Wawrinka vence Cilic e avança à semifinal em Paris

O suíço Stan Wawrinka foi o terceiro a garantir vaga nas semifinais de Roland Garros neste ano. Em duelo com o croata Marin Cilic, nesta quarta-feira, o campeão de 2015 mostrou força e arrasou o freguês, que amargou a oitava derrota seguida para o rival, caindo com o placar final de 6/3, 6/3 e 6/1, em 1h42 de confronto. 

Pela terceira vez seguida o tenista de Lausanne chega à penúltima rodada em Paris, mas agora ele vem gabaritado por uma campanha impecável, sem perder sets até então. Wawrinka espera pelo vencedor da partida entre o britânico Andy Murray, vice-campeão no ano passado, e o japonês Kei Nishikori, a última de quartas de final restante. 

Contra o britânico, seu algoz no torneio em 2016, Wawrinka leva a pior no retrospecto geral, com sete vitórias e 10 derrotas, embora tenha vantagem nos duelos no saibro (2 a 1). Já se o próximo rival for Nishikori haverá um tira-teima entre ele e o suíço, já que cada um soma quatro triunfos, com o japonês sendo derrotado no único encontro na terra batida. 

Wawrinka não encontrou grande resistência diante de Cilic e já no segundo game obteve sua primeira quebra, abrindo 3/0 na sequência. Ele apenas precisou administrar a vantagem para faturar o primeiro set. No segundo, novamente o suíço saiu com um break no começo e chegou a ter 3/1, mas desta vez o croata reagiu. 

Cilic devolveu a quebra no sexto game, só que a reação parou por aí, já que perdeu o saque no game seguinte e voltou ainda a ser quebrado antes do fim do set. Wawrinka manteve o embalo e chegou a ter uma série de oito games vencidos, fazendo 5/0 na terceira e decisiva parcial, que ele fechou um pouco depois com 6/1.

Esta foi não apenas a oitava derrota seguida de Cilic para o suíço de Lausanne, mas também a 12ª em 14 jogos. A última vez que o croata conseguiu superar Wawrinka foi em 202m na terceira rodada do Australian Open. No saibro ele levou a pior em todos os seis embates, contando este em Paris. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

San José busca empate com Oriente Petrolero e divide a liderança com o Bolívar

Benede supera Fucsovics e pega Raonic nas oitavas em Istambul