Nadal derrota Raonic e vai à semifinal no Australian OPen

Rafael Nadal cumpriu até aqui a promessa de ser um novo tenista em 2017. Com um tênis mais agressivo, ele superou em sets diretos o número 3 do mundo Milos Raonic, com parciais de 6/4, 7/6 (9-7) e 6/4. Com isso, fica a duas vitórias do do 15º troféu de Grand Slam e também de um feito histórico, já que pode se tornar o único profissional com ao menos dois troféus em cada um dos Slam. Rafa ganhou o Australian Open em 2009. 

Na semifinal de sexta-feira, o canhoto espanhol terá um autêntico 'freguês' pela frente, o búlgaro Grigor Dimitrov, que mais cedo passou também por 3 a 0 sobre o belga David Goffin. O espanhol venceu os sete primeiros duelos, incluindo as quartas da Austrália em 2014, e perdeu para Dimitrov justamente o mais recente, nas quartas de Pequim do ano passado, por 6/2 e 6/4.

Esta é a 24ª semifinal de Grand Slam de Rafa, mas a primeira desde o título em Roland Garros de 2014. Ele tem agora 50 vitórias na Austrália e assim Melbourne se seu segundo Slam de maior produtividade, depois dos 72 triunfos de Roland Garros. Também foi sua segunda vitória seguida sobre um top 10, após eliminar o sexto do ranking Gael Monfils nas oitavas de final.

Nadal foi muito bem já no primeiro set. Caprichou na tentativa de colocar o máximo de devoluções de volta e com isso fazer Raonic jogar os pontos. Evitou recuar muito na devolução e caprichou no slice. O canadense tentou ser agressivo, mas também encarou grandes passadas do espanhol. Com o serviço a favor, Rafa foi muito preciso e jamais deu chance. Assim, bastou uma quebra no sétimo game para concluir a tarefa.

Raonic melhorou muito no segundo set, com mais paciência. Inesperadamente, pediu atendimento médico após o quinto game, mas nunca mostrou qualquer incômodo. Com saque no 4/5, Nadal permitiu três set-points e num deles faltou coragem ao canadense. Depois, com dois aces, Rafa levou ao tiebreak e aí viu Raonic liderar o tempo todo mas sem nervos para fechar. Com 6-5, fez dupla falta. Com 7-6, errou longe forehand. Nadal aproveitou os presentes na primeira chance que teve.

O terceiro set caminhou equilibrado, com domínio dos sacadores e sem sustos, mas era previsível que Raonic iria sentir a pressão na hora que tivesse de sobreviver na partida. Bastou então Nadal fazê-lo jogar os pontos no 10º game para concluir uma brilhante partida, em que ganhou 83% dos pontos com o primeiro saque, o que deveria ser especialidade do adversário.

Com o resultado, Nadal eleva para 7 a 2 os confrontos diretos com Raonic e se vinga da recente derrota sofrida nas quartas de final de Brisbane. O canadense buscava seu quarta semifinal de Slam e a segunda seguida em Melbourne. A primeira consequência é perder o terceiro lugar do ranking para Stan Wawrinka. Se Nadal for campeão, cairá para o quinto posto.

Ao se juntar a Wawrinka e Roger Federer na penúltima rodada, Nadal coloca três tenistas acima dos 30 anos nas semifinais de um Slam, o que só aconteceu uma vez em toda a Era Profissional, justamente no primeiro torneio da série, o de Roland Garros de 1968.

Comentários

Postagens mais visitadas