31/08/2016

Soares e Shvedova vencem Qureshi e Xu e avançam nas mistas em NY

Horas depois de uma estreia complicada na chave de duplas masculinas do US Open, Bruno Soares venceu mais um jogo equilibrado. O mineiro venceu ao lado da cazaque Yaroslava Shvedova a parceria do paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi com a chinesa Yifan Xu por 6/3, 6/7 (3-7) e 10-8.

Cabeças 2 nas duplas mistas, Soares e Shvedova agora aguardam a definição dos próximos adversários. É provável que eles só voltem a atuar no próximo sábado, que os rivais da segunda rodada não estão na programação nem desta quarta-feira e nem da próxima quinta-feira.

Há possibilidade de cruzar com a dupla dos Estados Unidos formada por Evan King e Emina Bektas ou contra a parceria da húngara Timea Babos com o americano Eric Butorac. Na quinta-feira, Babos já tem partidas marcadas pelas chaves de simples e duplas femininas.

Campeão da competição nos anos de 2012 com a canhota russa Ekaterina Makarova e 2014 ao lado da indiana Sania Mirza, Soares tenta seu quarto Grand Slam em duplas mistas. Na atual temporada, ele venceu o Australian Open junto da russa Elena Vesnina

Kerber derrota croata e avança á 2ª rodada no US Open

Um jogo que parecia fácil para Angelique Kerber quase se transformou em drama. Depois de vencer com autoridade o primeiro set e abrir boa vantagem no segundo, a canhota alemã permitiu a reação da croata Mirjana Lucic, mas despachou a rival de 34 anos com parciais de 6/2 e 7/6 (7-2).

A número 2 do mundo enfrenta na próxima rodada a vencedora do duelo americano entre Shelby Rogers e Catherine Bellis. Ela já repete a campanha do ano passado em Nova York e começa a somar se for às oitavas, o que aumenta suas chances de terminar o torneio na liderança do ranking.

Consistente do fundo de quadra, Kerber foi extremamente regular durante o set inicial. Mesmo fazendo somente quatro winners, a alemã contou com 24 erros não-forçados da adversária. Depois de largar com 4/0, a vice-líder do ranking soube administrar a vantagem e terminou o set sem enfrentar break points.

A vantagem alemã aumentou no segundo set com duas quebras a mais. Depois de liderar por 4/1 e ficar muito perto da vitória, a Kerber continuava a ser muito defensiva e perdeu quatro games seguidos.

Já no tiebreak, Lucic chegou set point após winner de devolução, mas cometeu erro na sequência. A veterana croata perderia mais duas chances de fechar a parcial antes de amargar a eliminação em sets diretos.

Ainda nesta quarta-feira, a cabeça 13 britânica Johanna Konta derrotou a búlgara Tsvetana Pironkova por 6/2, 5/7 e 6/2. Sua adversária na próxima fase é a ex-top 10 e hoje 26ª colocada suíça de 19 anos Belinda Bencic. O histórico é favorável a Bencic, com duas vitórias e uma derrota.

Cilic vence Stakhovsky e vai a 3ª rodada em Nova York

Vindo de título no Masters 1000 de Cincinnati, Marin Cilic manteve o embalo e venceu seu oitavo jogo seguido no circuito. Em 1h37 de partida, o croata derrotou o 92º colocado ucraniano Sergiy Stakhovsky pelas tranquilas parciais de 6/1, 6/2 e 6/3.

Campeão do US Open há dois anos e semifinalista na última edição, Cilic ainda não perdeu sets em suas duas primeiras apresentações. Agora o número 9 do mundo enfrenta o 27º colocado norte-americano Jack Sock, que venceu o alemão Mischa Zverev por 6/1, 6/1 e 6/2.

Cilic e Sock se enfrentaram há pouco mais de um mês pelas quartas de final do Grupo Mundial da Copa Davis. Na ocasião, o croata venceu as duas primeiras parciais e cedeu a virada ao americano. Ainda assim, a Croácia comemorou a vitória no confronto disputado em Portland.

Para conseguir sua tranquila vitória nesta quarta-feira, Cilic contou com bom desempenho no saque. O croata cedeu só 16 pontos no serviço, sendo apenas quatro quando encaixou o primeiro saque em quadra, disparou cinco aces e não foi quebrado nos dois break points que enfrentou.

Além de liderar a contagem de winners por 29 a 14 e de cometer 19 erros contra 29 do adversário, Cilic obteve quebras em seis ocasiões, duas em cada set.

Outro confronto já definido é entre o cabeça 24 francês Lucas Pouille e o 15º favorito espanhol Roberto Bautista Agut. Pouille conseguiu uma grande virada contra o suíço Marco Chiudinelli que chegou a sacar para o jogo no terceiro set e marcou 4/6, 3/6, 7/6 (8-6), 6/2 e 6/0. Bautista também começou atrás, mas avançou com mais tranquilidade contra o canhoto argentino Federico Delbonis com placar final de 5/7, 6/2, 6/3 e 6/2.

CRB faz 3 a 1 no Oeste e se mantem no G4

Em partida válida pela 22ª rodada da Série B do Brasileirão, o CRB não decepcionou a torcida que compareceu na noite desta terça-feira, no Estádio Rei Pelé. A equipe alagoana deu fim ao jejum de vitórias, após triunfar sobre o Oeste por 3 a 1. Os gols do CRB foram marcados por Luidy, duas vezes, e pelo zagueiro paulista Francis, que cortou contra sua própria meta. Felipe Rodrigues descontou para o Oeste.

Na próxima rodada, o CRB irá a Santa Catarina enfrentar o Criciúma, no estádio Heriberto Hülse. O jogo será realizado no sábado, às 21h (de Brasília). No mesmo dia, o Oeste receberá o Paraná. A partida está marcada para às 16h, no Prefeito José Liberatti, em Osasco.

A partida começou quente na capital do Alagoas. O Oeste dominava as jogadas até os dez minutos do primeiro tempo, até que o ataque do Galo da Praia começou a funcionar. Em cobrança de falta, Marcos Martins quase abriu o placar, ao cobrar bem próximo das redes do time paulista.

Apenas seis minutos depois, aos 20 no marcador, o placar foi inaugurado. Luidy, que havia sofrido a perigosa falta cobrada por Martins, recebeu bola de Olívio e bateu na saída de Felipe Alves, para estufar as redes do Oeste. Nos minutos seguintes, o atacante voltou a ficar livre na área, mas a bola chutada passou perto da meta paulista.

No segundo tempo, a partida voltou ainda mais favorável para os donos da casa. Em bom cruzamento de Marcos Martins aos 15 minutos, o zagueiro Francis, do Oeste, cortou para o próprio gol, sem chances para Felipe Alves. Quatro minutos depois, Luidy fez excelente jogada, batendo de perna direita. A bola desviou, mas estufou as redes pela terceira vez, segunda do atacante.

Já no fim do duelo, a equipe paulista conseguiu descontar. O zagueiro Felipe Rodrigues fez boa jogada, se livrou dos marcadores alagoanos e chutou firme, sem defesa para o goleiro Juliano. Era o único respiro dos paulistas na partida, aos 40 minutos da etapa complementar.

Serena derrota Makarova e avança em Nova York

A número 1 do mundo começou o Aberto dos Estados Unidos com muita tranquilidade. Jogando em casa, a americana Serena Williams derrotou a russa Ekaterina Makarova, por 2 sets a 0, duplo 6/3, na noite desta terça-feira.

Williams, que caiu na semifinal do Grand Slam americano de 2015, após perder para a italiana Roberta Vinci, tenta seu segundo título de Major na temporada. Em julho, a líder do ranking mundial venceu o torneio de Wimbledon, seu sétimo na carreira, após vencer a alemã Angelique Kerber, 7/5 e 6/3.

