Atlético-GO vence o Londrina fora de casa e é o primeiro a confirmar acesso à Série A

A festa está garantida para a torcida do Atlético-GO. Nesta terça-feira, a equipe comandada por Marcelo Cabo fez história ao confirmar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro com uma vitória sofrida em cima do Londrina, no Estádio do Café. Em uma partida dramática, com polêmicas e erros graves da arbitragem, os goianos foram mais fortes do que as adversidades e fizeram 3 a 2 nos donos da casa, que também sonham com a elite nacional, mas agora se distanciam um pouco mais do G4 com mais um tropeço diante de seu torcedor. Com três rodadas para término da Série B, o objetivo do Atlético-GO agora é conquistar o título e coroar um ano glorioso.
O Atlético-GO deve de fazer sua festa no Paraná, longe de sua torcida (Foto: Divulgação)
Com tanta coisa em jogo, não tinha como Londrina e Atlético-GO não fazerem um grande e tenso jogo nesta terça-feira. A partida começou com as equipes se estudando, mas mostrando que ninguém ia ficar esperando. O objetivo tanto dos paranaenses quando dos goianos era o ataque. Mas o responsável por colocar fogo no jogo foi o árbitro Ricardo Marques Ribeiro. Em um lance muito polêmico ele viu mão na bola de Matheus dentro da área e marcou a penalidade para os vistante. Junior Viçosa não desperdiçou a oportunidade. Era o sonho do acesso mais perto.
Menos de dez minutos depois, porém, o Londrina provou que não estava para brincadeira. Bola alçada na área e Everton Sena resvalou de leve para tirar Klever do lance e empatar em novo lance confuso, já que o lateral do Tubarão tinha posição duvidosa dentro da área.
O jogo era lá e cá e as duas equipes tiveram grandes chances de ficar em vantagem no marcador, mas os goleiros Klever e Marcelo Rangel brilharam e deixaram o duelo ainda mais nervoso. Mas, antes do intervalo, o camisa 1 do Londrina não teve o que fazer quando de novo Junior Viçosa cabeceou uma bola improvável no ângulo esquerdo. Atlético-GO de novo na frente e a 45 minutos de se confirmar na Série A.
O problema é que ninguém contava com um erro tão grave do árbitro Ricardo Marques Ribeiro. Mais uma vez o juiz causou uma grande confusão por causa por marcar um pênalti, dessa vez a favor do Londrina. Matheus Ribeiro até derrubou Jô, que partia para ficar cara a cara com o gol. No entanto, a falta aconteceu fora da área e, mesmo assim, Ricardo Marques Ribeiro apontou para a cal. Germano não quis nem saber e empatou novamente.
Luiz Fernando saiu do banco e marcou o gol da vitória (Foto: Divulgação)
Sorte do árbitro que nada parecia tirar o Atlético-Go do foco se garantir logo o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. Já nos minutos finais, o técnico Marcelo Cabo teve coragem para tirar Junior Viçosa mesmo depois do centroavante marcar dois gols para apostar em Luiz Fernando. E a estrela dos dois brilhou. Em um de seus primeiros toques na bola, Luiz Fernando aproveitou cruzamento de Matheus Ribeiro e pegou de primeira. Um belo gol. 3 a 2.
O Londrina ainda tentou um abafa nos acréscimos, mas não conseguiu evitar a derrota e chegou ao terceiro jogo seguido sem vencer em casa. O Tubarão segue vivo na briga pelo acesso, mas a situação se complica a três rodadas do fim da Série B. Agora, o time é sétimo colocado, com 54 pontos, cinco a menos que o Avaí, primeiro dentro do G4. A boa notícia para os paranaenses é que o jogo de sábado, às 17h30, apesar de ser fora de casa, no Maranhão, é contra o Sampaio Corrêa, lanterna da Série B e já rebaixado.
Já para o Atlético-GO foi só festa depois do apito final. A sensação era de missão cumprida. Os três pontos deram o acesso à equipe nesta 35ª rodada e agora a missão dos goianos é jogar pelo título. Com 67 pontos, o o time de Marcelo Cabo abre oito pontos de vantagem na liderança e pode erguer a taça já na próxima rodada, contra o Tupi-MG, sábado, em casa, no Olímpico, às 19h30.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Benede supera Fucsovics e pega Raonic nas oitavas em Istambul

Carreño supera Robredo e faz quartas em Estoril

Raonic derrota Bedene na estreia em Istambul