Murray derrota Kuznetsov e avança em Roland Garros

A fase do britânico Andy Murray não é das melhores e até por isso que o duelo com o russo Andrey Kuznetsov, pela primeira rodada de Roland Garros, pedia certa atenção. O número 1 do mundo conseguiu chegar à vitória, mas teve trabalho no começo e chegou a deixar um set antes de fechar o jogo com o placar final de 6/4, 4/6, 6/2 e 6/0, em 2h32 de embate. 

Em sua décima aparição no saibro parisiense, Murray só perdeu uma vez na estreia, na primeira vez que disputou o torneio (2006), contra o atleta da casa Gael Monfils. Atual vice-campeão, ele foi o terceiro atleta britânico a alcançar uma final no segundo Grand Slam da temporada e tenta agora ser o segundo a faturar o título, o primeiro desde Fred Perry em 1935. 

O adversário do escocês na segunda rodada será o eslovaco Martin Klizan, que derrotou o francês Laurent Lokoli por 3 sets a 2, em partida marcada por um barraco no cumprimento final. Será a segunda vez que Klizan enfrentará Murray no circuito, tendo perdido o outro encontro, no ano passado em Viena. 

Murray começou devagar na partida e teve trabalho nos dois primeiro sets. Ele chegou a abrir 5/2 na primeira parcial, mas vacilou ao sacar para fechar e viu Kuznetsov devolver a quebra, mas voltou a ter um break na sequência para assim largar na frente. O russo seguiu aproveitando a inconsistência do britânico e conseguiu empatar em 1 set a 1. 

A partir do terceiro set o líder do ranking melhorou e foi um pouco mais agressivo, mudança que foi o suficiente para que ele dominasse as ações em quadra. Murray cedeu apenas dois games ao russo na terceira parcial e não deu chances na quarta, em que anotou três quebras e fechou o jogo com direito a "pneu" para cima de Kuznetsov.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

San José busca empate com Oriente Petrolero e divide a liderança com o Bolívar

Benede supera Fucsovics e pega Raonic nas oitavas em Istambul