30/09/2015

Berdych bate Krajicek e avança em Shenzhen

Dois cabeças de chave confirmaram seu favoritismo nesta terça-feira e avançaram no ATP 250 de Shenzhen, na China. De um lado, o tcheco Tomas Berdych, que venceu o americano Austin Krajicek, e no outro, o espanhol Tommy Robredo, que eliminou o japonês Hiroki Moriya. Ambos alcançaram as quartas de final do torneio.

Berdych despachou Krajicek com uma certa tranquilidade, por 2 sets a 0, parciais de 7/5 e 6/3, disputados em 1h34 minutos de partida. No primeiro set, o tcheco número 5 do mundo teve seu primeiro saque quebrado, logo no game inicial. Assim, o tenista teve que correr para recuperar a vantagem, efetuando duas quebras, no quarto e no último games.

No segundo set, um momento mais fácil para o tcheco. Com a partida equilibrada, ele conseguiu o break no quarto game, abrindo a vantagem em 3-1. Assim, Berdych apenas administrou o resultado, confirmando seus saques sem quebrar os de Krajicek. Em 45 minutos, e um 40-15, o tenista teve o ponto do jogo e não desperdiçou.

Coincidência ou não, Robredo venceu por exatamente o mesmo placar. Hiroki Moriya foi derrotado por 2 sets a 0, parciais de 7/5 e 6/3. Entretanto, a partida do espanhol foi um pouco mais rápida, 1h14 minutos. No primeiro set, equilíbrio total, com todos os games confirmados. Apenas no décimo segundo game Robredo conseguiu a quebra, que lhe deu de presente a vitória da parcial.

No segundo, o espanhol começou bem confirmando o saque e quebrando o primeiro de Moriya. Apesar da vantagem em 2-0, o japonês devolveu a quebra e diminuiu para 2-1. Podendo empatar o set ao confirmar seu saque, o tenista número 219 do mundo perdeu a chance, cedendo o break para Robredo. Assim, ele apenas manteve a vantagem, e em 6-3 a parcial foi fechada.

Agora, Berdych enfrentará o compatriota Jiri Vesely, que derrotou o chinês Zhizhen Zhang por 2 sets a 0, 6/2 e 6/3. Já Robredo terá pela frente o italiano Simone Bolelli, que eliminou o dominicano Victor Estrella Burgos também por 2 sets a 0, 6/0 e 4/0 (retirou-se da partida).

Kyrgios avança em Kuala Lumpur – Pelo ATP 250 de Kuala Lumpur, na Malásia, o jovem australiano Nick Kyrgios também venceu nesta quarta-feira e avançou às quartas de final. O tenista número 41 do mundo eliminou o japonês Tatsuma Ito, por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/2.

Agora, ele enfrentará o croata número 18 do ranking da ATP Ivo Karlovic, que eliminou o geórgio Nikoloz Basilashvili, por 2 sets a 1, parciais de 7/5, 4/6 e 6/3.

Clezar vence Gomez e avança em Pereira

O gaúcho Guilherme Clezar segue vencendo em sua participação no Challenger de Pereira, na Colômbia. O tenista número 176 do mundo eliminou, nesta quarta-feira, o anfitrião Juan Sebastian Gomez, por 2 sets a 0, duplo 6/1, em apenas 52 minutos de partida.

O cabeça de chave número 5 teve boa atuação, com 73% de aproveitamento do saque e seis aces efetuados na tranquila partida. Agora, ele poderá enfrentar nas quartas de final o cabeça 1, Paolo Lorenzi, da Itália. O brasileiro aguarda o resultado do duelo entre o italiano e o argentino Juan Ignacio Londero.

Outro brasileiro, André Ghem, também avançou para as quartas de final, mas de outro torneio. O gaúcho venceu o dominicano Jose Hernandez-Fernandez, no Challenger em sua terra natal, Porto Alegre. A partida terminou em 2 sets a 1, parciais de 7/6 (7-1), 4/6 e 6/4.

Ghem agora enfrentará o cabeça de chave número 2, o argentino Guido Pella, que derrotou o boliviano Hugo Dellien por 2 sets a 0, 6/1 e 6/4.

Vinci derrota Kvitova e vai às quartas em Wuhan

A fase continua ótima para a vice-campeã do Aberto dos Estados Unidos, a italiana Roberta Vinci. Na madrugada desta quarta-feira, ela voltou a fazer das suas ao se classificar para as quartas de final do Premier de Wuhan, na China. A número 18 da lista da WTA eliminou nada menos que a atual campeã e quarta colocada no ranking mundial, a tcheca Petra Kvitova, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-3) e 6/2, em partida com 1h30 de duração.

A italiana mostrou garra ao sair perdendo por 0/4, com duas quebras atrás, e empatar o primeiro set para forçar o tie-break. No desempate, Vinci aproveitou os erros de Kvitova e fechou a parcial com duas mini-quebras de vantagem.

O segundo set foi bem mais tranquilo para a italiana. Mesmo assim ela salvou dois breakpoints antes de quebrar o serviço da tcheca no sexto game e abrir 4/2. Depois, ela confirmou a quebra com facilidade e voltou a rechaçar o saque de Kvitova para seguir viva no campeonato.

“Jogar contra a Petra é sempre difícil. Ela é uma jogadora incrível, ganhou no passado aqui, mas eu joguei uma boa partida”, disse Vinci. “Ela jogou tão bem os primeiros jogos que eu tentei não pensar sobre isso e me concentrei”, acrescentou.

Nas quartas de final, Vinci enfrentará a tcheca Karolina Pliskova (12ª), que bateu a ucraniana Elina Svitolina (20ª), de virada, por 2/6, 6/4 e 6/4. As duas medirão forças na madrugada desta quinta-feira, às 02h00 (de Brasília).