Agora, Serena enfrentará a compatriota Vania King. A número 87 do mundo derrotou a alemã Antonia Lottner por 2 sets a 0, parciais de 7/6 (7-2) e 6/3, mais cedo nesta terça-feira.

No primeiro set, predominou o equilíbrio. Serena conquistou apenas uma quebra de saque durante toda a parcial, no sexto game. Makarova não teve poder de reação para devolver, e viu a adversária fechar o período em tranquilos 30 minutos.

A segunda parcial foi ainda mais tranquila para a americana número 1 do mundo. A tenista quebrou a russa no quinto game, abrindo 4/2 de vantagem. Quando já possuía 5/3 no placar, Serena conquistou três match points no saque de Makarova. Sem saída, a russa não conseguiu salvá-los, e Williams fechou o jogo em 6/3.

A número quatro do mundo Agnieszka Radwanska também avançou à segunda rodada do torneio americano. A polonesa derrotou Jessica Pegula, tenista da casa, por 2 sets a 0, duplo 6/1, em apenas 57 minutos de partida.

Radwanska duelará agora contra a britânica Naomi Broady. A tenista derrotou Laura Robson, compatriota e medalhista de prata nas duplas mistas de Londres 2012, ao lado de Andy Murray, por 2 sets a 1, 6/7 (7-4), 6/3 e 6/4.

Confira a lista completa das partidas desta terça-feira, válidas pela chave de simples feminina do Aberto dos EUA:

Madison Keys (EUA) 2 x 1 Alison Riske (EUA) – 4/6, 7/6 (7-5) e 6/2
Denisa Allertova (TCH) 2 x 0 Ana Ivanovic (SER) – 7-6 (7-4) e 6/1
Qiang Wang (CHI) 2 x 1 Daria Kasatkina (CAZ) – 6/4, 2/6 e 6/2
Lucie Safarova (TCH) 2 x 0 Daria Gavrilova (AUS) – 6/4 e 6/4
Richel Hogenkamp (HOL) 2 x 0 Heather Wilson (GBR) – 6/2 e 7/5
Yaroslava Shvedova (CAZ) 2 x 0 Lara Arruabarrena-Vecino (ESP) – 6/2 e 6/3
Timea Babos (HUN) 2 x 1 Barbara Haas (AUT) – 5/7, 6/3 e 7/5
Ana Konjuh (CRO) 2 x 1 Kiki Bertens (HOL) – 6/3, 2/6 e 6/4
Caroline Garcia (FRA)  2 x 1 Pauline Parmentier (FRA) – 4/6, 6/3 e 6/4
Simona Halep (ROM) 2 x 0 Kirsten Flipkens (BEL) – 6/0 e 6/2
Samantha Stosur (AUS) 2 x 1 Camila Giorgi (ITA) – 5/7, 7/6 (7-4) e 6/1
Nicole Gibbs (EUA) 2 x 0 Aleksandra Krunic (SER) – 6/1 e 6/0
Shuai Zhang (CHN) 2 x 0 Ellen Perez (AUS) – 6/1 e 6/1
Katerina Siniakova (TCH) 2 x 1 Eugenie Bouchard (CAN) – 6/3, 3/6 e 6/2
Timea Bacsinszky (SUI) 2 x 0 Vitalia Diatchenko (RUS) – 6/1 e 6/1
Annika Beck (ALE) 2 x 0 Nadia Podoroska – 7/6 (8-6) e 6/3
Elena Vesnina (RUS) 2 x 1 Anett Kontaveit (EST) – 7/6 (7-4), 4/6 e 6/3
Johanna Larsson (SUE) 2 x 0 Karin Knapp (ITA) – 6/4 e 6/2
Kurumi Nara (JAP) 2 x 0 Stefanie Voegele (SUI) – 6/0 e 7/5
Naomi Broady (GBR) 2 x 1 Laura Robson (GBR) – 6/7 (7-4), 6/3 e 6/4
Carla Suárez Navarro (ESP) 2 x 0 Teliana Pereira (BRA) – 6/0 e 6/0
Anastasia Pavlyuchenkova (RUS) 2 x 0 Louisa Chirico (EUA) – 6/1 e 6/4
Julia Goerges (ALE) 2 x 0 Yanina Wickmayer (BEL) – 6/3 e 6/2
Jelena Jankovic (SER) 2 x 0 Mariana Duque-Marino (COL) – 6/4 e 6/1
Venus Williams (EUA) 2 x 1 Katerina Kozlova (UCR) – 6/2, 5/7 e 6/4
Vania King (EUA) 2 x 0 Antonia Lottner (ALE) – 7/6 (7-2) e 6/3
Varvara Lepchenko (EUA) 2 x 1 Shuai Peng (CHN) – 4/6, 7/6 (11-9) e 6/3
Montserrat Gonzalez (PAR) 2 x 0 Danka Kovinic (MNE) – 7/5 e 6/2
Kristina Mladenovic (FRA) 2 x 0 Nao Hibino (JAP) – 6/4 e 7/5
Laura Siegemund (ALE) 2 x 1 Patricia Maria Tig (ROM) – 6/3, 3/6 e 6/2
Agnieszka Radwanska (POL) 2 x 0 Jessica Pegula (EUA) – 6/1 e 6/1
Karolina Pliskova (TCH) 2 x 0 Sofia Kenin (EUA) – 6/4 e 6/3
Serena Williams (EUA) 2 x 0 Ekaterina Makarova (RUS) – 6/3 e 6/3

30/08/2016

São Caetano vence São Bernardo e segue invicto no Paulista de vôlei

No clássico regional do ABC, deu São Caetano. O time que já havia vencido em sua estreia no Campeonato Paulista de vôlei feminino, contra o Pinheiros, contabilizou mais uma vitória, desta vez contra o São Bernardo, por 3 sets a 0, parciais de 5/18, 25/17 e 25/22.

Esta foi a segunda derrota fora de casa da equipe do São Bernardo. O time vencedor duelará contra o Vôlei Bauru, no Ginásio Panela de Pressão, na próxima rodada. A partida está marcada para às 20h de terça-feira.

Atual vice-campeão, o Sesi começou com vitória no Campeonato Paulista de vôlei feminino. A equipe venceu o Valinhos, na noite desta terça-feira, por 3 sets a 1. A partida foi realizada em Santo André. Na próxima partida, novamente na região do ABC, o time receberá o São Bernardo, nesta sexta-feira, às 18h30.

