Egito vence Burkina Faso nos pênaltis e vai à final da CAN

O Egito apurou-se hoje pela nona vez na sua história para a final da Taça das Nações Africanas (CAN) de futebol após bater o Burkina Faso, do português Paulo Duarte, no desempate por grandes penalidades, por 4-3.

Depois do 1-1 registado após o tempo regulamentar e prolongamento, a seleção egípcia, recordista de vitórias na prova, com sete títulos, acabou por ‘sorrir’ nos penaltis, com o guarda-redes Kouakou e Traore a falharem para o lado do Burkina Faso.

Em Libreville, capital do Gabão, Salah, a ‘estrela’ da equipa, colocou o Egito a vencer, aos 67 minutos, com um excelente remate à entrada da área, mas a seleção comandada por Paulo Duarte respondeu por Bance, aos 73.

O avançado que joga na Letónia, no Riga FC, recebeu a bola no centro da área adversário, parou de peito e atirou com sucesso da baliza do guarda-redes El Hadary, que se tornou nesta edição no jogador mais velho a atuar numa CAN, com 44 anos.

Foi um golo justo, já que o Burkina Faso teve sempre maior controlo da partida, enquanto o Egito preferiu apostar no contra-ataque, embora quase sempre sem conseguir criar perigo.

No prolongamento, o Burkina Faso voltou a demonstrar maior ambição, mas o resultado manteve-se inalterado, já que os egípcios desceram ainda mais as suas linhas, com clara intenção de levar a decisão para os penaltis.

Contudo, o plano da equipa liderada pelo argentino Héctor Cúper ‘tremeu’ quando El-Said falhou a primeira grande penalidade, deixando o Burkina Faso na frente e a sonhar a com a segunda presença numa final da prova (a primeira foi em 2013).

Kouakou e Traore acabaram por não aguentar a pressão e permitiram ambos a defesa de El Hadary, enquanto o Egito não falhou mais e ficou mais perto do seu primeiro título da CAN em sete anos.

Na quinta-feira, os ‘faraós’ ficarão a conhecer o seu adversário na final da CAN2017, que se realiza no domingo, depois de concluída a meia-final que opões o Gana aos Camarões.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

San José busca empate com Oriente Petrolero e divide a liderança com o Bolívar

Benede supera Fucsovics e pega Raonic nas oitavas em Istambul