Com 32 anos, Roberta Vinci chamou atenção neste mês ao frustrar o sonho de Serena Williams de conquistar todos os quatro Grand Slams na mesma temporada. A italiana derrotou a americana, por 2 sets a 1, de virada, em uma disputada semifinal do Aberto dos Estados Unidos. Na decisão, ela acabaria vencida pela compatriota Flavia Pennetta.

Venus e Muguruza avançam

A veterana Venus Williams (24ª) não deu chances para a espanhola Carla Suárez Navarro e segue firma na briga pelo título em Wuhan. A norte-americana de 35 anos venceu em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4, e pega quem avançar do confronto entre a romena Simona Halep (2ª) e a britânica Johanna Konta (66ª).

Já a também espanhola Garbiñe Muguruza (8ª), vice-campeã em Wimbledon, despachou a sérvia Ana Ivanovic (9ª), com direito a pneu e virada, por 4/6, 6/1 e 6/0. Agora, ela se prepara para enfrentar a eslovaca Anna Karolina Schmiedlova (29ª), classificada após bater a francesa Kristina Mladenovic (27ª) por 6/4 e 6/2.

Brasil vence o Peru na estreia no Sul-americano de vôlei

A Seleção Brasileira masculina de vôlei não teve dificuldades em sua estreia no Campeonato Sul-Americano. Jogando em casa, no ginásio do Sesi, em Maceió (AL), a representação verde e amarela, comandada pelo técnico Bernardinho, atropelou o time do Peru por 3 sets a 0, com parciais de 25/8, 25/9 e 25/15.
Com a vitória, o Brasil lidera o Grupo A da competição. Além da Seleção Brasileira e do Peru, a chave conta com Chile e Venezuela.
Nas outras partidas do dia, a Colômbia bateu o Uruguai por 3 sets a 0 (25/18, 25/18 e 25/18) e a Venezuela superou o Chile por 3 a 1 (17/25, 25/17, 25/21, 25/20). A Argentina fecha a programação em um duelo contra Guiana.
Agora, o Brasil irá encarar o Chile nesta quinta-feira, às 18 horas (de Brasília), novamente no ginásio do Sesi, em Maceió (AL).

River Plate perde para LDU, mas vai às quartas da Copa Sul-Americana


Após se classificar diante da LDU, o River Plate espera o vencedor do duelo entre Libertad e Chapecoense, que empataram por 1 a 1 no jogo de ida (Foto: EFE)
Após se classificar diante da LDU, o River Plate espera o vencedor do duelo entre Libertad e Chapecoense, que empataram por 1 a 1 no jogo de ida (Foto: EFE)
Atual campeão da Libertadores, o River Plate também segue na disputa pelo bicampeonato da Copa Sul-Americana, buscando ratificar a hegemonia continental em 2015. Na noite desta quarta-feira (30 de setembro), a equipe argentina perdeu por 1 a 0 para a LDU em Quito, no Equador, no duelo de volta das oitavas de final do torneio. Mas, como havia vencido por 2 a 0 na ida, o time comandado por Marcelo Gallardo está classificado à próxima fase da competição.
Nas quartas de final, o River Plate enfrenta o vencedor do duelo entre Libertad e Chapecoense, que empataram por 1 a 1 na primeira partida, em Assunção (Paraguai) e decidem a vaga nesta quinta-feira, na Arena Condá.
Como atuais campeões, os argentinos entraram já nas oitavas de final da edição atual da Sul-Americana. A equipe equatoriana, por sua vez, havia passado por Zamora-VEN e Nacional-PAR nas fases anteriores.
O jogo – Mesmo com a vantagem conquistada em casa, o River Plate não se acanhou e começou com postura ofensiva em Quito. Assim, deu espaço para que a LDU tivesse a primeira chance da partida, aos seis minutos, quando Morales bateu da entrada da área para defesa segura de Barovero.
Em seguida foi a vez de a equipe argentina aproveitar os espaços deixados pelos equatorianos, que partiam em busca da vitória, e assustar a torcida mandante. Aos 20 minutos, após boa troca de passes no campo de ataque, Mercado recebeu pelo lado direito, bateu forte de fora da área e foi parado por bela defesa do goleiro Domínguez, que caiu com agilidade no canto para evitar que a situação da Liga ficasse ainda mais complicada.
Os donos da casa responderam catorze minutos depois, quando, após cruzamento da direita, Cevallos finalizou de bicicleta e parou em Barovero, que espalmou pela linha de fundo. Logo em seguida, Cangá arriscou de longe e, dessa vez, os equatorianos pararam no travessão do River Plate.
A LDU voltou do intervalo com postura ainda mais agressiva para buscar pelo menos dois gols. Assim, deixou espaço para que os argentinos chegassem com perigo logo aos três minutos, quando Mora bateu de dentro da área e exigiu nova defesa importante de Domínguez.
Ainda pressionando, os donos da casa mandaram uma bola no travessão aos oito minutos, em cabeceio de Matamoros, que saiu para a entrada de Mina. E a troca do treinador Luiz Zubeldia surtiu efeito imediatamente: em sua primeira participação na partida, o atacante concluiu para o fundo das redes visitantes e colocou a Liga em vantagem.
Os donos da casa aproveitaram o bom momento no jogo para buscar o gol que empataria o placar agregado do confronto, e tiveram uma excelente chance para isso aos 17 minutos, quando Álvez invadiu a área adversária e foi derrubado por Kranevitter: pênalti para os equatorianos. O próprio Álvez foi para a cobrança, mas mandou à direita da meta de Barovero e desperdiçou a oportunidade.
A equipe mandante não se entregou e seguiu buscando o campo de ataque, mas esbarrava na forte marcação do River Plate. O jogo, no entanto, era aberto, e reservava emoções para os minutos finais. Aos 38 minutos, a trave voltou a salvar os visitantes: Morales bateu falta da entrada da área com categoria e parou no poste direito. No minuto seguinte a bola voltou a bater na trave, mas do outro lado, em belo chute de Carlos Sánchez após contra-ataque do time argentino. Os donos da casa não conseguiram manter a mesma pressão no fim, e, aos 47, ainda tiveram Quinteros expulso antes de amargar a eliminação.

