São Paulo vence Linense e abre vantagem por vaga

O Linense pensou nas contas, na vida administrativa. Assim, abriu caminho para que as duas partidas das quartas de final do Campeonato Paulista contra o São Paulo fossem realizadas no Morumbi. Uma decisão baseada no lucro, mas que tinha um preço. Um "cavalheirismo" que foi repassado ao primeiro jogo, neste domingo, com o gol contra que iniciou o triunfo por 2 a 0 dos tricolores.

A passividade do time de Lins foi traduzida na postura defensiva, Os 11 atrás da linha da bola, quase encaixotados na grande área. Parecia não haver nem sequer interesse em agredir. Tanto é que a primeira chance foi linense por acaso e fez o São Paulo se lembrar de que estava em casa, mesmo com apenas 15 mil torcedores presentes no Morumbi.Os 20 minutos finais foram de pressão total do Tricolor. 

A equipe de Rogério Ceni já havia mostrado que retomara a marcação mais adiantada nos primeiros minutos, mas custava a criar. A criação melhorou, os pontas atacavam com facilidade e uma atuação gigante de Jucilei deu tranquilidade para que o foco fosse sempre o ataque.Enquanto o volante colecionava desarmes e uma boa distribuição de jogo, o goleiro Victor Golas tentava ser menos gentil com os são-paulinos. Mas depois de parar Pratto e companhia no primeiro tempo, o arqueiro foi castigado por fogo amigo, em mais um presente do Linense. Rodrigo Caio apareceu bem na segunda trave, tocou para trás e Diego Felipe, no susto, fez contra aos quatro minutos da etapa final.

O domínio são-paulino persistiu, Golas seguiu mostrando serviço, mas marcar um gol parecia causar sofrimento aos comandados de Rogério Ceni. Pratto teve jornada ruim e o estreante Thomaz, que entrou na vaga de Luiz Araújo, pouco apareceu. E quando o Linense, mais uma vez prestativo, teve Maycon expulso, imaginava-se mais pressão por uma vitória mais larga. O que se viu, porém, foi uma queda brusca de ritmo e frustração da torcida pelo fato do São Paulo ter feito apenas 1 a 0. Sobraram até vaias para Wellington Nem, substituído por Shaylon nos acréscimos. Uma alteração banal? Nada! O garoto entrou, cruzou no capricho e Golas espalmou. Mas sem heroísmo desta vez, e sim generosidade tipicamente linense: bola na cabeça de Pratto e gol tricolor, para alívio da torcida e do argentino. O duelo de volta com o Linense será às 16h de sábado, de novo no Morumbi. Antes de definir se irá às semifinais do Paulistão, o Tricolor ainda jogará na Argentina contra o Defensa y Justicia, na estreia na Copa Sul-Americana. O duelo será às 19h15 de quarta-feira.FICHA TÉCNICA

FICHA TÉCNICA LINENSE 0 X 2 SÃO PAULO

Local: Morumbi, em São Paulo (SP) 
Data: 2/4/2017
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse e Danilo Ricardo Simon Manis
Público/renda: 15.480 presentes / R$ 396.216,00
Cartões amarelos: Carleto, Diego Felipe (Linense); Buffarini
Cartão vermelho: Maycon, 34'/2ºT (Linense)
Gols: Diego Felipe (contra), 4'/2ºT (0-1); Pratto, 48'/2ºT (0-2)

LINENSE: Victor Golas, Bruno Moura, Rodrigo Lobão, Caíque e Carleto (Bruno Costa - 44'/2ºT); Pio, Maycon, Zé Antonio e Diego Felipe (Tatá - 40'/2ºT); Thiago Humberto (Thiago Santos - 20'/2ºT) e Gabrielzinho. Técnico: Márcio Fernandes.

SÃO PAULO: Renan Ribeiro, Buffarini (Araruna - 26'/2ºT), Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes e Cícero; Wellington Nem (Shaylon - 47'/2ºT), Luiz Araújo (Thomaz - 20'/2ºT) e Lucas Pratto. Técnico: Rogério Ceni.

Comentários

Postagens mais visitadas