Fluminense sofre, mas vence Criciúma e avança na Copa do Brasil

O Fluminense garantiu a classificação para a quarta fase da Copa do Brasil ao derrotar o Criciúma por 3 a 2, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no estádio Giulite Coutinho. Os dois times haviam empatado por 1 a 1, no jogo de ida em Santa Catarina, e o Tricolor das Laranjeiras soube aproveitar as oportunidades que apareceram para assegurar a vaga.

O jogo foi emocionante, com as duas equipes atuando de forma aberta e proporcionando grandes momentos para a torcida. O time dirigido por Abel encontrou muitas dificuldades para alcançar o resultado por causa da combatividade mostrada pelo Criciúma. Os gols do Fluminense foram marcados por Douglas, Henrique Dourado e Sornoza, enquanto Diego Giaretta e Silvinho anotaram foram às redes pela equipe catarinense.

O jogo – Diante de uma torcida entusiasmada, o Fluminense começou a partida marcando por pressão a defesa do Criciúma e complicando a saída de bola da equipe catarinense. Aos oito minutos, Richarlison se livrou de três marcadores e caiu na área, mas o árbitro nada viu de irregular.

Aos 14 minutos, o Tricolor carioca marcou o primeiro gol. Léo arrancou pela esquerda, tabelou com Sornoza e cruzou para a entrada de Douglas, que bateu no ângulo, sem defesa para o goleiro do Criciúma.

Dois minutos depois, o Fluminense quase ampliou em lançamento para Henrique Dourado, que escorregou na hora da concluir. O segundo gol do Flu aconteceu aos 18 minutos, quando Raphael Silva, depois de ser desarmado, derrubou Richarlison na área. O árbitro marcou pênalti, que Henrique Dourado converteu, batendo com categoria.

O Criciúma, sem alternativa, partiu para o ataque e acabou marcando o primeiro gol, aos 29 minutos. Após levantamento na área, a defesa tricolor falhou ao tentar afastar o perigo e a bola sobrou para Diego Giaretta que, livre de marcação, empurrou para as redes.

O time catarinense se empolgou a partir da marcação do primeiro gol e passou a pressionar em busca do empate, resultado que lhe daria a vaga. Aos 35, após cruzamento na área, o time visitante conseguiu colocar a bola nas redes. O árbitro até validou o gol, mas, depois de alguns segundos, voltou atrás e anulou o tento, marcando a falta de Barreto, que usou a mão para colocar a bola nas redes tricolores.

Aos 40 minutos, o Criciúma teve outra chance para empatar. Após lançamento, Caio Rangel entrou livre e tentou encobrir o goleiro Diego Cavalieri, mas mandou por cima do travessão. O Fluminense só voltou a incomodar aos 42, em chute forte de Sornoza, que explodiu na zaga catarinense e saiu para escanteio.

O Criciúma começou o segundo tempo no ataque e, logo aos dois minutos, uma jogada polêmica. Após cruzamento na área, a bola bateu no braço do zagueiro Renato Chaves, que estava caído. Os jogadores catarinenses pediram a marcação de pênalti, mas o árbitro interpretou o toque como acidental. Logo depois, Caio Rangel invadiu a área e tocou para o gol, mas Diego Cavalieri salvou o Fluminense com grande defesa.

O time dirigido por Abel Braga só apareceu na área aos sete minutos, em conclusão de Wellington, mas o goleiro Edson se esticou e mandou para escanteio.

O jogo ficou aberto e o Criciúma voltou a ameaçar em sucessivas cobranças de escanteio. Aos 11 minutos, Richarlison tentou cortar e mandou no travessão, assustando a torcida. Logo depois, Alex Maranhão tentou o gol olímpico, mas Diego Cavalieri salvou.

Aos 16, o Fluminense marcou o terceiro gol. O lateral Léo fez grande jogada, partindo da ponta para o meio e tocando para Sornoza, que encheu o pé e marcou o terceiro gol. Logo depois, o Criciúma desperdiçou mais uma chance de marcar, quando Caio Rangel recebeu na pequena área e chutou em cima de Diego Cavalieri, que saiu bem e fechou o ângulo.

O time catarinense seguiu lutando para tentar diminuir a diferença, enquanto os cariocas tentavam aproveitar os espaços deixados pelas subidas do adversário. Aos 32 minutos, Richarlison recebeu de Wellington Silva e mandou a bomba, mas Edson fez grande defesa e evitou o quarto gol.

Aos 42, o Criciúma marcou o segundo gol. Após cruzamento na área, Raphael Silva acertou o travessão, Diego Cavalieri fez grande defesa em outro chute e a bola sobrou para Silvinho, que conseguiu colocar mandar para o fundo das redes. Nos minutos finais, o Criciúma pressionou, mas o Fluminense soube segurar o resultado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

San José busca empate com Oriente Petrolero e divide a liderança com o Bolívar

Benede supera Fucsovics e pega Raonic nas oitavas em Istambul