16/12/2016

River Plate vence Rosário Central e conquista título inédito da Copa Argentina

D'Alessandro se despede do River Plate com título da Copa Argentina River Plate / Divulgação/Divulgação

A despedida de Andrés D'Alessandro do River Plate não poderia ter sido melhor. E nem mais emocionante: em um jogo incrível, a equipe de Buenos Aires venceu o Rosario Central por 4 a 3 na decisão da Copa Argentina. O título inédito valeu a classificação do River à Libertadores e marcou o último jogo do meia pelo clube onde surgiu, já que ele retorna ao Inter na próxima temporada.

D'Alessandro começou o jogo como titular, mas não teve grande atuação na final no estádio Mario Kempes, em Cordoba. Quem brilhou foram os centroavantes: Lucas Alario marcou três gols do River Plate, enquanto Marco Ruben fez dois para o Central – que amargou o terceiro vice consecutivo no torneio.

O jogo foi corrido desde o início. Em um gramado muito ruim, o River Plate começou em cima e abriu o placar logo aos 11min, com um pênalti cometido por Musto que Alario converteu. O time comandado por Marcelo Gallardo seguiu em cima e teve outra boa chance, desta vez com D'Ale, em uma cobrança de falta, mas o meia parou nas mãos do goleiro Sebastian Sosa.

O Central aproveitou e chegou ao empate aos 26min – com um lance para lá de polêmico: após rebote de escanteio, Musto disputou a bola com o goleiro Batalla, tocou com o braço na bola e mandou para as redes, e o árbitro validou o lance para muita reclamação do River. A virada veio quatro minutos depois, com Ruben, em um golaço, dominando de canhota e chutando de direita.

De repente, o time de Rosário havia virado o jogo e dominava as ações, até que a arbitragem apareceu de novo: um pênalti polêmico foi marcado em Alario, e de novo o centroavante partiu para a cobrança para igualar o jogo, aos 39min.

As emoções do primeiro tempo se repetiram na segunda etapa. O Rosario Central voltou a ficar na frente, aos 18min, de novo com Ruben, em falha de Batalla. Mas o River chegou ao empate aos 26min, logo após D'Alessandro sair do jogo e se despedir da equipe: Alario, de novo, venceu a zaga na disputa dentro da área e mandou para as redes.

Quatro minutos depois, o lance que definiu o jogo: Sosa saiu mal, e Ivan Alonso, que havia acabado de entrar, fez o quarto gol do River Plate. O Central se descontrolou, e Ruben foi expulso aos 39. Depois, não houve tempo para mais nada. Com o título, o River Plate é a sétima equipe argentina na Libertadores.


D'Alessandro foi o responsável por levantar a taça de campeão. Depois, o meia anunciou que dará uma entrevista coletiva nesta sexta, em Buenos Aires – provavelmente para tratar do seu futuro e do retorno ao Inter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seja o primeiro a comentar

Porto vence Portimorense de virada e avança na Taça de Portugal

Dois gols já nos descontos permitiram hoje ao FC Porto virar o resultado e apurar-se para os oitavos de final da Taça de Portugal em fut...