Seleção de futebol feminino do Irã é acusada de ter homens na equipe



A seleção iranina de futebol feminino foi acusada de ter no seu elenco oito homens. O caso foi divulgado pela emissora árabe "Al Arabiya", que não divulgou o nome das atletas envolvidas. 
Segundo informações da agência de notícias ANSA, as jogadoras envolvidas na fraude ainda não teriam realizado a operação de mudança de sexo.
Em fevereiro de 2014, federação de futebol do país desconvocou quatro atletas da equipe feminina após admitir que eles precisavam fazer cirurgias de mudança de sexo. Atualmente, esse tipo de operação é bastante comum no país. O governo, inclusive, paga metade das despesas médicas dos interessados.   

Santa Cruz vence o Bragantino por 3 a 1 e entra no G4

O Santa Cruz venceu o Bragantino por 3 a 1 no Arruda na noite desta terça-feira (29) e ultrapassou o Bahia na tabela da Série B, tirando o tricolor baiano do G4. Agora, o Esquadrão entra em campo no clássico BaVi de sábado pressionado, precisando do triunfo para voltar à zona de acesso.
O time pernambucano foi a 48 pontos e ocupa o terceiro lugar. O Bahia, com 47, está agora na quinta colocação.
A Série B se aproxima da reta final. O Ba-Vi do próximo sábado, na Fonte Nova, abre  a reta final para tricolores e rubro-negros. O espelho do primeiro turno, quando Bahia e Vitória enfrentaram os mesmos adversários que terão pela frente agora, serve para análise. Restando dez rodadas para o fim do primeiro turno, o Bahia ocupava a terceira posição, com 18 pontos em nove jogos e só havia perdido uma partida no campeonato, para o Bragantino, por 2x0. O desempenho tricolor caiu nos últimos dez jogos do turno e a equipe conquistou mais 15 pontos até a 19ª rodada. Terminou a primeira metade da Série B no limite do G-4, com 33 pontos. 
BaVi se aproxima e Kieza e Escudero vivem boa fase
(Foto: Foto: Felipe Oliveira/ECBahia e Mauro Akin Nassor/Correio)
No mesmo período, o Vitória chegou aos 16 pontos nas nove primeiras rodadas e ocupava a sexta colocação na tabela. No entanto, o Leão conseguiu uma arrancada impressionante nos jogos seguintes, conquistou 21 pontos dos 30 em disputa e terminou como virtual campeão do primeiro turno, com 37 pontos.
A má notícia é que a dupla Ba-Vi já está com um aproveitamento pior no returno. O Bahia chegou aos 47 pontos, e o Vitória tem 49. Desde 2006, quando a Série B passou a ser disputada em pontos corridos, a média para o acesso é de 62,7 pontos. Por garantia, será considerado 63.
O Leão protagonizou a maior e menor pontuação de um quarto colocado. Em 2007, conseguiu o acesso com apenas 59 pontos. Em 2012, ano de maior corte, subiu com 71 por ter um triunfo a mais que o São Caetano, quinto colocado. Em 2010, o Bahia terminou em terceiro, com 65 pontos. O América-MG, quarto, fez 63.
Chegar à pontuação média não é 100% de garantia de sucesso. Mas, de 2006 pra cá, os 63 pontos só não foram suficientes em 2009 e 2012.
Confrontos diretos 
Além de se enfrentarem na próxima rodada, outros concorrentes ao acesso estão no caminho da dupla Ba-Vi. O tricolor ainda encara o Paysandu (fora), Botafogo (fora) e Santa Cruz (casa). Já o rubro-negro pega América-MG e Santa Cruz, ambos fora de casa. O detalhe é que o jogo do Vitória contra o Santa Cruz é na última rodada e pode definir o acesso de uma ou até mesmo das duas equipes.

29/09/2015

Sá/Guccione vence Chen/Krajicek e vai às quartas em Shenzhen

O mineiro André Sá começou a sua primeira participação no ATP 250 de Shenzhen com uma vitória segura nesta terça-feira. Ele e o australiano Chris Guccione estiveram sempre à frente no placar e derrotaram o taiwanês Ti Chen e o norte-americano Austin Krajicek, por 6/1 e 7/5, em 1h07.

Sá e Guccione formam a parceria cabeça de chave 3 e sofreram uma única quebra na estreia, quando tinham 2/0 no primeiro set. A segunda parcial só teve uma break point, que o mineiro e o australiano aproveitaram no 5/5 e confirmaram a vitória em seguida.

Os adversários nas quartas de final serão o bielorrusso Sergey Betov, 74º, e o russo Mikhail Elgin, 77º Sá, 48º, e Guccione, 65º, não têm pontos a defender nesta semana.

Simples - O segundo dia da chave de simples teve 10 jogos e quatro atletas da casa em quadra – recorde em um ATP. Desses, o qualifier Zhizhen Zhang, 583º aos 18 anos, obteve vitória inédita ao marcar duplo 6/4 sobre o japonês Go Soeda. Ele terá um desafio maior nesta quarta, contra o tcheco Jiri Vesely, 40º e cabeça 6.

Em duelo asiático, o convidado local Di Wu pouco pôde fazer diante do sul-coreano Hyeon Chung, 58º. Embalado pelo 4º título de challenger no ano, o jovem de 19 anos aplicou 6/1 e 6/0 e vai enfrentar o britânico Aljaz Bedene.

Turini vira sobre Crowley e avança em Niguel

 O catarinense Thales Turini tomou um susto na estreia do future de Laguna Niguel, mas confirmou o favoritismo de virada, em 2h05. Nesta terça-feira, o 459º colocado passou pelo sul-africano Keith-Patrick Crowley, 699º, com parciais de 6/7 (4-7), 6/4 e 6/1.

