31/10/2015

Braga goleia o Belenenses e assume 3ª posição no Português

O Sporting de Braga goleou hoje o Belenenses por 4-0, em partida da nona jornada da I Liga de futebol, em que os 'azuis' do Restelo jogaram com menos um jogador durante mais de 40 minutos.

O Belenenses chegava a Braga moralizado por quatro triunfos seguidos nas quatro competições em que está inserido, mas não conseguiu fazer frente aos minhotos, que vinham de dois empates consecutivos no campeonato (Arouca, em casa, e FC Porto fora), claudicando principalmente após ter ficado reduzido a 10 unidades, por expulsão de Luís Leal, aos 52 minutos.

O avançado são-tomense teve uma atitude inadmissível ao ser expulso por palavras ao árbitro aquando da marcação de uma falta a favor dos minhotos, num lance em que nem sequer foi interveniente, deixando a sua equipa com menos armas para discutir o resultado, que na altura era apenas de 1-0.

A equipa de Sá Pinto até começou bem o jogo, com Luís Leal a rematar às malhas laterais aos 10 minutos, mas as melhores situações de golo pertenceram sempre ao Braga que esteve muito perto de marcar por duas vezes no mesmo minuto (27), ambas por Rafa, mas primeiro Ventura e depois o colega de equipa Stojiljkovic, impediram-no.

Aos 32 minutos, um mau corte de Baiano meteu a bola nos pés de Luís Leal que de imediato assistiu Kuka na meia esquerda, mas o remate rasteiro saiu à figura de Kritciuk, último lance de perigo que o Belenenses criou na partida.

O primeiro golo da partida surgiu pouco depois: Rafa 'descobre' Marcelo Goiano, que centra de primeira para o coração da pequena área, onde surgiu Hassan a empurrar (39 minutos).

A segunda parte abriu com dois falhanços de cabeça de Stojiljkovic (48 e 49) e, aos 52 minutos, surgiu o tal lance da expulsão de Luís Leal.

Com dez unidades, os lisboetas nunca conseguiram incomodar o último reduto do Braga e seriam os da casa a aumentar o marcador, aos 59 minutos, pelo central Ricardo Ferreira, num bom remate cruzado já dentro da área, após assistência de Alan.

No minuto seguinte, Stojiljkovic falhou por pouco o terceiro, após grande passe de Rafa, mas logo a seguir marcou mesmo, de cabeça, à boca da baliza, após um primeiro desvio de Hassan (63).

Com o domínio total da partida, a dúvida era apenas por quantos o Braga ganharia e, aos 73 minutos, o resultado ficou sentenciado, com Rafa a concluir da melhor maneira uma boa jogada de Marcelo Goiano pela esquerda.

Rugbi: Nova Zelândia vence a Austrália e é tricampeã mundial

A Nova Zelândia conquistou hoje o Campeonato do Mundo de râguebi após bater a Austrália na final, por 34-17, e tornou-se a primeira seleção tricampeã da história da competição.

No Estádio de Twickenham, em Londres, os 'All-Blacks', que já venciam os 'Wallabies' ao intervalo por 16-3, voltaram a festejar a conquista do título mundial, a primeira vez em solo europeu, depois dos sucessos caseiros de 2011 e 1987.

A Nova Zelândia, que venceu todos os jogos da competição disputada em Inglaterra e também no País de Gales, foi igualmente a primeira seleção a vencer dois Mundiais consecutivos.

Skenderbeu vence o Flamurtari e assume liderança do Campeonato Albanês


À atenção do Sporting: Skenderbeu vence no campeonato albanês

O Skenderbeu recebeu e venceu hoje o Flamurtari, por 2-0, e igualou provisoriamente o Partizan Tirana na liderança do campeonato albanês de futebol, na nona jornada.

Perante o sétimo classificado da prova, e depois de uma primeira parte sem gols, o pentacampeão albanês chegou ao triunfo graças aos gols de Hamdi Salihi e Olainka, aos 58 e 90 minutos.

Com este resultado, o Skenderbeu igualou o Partizan Tirana no primeiro lugar da competição, com 22 pontos. A formação da capital defronta no domingo o Teuta.

O Skenderbeu, goleado pelo Sporting em Alvalade (5-1) na terceira jornada do Grupo H da Liga Europa, recebe os ‘leões’ na próxima quinta-feira.

Slovan Liberec supera o Ostrava e mantém quarto lugar na Rep.Tcheca

O Slovan Liberec, adversário do Sporting de Braga na Liga Europa de futebol, venceu hoje em casa o Ostrava, por 2-1, em jogo da 12.ª jornada do campeonato checo.

Bakos, mesmo nates do intervalo (45 minutos), e Sural (70) marcaram para o Slovan Liberec, enquanto Cervenka (86) fez o golo de honra do Ostrava, último classificado.

Com este triunfo, o Slovan Liberec segurou a quarta posição, com 23 pontos, e igualou provisoriamente o terceiro, o Viktoria Plzen, que no domingo recebe o Sparta de Praga, líder da prova, com 26 pontos, mais dois do que o Mlada Boleslava.

O Slovan Liberec, que visita o Groningen na quinta-feira, é segundo classificado do Grupo F da Liga Europa, com quator pontos, menos cinco do que o Sporting de Braga, que visita o Marselha.

Celta de Vigo vence a Real Sociedad fora de casa e encosta nos líderes

O Celta de Vigo venceu hoje no terreno da Real Sociedad, por 3-2, com um golo de Pablo Hernández a um minuto dos 90, e desalojou o Atlético de Madrid do terceiro lugar da liga espanhola de futebol à 10.ª jornada.

A jogar em casa, a Real Sociedad adiantou-se no marcador aos 11 minutos, graças a um tento de Agirretxe, que viria a ‘bisar’ aos 37, já depois de Iago Aspas ter empatado aos 17.

O avançado do Celta voltou a empatar, aos 56 minutos, e o chileno Pablo Hernández marcou o golo da vitória ‘forasteira’ aos 89 minutos, com o Celta a amealhar os três pontos que confirmam a equipa galega como a surpresa da edição de 2015 da liga.

Por agora, Real Madrid e Barcelona lideram, ambos com 24 pontos, depois das vitórias por 3-1 e 2-0 sobre o Las Palmas e o Getafe, respetivamente. Quanto ao Celta, soma agora 21.

Mais longe da liderança ficou o Atlético de Madrid, que ao empatar no sábado na Corunha (1-1) tem agora quatro pontos de desvantagem e segue em quarto, em igualdade com o Villarreal, que hoje venceu o Sevilha (2-1).

Quanto ao Valência, do português Nuno Espírito Santo, segue com 15 pontos no sexto lugar, depois de hoje ter vencido em casa o Levante, por 3-0.

Groningen vence Zwolle e assume a 7ª posição no Holandês

O Groningen, adversário do Sporting de Braga no grupo F da Liga Europa em futebol, venceu hoje o PEC Zwolle (2-0), em jogo da 11.ª jornada da Liga holandesa.

O triunfo, com gols de Michael de Leeuw (05 minutos) e Lorenzo Burnet (35), deixa a equipe do Groningen com 17 pontos, no sétimo lugar do campeonato, liderado pelo Ajax, com 28.

Na quinta-feira, o Groningen recebe na Liga Europa o Slovan Liberec, enquanto o Sporting de Braga visita o Marselha.

O grupo F é liderado pelos bracarenses, com nove pontos (três jogos, três vitórias), seguidos do Slovan Liberec, com quatro, e Marselha, com três, enquanto o Groningen é último, com um ponto.

Maccabi Telaviv vence Hapoel Telaviv segue na liderança em Israel

O Maccabi Telaviv venceu hoje o dérbi frente ao Hapoel (1-0), na 9.ª jornada da liga israelita de futebol, no jogo que antecedeu a receção ao FC Porto na quarta jornada do Grupo G da Liga dos Campeões.

O único gol da partida foi marcado pelo espanhol Carlos Garcia, aos 86 minutos, resultado que deixa a equipa ‘forasteira’ provisoriamente isolada na liderança, com três pontos de vantagem sobre o Hapoel Beer Sheva, que nesta jornada joga no terreno do Maccabi Netanya.

No que diz respeito à Liga dos Campeões, as contas são menos favoráveis aos israelitas, já que, após três jornadas, seguem no último posto do Grupo G, saem pontos. Na quarta jornada, na quarta-feira, o Maccabi recebe o FC Porto, líder do grupo, com sete pontos, com dois de vantagem sobre os ucranianos do Dínamo Kiev e três a mais do que os ingleses do Chelsea.

Curry comanda triunfo dos Warriors sobre os Rockets na NBA

Comandado por Stephen Curry, o Golden State Warriors parece não ter perdido a essência da última temporada. Na noite desta sexta-feira a franquia californiana visitou o Houston Rockets e somou mais uma vitória neste início de campanha na NBA. Com 100% de aproveitamento, os atuais campeões venceram por 112 a 92.

Curry anotou 25 pontos e acabou sendo o cestinha da partida. Marreesee Speights veio logo atrás do MVP da temporada passada, com 14 pontos, já o brasileiro Leandrinho colocou cinco bolas nas redes e dois rebotes, em 18 minutos que atuou.

James Harden é a principal referência dos Rockets. Contra os Warriors, no entanto, o jogador norte-americano não mostrou todo o seu potencial em quadra. Com apenas 16 pontos, Harden ficou aquém das expectativas dos torcedores que compareceram no Toyota Center.

Neste sábado, o Golden State Warriors irá encarar novamente o New Orleans Pelicans, adversário da estreia, porém, agora, fora de casa. Já os Rockets tentarão recuperar o prejuízo sofrido contra os atuais campeões na partida do próximo domingo, diante do Miami Heat, em Miami.

Lakers – O Los Angeles Lakers também entrou em quadra na noite desta sexta-feira, porém, não conseguiu fazer frente ao Sacramento Kings, que venceu com boa vantagem o time da Califórnia por 132 a 114. Atuando pelo Lakers, o brasileiro Marcelinho Huertas anotou apenas três pontos, com dois rebotes e quatro assistências. O destaque do time, Kobe Bryant também não teve muito destaque na derrota.

Atlanta Hawks – Outro brasileiro que atua na NBA, o pivô Thiago Splitter conquistou sua primeira vitória na temporada com a equipe. Na noite desta terça-feira os Hawks enfrentaram o New York Knicks e se recuperaram da derrota sofrida para o Detroit Pistons na última rodada. O triunfo por 112 a 101 fora de casa contou com dez pontos, dois rebotes e duas assistências do jogador catarinense.

Paysandu goleia o CRB e se aproxima do G-4

 Botafogo ocupa com tranquilidade a primeira posição da Série B do Campeonato Brasileiro, a disputa pelas outras posições do G4 está cada vez mais acirrada. Neste sábado, Náutico e Paysandu venceram pela 33ª rodada e se aproximaram da quarta colocação. Com os resultados deste sábado, apenas cinco pontos separam o América-MG, vice-líder, e o Náutico, sétimo colocado. 

