Goiás vence Náutico fora de casa e entra no G-4

Na noite desta terça-feira, o Náutico recebeu o Goiás na Arena Pernambuco, em partida válida pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Em um duelo agitado e emocionante, o Esmeraldino triunfou por 3 a 2, chegando a 14 pontos, na terceira colocação provisoriamente. Já o Timbu segue sem saber o que é vencer na competição, e é o lanterna, com dois pontos.

A partida marcou a estreia do técnico Beto Campos, campeão gaúcho pelo Novo Hamburgo nesta temporada. Mesmo com o novo comandante, o Náutico segue em situação muito complicada na Série B. Os gols do time foram marcados por Everton Sena, contra, e Vinícius. Por sua vez, Carlos Eduardo, Alex Alves e Jarlan marcaram para o Goiás.

Os times voltam a atuar no próximo sábado, pela 10ª rodada da Série B do Brasileiro. Às 16h30 (de Brasília), o Goiás faz o clássico contra o Vila Nova no Serra Dourada. Já o Náutico enfrenta o Guarani, às 19 horas, no Brinco de Ouro.


Náutico está em situação complicada na tabela (Foto: Clauber Santana/Comunicação CNC)
O jogo – A partida começou movimentada. Com apenas um minuto, o Goiás abriu o placar. Mesmo atuando longe de seus domínios, os visitantes foram para o ataque e, após bela jogada de Tiago Luis pela esquerda, o goleiro Tiago Cardoso espalmou e a bola sobrou livre para Carlos Eduardo, que, no meio da área, mandou firme para as redes do Timbu.

Apesar do resultado negativo e da situação deliciada no campeonato, o Náutico buscava o gol de empate. Aos 25, os donos da casa tiveram a chance. Após jogada em velocidade, Erick foi derrubado dentro da área por Léo Sena. Na cobrança da penalidade máxima, contudo, Gilmar bateu fraco e praticamente recuou para o gol, facilitando a vida de Marcelo Rangel.

O jogo ficou agitado, e as duas equipes tinham chances de mexer no marcador. Quem conseguiu foi o Náutico, aos 38 minutos da etapa inicial. Amaral cruzou pela direita e o zagueiro goiano Everton tentou cortar rasteiro, mas acabando mandando para o próprio gol, deixando tudo igual na Arena Pernambuco.

No segundo tempo, a partida seguiu agitada. O Goiás se mostrou mais efetivo do que os donos da casa e voltou a ficar à frente do placar. Aos 15 minutos da etapa final, Alex Alves cabeceou com estilo e encobriu o arqueiro Tiago Cardoso, recolocando o Esmeraldino na liderança.

O Náutico, mais uma vez, foi buscar o resultado, e chegou ao gol de empate aos 31 minutos. Gerônimo, que tinha acabado de entrar na partida, tocou para Vinícius, que balançou as redes e recolocou o Timbu no confronto.

O duelo ficou aberto, com as duas equipes chegando com perigo e assustando os goleiros. Aos 40, o Goiás marcou o terceiro. Após jogada pela esquerda, Michael cruzou na linha de fundo e a bola chegou em Jarlan, que colocou a bola no gol.

O Náutico tentou, mas não conseguiu buscar o terceiro empate na partida, seguindo sem vencer na competição. Por sua vez, o Goiás até teve chances de ampliar o marcador, mas o confrontou terminou em 3 a 2 para o Esmeraldino.

FICHA TÉCNICA NÁUTICO 2 x 3 GOIÁS

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Data: 20 de junho de 2017, terça-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Ricardo Junio de Souza (MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
Cartões amarelos: Darlan e Amaral (Náutico); Victor Bolt e Léo Sena (Goiás)
Gols: NÁUTICO: Everton Sena (contra), aos 38 minutos do primeiro tempo, e Vinícius, aos 31 do segundo; GOIÁS: Carlos Eduardo, com um minuto do primeiro tempo, Alex Alves, aos 15, e Jarlan, aos 40 do segundo tempo

NÁUTICO:  Tiago Cardoso; David, Aislan, Feliphe Gabriel e Manoel; Darlan, Amaral e Giovanni (Iago); Erick (Bruno Mota), Vinícius e Gilmar (Gerônimo)
Técnico: Beto Campos

GOIÁS: Marcelo Rangel; Tony, Everton Sena, Alex Alves e Carlinhos; Pedro Bambu, Victor Bolt (Elyeser), Léo Sena (Michael) e Tiago Luis; Carlos Eduardo (Jarlan) e Aylon
Técnico: Sílvio Criciúma

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

San José busca empate com Oriente Petrolero e divide a liderança com o Bolívar

Benede supera Fucsovics e pega Raonic nas oitavas em Istambul