O catarinense salvou dois break points logo no game inicial, esteve atrás duas vezes até forçar o tiebreak, mas foi superado no primeiro set. Depois disso, não enfrentou mais oportunidades de quebra no jogo. Turini obteve a quebra de zero para chegar a 5/4 no segundo set e venceu os últimos quatro games da partida.

Seu próximo adversário será conhecido nesta quarta, no confronto de qualifiers entre o sérvio Miomir Kecmanovic e o local Patrick Davidson. O outro brasileiro na chave é o gaúcho Alessandro Ventre, que furou o qualificatório e desafia o sul-africano Nicolaas Scholtz, cabeça 4, nesta quarta. O torneio é disputado no piso duro e distribui premiação de US$ 10 mil.

Turquia - O paulista Daniel Dutra Silva inicia sua terceira semana na Turquia nesta quarta-feira, no future de US$ 10 mil de Antalya. O canhoto de 27 anos, 431º do mundo e cabeça 4, estreia contra o qualifier chinês Shibo Du, de 18 anos, 2.116º. O jovem disputa apenas o sexto torneio como profissional.

Nas duplas, Danielzinho e o gaúcho Eduardo Russi são os cabeças 1 e na primeira rodada enfrentam os gêmeos montenegrinos Igor e Ivan Saveljic.

Albot vence Troicki e avança em Kuala Lumpur

A Moldávia tem apenas dois jogadores no ranking da ATP. Um somou 2 pontos nas últimas 52 semanas e aparece na 1.645ª colocação. O outro, Radu Albot, faz a melhor temporada da carreira e nesta terça-feira obteve a segunda vitória em um ATP.

O jogador de 25 anos surpreendeu o sérvio Viktor Troicki, 24º do mundo e cabeça de chave 5 no ATP 250 de Kuala Lumpur. Em 1h30, o favorito desperdiçou inúmeras chances na segunda parcial e caiu em sets diretos, por 6/2 e 7/6 (7-5).

Albot disputa apenas seu quinto ATP – o primeiro sem precisar jogar o qualificatório – e chegou à segunda vitória (Bastad-2014). Atual 107º, ele entrou no top 100 no final de julho e permaneceu por nove semanas, até cair nesta segunda-feira. Nesta temporada, o moldavo tem um título, três vices e três semifinais de challenger.

Troicki não ciou oportunidades de quebra no primeiro set e foi superado perdendo os últimos quatro game. Na segunda parcial, liderou com quebra por três vezes, a última ao sacar em 6/5. O favorito ainda largou com 3-0 no tiebreak e acabou eliminado, amargando a oitava derrota em 10 jogos. Nas oitavas, Albot tem duelo inédito com o cazaque Mikhail Kukushkin, 48º.

Ferrer faz jogo de trintões com Stepanek - Principal favorito ao título, o espanhol David Ferrer conheceu seu primeiro rival nesta terça-feira. Será o tcheco Radek Stepanek, 278º e ex-top 10, que salvou três set points na vitória sobre o qualifier japonês Yuichi Sugita, por 7/6 (8-6) e 6/0.

Aos 33 anos, Ferrer ocupa a 8ª posição na ATP e pode ultrapassar o compatriota Rafael Nadal com duas vitórias na Malásia. Ele lidera o retrospecto com o tcheco de 36 anos por 7 a 3, sendo que a última derrota foi em Wimbledon-2009. Os últimos três encontros foram em sets diretos para o espanhol. O jogo acontece na quinta-feira.

Rogerinho bate Gutierrez e avança no Rio Grande do Sul

A terça-feira começou com duas vitórias brasileiras no Aberto de Tênis do Rio Grande do Sul, challenger com premiação de US$ 40 mil e hospedagem. Os paulistas Rogério Dutra Silva e Pedro Sakamoto avançaram em sets diretos e estão nas oitavas de final.

A partida de Rogerinho foi a mais rápida. O ex-top 100 se impôs em 50 minutos diante do qualifier gaúcho Oscar Gutierrez e marcou 6/0 e 6/1. Atual 164º, o paulista de 31 anos quebrou todos os serviços do compatriota e venceu 62% dos pontos no saque.

Na próxima rodada, Rogerinho desafia o belga Kimmer Coppejans, 10 anos mais novo. Número 134º e cabeça de chave 3, o belga liderou o ranking juvenil há três temporadas, quando ganhou Roland Garros. Como profissional, tem três títulos de challenger e figurou no top 100 em apenas três semanas, em junho. O duelo é inédito.

Vindo do qualificatório, Sakamoto enfrentou o jovem chileno Christian Garin, 301º, e foi superior depois de um set equilibrado. Em 1h29, o 530º do mundo avançou com 6/4 e 6/2 e revê o argentino Facundo Bagnis, algoz da semana passada, em Campinas. O cabeça 7 virou contra o português Gastão Elias, por 4/6, 7/5 e 6/4.

A rodada desta terça ainda tem mais seis brasileiros em quadra. Entre eles, o gaúcho André Ghem faz duelo nacional com o paulista Caio Zampieri e o pernambucano José Pereira fecha a programação, diante do argentino Maximo Gonzalez.

Clezar vence Ruiz na estreia no challeger de Pereira

O gaúcho Guilherme Clezar teve uma estreia extremamente tranquila no challenger de Pereira, nesta terça-feira. Número 177 do mundo e cabeça de chave 5 no saibro colombiano, ele cedeu apenas dois pontos com o serviço ao convidado local Mateo Andres Ruiz e aplicou duplo 6/1, em 39 minutos.

O jovem colombiano de 19 anos, apenas 1.216º no ranking da ATP, disputou a chave principal de um challenger pela primeira vez. Clezar venceu todos os 16 pontos quando encaixou o primeiro serviço e na segunda parcial confirmou os quatro games de saque de zero.

Nas oitavas de final, o número 5 é favorito diante de outro atleta da casa. Juan Sebastian Gomez, 488º do mundo, obteve na segunda-feira apenas a quarta vitória em 22 partidas em challengers. O confronto é inédito e a segunda vitória no torneio pode levar o gaúcho de volta ao grupo dos 170 melhores do mundo.