O destaque desta tarde foi justamente o Timbu, que foi a Salvador e venceu o Vitória por 3 a 2. No Barradão, o Rubro-Negro Baiano saiu na frente com Elton, mas o Náutico reagiu no segundo tempo e fez 3 a 1 com Daniel Morais, Bergson e João Ananias. No fim, Rafaelson descontou, mas não evitou a derrota do Vitória. 

O Náutico foi a 52 pontos e agora ocupa a sétima posição na classificação da Série B do Campeonato Brasileiro. O Vitória, com 57, é o terceiro colocado. 

No Mangueirão, o Paysandu também fez bonito: 5 a 1 sobre o CRB. Com três gols, o atacante Leandro Cearense foi o destaque do jogo. Wellington Júnior e Aylon completaram o placar para o Papão, enquanto  Zé Carlos descontou para o CRB. Com 56 pontos, o Paysandu é o sexto. CRB é o 11º, com 44.

 LANCE!

Basel bate o Vaduz e mantém liderança do Campeonato Suíço

O Basileia, adversário do Belenenses, na Liga Europa de futebol, consolidou hoje a liderança do campeonato suíço, ao vencer no terreno do Vaduz, por 2-1, beneficiando da derrota caseira do Grasshoppers.

Na deslocação ao Liechtenstein, o Basileia viu-se a perder muito cedo com o antepenúltimo classificado, após o golo de Avdijaj, aos dois minutos, mas Bjarnason repôs a igualdade quase de imediato, aos 06, e o antigo jogador do FC Porto Marc Janko assegurou o triunfo, aos 80.

Com esta vitória, o Basileia passou a somar 37 pontos, mais 13 de que o Grasshoppers, que perdeu em casa com o Thun, por 2-1.

O Basileia, derrotado no seu terreno pelo Belenenses, por 2-1, na terceira jornada do Grupo I da Liga Europa, visita o Restelo na próxima quinta-feira. Os suíços comandam, com seis pontos, mais dois do que a equipa lisboeta e os polacos do Lech Poznan, enquanto a Fiorentina, de Itália, segue em último, com três.

Inter derrota a Roma e assume a liderança do Italiano

O Inter Milão assumiu hoje a liderança da liga italiana de futebol ao vencer o ‘clássico’ frente à Roma, por 1-0, no jogo ‘grande’ da 11.ª jornada da liga italiana.

O único gol da partida foi apontado pelo chileno Gary Medel, com o médio a ‘disparar’ um potente remate fora da área sem hipótese de defesa para o ‘guardião’ polaco Wojciech Szczęsny.

A equipa do Inter passa assim a liderar o campeonato italiano, com 24 pontos, podendo ser igualado nesta jornada pela Fiorentina, de Paulo Sousa, que joga no domingo frente ao Frosinone, e pelo Nápoles, que se desloca ao terreno do Génova. Quanto à Roma, segue com 23, no segundo posto.

Já hoje, a Juventus conseguiu uma difícil e importante vitória ‘caseira’ sobre o Torino, por 2-1, graças a um golo do colombiano Juan Cuadrado, aos 90+3 minutos, a aproveitar uma assistência do brasileiro Alex Sandro (ex-FC Porto), para dar os três pontos à ‘vecchia signora’.

Lyon vence o Troyes e assume vice-liderança do Francês

As equipes do Lyon e do Saint-Etienne venceram hoje os respetivos jogos da 12.ª jornada da liga francesa de futebol, o que lhes permitiu igualar, à condição, os 22 pontos de Angers, numa tabela liderada pelo Paris Saint-Germain.

No terreno do Troyes, o Lyon, com o guarda-redes português Anthony Lopes como titular, conseguiu três importantes pontos, graças a um golo do avançado Claudio Beauvue, aos 78 minutos, na conversão de uma grande penalidade.

O Lyon sobe provisoriamente a segundo, enquanto o Troyes continua como último classificado da tabela, com apenas quatro pontos.

Em igualdade com o Lyon manteve-se o Saint-Etienne, que recebeu e venceu ‘tranquilamente’ o Reims, por 3-0. Os golos, todos apontados no segundo tempo, foram da autoria do esloveno Robert Beric, aos 63 minutos, do congolês Oniangué, na própria baliza, aos 68, e do Eysseric, aos 83.

Saint-Etienne e Lyon igualaram o Angers, que joga no domingo frente ao Mónaco, de Leonardo Jardim.

Isolado na liderança com 32 pontos segue o Paris Saint-Germain, que no sábado abriu a jornada com uma vitória por 1-0 no terreno do Rennes, graças a um golo do argentino Di María (ex-Benfica).

Quem perdeu a oportunidade para se isolar, à condição, no segundo posto foi a equipa do Caen, que acabou derrotada por 1-0 no terreno do Bastia. O único golo do jogo foi do guineense Diallo, aos 31 minutos.

Nos restantes jogos da noite, Guingamp e Lorient empataram a dois golos, o Ajaccio venceu o Bordéus, por 2-0, enquanto Toulouse e Montpellier empataram a um golo.

Sporting derrota Estoril e mantém liderança da Liga NOS

O Sporting reforçou hoje a liderança da I Liga portuguesa de futebol, ao derrotar em casa o Estoril-Praia, por 1-0, em jogo da nona jornada, com um gol de Téo Gutiérrez, de grande penalidade.

Depois do 'nulo' ao intervalo, no Estádio José Alvalade, o avançado colombiano foi derrubado na área estorilista, num lance precedido de fora de jogo, e encarregou-se ele próprio de transformar a grande penalidade, aos 55 minutos, marcando o seu terceiro golo no campeonato.

Com a sua quinta vitória seguida, terceira na Liga, o Sporting passou a somar 23 pontos, mais cinco do que o FC Porto, segundo classificado, cujo jogo com o União da Madeira, previsto para hoje, foi adiado.

Barcelona derrota o Getafe e mantém vice-liderança do Espanhol

O FC Barcelona venceu hoje no terreno do Getafe, por 2-0, em jogo da 10.ª jornada da liga espanhola de futebol, resultado que lhe permite seguir na liderança da tabela a par do Real Madrid.
Ainda sem Messi, a recuperar de lesão, a ‘despesa’ do jogo ficou a cargo dos ‘suspeitos do costume’, com o brasileiro Neymar e o uruguaio Luis Suárez a serem uma vez mais determinantes na vitória ‘blaugrana’.

Os forasteiros adiantaram-se no marcador por Suárez, aos 37 minutos, com o avançado a concluir uma bonita jogada de entendimento do ataque catalão, culminada com uma assistência de calcanhar de Sergi Roberto para uma conclusão simples do uruguaio.

Já na segunda parte, marada pelo regresso de Iniesta à competição após paragem por lesão, o brasileiro Neymar fez o gol da tranquilidade do ‘Barça’, ao concluir com um remate de primeira, de pé esquerdo, uma jogada de contra-ataque. A assistência ficou uma vez mais a cargo de Sergi Roberto.

Com esta vitória, os campeões espanhóis igualam os 21 pontos do Real Madrid no topo da tabela, depois dos ‘blancos’ se terem adiantado fruto da vitória por 3-1 sobre o Las Palmas. As duas equipas dividem a liderança numa altura em que se aproxima o primeiro ‘clássico’ da época, a 21 de novembro, em Madrid.

Mais longe da liderança ficou o Atlético de Madrid, que ao empatar no sábado na Corunha (1-1) tem agora quatro pontos de desvantagem e segue em terceiro, em igualdade com o Villarreal, que hoje venceu o Sevilha (2-1).

Juventus sofre, mas vence o Torino e se recupera no Italiano


Itália: Juventus ‘sofre’, mas vence em casa o Torino

A Juventus venceu hoje o Torino, por 2-1, em jogo da 11.ª jornada da liga italiana em futebol, naquela que foi apenas a quarta vitória do tetracampeão italiano na presente edição do campeonato.

Depois de uma derrota frente ao Sassuolo a meio da semana, a ‘juve’ teve uma difícil tarefa para levar a melhor sobre o Torino. O médio francês Paul Pogba inaugurou o marcador para a equipa da casa, aos 19 minutos, mas os ‘forasteiros’ empataram a partida no início do segundo tempo, aos 51, por Bovo.

O golo da vitória da ‘vecchia signora’ chegou apenas no minuto 93, com o colombiano Juan Cuadrado a aproveitar uma assistência do brasileiro ex-FC Porto Alex Sandro, para dar os três garantir os três pontos.

Com a vitoria, a Juventus agora no 10.º posto, soma 15 pontos, os mesmos que o Torino, que é 11.º.

No jogo grande da jornada, o Inter Milão, quarto classificado, recebe hoje o Roma, líder da tabela.

30/10/2015

Paraná goleia Macaé na Vila Capanema e se afasta do Z-4


O Paraná, enfim, venceu uma partida sob o comando do técnico Fernando Miguel. Após quatro empates consecutivos, o time derrotou o Macaé por 3 a 0, na noite desta sexta-feira (30). A partida, na Vila Capanema, era válida pela 33ª rodada da Série B do Brasileirão.

Além de quebrar a série de empates com Fernando Miguel no comando, o time quebrou outro número crônico. Não fazia mais de um gol em uma partida desde 19 de setembro, quando venceu o Mogi Mirim por 2 a 1 e o técnico ainda era Fernando Diniz. De lá para cá, foram seis jogos. A última vez que o time paranaense fez três gols nesta Série B foi na 21ª rodada, na vitória de 3 a 2 sobre o Santa Cruz.

Com o resultado, o Paraná foi a 43 pontos. Faltando cinco rodadas, o time subiu para o 12º lugar e está com 11 pontos de vantagem sobre o Ceará – que tem 32 abre a zona de rebaixamento. O Macaé ficou em 16º, com 38 pontos.

O Paraná volta a campo no dia 7 de novembro, um sábado, às 17h30. Enfrenta o Náutico, em Recife, pela 34ª rodada da Série B.

Jogo

Armado no 4-2-3-1, com Rafael Costa de meia (e não de volante), o Paraná criou uma chance de gol logo no primeiro minuto – e não fez porque o goleiro, quase caído, salvou com o pé. O que parecia um início de jogo avassalador não se confirmou. O time da casa até controlava o meio-de-campo, mas os erros de passes e a falta de penetração na área atrapalhavam as ações ofensivas – principalmente nos 15 minutos finais da primeira etapa, em que não produziu mais nada.

O primeiro tempo se encerrou com 53% de posse de bola e seis finalizações do Paraná (duas certas), contra uma do Macaé (Marcos pegou). O time da casa saiu de campo sob vaias. “A gente está tentando. Criamos oportunidades. Tem que caprichar um pouco mais”, disse  o meia Eder, autor de três finalizações (uma certa e duas para fora).