Brasil-RS vence fora de casa, afunda o Bragantino e segue próximo ao G4

Diante de 410 pagantes, Bragantino e Brasil-RS fizeram, na noite desta terça-feira, duelo entre duas equipes que vivem momentos distintos no Campeonato Brasileiro Série B. Pior para a equipe paulista, que parou nas mãos do goleiro Martini e perdeu por 2 a 0 para o time gaúcho, em pleno Estádio Nabi Abi Chedid, pela 22ª rodada do torneio. Felipe Garcia e Ramon marcaram os gols da agremiação de Pelotas.
Com o resultado, o Bragantino se afundou na competição, caindo do 17º para o 19º lugar, com apenas 21 pontos, seis a menos que o Goiás, primeiro time fora da zona de rebaixamento. O Brasil-RS, por sua vez, chegou aos 36 pontos e segue colado no G4, ocupando a quinta colocação.
O Massa Bruta buscará a reabilitação no próximo sábado, às 16 horas (de Brasília), contra o Tupi, no Estádio Municipal de Juiz de Fora. Já a equipe gaúcha tentará entrar no grupo de acesso à Série A um dia antes, na sexta-feira, às 19h15, diante do Goiás, em Pelotas.
O jogo – O Bragantino demorou apenas nove minutos para mostrar toda sua fragilidade defensiva. O lateral Weldinho cruzou da direita, a zaga do time da casa só observou e pediu impedimento. Resultado: Felipe Garcia só teve o trabalho de empurrar para as redes e abrir o placar para os gaúchos.
A agremiação de Bragança Paulista só foi chegar com perigo aos 24 minutos de jogo. Léo Jaime recebeu lançamento nas costas da defesa do Brasil-RS, saiu na cara do goleiro Eduardo Martini, que saiu bem do gol e impediu o empate paulista.
Como quem não faz toma, o time de Pelotas conseguiu ampliar a vantagem aos 36. Após lançamento, Ramon saiu sozinho em frente ao goleiro Felipe e tocou com categoria no canto, sem chances para o arqueiro rival. Pouco depois, Martini voltou a impedir o tento do Bragantino, em cabeceio de César Gaúcho.
Em menos de dez minutos, o Bragantino chegou com perigo duas vezes à meta gaúcha. Primeiro com Léo Jaime, que arriscou de fora da área, exigindo defesa em dois tempos de Martini. Depois com Gabriel Dias, que seguiu o exemplo do companheiro de equipe e mandou o chute de longe, acertando o travessão adversário.
Justamente quando o primeiro gol da agremiação paulista amadurecia, o técnico Marcelo Veiga promoveu a entrada de Watson no lugar de Léo Jaime, quem mais levava perigo ao gol do Brasil-RS. Não á toa, o Bragantino caiu de produção e não conseguiu reverter a desvantagem até o final da partida.
FICHA TÉCNICABRAGANTINO 0 X 2 BRASIL-RS
Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 30 de agosto, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitros: Rodrigo Nunes de Sa (RJ)
Assistentes: Andrea Izaura Maffra Marcelino de Sa e Wendel de Paiva Gouveia (RJ)
Renda: R$ 3.885,00
Público: 410 pagantes
Cartão Amarelo: Léo Jaime, André Rocha e Jefferson Baiano (Bragantino); Leandro Leite e Washington (Brasil-RS)
Cartão Vermelho:
GOLS:
BRASIL-RS: Felipe Garcia, aos nove minutos do primeiro tempo; Ramon, aos 36 minutos do primeiro tempo.
BRAGANTINO: Felipe; Alemão, Ednei, César Gaúcho e Fabiano; Gabriel Dias, Rivaldo (Watson) e André Rocha; Erick; Matheus Rodrigues (Jefferson Baiano) e Léo Jaime (Eliandro).
Técnico: Marcelo Veiga
BRASIL-RS: Eduardo Martini; Weldinho, Leandro Camilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, Washington, Diogo Oliveira (Clébson) e Elias (Nem); Felipe Garcia e Ramon (Marcão).
Técnico: Rogério Zimmermann

Keys vence Riske e vai á 2ª rodada no US Open

Escaladas para atuar na sessão noturna do Arthur Ashe Stadium na segunda-feira, as norte-americanas Madison Keys e Alison Riske bateram um recorde na história do U Open. Nunca um jogo feminino terminou tão tarde.

A vitória de Keys em três sets, com parciais de 4/6, 7/6 (7-5) e 6/2 foi concluída à 1h48 de madrugada (hora local) desta terça-feira. O recorde anterior pertencia à vitória de Samantha Stosur sobre Elena Dementieva em 2010.

"Eu não sabia que eu poderia jogar tão bem após 1h da manhã", disse Keys, que só entrou em quadra às 23h20. O início da partida foi atrasado pela cerimônia de abertura no Arthur Ashe Stadium e pelo jogo de quatro sets entre Novak Djokovic e Jerzy Janowicz.

"Teve que ser depois de 01h, que foi quando eu comecei a jogar um pouco melhor. Eu não sou normalmente uma pessoa matinal, mas deste tipo de manhã, eu gosto. 6h ou 7h da manhã é mais difícil", acrescentou a jogadora de 21 anos que agora enfrenta a jovem de 16 anos Kayla Day.

Para efeito de comparação três jogos masculinos dividem o recorde de término mais tardio em Nova York. Mats Wilander e Mikael Pernfors em 1993, John Isner e Philipp Kohlscreiber em 2012, além de Kei Nishikori e Milos Raonic em 2014 jogaram até às 2h26 de madrugada.

Patrocínio vetado - Outra notícia envolvendo Keys é o veto por parte de USTA de a jogadora expor a marca de um patrocinador na própria pele. A jogadora havia assinado um acordo com a empresa Orangetheory Fitness, mas a Nike que é sua fornecedora de material exportivo não aceitou a exposição de uma segunda marca no uniforme.

A solução encontrada pelo empresário da tenista Max Eisenbud foi produzir uma tatuagem temporária a ser inserida no ombro da tenista. Ainda que a marca respeitasse o limite de tamanho determinado pela ITF nos Grand Slam, o uso não foi aprovado pela entidade que comanda o tênis americano.

Dimitrov vence Cervantes e avança em Nova York

Ex-top 3 e atual 13º do mundo, David Ferrer ficou pouco tempo em quadra para avançar, nesta terça-feira, à segunda rodada do Aberto dos Estados Unidos, o US Open, quarto e último Grand Slam do ano, disputado em Nova York.

O espanhol vencia o primeiro set por 6/5 quando o talentoso ucraniano Aleksandr Dolgopolov sentiu problemas físicos e abandonou duelo na quadra 11 do complexo de Flushing Meadows após 39 minutos de disputa.

Acostumado a ganhar títulos, o natural de Javea ainda não tem finais no ano com quatro semis e em Slams perdeu na segunda fase em Wimbledon e oitavas em Roland Garros onde tem final em 2013. Ele joga pela segunda rodada diante do italiano Fabio Fognini ou o russo Teymuraz Gabashvili.

O búlgaro Grugor Dimitrov, cabeça de chave 22 e semi em Cincinnati, nos EUA, passou pelo espanhol Iñigo Cervantes, 75º, por 6/2 6/4 7/6 (9/7) e encara o francês Jeremy Chardy.

Nishikori sofre, mas vence Becker e avança no US Open

Vice-campeão de 2014 e eliminado na primeira rodada ano passado, o japonês Kei Nishikori, sétimo do ranking, levou um susto, mas estreou com vitória, nesta terça-feira no torneio do US Open, quarto e último Grand Slam do ano.

O asiático medalha de Bronze nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro eliminou o alemão Benjamin Becker, 96º colocado, por 3 sets a 1 com parciais de 6/1 6/1 3/6 6/3 após 2h10min de duração.

Nishikori arrasou nas etapas iniciais, vacilou no terceiro e viu Becker ter chances de levar o quarto, mas foi melhor no fim.

O samurai vai enfrentar pela segunda fase o qualifier russo Karen Khachanov, 95º.

Halep derrota Flipkens em estreia no US Open

A romena Simona Halep, quinta do mundo, estreou com o pé direito nesta terça-feira no US Open, quarto e último Grand Slam do ano, disputado em Nova York, sobre o piso duro. A musa Ana Ivanovic se despediu logo de cara da competição.

Halep, semifinalista do ano passado e sem chances de ascender ao número 1 no torneio, aplicou 6/0 e 6/2 diante da perigosa belga Kirsten Flipkens que tem semi de Wimbledon no currículo e tirou Venus Williams de simples nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Bastaram 59 minutos para o triunfo da romena que deixou a rival confirmar o saque apenas uma vez. Ela vai enfrentar na segunda fase a tcheca Lucie Safarova, vice de Roland Garros ano passado, ou a australiana Daria Gavrilova.

