Luverdense bate o Figueirense fora de casa e deixa a zona de descenso

Na noite desta terça-feira, foi realizado um confronto inédito. Pela primeira vez na história, Figueirense e Luverdense se enfrentaram. No Orlando Scarpelli, quem levou a melhor o Verdão do Centro-Oeste, que venceu, fora de casa, por 3 a 2. Com o resultado, o time de Mato Grosso chegou a 11 pontos e respira na competição, enquanto os catarinenses seguem com oito, na zona de rebaixamento.
A derrota em casa marcou o sétimo jogo seguido do Figueirense sem vitória. Os gols do time foram marcados por Joãozinho e Robinho. Por sua vez, os visitantes foram às redes com Ricardo, Rafael Silva e Rafael Ratão. Todos os tentos foram marcados no primeiro tempo.
O Luverdense volta a campo na próxima sexta-feira, em casa, contra o América-MG, às 21h30 (de Brasília). Por sua vez, o Figueirense atua apenas no sábado e mede forças contra o Santa Cruz, às 16h30, na Arena Pernambuco.
O Jogo – Mesmo jogando fora de casa, o Luverdense não se intimidou e abriu o placar aos cinco minutos do primeiro tempo. O volante Ricardo recebeu e mandou uma bomba de fora da área, balançando as redes do time catarinense.
Apesar do susto, o Figueirense conseguiu dar o troco rapidamente. Aos oito, Luidy finalizou forte, exigindo grande defesa do goleiro Diogo Silva. Porém, no rebote, Joãozinho decretou o empate dos donos da casa.
O Figueira seguia tentando virar a partida, mas foi o Luverdense quem marcou o segundo gol antes. Aos 35 minutos, Ricardo deu uma linda enfiada para Rafael Silva, que saiu livre na cara do gol e marcou na saída de Thiago Rodrigues.
O time do Mato Grosso teve a chance de ampliar o marcador na sequência, mas a bola acabou explodindo na trave. O Figueirense não deixou os visitantes aproveitarem o bom momento e empatou aos 42. Robinho cobrou falta com precisão e colocou a bola no ângulo, deixando tudo igual em Florianópolis.
As emoções estavam mesmo guardadas para o primeiro tempo. Aos 46 minutos, após cobrança de escanteio, Rafael Silva desviou e Rafael Ratão completou de cabeça, dando números finais à etapa inicial no Orlando Scarpelli.
O segundo tempo não teve a intensidade do primeiro. Apesar das equipes tentarem mexer no marcador, nenhum dos times criava muitas chances de perigo. Precisando do resultado para melhorar no campeonato, o Figueirense se lançou ao ataque e começou a pressionar os visitantes, mas pecava na efetividade, enquanto o time de Mato Grosso se fechava para assegurar a vitória, e conseguiu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

San José busca empate com Oriente Petrolero e divide a liderança com o Bolívar

Benede supera Fucsovics e pega Raonic nas oitavas em Istambul