Para a etapa final, o time ensaiou uma melhora. Aos 5 minutos, o goleiro Rafael impediu duas vezes que Anderson Uchoa marcasse, e depois Carlão perdeu um gol imperdível, na pequena área.

Foi a única chance de gol até os 12 minutos, quando Fernando Miguel ousou e trocou Uchoa, que atuava como lateral, por Lucas Pará, um meia ofensivo canhoto que passou a preencher a lateral-direita. Parecia uma maluquice, mas Lucas Pará marcou 1 a 0, aos 15 minutos, aparecendo como elemento-surpresa na área.

Após o gol, Eder passou para a lateral e Lucas Pará caiu para a meia-ponta. O Macaé, por sua vez, fez três trocas para ficar mais ofensivo e, com isso, passou a rondar a área do time da casa. A partir daí nenhum dos dois times conseguiu produzir muita coisa. Até os 39 minutos, quando Rafael Costa marcou 2 a 0, após jogada tramada com Henrique. Aos 47, Henrique fechou o placar. 

No jogo, o time paranaense somou 60% de posse de bola, 91% de eficiência nos passes e 17 finalizações (nove certas), contra quatro (uma certa) do adversário carioca.

 

FICHA TÉCNICA PARANÁ 3 x 0 MACAÉ

Paraná

Marcos; Anderson Uchoa (Lucas Pará), Luiz Felipe, Luciano Castán e Rafael Carioca; Rafael Costa, Fernandes, Rosinei, Éder e Henrique; Carlão (Jean). Técnico: Fernando Miguel

Macaé

Rafael; Igor Julião, Ramon, Frauches e Diego (Marquinho); Gedeil, Wagner Carioca (Anderson Manga), Juninho e Fernando Neto; Pipico e Anselmo (Aloisio). Técnico: Josué Teixeira

Gols: Lucas Pará (15-2º), Rafael Carioca (39-2º), Henrique (47-2º)

Cartões amarelos:  Anselmo, Fernando Neto, Luiz Felipe, Anderson Manga, Frauches

Árbitro: Marcelo Alves dos Santos (MT)

Local: Vila Capanema, sexta-feira

Soares/Peya arrasa Matkowski/Zimonjic e vai à semifinal na Basileia


2015/bruno_soares/0819_cincy_cumppeya_int.jpg

Na dura luta para garantir seu lugar no Finals de Londres, a parceria formada pelo mineiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya obteve um importante resultado na noite desta sexta-feira. Mesmo entrando em quadra depois da meia noite local, os dois conseguiram a vaga para as semifinais e miram pelo menos 300 pontos que são valiosos.

Soares e Peya derrotaram com inesperada facilidade a boa dupla formada pelo polonês Marcin Matkowski e o sérvio Nenad Zimonjic, que eram os cabeças 4 da semana. O placar foi de 6/0 e 6/1, em partida que durou apenas 42 minutos.

Nas semifinais, Soares e Peya terão pela frente a ótima parceria formada pelo holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau, cabeças 2, que na véspera tiraram Rafael Nadal/Marc López, por 7/5 e 7/6 (7-5). A outra vaga na final está entre Dominic Inglot/Robert Lindstedt e Jamie Murray/John Peers.

Soares e Peya estão momento no nono lugar da Corrida para Londres, a 625 pontos do dueto formado por Rohan Bopanna e Florin Mergea. Outros que concorrem à oitava vaga e devem atuar em Paris são Vasek Pospisil/Jack Sock, 10 pontos atrás de Bruno, e Juan Sebastian Cabal/Robert Farah, a 140.

Federer derrota Goffin e avança à semifinal na Basileia

Pela 13ª vez na carreira, Roger Federer é semifinalista do ATP 500 da Basileia. O suíço, número 3 do mundo, fez a alegria da torcida da casa nesta sexta-feira ao marcar 6/3, 3/6 e 6/1 em 1h37 de disputa diante do belga David Goffin, 17º do mundo, em jogo que marcou a reedição da última final do torneio disputado em quadras duras e cobertas. 

Neste sábado, por volta de 13h, Federer enfrenta o 29º colocado americano Jack Sock, a quem venceu no único duelo anterior em Cincinnati. Sock, que foi finalista em Estocolmo na semana passada, derrotou nesta sexta-feira o também americano Donald Young, por 5/7, 6/4 e 6/2. A primeira semifinal, entre Rafael Nadal e Richard Gasquet acontece não antes de 11h30.

Dono de seis títulos na Basileia, Federer está em busca de sua 11ª final no torneio. Presença constante no torneio, onde já foi até boleiro durante a adolescência, Federer já tem 59 vitórias em casa pode chegar a 61 se for campeão pela sétima vez. Os únicos eventos que ele ganhou mais que este são Halle (onde tem oito títulos), além de sete conquistas em Dubai e Wimbledon.

Aproveitando-se das rápidas condições da Basileia, Federer se arriscou bastante na rede e venceu 24 pontos em 33 possíveis. A esperada devolução de bate-pronto, que ele exibiu durante o verão americano, também apareceu nesta sexta-feira, mas no momento confortável, quando liderava o placar por 5/2. O suíço ainda liderou a contagem de winners por 31 a 17, e cometeu 34 erros contra 23 do adversário.

O suíço aproveitou a única chance de quebra que teve no primeiro set, quando o Goffin se viu em 15-40 no sexto game. Federer chegou a salvar dois break points logo na sequência, no único momento em que foi ameaçado naquela parcial. Do primeiro para o segundo set, Federer deixou o acerto de saque cair de 61% para 36% e passou a dar mais chances ao rival. 

Federer fez só metade dos pontos que disputou em seu saque durante o segundo set e permitiu duas quebras seguidas ao rival, marcando apenas seis winners no set. Ao mesmo tempo, Goffin foi firme nos ralis e também mostrou intimidade nos voleios para empatar o jogo. 

Mas o terceiro set não poderia começar melhor para o suíço que venceu 12 dos primeiros 17 pontos jogados para abrir 3/0. Federer teve amplo domínio da parcial, cedendo apenas três pontos no saque e conseguindo mais uma quebra no sexto game, antes de fechar a partida em seu serviço.

Sousa bate Cuevas e faz semi em Valência

A chave aberta do ATP 250 de Valência rendeu a quebra de um jejum de 14 meses ao canadense Vasek Pospisil. O 43º colocado jogará neste sábado a primeira semifinal desde o vice no ATP 500 de Washington, em agosto de 2014. Ele ainda não perdeu sets e não enfrentou nenhum favorito em três rodadas no piso sintético espanhol.

No quadrante que teve a desistência do espanhol David Ferrer e a derrota do francês Jeremy Chardy na estreia, o canadense aproveitou. Nesta sexta-feira, o jogador de 25 anos salvou os quatro break points que cedeu ao qualifier alemão Daniel Brands, apenas 170º, e marcou duplo 6/3.

Com um caminho um pouco mais difícil, o português João Sousa desempatou o retrospecto com o uruguaio Pablo Cuevas no terceiro encontro, aplicando duplo 6/4. Assim como Pospisil, ele manteve todos os serviços – enfrentou cinco break points – até avançar em 1h32.

Atual 46º, Sousa atinge a quinta semifinal na temporada e tenta a quarta decisão – foi vice em Genebra, Umag e São Petersburgo. O duelo deste sábado vale o retorno ao top 40 e, para o português, o título em Valência renderia o melhor ranking da carreira, superando a 35ª posição que alcançou em janeiro de 2014. O único confronto entre eles foi vencido por Sousa, em sets diretos, na estreia de Roland Garros.

Zormann vence Menezes e vai à final em Porto Alegre

Em duelo de dois nomes da nova geração do tênis brasileiro, o paulista Marcelo Zormann levou a melhor sobre o mineiro João Menezes e venceu uma longa partida de 3h05 para se garantir na final do Porto Alegre Open de Tênis, future de US$ 10 mil realizado na sede do Alto Petrópolis do Grêmio Náutico União.

Nesta sexta-feira, Zormann saiu atrás no placar antes de marcar 2/6, 7/5 e 7/6 (7-4) diante de Menezes. Foi a terceira vitória do paulista em três duelos contra o mineiro no circuito profissional. Menezes, de 18 anos e 705º colocado, derrotou Zormann, de 19 anos e 611º do ranking, apenas nos tempos de juvenil.

Do outro lado da chave, Carlos Severino fez valer a condição de cabeça de chave número 1 e garantiu lugar em sua terceira final na temporada. O carioca de 24 anos e 400º do mundo derrotou o 654º colocado paulista Rafael Camilo por 1/6, 7/6 (7-1) e 6/4 em 2h24 de partida.

Zormann e Severino se enfrentam às 11h deste sábado, em duelo inédito no circuito. O paulista de Lins disputará sua quarta decisão de future e busca o terceiro troféu, tendo vencido já um torneio na temporada no saibro de Bol, na Croácia. Por sua vez, Severino tem três títulos de future, com direito a duas conquistas seguidas em pisos diferentes este ano, em Belém e São José do Rio Preto.

Vindo de furar o qualificatório do challenger de Santiago, Severino está nesta semana com o melhor ranking na carreira, enquanto o recorde pessoal de Zormann é o 593º lugar, conquistado em setembro deste ano.

Rodada dupla - Depois de decidirem o título da chave de simples, os dois retornarão à quadra do Grêmio Náutico União para disputar a final das duplas. Severino joga ao lado do paulista Ricardo Hocevar. Zormann e o gaúcho Orlando Luz formam a parceria primeira pré-classificada da disputa. Juntos, no ano passado, eles foram campeões nas duplas masculinas do torneio juvenil de Wimbledon e conquistaram a medalha de ouro dos Jogos Olímpicos da Juventude

Nadal vence Cilic e faz semi na Basileia

Em reta final de uma temporada de altos e baixos, Rafael Nadal consegue de maneira inédita no ano engatar três semifinais seguidas. Mas para isso foi necessário que o canhoto espanhol mantivesse também a sequência de partidas de três sets no ATP 500 da Basileia. Nesta sexta-feira, o número 7 do mundo superou o 13º colocado croata Marin Cilic por 4/6, 6/3 e 6/3 em 2h13 de partida.

Em sua nona semifinal do ano, Nadal duela com Richard Gasquet, número 11 do mundo. O espanhol venceu todos os 13 duelos anteriores que fez contra o francês em competições de nível ATP, tendo perdido apenas um set no distante 2007. Se Gasquet quiser se agarrar a algum dado postivo, há uma vitória em torneio challenger disputado há doze anos.