Quem decepcionou mais uma vez foi a sérvia Ana Ivanovic. A ex-número 1 e atual 31ª perdeu na estreia para a tcheca Denisa Allertova, 89ª, por 7/6 (7/4) 6/1. Ela não passa da segunda fase em Nova York desde 2013. Ano passado caiu também na estreia.

O ano vem sendo trágico para Ivanovic somando apenas uma semifinal com 15 vitórias e 16 derrotas e cinco quedas seguidas.

29/08/2016

Nacional vence Independiente Medellín e se mantem no G8

Campeões da Copa Libertadores, o Atlético Nacional, levou a vitoria no clássico contra o Independiente, pelo campeonato colombiano.

Nacional se impôs com um solitário gol de Macnelly Torres contra o atual campeão colombiano.

Com este triunfo a equipe verde de Medellín esta na quarta colocação com 18 pontos, enquanto que o Medellín fcou em quinto lugar com 17 unidades.


Platense empata com Vida e mantem liderança do Apertura de Honduras

O Platense, que empatou sem gols com o Vida, segue como líder do torneio Apertura de Honduras, enquanto que o Marathón conquistou seu primeiro triunfo na competição ao superar hoje por 1 a 0 o Juticalpa no encerramento da sexta jornada.


- Resultados da sexta jornada:

Marathón 1 - Juticalpa 0

Honduras Progreso 1 - Real España 4

Olimpia 3 - Real Sociedad 2

Platense 0 - Vida 0

- Classificação:

Equipe PJ PG E P GF GC Pts

.1. Platense 6 3 3 0 11 6 12

.2. Olimpia 5 3 2 0 11 8 11

.3. Motagua 4 3 1 0 7 1 10

.4. Real España 6 3 0 3 9 7 9

.5. Vida 6 1 5 0 5 4 8

.6. Honduras Progreso 6 2 1 3 8 12 7

.7. Juticalpa 6 1 3 2 5 6 6

.8. Marathón 6 1 2 3 6 9 5

.9. Real Sociedad 6 1 2 3 6 11 5

10. Social Sol 5 0 1 4 3 7 1

Kerber vence Hercoq em estreia em NY

A vice-líder do ranking da WTA e segunda principal favorita ao título do US open, a alemã Angelique Kerber, contou com problemas da adversária na estreia, a eslovena Polona Hercoq, 120ª, que desistiu da partida. Kvitova estreou com boa vitória.

Kerber ficou em quadra por 33 minutos e tinha 6/0 1/0 quando viu a adversária desistir da partida com problemas ainda não identificados. A eslovena pediu atendimento médico quando perdia a partida por 5/0, aparentemente, teve a pressão arterial auferida , tentou voltar para quadra, mas não resistiu ao calor de 33ºC em Nova York e desistiu da partida.

A alemã, que luta pelo posto de número um do mundo, encara na segunda rodada a croata Mirjana Lucic Baroni, que venceu a francesa Alizé Cornet por 6/4 6/1.

Décima quarta cabeça de chave, a tcheca Petra Kvitova precisou de apenas 1h38 para fechar o placar contra a letã Jelena Ostapenko por 7/5 6/3 após 1h38 de partida tendo convertido seis aces contra quatro da letã, que disparou 11 duplas-faltas contra cinco da bicampeã de Wimbledon.

Na segunda rodada do torneio nova-iorquino, Kvitova encara a a turca Cagla Buyukakcay que despachou a romena Irina Falconi por 6/2 6/1.

Kuznetsova vence Schiavone na estreia no US Open

Na estreia do US Open, a russa Svetlana Kuznetsova, décima do ranking da WTA e nona favorita do torneio, venceu o duelo de veteranas contra a italiana Francesca Schiavone, XXXª. Sara Errani foi surpreendida, enquanto Caroline Wozniacki e Belinda Bencic venceram de virada.
Kuznetsova precisou de um 57 minutos para superar Schiavone em 6/1 6/2 tendo convertido um ace contra nenhum da italiana, que cometeu 22 erros não-forçados contra 17 da russa, que bateu 23 bolas vencedoras contra seis de Schiavone.
Na segunda rodada, a russa encara a dinamarquesa Caroline Wozniacki, que passou um sufoco e encarou com muita dificuldades a promessa local Taylor Townsend e após 2h12 fechou o placar em 4/6 6/3 6/4 tendo convertido dois aces contra nenhum da norte-americana, que cometeu 45 erros não-forçados contra 25 na dinamarquesa, que disparou 22 bolas vencedoras contra 25 de Townsend.
Outra italiana a estrear com derrota em Nova York foi Sara Errani, cabeça de chave 27, que foi surpreendida pela norte-americana Shelby Rodgers após 1h42 de partida com placar em 6/4 7/6 (3) tendo convertido nove aces contra nenhum da italiana.
Rodgers encara na segunda rodada a jovem compatriota CiCi Bellis, que venceu fácil a suíça Viktorija Golubic por 6/2 6/3
Também de virada foi a estreia da suíça Belinda Bencic, 26ª da WTA, que após 2h10 de partida fechou o placar em 6/7 (6) 6/3 6/4 contra a norte-americana Samantha Crowford, que disparou sets aces contra quatro da suíça, que bateu 24 bolas vencedoras contra 31 da norte-americana, que cometeu 47 erros não-forçados contra 37 de Bencic.
A suíça encara a alemã Andrea Petkovic, 43ª, na segunda rodada.  Petkovic venceu a eslovaca Klara Kucova por 7/6 (3) 6/3. Bencic e Petkovic se enfrentaram uma única vez, pela Fed Cup, vencida pela suíça.

Vinci vence Friedsam e avança no US Open

De campanha memorável impedindo o Grand Slam de Serena Williams na semifinal ano passado e vice-campeã diante de Flavia Pennetta, a italiana Roberta Vinci, oitava do mundo, estreou com fácil vitória no US Open nesta segunda-feira.

A italiana superou a alemã Anna-Lena Friedsam, 46ª colocada, por 2 sets a 0 com parciais de 6/2 6/4 após 1h08min de duração.

Friedsam cometeu 35 erros não-forçados contra 16 da italiana que fez 11 winners e quebrou a rival quatro vezes na partida.

Vinci encara na segunda rodada a americana Christina McHale ou a alemã Mona Barthel.

Muguruza vira sobre Mertens e avança em Nova York

Garbiñe Muguruza, número três do mundo e campeã de Roland Garros, assustou seus fãs ao paralisar o jogo com problemas diante do forte calor acima dos 30º C em Nova York. Ela perdeu o primeiro set, mas uniu forças para virar e garantir a vitória.

A tenista nascida na Venezuela superou a qualifier belga Elise Mertens, 137ª colocada, por 2/6 6/0 6/3 após 1h57min.

A espanhola pediu atendimento no primeiro set por conta do forte calor, mas se recuperou no segundo. O jogo foi paralisado pela política do tempo quente no começo do terceiro e a espanhola conseguiu a quebra no oitavo game para liquidar a fatura.

Esta é apenas sua segunda vitória em quatro participações no Grand Slam que encerra o ano. Ela busca vaga inédita na terceira rodada contra a letã Anastassja Sevastova, 48ª.

Muguruza é uma das concorrentes ao número 1 no torneio. Precisa ao menos de final e contar com queda de concorrentes.

Edmund vence Gasquet em estreia no US Open

Um dos principais cabeças de chave se despediu logo na estreia do US Open nesta segunda-feira. Com problemas nas costas, Richard Gasquet não foi páreo para Kyle Edmund, da Grã-Bretanha 86º do ranking da ATP, perdendo rapidamente.