Venus derrota Goerges e avança no WTA de Wuhan

A norte-americana Venus Williams alcançou nesta terça-feira uma marca expressiva na vitoriosa e longa carreira. Ao avançar às oitavas de final do WTA Premier 5 de Wuhan, a ex-número 1 se tornou a nona jogadora na Era Aberta a atingir 700 vitórias.

O feito veio em um duelo inédito com a qualifier alemã Julia Goerges, 56ª da WTA, com parciais de 6/4 e 6/3. Em busca de vaga nas quartas de final, a veterana de 35 anos irá enfrentar a espanhola Carla Suárez, 10ª e cabeça de chave 7, que virou sobre a romena Monica Niculescu, com 5/7, 6/3 e 6/4. O retrospecto é favorável à espanhola, por 3 a 2.

“Estou feliz por ninguém ter me dito antes, eu teria ficado um pouco nervosa”, afirmou Venus sobre a 700ª vitória. “Foi um bom jogo, contra uma jogadora de qualidade. Eu estava pensando: ‘quanto tempo vai levar para eu chegar em 800 agora?’ Mas é ótimo tem 700 vitórias”, brincou a 24ª colocada.

Entre as atletas em atividade, apenas sua irmã, Serena, venceu mais vezes – 737. Na Era Aberta, duas jogadoras passaram a marca de 1.000 vitórias: Martina Navratilova, com 1.442, e Chris Evert, com 1.309.

Bencic e Azarenka abandonam - A terça-feira no piso sintético chinês foi marcada por desistências de duas candidatas ao título. Vice-campeã em Tóquio no último domingo, a suíça Belinda Bencic, 14ª e cabeça 11, acusou o desgaste no quinto dia seguido em quadra e desistiu depois de perder o primeiro set para a italiana Camila Giorgi, por 6/2. A italiana 33ª faz duelo inédito com a alemã Angelique Kerber, 13ª e cabeça 6, que precisou de três sets contra a sérvia Jelena Jankovic, 6/4, 2/6 e 6/2.

A outra desistência veio com a bielorrussa Victoria Azarenka, que disse ter lesionado a perna na véspera da estreia. Na segunda rodada, a ex-número 1 perdia para a qualifier britânica Johann Konta, por 6/4 e 1/0. A 66ª do mundo agora espera a principal favorita, a romena Simona Halep, ou a russa Anastasia Pavlyuchenkova.

Halep vence russa e avança em Wuhan

 Duas das principais cabeças de chave do Premier 5 de Wuhan estrearam com vitória nesta terça-feira, mas enquanto Simona Halep avançou de maneira tranquila, Petra Kvitova ficou a um game da eliminação, mas conseguiu evitar a derrota e avançar às oitavas de final do forte torneio, disputado em quadras de piso sintético. O evento distribui mais de US$ 2 milhões em premiação e dá 900 pontos à campeã.

Em apenas 64 minutos, a vice-líder do ranking Simona Halep passou com 6/2 e 6/1 pela russa Anastasia Pavlyuchenkova, 32ª colocada. A romena, cabeça de chave número 1 do torneio, manteve seu retrospecto perfeito contra a rival russa, agora com seis vitórias em seis jogos. Sua próxima rival é a britânica Johanna Konta, 66ª, que havia sido beneficiada pela desistência de Victoria Azarenka.

Já a atual campeã Petra Kvitova precisou de 2h35 para superar a ex-número 1 juvenil Daria Gavrilova, 37ª do mundo. A canhota tcheca, cabeça 3 e quarta colocada no ranking, perdia o último set por 5/3, mas reagiu com quatro games seguidos para marcar 6/3, 4/6 e 7/5 diante da jovem rival de 21 anos. Nas oitavas, Kvitova enfrenta a cabeça 15 italiana Roberta Vinci, contra quem tem vantagem de 3 a 2 no histórico. Vinci, que foi finalista do US Open, derrotou a romena Irina Begu por 6/4 e 6/3.

Em outra virada nesta terça-feira, uma favorita foi eliminada. Cabeça 4 do torneio e semifinalista no ano passado, Caroline Wozniacki parou ainda na estreia. A dinamarquesa liderava por 6/1 e 4/1 contra a eslovaca Anna Schmiedlova, 29ª do ranking, mas permitiu a forte reação da rival, que venceu por 1/6, 6/4 e 7/6 (8-6) em jogo de 3h08. Schmiedlova pega agora a francesa Kristina Mladenovic, 27ª, que eliminou a cabeça 14 Madison Keys por 7/5, 1/6 e 6/2.

Um duelo interessante nas oitavas envolve Garbiñe Muguruza e Ana Ivanovic que, apesar de serem as números 8 e 9 do mundo, jamais se enfrentaram. O encontro acontece à meia-noite (horário de Brasília) desta quarta-feira. Muguruza se garantiu nas oitavas derrotando Sloane Stephens por 6/2 e 6/0, enquanto Ivanovic marcou 6/0 e 6/3 contra a também americana Madison Brengle.

Luverdense vence, afunda o Ceará e diminui distancia para o G4

Ceará e Luverdense foi daqueles jogos em que um lance definiu o resultado. Após um primeiro tempo fraquíssimo, o Verdão do Norte contou com ótima jogada de Diego Rosa, na etapa complementar, que deixou a dupla de zaga do Vovô no chão e deu passe para Lucas Fernandes fazer o gol da vitória da equipe visitante nesta terça-feira (29), na Arena Castelão, pela Série B. A vitória deixa o Luverdense com 42 pontos, a cinco do G-4, dando esperanças ao seu torcedor. Já o Ceará segue estacionado nos 26 pontos, na zona de rebaixamento.
O Luverdense volta a campo somente na próxima terça-feira (6), em casa, onde enfrenta o Sampaio Corrêa, às 21h30. O Ceará ainda terá tempo até o próximo jogo. O Vovô entra em campo apenas no próximo dia 17 de outubro, fora de casa, contra o Criciúma, a partir das 16h30.
Ceará, Luverdense, Série B, Castelão (Foto: Christian Alekson/Cearasc.com)Luverdense vence Ceará na Arena Castelão (Foto: Christian Alekson/Cearasc.com)