Mesmo vivendo um ano irregular os 180 pontos conquistados até agora apenas substituem seu terceiro resultado contável em ATP 500, a semifinal do Rio Open. Entretanto, se for a final, Nadal ultrapassa o sexto colocado japonês Kei Nishikori e pode roubar o lugar de Tomas Berdych no top 5 se for campeão do torneio suíço. 

Bastante afastado da linha de base, Nadal teve poucas chances tanto na devolução de saque como também nos ralis, tendo que permanecer na defensiva frente aos potentes golpes do adversário. Após oito games sem quebras, Cilic aproveitou o primeiro break point que teve no jogo, ao responder um saque aberto com uma devolução na cruzada que forçou Nadal a errar na sequência. O croata confirmou o serviço depois para fechar o set, em que liderou nos aces por 6 a 0, e nos winners por 12 a 1, além de perder só cinco pontos sacando.

A situação ficou mais complicada para o espanhol depois que Cilic quebrou logo de cara no segundo set. A construção da jogada foi quase um replay do break point da primeira parcial. Nadal teve a chance de igualar o quadro no game seguinte, mas apenas assistiu a um ace do rival. O empate viria no quarto game, quando Nadal ficou bastante recuado e apenas botou a bola em jogo e buscou um contra-ataque. A estratégia deu certo na segunda chance, e o espanhol explorou uma subida de Cilic à rede para empatar por 2/2.

Nadal continuou criando chances de quebrar o saque de Cilic, foram sete em toda a parcial. Liderando o set por 4/3, o espanhol contou com um game bastante incomum do croata que cometeu três duplas-faltas. A irregularidade custou caro, Cilic cedeu a segunda quebra a Nadal que buscou a igualdade no placar, não antes de salvar um break point com winner de forehand na paralela no momento de sacar para o set. 

Com uma quebra logo no início do terceiro set, Nadal consolidou sua reação na partida. O espanhol foi muito mais firme no saque durante o terceiro set, cedendo só sete pontos no serviço e fechando a porta no quarto game, o único em que foi ameaçado. O espanhol voltaria a pressionar Cilic no nono game para obter sua quarta quebra na partida e obter a terceira vitória em quatro jogos contra o rival. Cilic liderou nos winners por 37 a 17, mas cometeu 49 erros contra 26 do espanhol.

Muguruza derrota Kvitova e garante liderança do grupo branco do WTA Finals


2015/muguruza/1030_finals_acena_int.jpg

 O primeiro encontro entre a espanhola Garbiñe Muguruza e a tcheca Petra Kvitova viu uma batalha de 2h33 cheia de chances para os dois lados no WTA Finals. Revertendo quebra de desvantagem em duas ocasiões do terceiro set, Muguruza terminou com três vitórias no Grupo Branco e confirmou a primeira colocação, com parciais de 6/4, 4/6 e 7/5.

A jogadora de 22 anos, que faz sua estreia na competição, agora irá enfrentar a polonesa Agnieszka Radwanska, que alcançou a semifinal há um ano e ficou em segundo lugar no Grupo Vermelho. Radwanska venceu os dois primeiros encontros, mas perdeu quatro vezes para a rival nesta temporada. As mais recentes foram nas semifinais de Wimbledon e de Pequim, ambas em três sets.

A vitória desta sexta-feira foi a 99ª de Muguruza em torneios de primeira linha. A número 3 do mundo também está na semifinal de duplas em Cingapura, com a compatriota Carla Suárez. Desde 2009, com Serena e Venus Williams, uma jogadora não aparecia na semifinal de simples e duplas no Finals.

Com a derrota, Kvitova depende da companheira de Fed Cup, Lucie Safarova, para conseguir avançar à semifinal. No complemento do grupo, Safarova, sem chances de classificação, precisa derrotar a alemã Angelique Kerber por 2 sets a 0 para classificar Kvitova. Qualquer outro resultado deixará Kerber na segunda posição.

O primeiro set foi o que teve menos alternância no placar, com apenas três quebras, em games consecutivos. Ao marcar 6/4, Muguruza já tinha a vaga na semifinal garantida. Ela ainda começou quebrando na segunda parcial e depois de seis quebras criou um break point em 4/4. Kvitova se recuperou com quatro games seguidos e abriu 2/0 no set decisivo.

A canhota se manteve à frente até o 5/4, quando esteve a dois pontos da vitória e Muguruza escapou de 0-30. Virando para 6/5, a número 3 do mundo passou pelo game mais longo do jogo para confirmar a vitória, no quarto match point. O número de winners e de erros foi elevado para as duas jogadoras: Muguruza terminou com 32 e 28, enquanto Kvitova teve 40 e 38, respectivamente.

29/10/2015

Menezes vence Dutra da Silva e vai à semifinal em Porto Alegre


2015/brasileiros_outros/menezes_portoalegre_back_int.jpg

Na partida que definiu a última vaga nas semifinais do Porto Alegre Open de Tênis, o mineiro João Menezes levou a melhor contra o cabeça 2 paulista Daniel Dutra da Silva virando uma partida de 3h54 com parciais de 4/6, 7/6 (7-5) e 7/5 para avançar no future de US$ 10 mil realizado na sede do Alto Petrópolis do Grêmio Náutico União. 

Em busca de vaga na decisão do torneio, Menezes encara o paulista Marcelo Zormann, que ganhou do cabeça 3 catarinense Thales Turini com parciais de 5/7, 7/5 e 6/2. Representantes da nova geração do tênis brasileiro, Zormann e Menezes já se enfrentaram duas vezes no circuito profissional com duas vitórias do paulista de 19 anos e 611º do ranking, enquanto o mineiro de 18 anos e 705º colocado venceu duas partidas pelo juvenil.

Do outro lado da chave, Carlos Severino segue confirmando a condição de cabeça de chave número 1 do torneio. O carioca de 24 anos e 400º do mundo derrotou o conterrâneo Wilson Leite, sétimo favorito, por 6/0, 2/6 e 6/3 em 2h20 de partida. 

Na semifinal, Severino enfrenta o 654º colocado paulista Rafael Camilo, a quem derrotou no único duelo anterior na cidade gaúcha de Santa Maria em dezembro de 2013. O canhoto Camilo, que treina na Espanha, superou o experiente André Miele por 6/3 e 7/5 em 1h44 de partida.

Também nesta quinta-feira foi definida a final do torneio de duplas. O gaúcho Orlando Luz se juntou a Zormann para vencer os argentinos Juan Pablo Ficovich e Matias Zukas por duplo 6/1. Eles enfrentam Severino e o paulista Ricardo Hocevar ganharam de Rafael Camilo e Eduardo Dischinger por duplo 6/4. A decisão de duplas acontece apenas no sábado.

Confira a programação desta sexta-feira
Quadra 10 - 11h30
[1]Carlos Severino (BRA) vs. Rafael Camilo (BRA)
Marcelo Zormann (BRA) vs. João Menezes (BRA)

Sá/Guccione vence Kubot/Paes e faz semi em Valência


2015/andre_sa/1029_valencia_term_int.jpg

Aos 38 anos, André Sá vive uma de suas melhores temporadas no circuito de duplas. Nesta quinta-feira, o mineiro garantiu lugar na sexta semifinal no ano, nas quadras duras e cobertas do ATP 250 de Valência. Sá e o australiano Chris Guccione conseguiram uma vitória importante contra os cabeças 2 Lukas Kubot e Leander Paes por 7/6 (8-6) e 6/4 em 1h34 de partida.

Na penúltima rodada, Sá e Guccione enfrentam os norte-americanos Eric Butorac e Scott Lipsky. Do outro lado da chave, já estão na semifinal os austríacos Julian Knowle e Oliver Marach que esperam pelo confronto entre Feliciano López/Max Mirnyi contra Guillermo García-López/David Marrero.

"Jogamos bem desde o começo, foi uma partida dura. O Chris está sacando muito bem e eu devolvendo muito bem, aproveitamos as chances e jogamos bem nos momentos chave", disse Sá, que já traça a estratégia para a semifinal contra Butorac e Lipsky. "Precisamos devolver bem já que eles sacam firme e têm boa variação", completa o mineiro.

Sá já disputou cinco semifinais de torneios ATP na temporada, conquistando os títulos de Buenos Aires, Umag e Nottingham. O experiente mineiro ainda foi finalista na cidade chinesa de Shenzhen e foi à penúltima rodada no saibro de Istambul. Sá ainda tem um título de challenger, ao lado do próprio Guccione, na grama de Manchester.

Atual 41º do mundo, o mineiro já acumula 28 vitórias em ATP e 19 derrotas na temporada, o que já são mais que as 10 do ano passado e as 16 de 2013 somadas. Este é o segundo ano em que Sá mais venceu jogos de duplas no circuito, apenas superado por 2008, quando conseguiu 36 vitórias, conquistou três torneios com Marcelo Melo e terminou no 20º lugar, alcançando a 17ª posição três meses mais tarde.

O jogo - O primeiro set seguiu inteiramente sem quebras até o tiebreak, sendo que Sá e Guccione chegaram a ter um set point no décimo game. No desempate, Kubot e Paes saíram na frente e chegaram a ter quatro set points, antes de que o mineiro e o australiano revertessem o quadro. Já no segundo set, Sá e Guccione largaram com 2/0 e cederam o empate por 2/2 no quarto game, mas recuperaram a quebra de vantagem no final da partida.

Cilic bate Gabashvili e faz quartas na Basileia

 O croata Marin Cilic continua muito seguro no saque e está nas quartas de final do ATP 500 da Basileia. Sem sofrer quebras em dois jogos, o número 13 do mundo e cabeça de chave 7 passou sem dificuldades pelo russo Teymuraz Gabashvili, 52º, nesta quinta-feira, com parciais de 6/3 e 6/1, em 1h15.

Vindo do bicampeonato do ATP 250 de Moscou, o ex-top 10 chega à sexta vitória seguida e ao 35º triunfo na temporada. Cilic terá de superar dois jejuns nas quartas de final para manter a boa sequência.

Ele vai enfrentar Nadal pela quarta vez, tendo vencido apenas o primeiro encontro, em Pequim-2009. Os outros dois duelos datam de 2011, no Australian Open e no Masters 1000 de Roma. Desde que conquistou o US Open-2014, o croata perdeu todos os 10 confrontos com rivais no top 10 – o canhoto é o 7º e pode voltar ao top 5 com o título na Suíça.

Apesar de não ter o saque em um dia tão bom quanto na estreia, quando não enfrentou break points, Cilic contou a arma diante de Gabashvili. Ele venceu 67% dos pontos no serviço e só cedeu oportunidades de quebra, três no total, quando já liderava o segundo set.

Young surpreende Anderson - A outra partida que abriu a rodada viu a eliminação do sul-africano Kevin Anderson, 12º e cabeça 4. No 11º encontro com o norte-americano Donald Young – em torneios de todos os níveis – o favorito foi derrotado pela quinta vez, com parciais de 6/2 e 7/6 (8-6), em 1h37. Nas quartas de final, o canhoto terá um duelo nacional. Ele aguarda John Isner ou Jack Sock, que se enfrentam com vantagem de 4 a 1 para Isner no retrospecto.