Gasquet foi facilmente batido por 6/2 6/2 6/3 após 1h40min de duração na quadra 5 do complexo de Flushing Meadows, em Nova York.

O francês tomou seis quebras de serviço e só rompeu o rival na única chance que produziu. Viu Edmund dar 40 bolas vencedoras e errar 16 enquanto que ele errou 22 e fez apenas 13 vencedoras.

Gasquet terá prejuízo no ranking com a derrota. Ele defendia 360 pontos das quartas e só somará 10 da primeira rodada. Pode deixar o grupo dos 20 melhores. Ele é o atual 15º.

28/08/2016

Genoa faz 3 a 1 no Crotone e lidera o Italiano

O Genoa se colocou na liderança do Campeonato Italiano ao término da segunda rodada neste domingo ao vencer o Crotone, estreante na elite, por 3 a 1 fora de casa e chegar a dois triunfos em duas partidas, assim como Juventus, Sampdoria e Sassuolo.

O 'Grifo', que na estreia bateu o Cagliari, foi ao estádio Adriatico e levou a melhor de virada diante do "caçula" do Italiano, que foi para o intervalo em vantagem. O único gol do primeiro tempo foi marcado por Palladino, aos 34 minutos.

Gakpé deixou tudo igual logo aos seis minutos da etapa final, mas quem resolveu para o Genoa foi Pavoletti, que balançou a rede duas vezes, aos dez e aos 18.

Dessa forma, o time dirigido pelo croata Ivan Juric soma seis pontos e tem quatro gols de saldo, contra saldo de dois de Juve, Sampdoria e Sassuolo. Esses três têm campanha idêntica, com três gols feitos e um sofrido.

A Juve abriu a rodada fazendo 1 a 0 sobre a Lazio no sábado, no Estádio Olímpico de Roma. Por sua vez, a 'Samp' derrotou a Atalanta por 2 a 1 de virada no Luigi Ferraris. O time visitante marcou o primeiro com Kessie, aos 27 minutos da primeira etapa, Quagliarella deixou tudo igual oito minutos depois em cobrança de pênalti.

A situação da equipe anfitriã ficou ainda melhor aos 42 minutos, quando Carmona foi expulso. Logo em seguida, aos 45, Barreto desempatou.

O Sassuolo, que nesta temporada disputará a Liga Europa, seu primeiro torneio continental em toda a história, vem fazendo bonito também em âmbito nacional. Hoje, encarou o Pescara como mandante venceu por 2 a 1, com gols de Defrel e Berardi. Manaj descontou.

Enquanto equipes de menor expressão brilham ao lado da Juventus, as consideradas grandes vêm tendo mais dificuldades. A Roma, com o lateral Bruno Peres entre os titulares e o meia Gerson no banco, visitou o Cagliari e empatou em 2 a 2, chegando a quatro pontos.

Já Fiorentina e Torino obtiveram seus três primeiros pontos. A 'Viola' venceu o Chievo por 1 a 0 em Florença, enquanto o 'Toro' mediu forças com o Bologna em Turim e goleou por 5 a 1.

A Inter de Milão, que neste fim de semana anunciou a contratação do português João Mario e do atacante Gabigol, ainda não venceu. Depois de perder para o Chievo, mediu forças com o Palermo em San Siro e ficou no 1 a 1.

Flamengo vence a Chapecoense fora de casa e é vice-líder do Brasileirão

O Flamengo sonhava sair de Chapecó (SC), ao fim da 22ª rodada, com a mesma pontuação do líder do Brasileirão. Volta para o Rio de Janeiro ainda três pontos distante do Palmeiras, mas agora na vice-liderança, após a vitória sobre a Chapecoense por 3 a 1.

Além de fazer sua parte como visitante, o Rubro-Negro contou com a derrota do Corinthians e o empate do Atlético-MG. Faltou apenas o arquirrival Fluminense dar uma forcinha em Brasília...

O domingo começou promissor para Flamengo em Santa Catarina. Logo aos oito minutos, uma boa trama pelo setor direito do ataque terminou em gol. Pará fez o passe para Diego marcar pela segunda vez pelo clube. O lateral teve, inclusive, as chuteiras "lustradas" pelo autor do gol. Quem diria!

A vantagem no placar, porém, fez mal aos visitantes. Foram 18 passes errados, uma infinidade de chutões para Guerrero trombar com os zagueiros da Chape e pouca lucidez para tentar matar o jogo em algum contra-ataque. O time catarinense, longe de ser brilhante, achou o empate aos 41 minutos, com Kempes aproveitando rebote do goleiro Muralha, após finalização de Cleber Santana. 

O segundo tempo começou bem melhor, com os dois times criando chances em busca do desempate. Muralha teve trabalho em chute de Denner. Marcio Araújo, da entrada da área, respondeu. Aos 15 minutos, Zé Ricardo mudou o esquema do Flamengo, com mais um atacante de área (Leandro Damião) e mais um armador (Mancuello). E o resultado foi quase imediato. Aos 25', Josimar fez pênalti em Guerrero. E Damião bateu para desempatar. 

O peruano teve duas chances no mesmo lance para matar o jogo. Perdeu ambas. A Chape pressionou no fim e quase a "lei do ex" se fez presente com Arthur Maia, com Muralha apenas observando a bola raspar a trave. Rafael Vaz, logo em seguida, quase fez contra. Cleber Santana assustou em cobrança de falta. Depois de tantos sustos, o alívio, com Mancuello, já nos acréscimos, fazendo o terceiro. E assim o "cheirinho de hepta" segue mais forte. 

CHAPECOENSE 1 X 3 FLAMENGO 

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC) 
Data/Hora: 28/8/2016, às 16h 
Ábitro: Caio Max Augusto Vieira (RN) 
Assistentes: Flavio Gomes Barroca e Vinicius Melo de Lima (RN) 
Cartões amarelos: Martinuccio, Josimar, Gimenez (CHA) 
Gols: Diego, 8'/1ºT (0-1); Kempes, 41'/1ºT (1-1); Leandro Damião, 26'/2ºT (1-2); Mancuello, 45'/2ºT (1-3) 

FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araujo, Willian Arão, Everton (Mancuello, 16'/2ºT), Gabriel (Leandro Damião, 16'/2ºT) e Diego (Cuellar, 41'/2ºT); Guerrero. Técnico: Zé Ricardo 

CHAPECOENSE: Danilo, Gimenez, Thiego, Filipe Machado e Dener; Gil, Josimar (Sérgio Manoel, 26'/2ºT), Cleber Santana, Martinuccio (Lucas Gomes, 9'/2ºT) e Hyoran (Arthur Maia, 21'/2ºT); Kempes. Técnico: Caio Júnior.

 LANCE!

Legia Varsóvia derrota o Ruch Chorzow e se reabilita no Campeonato polonês

O Legia Varsóvia regressou hoje às vitórias no campeonato polaco de futebol, ao vencer por 2-0 no terreno do Ruch Chorzow, em jogo da sétima jornada.

Com dois gols de Nemanja Nikolic, um em cada parte, o Legia pôs fim a uma série de três jogos sem ganhar e somou a sua segunda vitória no campeonato, ocupando o décimo lugar, com nove pontos, menos quatro do que o quinteto de líderes.


Hertha Berlin vence Freiburg e assume a 4ª posição no Campeonato Alemão

O Hertha Berlin venceu hoje o Freiburgo por 2-1, ascendendo à quarta posição da liga alemã de futebol, num jogo que ficou decidido apenas nos descontos.

Depois de uma primeira parte sem gols, o médio checo Vladimir Darida acabaria por colocar o Herta Berlim em vantagem aos 62 minutos.