Técnica que é bom...
A chegada do Ceará ao ataque logo no primeiro minuto poderia ser um reflexo do que o time havia proposto ao jogar com três homens no ataque. Mas ficou apenas na teoria. O primeiro tempo foi fraco, tecnicamente. Muitas bolas áreas, muitos erros de passe, tanto que a torcida do Ceará vaiou o time pela primeira vez antes dos 20 minutos. O Luverdense demorou a oferecer perigo. Quando chegou, o goleiro Luís Carlos conseguiu segurar o ímpeto da equipe visitante. O Ceará, desorganizado e apático em campo, ofereceu real perigo ao adversário apenas aos 45 minutos. Sem sucesso.
Luverdense só precisa de um lance
A situação do Ceará, que não era fácil, ficou ainda pior. Marcelo Cabo se viu obrigado a fazer as três substituições logo no início do jogo, sendo duas por lesão (Thiago Carvalho e Mazola saíram para a entrada de Wellington Carvalho e Fernandinho). O Luverdense se aproveitou da situação e abriu o placar com Lucas Fernandes, após belíssima jogada de Diego Rosa, que deixou a zaga do Vovô no chão antes de deixar o companheiro livre para fazer o gol. O Ceará partiu para o "abafa", mas não conseguiu superar o goleiro Edson, que fechou as portas, impedindo qualquer reação alvinegra.

28/09/2015

Everton derrota o West Bromwich e sobe ao quinto lugar na Premier League

O Everton venceu hoje em casa do West Bromwich, por 3-2, no jogo que encerrou a sétima jornada da liga inglesa em futebol, num jogo que a equipa da casa ‘desperdiçou’ uma vantagem de dois gols.

Saido Berahino, do Burundi, abriu o marcador, aos 41 minutos, para a equipa da casa, que dilatou o marcador aos 54, pelo defesa Craig Dawson.

Contudo, no minuto seguinte, apareceu em jogo o avançado belga Lukako, que marcou o primeiro de dois golos, antes de assistir o costa-marfinense Arouna Koné, aos 75.

O golo da reviravolta no marcador, que valeu os três pontos à equipa ‘forasteira’, foi, de novo, da autoria de Lukako, aos 84 minutos.

Com esta vitória, o Everton subiu ao quinto posto da tabela, com os mesmos 12 pontos do Tottenham, que é sexto, enquanto o West Bromwich segue em 15.º com oito pontos.

Kyrgios derrota Giraldo e avança em Kuala Lumpur

Cinco semanas depois de sua última vitória, a controversa partida com Stan Wawrinka em Montréal, o australiano Nick Kyrgios voltou a sair de quadra vitorioso. No ATP 250 de Kuala Lumpur, o número 41 do mundo jogou 40 minutos e liderava por 6/1 e 2/1 contra o colombiano Santiago Giraldo quando o rival abandonou.

O australiano acertou apenas 40% de primeiro serviço, mas ganhou todos os 13 pontos nessa situação. O sétimo pré-classificado aguarda o japonês Tatsuma Ito, 116º do mundo, ou o finlandês Jarkko Nieminen, 135º, para um duelo inédito. Kyrgios não tem mais pontos a defender nesta temporada, o que pode dar um impulso rumo ao seu melhor ranking (25º).

No outro jogo do primeiro dia de torneio, um australiano teve destino diferente. Sam Groth, 53º, disparou 17 aces, mas não conseguiu quebrar o saque do alemão Benjamin Becker, 74º, e caiu por 6/1 e 7/6 (8-6). O veterano de 34 anos escapou de 4-6 no tiebreak e nas oitavas de final espera o francês Jeremy Chardy, cabeça 6, ou o alemão Alexander Zverev.

China - O ATP 250 de Shenzhen também teve somente dois jogos na abertura e os principais favoritos ao título conheceram seus adversários. O tcheco Tomas Berdych, 51º e cabeça 1, terá duelo inédito com o norte-americano Austin Krajicek, 128º, que virou jogo duro diante do australiano James Duckworth, com 5/7, 7/6 (8-6) e 6/1.

No segundo jogo, o letão Ernests Gulbis sacou para o primeiro set, desperdiçou a chance e não conseguiu completar a partida. Ele abandonou com problemas no punho direito quando perdia por 7/6 (9-7) e 2/0 para o australiano John Millman. O 75º colocado será o primeiro rival do croata Marin Cilic, 14º e cabeça 2, em mais um confronto inédito.

Gabriela Cé vence mexicana em estreia no ITF de Victoria

 Disputando seu segundo torneio seguido no México, a canhota gaúcha Gabriela Cé estreou com vitória no ITF de US$ 50 mil de Victoria, no México, em quadras duras. Nesta segunda-feira, Gabi marcou duplo 6/3 contra a convidada local de 18 anos Sarai Delfina Monarrez Yesaki (sem ranking) em 1h03 de partida.

O resultado rende oito pontos no ranking à gaúcha de 22 anos. Atual 241ª colocada, ela teve como melhor marca o 225º lugar obtido em novembro do ano passado. Sua próxima rival sai do confronto entre a cabeça 5 belga Ysaline Bonaventure e a búlgara Aleksandrina Naydenova.

Também nesta segunda-feira, a catarinense Maria Fernanda Alves parou na última rodada do qualificatório. A experiente canhota de 32 anos e 649ª do ranking caiu para a argentina de 18 anos Nadia Podoroska, 445ª, por 6/4 e 6/3 em 1h19 de disputa. 

Nanda está inscrita na chave de duplas, ao lado de Gabriela Cé. Suas primeiras adversárias são a francesa Alizé Lim e a espanhola Silvia Soler Espinosa, cabeças de chave número 3. Outra brasileira nas duplas é a paulista Carolina Meligeni Alves, que havia parado na primeira fase do quali. Ela se junta à mexicana Constanza Gorches e enfrenta as italianas Georgia Brescia e Martina Caregaro.

