.

André Silva converteu o castigo máximo e colocou o FC Porto na frente do marcador, perante um Feirense que, reduzido a 10 unidades, acabou por perder fulgor na zona do meio campo.

Com a equipe de Nuno Espírito Santo a dominar o jogo, o Feirense, apesar da inferioridade numérica, quase chegava ao empate num remate de Tiago Silva, à entrada da área, que embateu no poste da baliza de Casillas, aos 18 minutos.

O FC Porto não baixou de intensidade no ataque e ampliou a vantagem, aos 33 minutos, depois de um lançamento lateral longo de Maxi Pereira, que encontrou Brahimi no coração da área, com o argelino a tirar um defesa do caminho e a fazer o segundo golo da equipa de Nuno Espírito Santos.

A vencer por 2-0, o FC Porto entrou na segunda parte com vontade de ampliar a vantagem, o que acabou por acontecer aos 50 minutos, na sequência de um pontapé de canto, com Marcano a cabecear para o fundo da baliza de Vaná.

Com o Feirense a evidenciar algum desgaste físico, o FC Porto continuou a criar perigo e André Silva fez o seu segundo golo no jogo e o quarto do FC Porto aos 66 minutos, ao responder a um cruzamento de Alex Telles com um cabeceamento ao segundo poste.

Até final, o FC Porto manteve-se quase sempre instalado no meio campo do Feirense, que perto do final do encontro quase reduzia a desvantagem, num remate de Platiny dentro da área que embateu na trave da baliza de Casillas (89 minutos).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

San José busca empate com Oriente Petrolero e divide a liderança com o Bolívar

Benede supera Fucsovics e pega Raonic nas oitavas em Istambul