Aos 90+3 minutos, o médio alemão Nicolas Hofler acabaria por marcar para o Friburgo, empate a que o Herta Berlim desfez prontamente, marcando aos 90+5 minutos, por Julian Schieber.

Noutro jogo da jornada inaugural da liga alemã de futebol, o Hoffenheim empatou 2-2 com o Leipzig, numa partida muito disputada, em que a equipa da casa esteve em vantagem aos 55 e aos 83 minutos e os visitantes empataram aos 58 e 90 minutos.

No sábado, o Borussia Dortmund, adversário do Sporting na Liga dos Campeões, iniciou o campeonato alemão com uma vitória tangencial, em casa, frente ao Mainz, por 2-1, com um ‘bis’ de Aubameyang.

O avançado gabonês marcou aos 17 e 89 minutos (este, de grande penalidade), enquanto o japonês Yoshinori Muto reduziu dois minutos após os 90 regulamentares da partida, na qual o português Raphael Guerreiro fez a sua estrei pelo Dortmund no campeonato, jogando a partir dos 86 minutos.

A equipa germânica visita o Sporting a 18 de outubro e recebe os ‘leões’ a 02 de novembro, para a terceira e quarta jornadas do Grupo F da ‘Champions’, respetivamente.

Noutras partidas da primeira jornada da ‘Bundesliga’ já realizadas, o Colónia bateu o Darmstadt por 2-1, o Hamburgo e o Ingolstadt empataram a uma bola, o Wolfsburgo foi vencer por 2-0 no terreno do Augsburgo e o Eintracht de Frankfurt recebeu e venceu o Schalke 04 por 1-0.

A jornada arrancou na sexta-feira, com a goleada do tetracampeão Bayern Munique ao Werder Bremen, por 6-0.

Sporting vence o Porto de virada e assume a liderança do Português

O Sporting assumiu hoje a liderança isolada da I Liga de futebol com um triunfo suado sobre o FC Porto, por 2-1, num encontro da terceira jornada em que foi obrigado a dar a volta o marcador.
Na maior enchente de sempre no Estádio José Alvalade em jogos oficiais (49.399), o central brasileiro Felipe deu vantagem aos ‘dragões’, logo aos oito minutos, mas ainda durante a primeira parte os ‘leões’ protagonizaram a reviravolta, com golos de Slimani, aos 14, e Gelson Martins, aos 28.

Num jogo muito intenso e por vezes duro (teve um total de nove cartões amarelos), destaque ainda para a estreia do costa-riquenho Joel Campbell no Sporting (entrou no decorrer da segunda parte) e do regresso do espanhol Óliver Torres ao FC Porto (foi lançado após intervalo).

Apesar de ter iniciado mal o ‘clássico’, com muitos passes falhados nas saídas para o ataque, o Sporting acabou por alcançar uma vitória justa perante um FC Porto que, em desvantagem, poucas vezes conseguiu incomodar o guarda-redes Rui Patrício, na primeira derrota da ‘era’ Nuno Espírito Santo.

Este triunfo deixa a formação de Jorge Jesus na frente da I Liga, com três pontos de vantagem sobre o FC Porto e dois sobre Benfica e Sporting de Braga, que seguem empatados na segunda posição.

O jogo de Alvalade poderá também ter marcado o adeus de Slimani ao Sporting, acabando mais uma vez o avançado por ser essencial no triunfo ‘leonino’, não só com o golo marcado mas também pelo trabalho que deu aos centrais rivais.

No meio-campo do Sporting, Adrien acabou por fazer uma segunda parte de grande nível, mas demorou a entrar em jogo e a sua equipa sofreu com isso.

O internacional luso somou inúmeras perdas de bola e passes de falhados nos primeiros minutos, fase em que realmente o FC Porto foi melhor, chegando à área de Rui Patrício com grande facilidade.

Depois de André Silva ter dado sinal logo aos dois minutos, o FC Porto chegou ao golo aos oito, com Layun (rendeu o lesionado Maxi Pereira) a marcar um livre para área, aparecendo Felipe solto entre vários jogadores do Sporting, que demoraram a reagir.

Os lisboetas mostraram-se sobretudo ativos pelo lado esquerdo, com a dupla Zeegelaar-Bruno César, e até reagiram bem ao golo sofrido, refazendo a igualdade aos 14.

Bruno César, de livre direto, acertou no poste e a bola sobrou para Gelson Martins, que dominou – os portistas queixam-se de ter sido com a mão – e atirou para a baliza, mas foi Slimani a confirmar em cima da linha de golo.

Com o passar dos minutos, o Sporting foi crescendo, começou a juntar mais os seus setores e ficou mais compacto, acabando por dar a volta ao marcador aos 26 minutos, de novo com queixas do FC Porto, por suposta mão de Bryan Ruiz.

Depois de um corte defeituoso de Felipe, a bola sobrou para o costa-riquenho (algo apagado), que assistiu Gelson Martins, para um excelente remate de fora da área.

Pouco depois, André André acertou no poste da baliza do Sporting, dando a entender que o FC Porto poderia regressar à partida, algo que acabou por não acontecer. Foi a única oportunidade dos ‘dragões’ até final da partida, tal foi a falta de soluções apresentada na segunda parte.

Também ainda antes do intervalo, Adrien teve possibilidade de reforçar a vantagem do Sporting, mas o pé esquerdo de Casillas não permitiu.

Após o intervalo, Espírito Santo lançou Óliver para o lugar de Corona, mas o FC Porto nunca conseguiu as suas linhas, tal o domínio do Sporting. William podia ter feito o terceiro, mas Casillas voltou a não deixar.

A partir de 65 minutos, o jogo mudou de ritmo, tornando-se mais agressivo e disputado a meio-campo. Por isso mesmo, Jesus, já a ver o encontro da bancada depois de ter sido expulso, fez entrar Joel Campbell e Bruno Paulista, acabando o brasileiro por ser determinante até final.

Paulista juntou-se a William e Adrien no meio e o Sporting montou uma muralha praticamente intransponível.

O técnico do FC Porto ainda apostou primeiro em Depoitre e depois em Adrian, dois avançados, mas as substituições saíram ‘furadas’ e foram ‘presas’ fáceis para os centrais Coates e Rúben Semedo, este com excelente exibição.

Barcelona perde e cede a liderança ao Mushuc Runa no Equador

O Barcelona perdeu por 2 a 0 contra o Independiente del Valle e cedeu hoje a liderança no Equador ao Mushuc Runa, que empatou 1 a 1 com El Nacional, ao término da quinta jornada da segunda etapa.

- Resultados da quinta jornada:

Hoje:

Mushuc Runa 1 - El Nacional 1

River Ecuador 1 - Aucas 0

Sexta-feira:

Emelec 2 - Deportivo Cuenca 1

Independiente del Valle 2 - Barcelona 0

Fuerza Amarilla 2 - Liga de Quito 0

Universidad Católica 1 - Delfín 0

- Classificação: PJ PG E PP GF GC PTS

.1. Mushuc Runa 5 3 1 1 9 6 10

.2. Barcelona 4 3 0 1 10 5 9

.3. Independiente del Valle 5 2 1 2 7 4 7

.4. Deportivo Cuenca 5 2 1 2 10 8 7

.5. Delfín 5 2 1 2 4 4 7

.6. Fuerza Amarilla 5 2 1 2 7 8 7

.7. Liga de Quito 5 2 1 2 5 8 7

.8. Universidad Católica 5 2 1 2 2 7 7

.9. Emelec 4 2 0 2 4 4 6

10. River Ecuador 4 1 1 2 3 4 4

12. El Nacional 5 0 4 1 7 8 4

11. Aucas 4 0 2 2 4 6 2

Boxeadora Yazmín Rivas se vinga e vence Jessica González por decisão dividida

A boxeadora Yazmín Rivas teve dificuldades, mas se vingo de sua rival, Jessica González, para derrotá-la por decisão dividida e conquistar o título dos pesos galo do Conselho Mundial de Boxe (CMB).