Argentina - As paulistas Nathaly Kurata e Nathalia Rossi estrearam com vitória no torneio argentino de US$ 10 mil disputado em Santa Fe, no saibro. Nesta segunda-feira, a cabeça 6 Kurata passou com 6/3 e 6/2 pela taiwanesa Pei-Ju Chien, enquanto Rossi marcou 6/4 e 6/2 na convidada local Maria Celeste Lamagni. Quem parou na estreia foi Flavia Bueno, superada pela argentina Melina Ferrero por 7/5, 5/7 e 6/4.

A paulista Eduarda Piai, que no último sábado foi campeã em San Carlos e conquistou seu segundo título como profissional, estreia nesta terça-feira. Cabeça 5, Piai enfrenta a colombiana Maria Paulina Perez Garcia, enquanto a terceira favorita Laura Pigossi tem pela frente a convidada local Berta Bonardi. Ainda na terça-feira, Barbara Oliveira faz um duelo entre jogadoras que furaram o quali com a argentina Giuliana Verbauwen.

Venus vence Radwanska e avança em Wuhan

 No dia seguinte à conquista do Premier de Tóquio, Agnieszka Radwanska teve que fazer sua estreia em um torneio ainda mais forte, o Premier 5 de Wuhan, na China, e com a dura missão de enfrentar Venus Williams. Nem mesmo o embalo pela conquista do torneio japonês no domingo à tarde foi capaz de auxiliar a polonesa a superar a ex-líder e hoje 24ª colocada, que venceu por 6/1 e 7/6 (7-4) em 1h57 de partida, na noite desta segunda-feira (hora local). 

Com o resultado, Venus marcou sua oitava vitória em 12 partidas contra Radwanska, sendo que em 2015 ela venceu todos os três encontros disputados. A próxima rival da  experiente americana de 35 anos é 56ª colocada alemã Julia Goerges, em duelo inédito no circuito. Caso consiga superar Goerges, Venus alcançará a marca de 700 vitórias na carreira.

Já Radwanska, que nesta semana voltou ao top 10 com os 470 pontos de Tóquio e aparece em 7º lugar vê sua situação ficar mais difícil em classificação para o WTA Finals. A polonesa é nona na corrida para Cingapura e estava a apenas cinco pontos de Carla Suárez Navarro e a dez de Angelique Kerber, sétima na temporada. A diferença da própria alemã para a 12ª colocada Belinda Bencic é de 135 pontos.

No duelo desta segunda-feira, Venus começou arrasadora, abrindo rapidamente a vantagem de 5/0 e tendo ainda dois set points no serviço de Radwanska, antes de fechar o primeiro set em seu saque. Na segunda parcial, a americana quebrou logo de cara, mas permitiu o empate quando sacava para o jogo e liderava por 5/4. Venus retomou o domínio no tiebreak, contando com dois erros seguidos da rival no fim do jogo. A americana liderou a contagem de winners por 51 a 14, o que compensou os 30 erros não-forçados contra 15 de Radwanska.

Ivanovic vence a primeira - Também nesta segunda-feira, a sérvia Ana Ivanovic, nona do ranking, estreou com uma boa vitória por 6/1 e 6/3 em 1h13 contra a romena Alexandra Dulgheru. Ela poderia reencontrar Dominika Cibulkova, sua algoz em Tóquio e no US Open, mas a eslovaca caiu diante da americana Madison Brengle, 38ª, por 6/3 e 6/4. Ainda assim, Brengle venceu o único duelo anterior com Ivanovic, no ano passado, em Linz. O nova partida acontece à meia-noite (de Brasília) desta terça.

Favoritas estreiam - Atual campeã do torneio, a tcheca Petra Kvitova estreia não antes de 7h30 (de Brasília) contra a russa-australiana Daria Gavrilova, ex-número 1 juvenil e que já derrotou três top 10 este ano. Logo depois, a cabeça 1 romena Simona Halep mede forças com a russa Anastasia Pavlyuchenkova. Na madrugada, não antes de 2h, a quarta favorita Caroline Wozniacki atua diante da eslovaca Anna Karolina Schmiedlova, 29ª do mundo.

Monteiro vence Michon e avança em Porto Alegre

O cearense Thiago Monteiro marcou a primeira vitória brasileira no Aberto de Tênis do Rio Grande do Sul, torneio challenger de US$ 40 mil, disputado nas quadras de saibro da Sogipa, em Porto Alegre. da Sogipa, em Porto Alegre. Nesta segunda-feira, Monteiro derrotou o francês Axel Michon, 259º do ranking, por 6/1 e 6/4 em 1h25 para se garantir nas oitavas de final.

Atual 543º colocado, Monteiro ficou afastado do circuito desde a segunda semana de julho até a semana passada, quando parou na última rodada do qualificatório para o challenger de Campinas. O jogador de 21 anos teve ruptura parcial no ligamento cruzado do joelho esquerdo durante o challenger de Poprad-Tatry, na Eslováquia. Monteiro, que já alcançou o 254º lugar, enfrenta na próxima fase o vencedor do encontro entre o jovem paulista Marcelo Zormann e o cabeça 4 argentino Facundo Arguello.

A rodada desta segunda-feira ainda contou com a vitória do cabeça 3 belga Kimmer Coppejans, que passou com 6/2 e 6/0 pelo chileno Juan Carlos Saez. Atual 134º do mundo, o belga de 21 anos pode enfrentar nas oitavas o experiente paulista Rogério Dutra Silva, que estreia na terça contra o gaúcho Oscar Gutierrez. Outros dois brasileiros entraram em quadra nesta segunda-feira, sendo que o carioca Carlos Severino (404º) cedeu a virada ao 165º colocado argentino Renzo Olivo por 4/6, 7/6 (8-6) e 6/3, enquanto o convidado gaúcho Thomas Ramos (sem ranking) sofreu duplo 6/0 do português Frederico Silva.

