Haas derrota Paire e avança em Monte Carlo

Depois de três anos sem uma vitória sequer em Masters 1000, o alemão Tommy Haas encerrou o jejum nesta terça-feira no saibro de Monte Carlo. O veterano de 39 anos surpreendeu o francês Benoit Paire com uma vitória relativamente tranquila, anotada em apenas 68 minutos, com parciais de 6/2 e 6/3.

A última vez que Haas conseguiu um resultado positivo no torneio foi em 2004, quando bateu o belga Xavier Malisse na estreia e caiu diante do argentino Juan Ignacio Chela em seguida. Esta é sua primeira aparição desde 2008 em Mônaco, onde tem como melhor resultado as quartas de final em 2002. 

Na segunda rodada o alemão terá pela frente o tcheco Tomas Berdych, cabeça de chave número 9, contra quem já jogou quatro vezes. O retrospecto entre eles está empatado, com dois triunfos para cada lado e vitória de Haas no encontro mais recente, em 2012, pelas quartas de final na grama de Halle.

O francês Jo-Wilfried Tsonga não teve a mesma sorte de Haas e foi derrotado em seu retorno ao circuito. Sem jogar desde a queda na estreia em Indian Wells, ele jogou bastante abaixo do nível costumeiro, até saiu na frente do compatriota Adrian Mannarino, vindo do quali, mas não manteve o ritmo e acabou levando a virada, com o placar final de 6/7 (3-7), 6/2 e 6/3. 

Primeiro classificado para as oitavas de final no saibro monegasco, Mannarino ainda não sabe quem enfrentará na próxima rodada. Ele espera pelo vencedor da partida envolvendo o compatriota Lucas Pouille, 11º mais bem cotado ao título, e o italiano Paolo Lorenzi, que estrearam apenas nesta terça-feira.


Comentários

Postagens mais visitadas