Perante mais de cinco mil personas que marcaram presença no Palenque "Vicente Fernández", Rivas levou o triunfo depois que dois dos trés jurados lhe favoreceram, 96-94 e 97-94, e a outra para Jessica, por 96-94.

Em outras lutas da noite, Jesús Silveira derrotou Carlos "Torito" Jiménez por decisão unânime, com  78-74, 78-73 e 80-72 depois de oito rounds, e Víctor Olivo venceu Ricardo "Bam Bam" Román, por triplo 59-55, apos seis rounds no peso galo.

Necaxa vence Querétaro e conquista primeiro triunfo no Campeonato Mexicano

Os chilenos Edson Puch e Luis Gallegos anotaram um gol cada um para dar hoje ao Necaxa uma vitoria de 2 a 1 sobre o Querétaro, na sétima jornada do torneio Apertura 2016 do futebol mexicano

Puch (m.36) e Gallegos (m.87) marcaram para os visitantes que conseguiram sua primeira vitoria no campeonato, enquanto o mexicano Armando Zamorano (m.77) descontou para o Querétaro.

Com o triunfo, o Necaxa chegou aos 7 pontos ocupando a 12ª posição. O Querétaro com 9 unidades é decimo colocado.

Cruzeiro faz 2 a 0 no Santa Cruz em casa e se afasta do Z4

Embalado por bom público no Mineirão, o Cruzeiro derrotou o Santa Cruz por 2 a 0, neste domingo, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado afasta o time mineiro da zona do rebaixamento. Por outro lado, mantém o Santa Cruz na penúltima posição da tabela, com 19 pontos.

Na luta para não cair, o Cruzeiro completou cinco partidas sem derrota, agora com 26 pontos, na provisória 14ª posição da tabela. Já o Santa Cruz venceu sua última partida em 17 de julho, contra o América, por 3 a 0, no Independência.

Curiosamente, o jogo foi apitado por Sandro Meira Ricci, denunciado pelo time mineiro à Comissão Brasileira de Arbitragem por supostas irregularidades na partida da equipe contra o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro de 2010. O Cruzeiro perdeu por 1 a 0, gol marcado de pênalti por Ronaldo. O time mineiro, no entanto retirou a queixa e o árbitro pôde voltar a atuar em jogos da equipe de Mano Menezes.

O JOGO – O Cruzeiro começou a partida pressionando o Santa Cruz. Aos 10 minutos de jogo, Robinho cobrou o escanteio e Manoel cabeceou à esquerda do goleiro Tiago Cardoso, próximo à trave. Uma das melhores chances de gol na etapa inicial da partida, no entanto, foi do Santa Cruz. Na primeira vez em que o time visitante chegou ao ataque, aos 14, Grafite, dentro da área, se livrou da zaga e chutou. Rafael defendeu, mas não conseguiu ficar com a bola, e Bruno Rodrigo aliviou.

O Santa Cruz acertou o travessão da equipe mineira aos 25, com Leo Moura, aproveitando sobra de bola na área. Nesse momento da partida, o time visitante era melhor que o Cruzeiro, que desperdiçou boa chance de gol aos 28 minutos, com Rafael Sobis chutando para fora depois de passe de Edimar.

Aos 45, o mesmo Sobis reclamou muito de suposta falta cometida por Grafite contra o jogador e não marcada pelo juiz. Na volta do intervalo, o Cruzeiro não perdeu tempo e abriu o placar logo aos 4 minutos, com Robinho. O jogador pegou rebote da zaga na entrada da área, dominou e chutou, marcando o seu primeiro gol com a camisa celeste.

A torcida, que se manteve quieta a partir da segunda metade do primeiro tempo, quando o time pernambucano era melhor em campo, se animou e viu o Cruzeiro marcar o segundo quatro minutos depois, com Ábila aproveitando passe da esquerda de Arrascaeta. Com dois gols à frente, o Cruzeiro passou a esperar o avanço do time adversário para tentar contra-ataques. Aos 21, porém, o Santa Cruz conseguiu superar a marcação do time mineiro e por pouco não diminuiu com João Paulo, em chute forte que passou à esquerda de Rafael.

Aos 38, Wallyson cobrou falta e Rafael fez boa defesa. Aos 46, Rafael defendeu cabeçada de Wallyson. O time de casa respondeu aos 47, com chute na trave de Willian. Na volta, Rafael Sobis chutou em cima do próprio Willian.

O Santa Cruz, cada vez mais próximo do lanterna América-MG, volta a campo na quarta-feira, dia 7 de setembro, em partida contra a Chapecoense às 16h no Arrudão. O Cruzeiro joga contra o América, no Independência, na quinta-feira, 8, às 21h.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 2 x 0 SANTA CRUZ

CRUZEIRO – Rafael; Lucas, Manoel, Bruno Rodrigo e Edimar; Lucas Romero (Denilson), Ariel Cabral, Robinho (Rafinha) e Arrascaeta; Rafael Sobis e Ramón Ábila (Willian). Técnico: Mano Menezes.

SANTA CRUZ – Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres, Danny Morais e Allan Vieira; Derley (Wallyson), Uillian Correia (Danilo Pires) e João Paulo; Pisano (Marion) e Keno; Grafite. Técnico: Doriva.

GOLS – Robinho, aos 4, e Ábila, aos 8 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Derley, Lucas Romero, Uillian Correia, Ariel Cabral, Rafael Sóbis.

ÁRBITRO – Sandro Meira Ricci (SC).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Em corrida agitada, Rosberg ganha GP da Bélgica

El alemán Nico Rosberg, de la escudería Mercedes, celebra en el podio del Gran Premio de Bélgica el domingo 28 de agosto de 2016, flanqueado por el australiano Daniel Ricciardo (izquierda), quien llegó segundo, y por el británico Lewis Hamilton, quien fue tercero