Paula/Marand vence dupla americana e vai às quartas em Macon

Depois de uma longa espera por conta do mau tempo no início da semana, a campineira Paula Gonçalves conseguiu sua primeira vitória na chave de duplas do ITF de US$ 50 mil de Macon, no estado americano da Geórgia. Paula é cabeça 1 ao lado da americana Sanaz Marand e estreou vencendo as também americanas Ingrid Neel e Katerina Stewart por 6/2, 3/6 e 10-6 em 1h24 de partida.

Nas quartas de final de duplas, Paula e Marand enfrentam as vencedoras do encontro entre Florencia Molinero/Nina Stojanovic e Paula Ormaechea/Elitsa Kostova, em jogo previsto para o complemento da rodada desta quinta-feira. 

Paula vem de um vice-campeonato de simples no torneio de US$ 25 mil de Florence, na Carolina do Sul, e por isso não pôde disputar o quali em Macon, onde se inscreveu apenas nas duplas. Jogando nos Estados Unidos desde a segunda semana de setembro, Paula tem um título e um vice com Marand durante esse período.

A jogadora paulista de 25 anos deverá ter como boa notícia a entrada no top 100 de duplas. Ela é 101ª do ranking e contará com desconto da jogadora imediatamente à sua frente, a japonesa Makoto Ninomiya. Desde Vanessa Menga, que foi 93ª do mundo de duplas em junho de 1999 que uma brasileira não ocupa tal faixa. Já no ranking de simples, Paula ocupa o 299º lugar, mas terá os 30 pontos da última semana acrescidos na próxima segunda-feira.

Sharapova derrota Penetta e vai à semifinal em Cingapura


2015/sharapova/1029_finals_backterm_int.jpg

A russa Maria Sharapova entrou em quadra nesta quinta-feira já classificada para a semifinal do WTA Finals, mas nem por isso diminuiu o ritmo. Diante de um forte início de partida da italiana Flavia Pennetta, a número 4 do mundo se manteve no jogo, aproveitou as chances que apareceram e no segundo set dominou a rival, marcando 7/5 e 6/1, em 1h27.

O resultado consolida a liderança de Sharapova no Grupo Vermelho, com três vitórias em três jogos e apenas um set perdido. A russa também ajudou a polonesa Agnieszka Radwanska, única que lhe tirou um set. A 6ª colocada chegou à rodada final dependendo de uma única combinação de resultados, o que aconteceu: ela bateu a romena Simona Halep em sets diretos e Pennetta perdeu sem fazer sets.

A russa vinha de três derrotas para a campeã do US Open, que liderava o retrospecto por 3 a 2 e nesta temporada levou a melhor em Indian Wells. Além de empatar o retrospecto, a ex-número 1 aposenta a italiana de 33 anos, que havia anunciado ainda na premiação em Nova York que deixaria o circuito ao final da temporada.

As duas fizeram um primeiro set muito equilibrado, mas até a metade da parcial parecia que Pennetta iria adiar a aposentadoria – ela só precisava vencer um set para se classificar. Com grandes devoluções, a italiana obteve a quebra no game inicial e teve duas chances para ampliar a vantagem e chegar a 4/1.

Sharapova se recompôs e, em um game com duas duplas faltas, pressionou a rival e devolveu a quebra, empatando por 4/4. A agressividade da russa lhe rendeu a quebra no último game da parcial e Pennetta demorou a se reencontrar. Trabalhando os pontos até terminar com deixadinhas, Sharapova rapidamente fez 3/0 e chegou a ter 15-40 para vencer o sexto game consecutivo. A italiana esboçou reação e levantou o game de serviço, mas voltou a ser quebrada, com uma dupla falta, e a ex-número 1 caminhou firme para a vitória.

Federer derrota alemão e vai às 4ªs na Basileia

 Depois de uma vitória arrasadora em sua partida de estreia, Roger Federer precisou de uma atuação muito mais sólida para se garantir nas quartas de final do ATP 500 da Basileia. Em 1h38 de partida, Federer derrotou o alemão Philipp Kohlschreiber, 32º do mundo, por 6/4, 4/6 e 6/4. O suíço mantém retrospecto perfeito contra Kohlschreiber, agora com 11 vitórias em 11 jogos.

Só na Basileia, Federer já tem 58 vitórias e pode chegar a 61 se for campeão pela sétima vez. O suíço disputou o torneio entre 1998 e 2003 e depois retornou em 2006 para marcar presença anualmente. Além de ter seis títulos na competição, o suíço ainda tem cinco vice-campeonatos no torneio disputado em casa.

Nas quartas de final, Federer enfrenta o 17º colocado David Goffin. O belga de 25 anos jamais escondeu sua admiração pelo suíço desde a adolescência e já teve a oportunidade de enfrentar Federer duas vezes. O suíço venceu ambos os duelos anteriores, inclusive na final do ano passado deste torneio.

Federer venceu o set inicial sem enfrentar break point e cedeu só seis pontos no saque, sendo apenas dois quando colocou o primeiro serviço em quadra. Mesmo deixando uma chance escapar no primeiro game, o suíço obteve a quebra quatro games mais tarde. Destaque no set para seu desempenho na rede, com 9 pontos em 11 possíveis.

A partir do segundo set, Kohlschreiber conseguiu equilibrar as ações. O alemão reduziu o número de erros de 7 para 4, fez 15 winners diante de 10 na parcial anterior e só perdeu quatro pontos no saque, somente um com primeiro serviço. A igualdade permaneceu até o 4/4, quando Kohlschreiber confirmou tranquilamente e fez Federer sacar em desvantagem. Com 30 iguais no game, o alemão conseguiu winner de forehand na cruzada e depois contou com erro não-forçado do suíço na tentativa de aplicar uma passada no ponto seguinte.

Foi a vez, então, de Federer elevar o nível. Depois de passar dois sets com acerto de saque na casa de 48%, o suíço conseguiu aproveitamento de incríveis 90%, jogando apenas dois pontos com segundo serviço. Perdendo apenas 4 pontos no saque durante a última parcial, Federer esperou pela chance, que veio quando o placar estava empatado por 4/4. Após erro não-forçado do alemão em longo rali, o hexacampeão chegou ao momento de sacar para o jogo e confirmar a vitória em três sets.

Sampdoria empata com Empoli e perde a chance de se aproximar dos líderes do Italiano

No encerramento da 10.ª rodada do Campeonato Italiano, nesta quinta-feira, a Sampdoria perdeu a chance de encostar nos primeiros colocados. Jogando em casa, no estádio Luigi de Ferraris, o time de Gênova ficou no empate com o Empoli por 1 a 1 e segue na zona intermediária da tabela de classificação. O mesmo vale para a equipe da região da Toscana.

Agora com 15 pontos, a Sampdoria, que já chegou a liderar o campeonato nas primeira rodadas, está na nona colocação. A líder Roma tem 23 pontos, com dois de vantagem para Napoli, Fiorentina e Internazionale. Já o Empoli, em sua luta contra o rebaixamento, subiu para o 13.º lugar com 11 pontos, cinco a mais que o Bologna, que abre a zona da degola.

Os gols saíram apenas no segundo tempo. Manuel Pucciarelli abriu o placar para os visitantes, aos 15 minutos, mas o brasileiro naturalizado Eder empatou aos 22. Este foi o oitavo gol do atacante da Sampdoria, agora empatado na artilharia do campeonato com o argentino Gonzalo Higuaín, do Napoli.

Na segunda-feira, Sampdoria e Empoli jogarão no encerramento da 11.ª rodada. Mais uma vez fora de casa, o time da Toscana enfrentará o Palermo, na Sicília. O clube de Gênova viajará até Verona para encarar o Chievo Verona.

28/10/2015

Cuevas supera Tomic na estreia em Valência

O australiano Bernard Tomic voltou a ter a posição no top 20 ameaçada com mais uma derrota na estreia. Nesta quarta-feira, o número 18 do mundo e cabeça de chave 3 abriu um set e uma quebra e sofreu a virada diante do uruguaio Pablo Cuevas no ATP 250 de Valência, com parciais de 3/6, 6/3 e 6/4.

Tomic alcançou o melhor ranking, justamente em 18º, com as quartas de final no Masters 1000 de Xangai. Depois disso, parou na estreia no ATP 250 de Estocolmo e, agora, na Espanha. Cuevas, 37º, aparece nas quartas de final pela oitava vez na temporada e aguarda o francês Benoit Paire, cabeça 5, ou o português João Sousa.

Além da eliminação do terceiro pré-classificado, o torneio perdeu sua maior estrela nesta quarta-feira. Principal favorito ao título e único top 10 na chave, David Ferrer convocou coletiva de imprensa para anunciar a desistência. O 8º colocado, tricampeão em Valência e vindo do título em Viena, voltou a sentir o cotovelo direito, o que já o afastou das quadras entre junho e agosto.

O compatriota Albert Montañes, 112º, entrará em seu lugar como lucky-loser, em um setor aberto na chave. Ele vai enfrentar o qualifier alemão Daniel Brands, 170º, que tirou o australiano Nick Kyrgios na estreia. O vencedor terá pela frente o canadense Vasek Pospisil, que fez 6/3 e 6/4 diante do britânico Aljaz Bedene. Antes mesmo das quartas de final, Paire é o único pré-classificado na parte superior da chave.

López conhece rival - Segundo principal favorito ao título, o espanhol Feliciano López conheceu o primeiro adversário. Será o norte-americano Steve Johnson, que vem da primeira decisão da carreira e o derrotou no único encontro anterior, em Delray Beach-2014. O 33º colocada fez 6/3 e 6/4 no eslovaco Martin Klizan. O canhoto espanhol nunca venceu dois jogos seguidos em 10 aparições em Valência.

Nadal bate Dimitrov e faz quartas na Basileia

Em mais uma noite de altos e baixos, Rafael Nadal fez valer o retrospecto e segue sem derrotado por Grigor Dimitrov, agora tendo sete vitórias em sete jogos diante do búlgaro. Nesta quarta-feira, o ex-líder e hoje sétimo colocado marcou 6/4, 4/6 e 6/3 em 2h12 diante do rival de 24 anos e 28º do ranking para se garantir nas quartas de final do ATP 500 da Basileia.

Nadal agora terá um dia de descanso antes de sua próxima partida contra Marin Cilic ou Teymuraz Gabashvili. O canhoto espanhol tem ampla vantagem no retrospecto em ambos os casos, sendo 7 a 1 contra o croata e 7 a 0 diante do russo. Com 54 vitórias e 17 derrotas na temporada, Nadal não tem mais pontos a defender em 2015 e já está classificado para o ATP Finals de Londres. 

