Nadal bate Zverev e faz oitavas na Austrália

O aguardado duelo entre Rafael Nadal e Alexander Zverev pela terceira rodada do Australian Open cumpriu todas as expectativas. Cinco sets, quatro horas e oito minutos de jogo e oportunidades para os dois lados. Prevaleceu o incansável Nadal, que mesmo estando por duas vezes em desvantagem no placar venceu por 4/6, 6/3, 6/7 (5-7), 6/3 e 6/2 diante do jovem alemão que sentiu o desgaste no fim da partida.

Foi a segunda vitória de Nadal sobre Zverev, repetindo o que já havia ocorrido no ano passado em Indian Wells. O alemão de 19 anos e 24º do ranking segue sem atingir as oitavas de final de um Grand Slam, mas deve ganhar posições por ter perdido na estreia da edição passada e ficar próximo de igualar a melhor marca da carreira, que é o 20º lugar.

Campeão em 2009 e finalista em outras duas ocasiões, Nadal enfrenta nas oitavas o vencedor da partida entre o francês Gael Monfils e o alemão Philipp Kohlschreiber. O espanhol que atualmente está no nono lugar do ranking já garantiu 180 por sua campanha na Austrália e só desconta 10, porque também foi eliminado ainda na primeira rodada no ano anterior.

Quebrado no game de abertura da partida, Nadal teve dificuldade de responder ao saque de Zverev no set inicial, especialmente quando o alemão colocava o primeiro serviço em quadra. Nessas condições, o jovem de 19 anos venceu treze pontos em dezesseis possíveis e se manteve à frente até o fim do set.

Disposto a minimizar a potência dos golpes do adversário, Nadal apostou nos slices para tirar a bola de uma altura que ficava confortável para o backhand do alemão de 1,98m. A tática funcionou e o ex-número 1 contou com erros do rival para quebrar no começo do segundo set. Além disso, o espanhol só perdeu três pontos sacando em toda a parcial.

O terceiro set seguiu sem quebras ou break points. No tiebreak, Zverev errou um forehand e um voleio fáceis, mas reagiu impondo um tênis agressivo nos dois pontos seguintes e venceu um ponto-chave no saque do espanhol quando o placar estava empatado por 5 a 5 para voltar à frente no placar geral.

A intensidade de Zverev caiu no começo do quarto set e Nadal aproveitou a porta aberta para largar com 3/0 e disparou um ótimo saque aberto para salvar o único break point que enfrentou. O alemão começou o último set perdendo por 2/0 e buscou o emapte, mas o quinto game durou nove minutos e o alemão, depois de vencer um ponto em rali de 34 trocas de bola, sentiu o desgaste e perdeu os três seguintes para voltar a ser quebrado. Àquela altura, o alemão se tornou presa-fácil e Nadal sacramentou a virada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

San José busca empate com Oriente Petrolero e divide a liderança com o Bolívar

Benede supera Fucsovics e pega Raonic nas oitavas em Istambul