O alemão Nico Rosberg, largando na pole-position, conquistou o Grande Prêmio da Bélgica de Fórmula 1, neste domingo em Spa-Francorchamps, cruzando a linha de chegada à frente do australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) e do companheiro de Mercedes, o inglês Lewis Hamilton, que saiu da 21ª posição.
Rosberg, que não viu sua liderança ameaçada durante as 44 voltas do GP belga, se recoloca assim na briga pelo título mundial, se aproximando a nove pontos do líder Hamilton, que soube aproveitar a bandeira vermelha, oriunda do espetacular acidente de Kevin Magnussen (Renault) na 9ª volta, para entrar na zona de pontuação da prova e diminuir em muito o prejuízo.
“Não foi uma das vitória mais complicada da minha carreira, porque Hamilton não estava lá”, brincou Rosberg após sua 20ª vitória na F1, a sexta em 2016. Elegantemente, o alemão elogiou o companheiro de Mercedes e arquirrival pelo título mundial, que fez corrida de recuperação após largar do penúltimo lugar devido à punição por trocar diversas peças do carro.
O acidente de Magnussen obrigou a corrida a ser interrompida por cerca de 15 minutos para dar aos comissários o tempo de consertar o murro de proteção. A prova foi reiniciada na 11ª volta, após uma 10ª volta sem direito a ultrapassagem e com o carro de segurança na pista.
Magnussen, que estava na 8ª colocação após excelente largada, rodou sozinho na entrada da famosa curva Eau Rouge, em alta velocidade. O dinamarquês saiu mancando do carro e precisou ser levado a um hospital com dores no tornozelo esquerdo.
“Ele está bem, o médico está convencido que Kevin poderá correr em Monza” no próximo domingo, informou o diretor da Renault, Fred Vasseur.
– Hamilton se recupera –
Após a parada para conserto da pista, Hamilton já havia ganhado 16 posições e aparecia na quinta colocação, logo atrás do espanhol Fernando Alonso (McLaren), que largou ao lado do britânico na última fila, também devido à punição por trocar peças do carro.
Hamilton acabou ultrapassando com facilidade Alonso e Nico Hulkenberg (Force India) para terminar no pódio, algo inesperado antes da corrida.
Para os brasileiros, a corrida não foi das melhores.
Felipe Massa, da Williams, fez ótima largada, ganhou cinco posições para aparecer na 5ª colocação após a primeira volta, mas não aguentou a pressão dos adversários e terminou em 10º, enquanto Felipe Nasr e sua fraca Sauber foram os últimos a cruzar a linha de chegada, na 17ª posição.
Outra decepção foi o holandês Max Verstappen. O jovem piloto de 18 anos da Red Bull não aproveitou o fato de largar da segunda colocação ao tocar na Ferrari de Kimi Raikkonen na primeira curva.
Apesar do enorme apoio da torcida holandesa que compareceu ao circuito na vizinha Bélgica, Verstappen terminou na 11ª colocação, fora da zona de pontuação.
-Classificação do GP da Bélgica de Fórmula 1:
1. Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
Completou os 308,052 km em 1h44:51.058
(velocidade média: 176,280 km/h)
2. Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-TAG Heuer) a 14.113
3. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) 27.634
4. Nico Hülkenberg (ALE/Force India-Mercedes) 35.907
5. Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes) 40.660
6. Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) 45.394
7. Fernando Alonso (ESP/McLaren-Honda) 59.445
8. Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes) 1:00.151
9. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) 1:01.109
10. Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes) 1:05.873
11. Max Verstappen (HOL/Red Bull-TAG Heuer) 1:11.138
12. Esteban Gutiérrez (MEX/Haas-Ferrari) 1:13.877
13. Romain Grosjean (FRA/Haas-Ferrari) 1:16.474
14. Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso-Ferrari) 1:27.097
15. Jolyon Palmer (GBR/Renault) 1:33.165
16. Estéban Ocon (FRA/Manor-Mercedes) a 1 volta
17. Felipe Nasr (BRA/Sauber-Ferrari) a 1 volta
Os demais pilotos não terminaram a prova
– Classificações do Mundial de Fórmula 1:
Mundial de Pilotos:
1. Lewis Hamilton (GBR) 381 pontos
2. Nico Rosberg (ALE) 322
3. Sebastian Vettel (ALE) 278
4. Kimi Raikkonen (FIN) 150
5. Valtteri Bottas (FIN) 136
6. Felipe Massa (BRA) 121
7. Daniil Kvyat (RUS) 95
8. Daniel Ricciardo (AUS) 92
9. Sergio Pérez (MEX) 78
10. Nico Hülkenberg (ALE) 58
11. Romain Grosjean (FRA) 51
12. Max Verstappen (HOL) 49
13. Felipe Nasr (BRA) 27
14. Pastor Maldonado (VEN) 27
15. Carlos Sainz Jr (ESP) 18
16. Jenson Button (GBR) 16
17. Fernando Alonso (ESP) 11
18. Marcus Ericsson (SUE) 9
19. Roberto Merhi (ESP) 0
20. Alexander Rossi (EUA) 0
21. Will Stevens (GBR) 0
22. Kevin Magnussen (DIN) 0
Mundial de Construtores:
1. Mercedes-AMG 703 pontos
2. Ferrari 428
3. Williams 257
4. Red Bull 187
5. Force India 136
6. Lotus 78
7. Toro Rosso 67
8. Sauber 36
9. McLaren-Honda 27
10. Marussia 0
dlo/yk/am

Bucaramanga empata com Alianza Petrolera e assume liderança provisoria do Colombiano

O Atlético Bucaramanga conseguiu hoje um ponto em seu próprio estadio frente o Alianza Petrolera que sempre estevo na frente do marcador, e com o 2 a 2 lidera o torneio Clausura colombiano com 20 pontos.

Darío Rodríguezy e Jaime Castrillon foram os encarregados de marcar os goles do empate frente o Alianza Petrolera, que esteve em vantagem com tentos de Jonathan Ávila e Eliser Quiñones.

Com esse ponto o Bucaramanga supera no momento o Deportes Tolima, que com 19 unidades é o segundo, mas ainda joga hoje contra o Atlético Huila.

Manchester City derrota West Ham e assume a liderança na Inglaterra

O Manchester City se juntou a Chelsea e Manchester United na ponta da tabela do Campeonato Inglês, somando a terceira vitória em três jogos ao vencer neste domingo por 3 a 1 o West Ham no Etihad Stadium, com direito a gol do brasileiro Fernandinho.

Em partida em que foram superiores, mas apresentaram falhas defensivas, os comandados de Pep Guardiola venceram com gols de Sterling (aos 7 minutos e nos acréscimos) e do volante Fernandinho, que apareceu na área para cabecear cruzamento preciso do belga Kevin de Bruyne, aos 18. Michail Antonio diminuiu para o West Ham (58).

Antes da parada para partidas das seleções e em plena adaptação aos métodos de Guardiola, o City cumpriu com o esperado e soma 9 pontos na Premier League, como o arquirrival e vizinho United, contra o qual disputa clássico no próximo fim de semana.

Na outra partida do dia, o Middlesbrough, equipe recém-promovida à Premier League e comandada pelo espanhol Aitor Karanka, segue invicta na competição, após empatar sem gols com o West Bromwich fora de casa.

– Sábado:

Tottenham – Liverpool 1 – 1

Southampton – Sunderland 1 – 1

Leicester – Swansea City 2 – 1

Everton – Stoke City 1 – 0

Crystal Palace – AFC Bournemouth 1 – 1

Chelsea – Burnley 3 – 0

Watford – Arsenal 1 – 3

Hull City – Manchester United 0 – 1

– Domingo:

West Bromwich – Middlesbrough 0 – 0

Manchester City – West Ham 3 – 1

Classificação: Pts J V E D Gp Gc SG

1. Manchester City 9 3 3 0 0 9 3 6

2. Chelsea 9 3 3 0 0 7 2 5

3. Manchester United 9 3 3 0 0 6 1 5

4. Everton 7 3 2 1 0 4 2 2

5. Hull City 6 3 2 0 1 4 2 2

6. Middlesbrough 5 3 1 2 0 3 2 1

. Tottenham 5 3 1 2 0 3 2 1

8. Arsenal 4 3 1 1 1 6 5 1

9. Leicester 4 3 1 1 1 3 3 0

10. West Bromwich 4 3 1 1 1 2 2 0

11. Liverpool 4 3 1 1 1 5 6 -1

12. West Ham 3 3 1 0 2 3 5 -2

13. Burnley 3 3 1 0 2 2 4 -2

. Swansea City 3 3 1 0 2 2 4 -2

15. Southampton 2 3 0 2 1 2 4 -2

16. Sunderland 1 3 0 1 2 3 5 -2

17. Crystal Palace 1 3 0 1 2 1 3 -2

18. Watford 1 3 0 1 2 3 6 -3

19. AFC Bournemouth 1 3 0 1 2 2 5 -3

20. Stoke City 1 3 0 1 2 2 6 -4

bds/pm/am

Paraná vence o CRB e conquista acesso para a Série A

Garantido na Série B do Campeonato Brasileiro, o CRB perdeu para o Paraná por 1 a 0 na tarde deste sábado (18), no Estádio Rei Pelé, em Ma...