Ao longo da partida contra Dimitrov, Nadal fez apenas 16 winners contra 26 do búlgaro, mas levou vantagem nos erros não-forçados, 28 contra 41 do rival. Além de o espanhol ter obtido cinco quebras contra quatro de seu adversário, Nadal também teve ótimos números na rede, vencendo 13 pontos em 14 possíveis.

Dimitrov saiu em vantagem ao quebrar o saque de Nadal logo no primeiro game da partida. Mesmo cometendo um número alto de erros não-forçados e tendo baixo acerto de primeiro serviço, 34%, o búlgaro administrou a vantagem até liderar a parcial por 4/2, sem ter enfrentado nenhum break point até então. 

Conforme o set avançava, Dimitrov foi cada vez mais obrigado a trabalhar com o segundo serviço, e Nadal atacou nas devoluções para vencer 11 pontos em 19 possíveis nessas condições durante o set e conseguir duas quebras seguidas. Ao final de 41 minutos de disputa, Dimitrov liderava nos winners por 9 a 5, mas tinha 16 erros contra 11 do espanhol.

As dificuldades de Dimitrov com o saque diminuíram na segunda parcial, quando o búlgaro teve acerto de 69% e precisou jogar com o segundo serviço em apenas 7 pontos. O começo de set foi muito forte para o jogador de 24 anos, que conseguiu duas quebras e chegou a liderar por 4/0. Nadal reagiu no jogo e chegou a devolver uma das quebras após a única dupla-falta de Dimitrov no set, mas a vantagem construída pelo búlgaro foi suficiente para empatar o jogo. Houve uma sensível redução no número de erros de Dimitrov, que cometeu 12 na segunda parcial, além de sete bolas vencedoras.

Como aconteceu nas duas parciais anteriores, Nadal novamente começou sendo quebrado e perdendo por 2/0, mas este foi o set em que o canhoto espanhol reverteu o quadro de maneira mais rápida. Já no quarto game, o jogo estava empatado por 2/2. O ex-número 1 do mundo chegou a ter dois break points em longo game de sete minutos, não concretizou as chances, mas continuou muito firme. Nadal não apenas confirmou o game seguinte de zero, como voltou a quebrar o saque de Dimitrov. No momento de sacar para o jogo, o Touro Miúra precisou salvar chances de quebra, antes finalizar a longa partida e manter sua invencibilidade contra o jovem rival.

Muguruza derrota Kerber e lidera grupo branco do Finals

Após o complemento da segunda rodada do WTA Finals, a jogadora mais jovem na disputa é a única que ainda não perdeu sets. Em sua primeira aparição no torneio, a espanhola Garbiñe Muguruza manteve o embalo do final de temporada na Ásia e chegou à liderança do Grupo Branco nesta quarta-feira, com um jogo muito agressivo para derrotar a alemã Angelique Kerber, por duplo 6/4, em 1h38.

A jogadora de 22 anos soma sete vitórias seguidas desde o título em Pequim e antes disso havia sido vice em Wuhan. A número 3 do mundo, vice-campeã em Wimbledon, chegou ao 40º triunfo na melhor temporada da carreira.

Com as duas vitórias por 2 sets a 0, Muguruza só precisa fazer um set na terceira rodada, contra a tcheca Petra Kvitova, para avançar à semifinal. Até mesmo um derrota em sets diretos poderia lhe garantir a vaga. Porém, nesse caso a definição poderia ir para o aproveitamento de games, se Kerber superar a tcheca Lucie Safarova também por 2 a 0.

A espanhola tomou a iniciativa dos pontos desde o início do jogo, com muita agressividade e subidas à rede – o aproveitamento no primeiro set foi de 14 em 17. Kerber se recuperou de um começo lento para fazer três games seguidos e chegar a 3/2, mas Muguruza levou a melhor no momento de definição. Ela voltou a liderar por 5/4 e contou com bons saques para sair de 0-30 e salvar um break point antes de fechar a parcial.

Mesmo em um set regular, a canhota admitiu para seu técnico que não sabia o que fazer, já que suas jogadas paravam em respostas ainda melhores de Muguruza. No segundo set, a espanhola começou ainda mais segura no saque e criou break points em todos os games da alemã.

A quebra veio no quinto game e, em uma confusão da árbitra Marija Cicak no placar, Muguruza teria repetido a dose para chegar a 5/2. Porém, o erro foi corrigido, Kerber levantou o game e devolveu a quebra em seguida, dificultando um voleio da adversária. Apesar de cometer mais erros do que no set inicial (15 a 11), cabeça de chave 2 conseguiu grandes devoluções para voltar a liderar, por 5/4, e confirmou a vitória em seguida. Ela totalizou 19 winners em cada set.

O resultado desempatou o retrospecto entre elas após sete encontros. Nesta temporada, as duas já haviam se enfrentado quatro vezes, com vitórias de Muguruza em Roland Garros, Wimbledon e Wuhan.

Zormann vence argentino e vai às 4ªs em Porto Alegre

O paulista Marcelo Zormann conseguiu uma vitória importante para garantir lugar nas quartas de final do Porto Alegre Open de Tênis, future de US$ 10 mil realizado na sede do Alto Petrópolis do Grêmio Náutico União. Nesta quarta-feira, o jogador de 19 e 612º do ranking marcou as parciais de 6/1, 3/6 e 6/3 em 2h26 de partida. 

Garantido nas quartas, o paulista de Lins enfrenta o cabeça 3 catarinense Thales Turini, 467º do ranking, que derrotou Nicolas Santos por 6/3 e 7/6 (8-6) em 2h02 de partida. Turini venceu os dois duelos anteriores, sendo um no challenger de São José do Rio Preto em 2013 e um no future de Itajaí em junho deste ano.

Outro nome da nova geração do tênis brasileiro a avançar foi o mineiro Menezes, de 18 anos e 617º colocado, que marcou 7/5 e 7/6 (7-5) em 2h26 contra o gaúcho Eduardo Dischinger. Menezes agora enfrenta o cabeça 2 paulista Daniel Dutra da Silva, que derrotou o gaúcho Oscar Gutierrez por 7/6 (7-4) e 6/1 em 2h14.

Já o gaúcho Orlando Luz se despediu da competição nesta quarta-feira. Cabeça 4 do torneio e 489º do ranking, o ex-número 1 juvenil caiu em dois tiebreaks contra o paulista de 28 anos André Miele, com parciais de 7/6 (8-6) e 7/6 (7-2). Nos dois sets, Orlandinho esteve com quebra de vantagem e chegou a liderar por 4/2. Miele agora enfrenta Rafael Camilo. O canhoto paulista que treina na Espanha liderava por 5/2 a partida contra o cabeça 6 alemão Nico Matic, quando o rival abandonou após 39 minutos de disputa.

Depois de vencer uma estreia de 2h44, o carioca Carlos Severino avançou às quartas de final com mais tranquilidade. Principal cabeça de chave do torneio e 404º do mundo derrotou o paulista Augusto Laranja, 1138º, por 6/2 e 6/3 em 1h21 de disputa. Severino agora enfrenta o também carioca Wilson Leite, sétimo favorito, que marcou 6/3 e 6/4 em 1h44 contra o argentino Juan Pablo Ficovich. 

Rogerinho vence belga e faz quartas em Lima

Rogério Silva embalou. Campeão em Santiago no domingo, ele somou sua sétima vitória sobre o saibro sul-americano e desta vez avançou para as quartas-de-final do challenger de Lima, evento com premiação de US$ 50 mil.

A vitória diante de belga Kimmer Coppelmans foi trabalhosa e teve dois sets com placar idêntico de 7/5, que durou quase duas horas. Rogerinho viveu uma desgastante sequência de vitórias em partidas de três sets nas rodadas finais de Santiago e mostra ótimo preparo físico. Coppelmans tem 21 anos e ocupa o 127º posto do ranking.

Em busca de mais uma presença nas semifinais de nível challenger, o paulista de 31 anos enfrentará agora o português Gastão Elias, contra quem nunca cruzou anteriormente. Número 182 do ranking, Elias superou o argentino Juan Ignacio Londero, por 6/3 e 6/1.

Quem avançar tem grande chance de encarar um argentino, já o quadrante inferior da chave principal reúne Guido Pella, Carlos Berlocq e Horacio Zeballos.

A campanha em Lima garante mais cinco posições à frente no ranking para o paulista, que vai ao 118º posto nesta reta final de temporada. Ele pode avançar mais cinco postos se for à semi. Um eventual título colocará Rogerinho muito perto do top 100 e da vaga direta no Australian Open.

27/10/2015

Pennetta vence Radwanska e conquista primeira vitória no WTA Finals


2015/pennetta/1027_finals_back_int.jpg

Depois de uma estreia em que pouco pôde fazer diante da romena Simona Halep, a italiana Flavia Pennetta se recuperou no WTA Finals com um jogo muito agressivo. Nesta terça-feira, a número 8 do mundo esteve atrás duas vezes contra a polonesa Agnieszka Radwanska, mas buscou a vitória em sets diretos, com parciais de 7/6 (7-5) e 6/4, em 1h39.

“Tentei ficar muito focada, bater forte na bola, ser agressiva e não dar tempo para ela fazer sey trabalho”, explicou a campeã do US Open, que totalizou 37 winners. “Ela (Radwanska) é inacreditável, pode te fazer correr por horas na quadra, então precisava ser muito agressiva”.

A italiana já declarou sua torcida para que a russa Maria Sharapova perca para Halep no complemento da segunda rodada do Grupo Vermelho. Nesse cenário, a romena garantiria a classificação e Pennetta e Sharapova duelariam diretamente pela segunda vaga na rodada final. Radwanska apenas cumpriria tabela no terceiro jogo.

Pennetta foi quebrada logo no game inicial, buscou o empata em 3/3 e voltou a perder o serviço em seguida. Radwanska nã aproveitou a vantagem ao sacar para o set nem a liderança por 2-0 no tiebreak.

Na segunda parcial, o saque da italiana deixou sua situação mais confortável. Ela somou cinco aces, venceu 75% dos pontos com o serviço e não enfrentou break points. A quebra veio em 3/3 e ela ainda criou três match points no saque da polonesa antes de fechar, confirmando o serviço de zero.

Dimitrov derrota ucraniano na estreia no ATP da Basileia

A atuação de Grigor Dimitrov em sua estreia no ATP 500 da Basileia foi bastante animadora. Em apenas 68 minutos, o búlgaro de 24 anos superou o ucraniano Sergiy Stakhovsky por 6/3 e 6/4 para avançar às oitavas de final do torneio em quadras duras e cobertas. Na próxima rodada Dimitrov desafia Rafael Nadal, para quem perdeu nos seis duelos anteriores.

