Sport vence Joinville nos pênaltis e avança às oitavas da Copa do Brasil

Parecia que ia ser sem emoção, mas o Sport fez questão de brincar com os cardiopatas da Praça da Bandeira e colocou um toque de drama na classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil. Após derrota por 2x1 no tempo normal, o passaporte veio nos pênaltis, na noite desta quarta-feira (19), na Arena Joinville, com o goleiro Magrão sendo herói mais uma vez. A decisão foi para as penalidades porque na partida de ida, na Ilha do Retiro, o time pernambucano havia vencido o catarinense por 2x1. O adversário leonino será conhecido nesta quinta-feira (20), em sorteio que será realizado às 12h, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 

O fato de poupar quatro jogadores por risco de lesão deu uma falsa impressão de que não se tratava de uma decisão para o Sport. Apesar de quatro garotos em campo, três no meio de campo - Fabrício, Ronaldo e Thallyson - e um no ataque, com Juninho de referência, o Leão até conseguia trabalhar bem a bola, mas sem objetividade, criando pouco. Com suas limitações técnica, o Joinville também não oferecia lá tanto perigo, permanecendo um jogo equilibrado até a primeira metade da etapa inicial. 

A primeira grande chance apareceu aos 25 minutos, quando Marlyson ganhou de Durval e bateu rasteiro na entrada da área para uma grande defesa de ponta de dedos do goleiro Magrão. Um minutos depois, os catarinenses reclamaram de pênalti inexistente de Mena em Marlyson. A segunda grande oportunidade veio de uma lance pouco comum. Em falha do goleiro leonino, Alex Ruan pegou rebote de frente com o arqueiro, que se recupera e faz grande defesa no desfecho do lance.

Na segunda etapa, um Leão diferente. Apesar de ainda não conseguir mostrar o seu melhor futebol, os pernambucanos conseguiram se fechar melhor e mostraram poder de decisão. O primeiro sinal foi dado aos 20 minutos, quando Rodrigo cabeceou com muito perigo. Porém, aos 27, a zaga do Joinville se atrapalhou e Leandro Pereira arrancou e tocou na saída do goleiro para abrir o placar. Com a excelente vantagem, faltou inteligência aos leoninos para gastar o relógio. Em jogada de linha de fundo, Samuel Xavier tentou cruzamento rasteiro e deu o contra-ataque ao adversário, que terminou no gol de Bruno Rodrigues, tocando na saída de Magrão e colocando fogo na partida. E o castigo veio aos 44 minutos, quando Marlyson aproveitou cruzamento rasteiro e fez o gol que levou a disputa para os pênaltis. E aí entrou em cena São Magrão e o Leão passou para as oitavas.

Comentários

Postagens mais visitadas