07/12/2016

Grêmio empata com Atlético-MG e fatura o penta da Copa do Brasil

Grêmio é pentacampeão da Copa do Brasil (Foto: JEFFERSON BERNARDES/AFP)

Acabou os 15 anos de espera, o Grêmio voltou a conquistar um título de expressão na noite desta quarta-feira. Jogando em sua Arena, para mais de 55 mil pessoas, o time gaúcho empatou em 1 a 1 com o Galo e com isso o Imortal garantiu o pentacampeonato da Copa do Brasil. Bolaños marcou para o Grêmio, enquanto Cazares deixou tudo igual. Última conquista nacional tinha sido em 2001, na mesma competição. 

Já ídolo do clube antes da noite desta quarta-feira, Renato Gaúcho escreve seu nome novamente na história do Grêmio, desta vez como treinador. Gol do Imortal teve o dedo do comandante, já que Bolaños marcou em sua primeira jogada. Torcida que bateu o recorde de público da Arena cantou forte durante os 90 minutos e soltou o grito que estava entalado desde 2001. 

Fim do jejum e agora maior campeão da Copa do Brasil de forma isolada 

Última conquista de expressão do time gaúcho tinha sido também a Copa do Brasil, no ano de 2001. Com o título esta quarta-feira, o primeiro da nova Arena, o Grêmio se isola como o maio campeão da competição nacional, com cinco conquistas, nos anos de 1989 , 1994 , 1997 , 2001 e agora 2016. Na cola vem o Cruzeiro, com quatro taças. Gaúchos ainda garantiram uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem. Galo também está garantido, pelo Brasileirão. 

#ForçaChape 

Antes da bola rolar, muitas homenagens foram feitas às vítimas do trágico acidente com o avião da Chapecoense. Meninos entraram com as bandeiras do clube e da Colômbia, torcida gremista cantou em nome do clube catarinense, um bandeirão em forma de camisa da Chape e trio de arbitragem atuou na partida vestindo um uniforme verde. Um minuto de silêncio foi respeitado na Arena e jogadores e torcedores se emocionaram bastante antes do apito inicial. 

O JOGO 

Precisando ir para o ataque, o Atlético-MG foi o primeiro a assustar com Júnior Urso, de cabeça, após bom cruzamento de Fábio Santos. Mineiros arriscavam de fora da área, mas bola saiu à direita do gol de Grohe. Os mandantes responderam com Douglas, cobrando falta com perigo para Victor, que só acompanhou a bola raspar o travessão. Robinho também tentou de cabeça, mas faltou pontaria. 

O jogo era pegado, com as duas equipes brigando muito pela bola no meio-campo. Aos 35, Everton aproveitou belo passe de Ramiro para bater de fora da área, mas chute parou nas mãos de Victor. Cinco minutos depois, os dois se reencontraram cara a cara e o camisa 1 salvou o Galo de tomar o primeiro gol na Arena. Antes do intervalo, o Atlético ainda levou perigo após cobrança de lateral do Marcos Rocha, mas Grohe segurou firme para manter o empate no placar. 

Na volta para a etapa final, o Galo seguiu indo para cima e quase marcou na primeira chegada com Robinho, mas atacante não pegou em cheio na bola. Os gaúchos assustaram com Edílson em cobrança de falta, mas Victor estava atento e afastou o perigo. Equipes tinham dificuldade para criar e jogo estava amarrado, sem grandes oportunidade para ambos os lados. Precisando marcar, Giacomini fez alterações e mandou o Atlético para frente. 

Aos 31 minutos, Marcos Rocha teve boa chance para marcar de cabeça, porém Marcelo Grohe estava bem posicionado e segurou firme. Ramiro chegou a balançar as redes, mas assistente marcou o impedimento. Os visitantes tentavam furar o bloqueio do Grêmio, mas defesa Tricolor estava em grande noite e se segurava bem. 

Rafael Carioca arriscou do meio da rua, porém a bola subiu demais e Grohe só acompanhou. Para garantir o título, após saída rápida, a bola sobrou para Bolaños que tinha acabado de entrar, e equatoriano estufou as redes do adversário para acabar com qualquer chance do Atlético-MG. Os visitantes ainda empataram com Cazares, em um lindo gol de antes do meio-campo, mas de nada adiantou. 

FICHA TÉCNICA GRÊMIO 1 X 1 ATLÉTICO-MG 

Data e hora: 07/12/2016, às 21h45 (de Brasília) 
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS) 
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP/FIFA) 
Auxiliares: Marcelo Van Gasse (SP/FIFA) e Kleber Lúcio Gil (SC/FIFA) 
Cartões amarelos: Marcelo Grohe e Bolaños (GRE); Erazo e Fábio Santos (CAM) 
Cartão vermelho: Não houve. 
Público e Renda: 52.233 pagantes e R$ 5.105.964,00 
Gol: Bolaños, 43'/2ºT (1-0); Cazares, 44'/2ºT (1-1) 

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Wallace, Ramiro (Jaílson, 33'/2ºT), Maicon e Douglas (Bolaños, 41'/2ºT); Luan e Everton. TEC: Renato Gaúcho. 

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Gabriel, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete (Cazares, 24'/2ºT) e Júnior Urso (Maicosuel, intervalo); Luan (Lucas Cândido, 30'/2ºT), Robinho e Lucas Pratto. T EC: Diogo Giacomini. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seja o primeiro a comentar

Halep supera Stephens e chega à final em Cincinnati

Pela terceira vez na temporada, Simona Halep está a uma vitória de assumir a liderança do ranking mundial. A romena se colocou novamente em ...