Durante o duelo com Stakhovsky, Dimitrov não enfrentou nenhum break point e cedeu apenas nove pontos em seu saque, sendo cinco no primeiro set e outros quatro na segunda parcial. O búlgaro disparou quatro aces e obteve duas quebras, uma em cada set. Logo no começo da partida, Dimitrov largou com 3/0 e permaneceu à frente no placar. Já na segunda parcial, o equilíbrio permaneceu por oito games até o empate por 4/4, antes que Dimitrov quebrasse novamente o serviço do rival.

Atual 28º do ranking, Dimitrov acumula 31 vitórias e 20 derrotas natemporada. Sem ter disputado ainda nenhuma final no ano, o búlgaro chegou ao oitavo lugar no ranking no ano passado, quando conquistou três títulos e fez semifinal em Wimbledon. Na última semana, entreanto, Dimitrov teve boas apresentações até as quartas em Estocolmo.

Adversário de Dimitrov às 17h (de Brasília) desta quarta-feira, Nadal vem de uma vitória difícil contra Lukas Rosol na última segunda-feira. Já nesta terça, o espanhol se juntou ao compatriota Marc López para derrotar Borna Coric e Viktor Troicki nas duplas por 6/1, 4/6 e 10-5. Os próximos rivais podem ser os cabeças 2 Jean-Julien Rojer/Horia Tecau ou Leonardo Mayer/Andreas Seppi.

Também avançou o oitabo favorito David Goffin, 17º do mundo, que derrotou o 27º colocado italiano Andreas Seppi por 3/6, 6/4 e 6/4 em 2h01 de partida. Goffin agora enfrenta o francês Adrian Mannarino, 40º colocado, a quem derrotou no único duelo anterior.

Sharapova derrota Halep e encaminha classificação


2015/sharapova/1027_finals_foreterm_int.jpg

Uma grande atuação e a segunda vitória no Grupo Vermelho do WTA Finals deixaram a russa Maria Sharapova muito perto da vaga na semifinal do torneio. A ex-número 1 esteve sempre à frente no placar e dominou a romena Simona Halep para marcar o sexto triunfo em seis jogos contra a rival, com duplo 6/4, em 1h54.

Com os resultados desta terça-feira, Sharapova pode até perder na última rodada e se classificar para a semifinal, desde que tire um set da italiana Flavia Pennetta. O retrospecto é favorável à italiana (3 a 2) e o jogo pode marcar a sua despedida do circuito. Halep joga seu destino em Cingapura contra a polonesa Agnieszka Radwanska.

A russa chega à 20ª vitória em 30 partidas no Finals. Campeã de 2004 e vice em 2007 e 2012, Sharapova só venceu menos que a norte-americana Serena Williams (26-6) entre as atletas em atividade. Essa é a sua oitava aparição no torneio e a falta de ritmo por poucos jogos no segundo semestre passou longe nesta terça-feira.

Sharapova iniciou o jogo com uma quebra, perdeu a vanttagem em seguida e a partida seguiu sem novas oportunidades. Com grandes pontos e alternâncias de ataque e defesa, foi a romena quem sucumbiu no momento decisivo. Apesar das cinco duplas faltas da russa, os erros de Halep no saque cobraram um preço mais alto. Ela cometeu duas duplas faltas em 4/5 e perdeu o serviço no terceiro set point.

A ex-número 1 seguiu imprimindo um ritmo forte e novamente saiu na frente, após um game de mais de oito minutos. Desta vez, Sharapova confirmou a vantagem ao escapar de 0-30, abrindo 3/0 com dois winners de backhand na paralela.

Muito sólida para ditar os pontos do fundo de quadra, a 4ª colocada obteve a segunda quebra enquanto Halep não conseguiu buscar seu melhor jogo. Sacando para o jogo, porém, a russa sentiu a pressão enquanto a rival se soltou. Sharapova teve 5/1 e 30-15, sofreu duas quebras, mas retomou a agressividade para fechar a partida no saque da romena.

Gasquet vence Vesely e avança na Basileia

Ainda com possibilidades remotas de classificação para o ATP Finals, Richard Gasquet estreou com uma vitória apertada no ATP 500 da Basileia. O francês, número 11 do mundo, passou pelo canhoto tcheco Jiri Vesely, 38º colocado, com parciais de 6/3, 6/7 (2-7) e 6/4 em 2h11 de partida.

Além de liderar a contagem de aces por 13 a 11, Gasquet não teve o saque quebrado e enfrentou somente dois break points na partida, já no terceiro set, e quebrou duas vezes o serviço do ex-número 1 juvenil.

Ocupando o 10º lugar na corrida por uma vaga no ATP Finals, Gasquet precisa da improvável combinação de títulos na Basileia e em Paris para se classificar ao torneio que reúne os oito melhores da temporada pela terceira vez na carreira. O francês de 29 anos jogou o Finals em 2007 e 2013 e soma apenas uma vitória em seis partidas disputadas.

Nas oitavas de final, em jogo a ser disputado na próxima quinta-feira, Gasquet terá um duelo inédito contra o jovem austríaco de 22 anos Dominic Thiem, número 19º do mundo. Em comum entre eles está a execução do backhand com apenas uma das mãos.

Isner se vinga de Gulbis, Dolgopolov abandona - Também avançou o sexto favorito norte-americano John Isner, 14º do mundo, que se vingou da eliminação nas oitavas de final do ano passado em Viena para Ernests Gulbis, 82º colocado. O gigante americano de 2,08m disparou 19 aces e perdeu só sete pontos sacando na vitória por 6/3 e 6/4 em 65 minutos diante de Gulbis. Isner certamente enfrentará um compatriota, Jack Sock ou Denis Kudla. 

Ainda no complemento da rodada, o sérvio Dusan Lajovic foi beneficiado pela desistência do ucraniano Alexandr Dolgopolov, 36º do mundo. Lajovic, 93º colocado, liderava a partida por 6/4 e 2/0 após 39 minutos de disputa, quando o ucraniano abandonou a partida. Lajovic espera por Stan Wawrinka ou Ivo Karlovic.

Dolgopolov não vence desde a grande campanha no Masters 1000 de Cincinnati, quando saiu do qualificatório e foi até a semifinal. Durante esse intervalo de tempo, o ucraniano de 26 anos abandonou a estreia do US Open (contra Sam Groth) por lesão no cotovelo e perdeu na primeira rodada de Tóquio, Xangai e Viena. A organização do ATP suíço ainda não divulgou o motivo oficial da desistência.

Oeste vence o Luverdense em Osasco e se afasta do Z-4

Na noite desta terça-feira, o Oeste recebeu o Luverdense no Estádio Profº José Liberatti, em Osasco (SP), e venceu por 1 a 0, em partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O resultado ajuda o Oeste a se distanciar ainda mais das últimas colocações da tabela e praticamente enterra as chances do Luverdense de chegar ao G-4.

O gol da vitória foi marcado aos 16 minutos da primeira etapa, justamente quando o Luverdense era melhor na partida. Oportunista, o ex-palmeirense Mazinho aproveitou rebote do goleiro Edson para decretar o triunfo rubro-negro.

Com a vitória, o Oeste pulou para a 13ª colocação na Série B, com 41 pontos. O time paulista volta a campo daqui a duas semanas, no sábado (07/11), quando enfrentará o Sampaio Corrêa no Maranhão.

Um dia antes, o Luverdense recebe o Macaé no Passo das Emas. O time mato-grossense continua em 10º na classificação, com 48 pontos.

O jogo

O Oeste era mandante da partida, mas quem tomou as primeiras iniciativas ofensivas foi o Luverdense. Aos oito minutos, Osman cruzou com precisão da ponta esquerda e Lucas Fernandes tocou de cabeça no travessão.

No entanto, quando o time mato-grossense era melhor em campo, brilhou a estrela e o oportunismo de Mazinho. Aos 16 minutos, Fernandinho recebeu cruzamento da direita e bateu para grande defesa de goleiro Edson. No rebote, o camisa 10 do Oeste não desperdiçou e mandou para o fundo da rede.

O Oeste teve uma boa chance para aumentar ainda no primeiro tempo, aos 41 minutos. Após levantamento na área, Rodriguinho dividiu com o goleiro Edson no alto e a bola sobrou para Flávio, que bateu para o gol livre, mas o zagueiro Everton salvou em cima da linha.

Logo aos sete minutos do segundo tempo, o Oeste assustou mais uma vez. Mazinho cobrou escanteio, a bola foi desviada na primeira trave e Daniel Gigante, livre na pequena área, não conseguiu pegar bem de cabeça na bola e jogou fraco, nas mãos do goleiro.

O Luverdense partiu para o ataque em busca do empate, e chegou perto aos 39 minutos. Alípio aproveitou sobra de cruzamento na entrada da área e bateu para defesa de Leandro Santos.

Antes do apito final, aos 43 minutos, Rafael Martins puxou contra-ataque para o Oeste, mas bateu para fora na saída do goleiro Edson. A chance perdida, porém, não fez diferença para os mandantes, que confirmaram a vitória.

FICHA TÉCNICA OESTE 1 X 0 LUVERDENSE

Local: Estádio Prefeito José Liberatti, em Osasco (SP)
Data: 27 de outubro de 2015, terça-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Diogo Morais (PR) e Diego Grubba Schitkovski (PR)
Cartão Amarelo: Guilherme Amorim (Oeste)
GOL: Mazinho, aos 16 minutos do primeiro tempo

OESTE: Leandro Santos; Flávio Meneses (Dionísio), Daniel Gigante, Júnior Lopes e Fernandinho; Guilherme Amorim, Betinho, Renan Mota e Mazinho; Rodriguinho (Rafael Martins) e Patrik Silva (Wangler). Técnico: Renan Freitas

LUVERDENSE: Edson Kölln; Gabriel Passos, Luiz Otávio, Everton e Revson (Calyson); Muralha (Ricardo), Adriano da Matta (Alípio), Osman e Diego Rosa; Tozin e Lucas Fernandes. Técnico: Júnior Rocha

Santa Cruz derrota o Criciúma no Arruda e segue na briga pelo G-4

O Santa Cruz não teve pela terceira partida consecutiva seu principal jogador, o atacante Grafite, que segue se recuperando de lesão na panturrilha. Porém, mesmo assim, a equipe coral venceu o Criciúma, em casa, no estádio do Arruda, por 2 a 0 - gols de Bruno Moraes e Raniel.

O triunfo nesta terça-feira levou o time pernambucano aos 52 pontos, na quinta colocação da Série B e ainda brigando por uma vaga no G-4. Já o Criciúma tenta se afastar cada vez mais da zona de rebaixamento e é o 15º colocado, com 39 pontos.

O primeiro gol do jogo saiu aos 14 minutos da etapa inicial. Luisinho recebeu pela direita e cruzou rasteiro para dentro da área, onde encontrou Bruno Moraes. O atacante pegou de primeira e abriu o placar para os donos da casa.

Já no segundo tempo, o Santa sacramentou a vitória aos 29 minutos. João Paulo cobrou falta para dentro da área, e Raniel apareceu sozinho para escorar de cabeça e marcar mais um para o clube tricolor.

Na 34ª rodada da Série B, o Santa Cruz faz um confronto direto pelo G-4 contra o Bahia, quarto colocado. A partida do próximo sábado, que acontece na Fonte Nova, pode marcar a volta de Grafite. No mesmo dia, o Criciúma joga em casa contra o Botafogo, que lidera a competição.

FICHA TÉCNICA SANTA CRUZ 2 X 0 CRICIÚMA

Local: Estádio do Arruda, no Recife (PE)
Data: 27 de outubro de 2015, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Leo Simão Holanda (CE)
Assistentes: Armando Lopes de Sousa (CE) e Nailton Júnior de Sousa Oliveira (CE)

Cartões Amarelos: Barreto, Bruno Lopes, Roger Guedes e Jefferson (Criciúma)

GOLS: Bruno Moraes, aos 14 minutos do primeiro tempo, e Raniel, aos 29 minutos do segundo tempo

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor (Moradei), Alemão, Danny Morais e Allan; Wellington, João Paulo, Lelê, Daniel Costa (Bileu) e Luisinho (Raniel); Bruno Moraes
Técnico: Marcelo Martelotte

CRICIÚMA: Luiz; Ezequiel, Wanderson, Ianson Acosta e Cristiano (Jefferson); Barreto, Dodi, Natan (Roger Guedes) e Dudu; Bruno Lopes e Hugo (Maurinho)
Técnico: Roberto Cavalo

Dínamo Kiev goleia o Obolon-Brovar e avança na Copa da Ucrânia

O Dínamo Kiev, adversário do FC Porto na Liga dos Campeões, apurou-se hoje para os quartos de final da Taça da Ucrânia de futebol após receber e golear o Obolon-Brovar, por 5-0, na segunda mão.

Depois do triunfo por 2-0 no primeiro duelo, a formação de Kiev voltou a bater o emblema da segunda divisão ucraniana, com destaque para um ‘bis’ de Garmash na primeira parte, aos cinco e 32 minutos, num jogo em que os portugueses Antunes e Miguel Veloso foram titulares.

Kulinich, com um autogolo, aos 66 minutos, Husyev, aos 69 e o polaco Teodorczyk, aos 80, construíram a goleada na segunda parte.

O Dínamo Kiev, que conquistou a Taça da Ucrânia nas duas últimas temporadas, visita o FC Porto na quinta jornada do Grupo G da Liga dos Campeões, depois de ter empatado 2-2 em casa com os 'dragões'.

Sheffield Wesnesday vence Arsenal e vai à 3ª fase da Copa da Liga inglesa

O Sheffield Wednesday, equipa do ‘Championship’ (segunda divisão) treinada pelo português Carlos Carvalhal, apurou-se hoje para os quartos de final da Taça da Liga inglesa de futebol com uma inesperada vitória sobre o Arsenal, por 3-0.

Em Hillsborough, depois de já ter deixado pelo caminho o Newcastle, a equipa comandada por Carvalhal voltou a surpreender, desta vez com um contundente triunfo sobre os ‘gunners, com Lucas João a marcar um dos golos da formação caseira.

Perante um Arsenal sem algumas das suas principais figuras, o avançado luso fez o segundo tento dos ‘Owls’, aos 40 minutos, depois de Wallace ter aberto o marcador, aos 28, enquanto Hutchinson confirmou a vitória da equipa nona classificada da Championship, aos 52.

O defesa português José Semedo entrou na segunda parte no Sheffield Wednesday, enquanto Marco Matias falhou o duelo com os londrinos devido a lesão.

O duelo entre Stoke City e Chelsea (1-1), detentor do título, foi para prolongamento, assim como o Everton-Norwich (1-1) e o Hull City-Leicester (0-0).

Os oitavos de final da Taça da Liga inglesa terminam na quarta-feira, com os jogos Liverpool-Bournemouth, Southampton-Aston Villa, Manchester City-Crystal Palace e Manchester United-Middlesbrough.

Inter vence o Bolonha fora de casa e assume liderança provisória do Italiano

O Inter de Milão subiu hoje ao primeiro lugar da liga italiana de futebol (Serie A), depois de vencer em Bolonha por 1-0, no jogo de arranque da décima jornada da competição.

A equipe de Mião chega aos 21 pontos e ultrapassa a Roma, que tem 20 pontos e ainda vai jogar na quarta-feira, na receção à Udinese.

No estádio Renato Dall'Ara o único golo da noite foi apontado pelo argentino Mauro Icardi, a passe do internacional sérvio Adem Ljalic, aos 67 minutos.

O golo do Inter chegou quando a equipa estava em inferioridade numérica, depois da expulsão do brasileiro Felipe Melo, aos 60 minutos, por segundo cartão amarelo.

A jornada prossegue quarta-feira, com a ida do Fiorentina, de Paulo Sousa, atual quarto classificado, ao terreno do Verona. O Nápoles, que é terceiro, recebe o Palermo.

Tours vence o Angers e vai às oitavas da Copa da Liga francesa


Taça da Liga francesa: Secundário Tours surpreende ao afastar Angers

O Tours, da segunda divisão de França, protagonizou hoje a primeira surpresa da Taça da Liga, ao eliminar nos 16 avos de final o Angers, uma das revelações do principal campeonato gaulês.

Um gol do italiano Luca Miracoli, aos 53 minutos, protagonizou o escândalo que afastou da prova o Angers, segundo no campeonato, isolado, apenas superado pelo Paris Saint-Germain, campeão em título.

Com Pedro Mendes a titular, o Rennes foi vencer por 1-0 no terreno do Bastia, com tento solitário do médio Abdoulaye Doucouré (59).

O Evian, da segunda divisão, foi afastado em casa pelo Laval, da mesma categoria, no desempate por penaltis, depois do 1-1 no fim do desafio.

Stoke City vence Chelsea nos pênaltis e avança na Copa da Liga inglesa

O Chelsea, detentor da Copa da Liga inglesa, foi hoje eliminado pelo Stoke City nos oitavos de final no desempate por penáltis (5-4), depois da igualdade 1-1 no tempo regulamentar e após um prolongamento inteiro a jogar contra 10.

No Estádio Britannia, casa do atual 14.º classificado da ‘Premier League’, a formação de José Mourinho levou a decisão da eliminatória para o prolongamento graças a um golo do francês Remy nos descontos (90+1 minutos), depois de Walters ter dado vantagem ao Stoke City (52), mas acabou por cair nos penaltis, com o belga Hazard no papel de ‘vilão’.

O avançado belga falhou a quinta e última grande penalidade decisiva, acabando por entregar a vitória ao Stoke City e agravar a situação de Mourinho no comando dos campeões ingleses. Os ‘blues’ jogaram o prolongamento com mais unidade, depois de Bardsley ter sido expulso na formação caseira na último lance do tempo regulamentar.

Além da eliminação, naquele que foi o 12.º jogo do Chelsea sem ganhar esta época, em 17, o técnico português viu o espanhol Diego Costa sair lesionado ainda na primeira parte.

O Sheffield Wednesday, equipa do ‘Championship’ (segunda divisão) treinada pelo português Carlos Carvalhal, apurou-se para os quartos de final com uma inesperada vitória sobre o Arsenal, por 3-0.

Em Hillsborough, depois de já ter deixado pelo caminho o Newcastle, a equipa comandada por Carvalhal voltou a surpreender, desta vez com um contundente triunfo sobre os ‘gunners, com Lucas João a marcar um dos golos da formação caseira.

Perante um Arsenal sem algumas das suas principais figuras, o avançado luso fez o segundo tento dos ‘Owls’, aos 40 minutos, depois de Wallace ter aberto o marcador, aos 28, enquanto Hutchinson confirmou a vitória da equipa nona classificada da Championship, aos 52.

O defesa português José Semedo entrou na segunda parte no Sheffield Wednesday, enquanto Marco Matias falhou o duelo com os londrinos devido a lesão.

O Everton precisou também das grandes penalidades para eliminar o Norwich, por 4-2, após o empate a um no final do prolongamento, assim como o Hull City, que deixou pelo caminho o Leicester, vencendo por 5-4 nos penaltis para desfazer (1-1 e 5-4).

Os oitavos de final da Taça da Liga inglesa terminam na quarta-feira, com os jogos Liverpool-Bournemouth, Southampton-Aston Villa, Manchester City-Crystal Palace e Manchester United-Middlesbrough.

Bayern de Munique vence Wolfsburg e avança na Copa da Alemanha

O Bayern confirmou estar num patamar competitivo acima de todos os rivais na Alemanha, ao vencer de forma categórica, por 3-1, no terreno do Wolfsburgo, apurando-se para a terceira eliminatória da Taça.

O resultado nem sequer traduz a supremacia da equipa de Munique, que aos 34 minutos já vencia por 3-0, frente ao atual quarto classificado da liga alemã, limitando-se na segunda parte a gerir a vantagem.

O brasileiro Douglas Costa abriu o marcador, aos 15 minutos, e Thomas Muller ampliou o resultado para 3-0, aos 20 e 34 minutos, a culminar entrada forte do Bayern, a qual o Wolfsburgo não teve argumentos para contrariar.

O golo de honra da equipa da casa foi marcado em cima do minuto 90, pelo internacional germânico André Schurrle. O internacional português Vieirinha foi titular como lateral direito no Wolsburgo e acabaria por ser substituído aos 71 minutos pelo defesa central Sebastian Jung.

De destacar na segunda eliminatória a eliminação do Mainz e do Eintracht de Frankfurt, da primeira divisão, perante adversários do segundo e terceiro escalões do futebol germânico, o Munique 1860 e o Erzgebirge, respetivamente.

O Mainz baqueou em casa por 2-1 frente ao Munique 1860, enquanto o Eintracht Frankfurt perdeu por 1-0 no terreno do Erzgebirge.

De referir ainda as enormes dificuldades sentidas pelo Hertha de Berlim, quinto classificado da ‘Bundesliga’, perante o FSV Frankfurt, nono classificado do segundo escalão, tendo necessitado do prolongamento para consumar a vitória por 2-1, após uma igualdade a um golo no final do tempo regulamentar.

Numa partida que opôs duas equipas divisão principal, o Darmstadt venceu o Hannover, por 2-1, assegurando uma vaga na terceira eliminatória.

Paraná vence o CRB e conquista acesso para a Série A

Garantido na Série B do Campeonato Brasileiro, o CRB perdeu para o Paraná por 1 a 0 na tarde deste sábado (18), no Estádio Rei Pelé, em Ma...