Qualificatório - Os brasileiros Pedro Sakamoto, Alexandre Tsuchiya e Oscar Gutierrez e o argentino Agustin Velotti garantiram presença na chave principal ao vencerem na rodada decisiva do qualifying. 

Tsuchyia virou contra Ricardo Hocevar por 4/6, 6/3 e 7/6 (7-5), Sakamoto marcou duplo 6/2 em Igor Marcondes, Gutierrez derrotou João Pedro Sorgi por duplo 6/3 e Agustin Velotti passou por João Walendowsky por 6/0 e 6/3. 

Terça-feira - Ex-líder do ranking juvenil, o gaúcho Orlando Luz tem uma estreia complicada nesta terça-feira. O jovem de 17 anos e número 477 no ranking enfrenta o argentino Diego Schwartzman, cabeça 1 do torneio e 77º colocado. 

“Não tenho nada a temer. Preciso fazer o meu melhor e conseguir impor o meu ritmo. Quero apresentar em quadra o que venho fazendo nos treinos”, afirma Orlandinho, que enfrentará um top 100 pela primeira vez. “Ter um adversário forte pela frente também serve para ver em que nível eu me encontro e avaliar os aspectos que preciso melhorar em meu jogo”, completa o jovem gaúcho. A rodada se inicia às 10h30

Também entra em quadra o gaúcho André Ghem, de 33 anos. Sexto cabeça de chave e 141º no ranking, Ghem encara o paulista Caio Zampieri. “É muito bom jogar em casa, com as condições que já conheço”, destaca o experiente jogador que neste ano fez duas finais em torneios da série challenger.

Confira a programação desta terça-feira em Porto Alegre

Quadra Central - 10h30
Rogerio Dutra Silva (BRA) vs. [Q]Oscar Jose Gutierrez (BRA)
Não antes das 12 horas
[1]Diego Schwartzman (ARG) vs. [C]Orlando Luz (BRA)
José Pereira (BRA) vs. [8]Maximo Gonzalez (ARG)

Quadra 5 - 10h30
Gastão Elias (POR) vs. [7]Facundo Banis (ARG)
[6]André Ghem (BRA) vs. Caio Zampieri (BRA)
[4]Carlos Berlocq (ARG) vs. Guido Andreozzi (ARG)

Quadra 2 - 10h30
[Q]Agustin Velotti (ARG) vs. [2]Guido Pella (ARG)
[5]Facundo Arguello (ARG) vs. [C]Marcelo Zormann (BRA)
Christian Lindell (SUE) vs. [Q]Alexandre Tsuchiya (BRA)

Quadra 9 - 10h30
Christian Garin (CHI) vs. [Q]Pedro Sakamoto (BRA)
Hans Podlipnik Castillo (CHI) vs. Jose Hernandez Fernandez (DOM)


27/09/2015

River Plate goleia o Peñarol em noite inesquecível no Centenario

Santiago "Morro" García, en el cuarto gol, de penal, en la noche inolvidable de River Plate que goleó 4:0 a Peñarol.

O River Plate goleou por 4 a 0 o Peñarol no Estadio Centenario pela 7ª rodada do Apertura uruguaio com gols de Bruno Montelongo, Michael Santos Martín Alaniz e Santiago García, de penal. O River Plate, a equipe de Juan Ramón Carrasco venceu com futebol, gols e contundência, para a historia.  

Com a vitória, o River subiu para o 8º lugar na competição com 9 pontos. Por sua vez, o Peñarolcaiu para a 3ª posição com 13 pontos, três a menos que o líder Nacional.

LDU goleia o El Nacional e lidera o Campeonato Equatoriano

A LDU goleou o El Nacional e lidera junto com a Universidad Católica a segunda fase do campeonato equatoriano de futebol 2015, no fechamento da decima segunda rodada que disputada entre sábado e domingo.

Com este triunfo, a Liga de Quito somou 23 pontos e está na liderança, seguida da Universidad Católica, que tem a mesma pontuação, mas menos gols de saldo.

Resultados:


Sábado


Universidad Católica-River Ecuador 1-0



Mushuc Runa-Deportivo Quito 1-1



Emelec-Liga de Loja 1-1



Independiente del Valle-Aucas 1-1



Domingo



El Nacional-Liga de Quito 1-4



Deportivo Cuenca-Barcelona 3-0



Classificação:



- Pts J G E P Gf Gc



1. Liga de Quito 23 11 7 2 2 23 11



2. U. Católica 23 12 7 2 3 20 14



3. Aucas 21 12 6 3 3 18 14



4. Independiente 18 12 5 3 4 18 14



5. Emelec 16 10 4 4 2 13 6



6. Deportivo Cuenca 16 12 4 4 4 14 10



7. Barcelona 15 12 4 3 5 11 13


8. El Nacional 14 11 4 2 5 8 13


9. River Equador 13 12 3 4 5 10 19


10. Liga de Loja 12 10 3 3 4 11 13


11. Mushuc Runa 12 12 3 3 6 15 19


Fiorentina goleia o Inter de Milão e assume a liderança do Italiano

A Fiorentina, orientada pelo português Paulo Sousa, ascendeu este domingo à liderança do campeonato italiano de futebol, ao 'arrasar' fora o ex-líder Inter de Milão, que bateu por 4-1, em encontro da sexta jornada. Frente a uma equipa que tinha triunfado nas primeiras cinco rondas, a formação de Florença resolveu muito cedo o jogo, numa noite de gala do esloveno Josip Ilic, que inaugurou o marcador, e do croata Nikola Kalinic, autor de um 'hat-trick'. Com este resultado, a Fiorentina passou a contar os mesmos 15 pontos do Inter, mas com melhor diferença de gols (11-4 contra 7-5), numa tabela em que a campeã Juventus aparece 'afundada' no 15.º posto, com apenas cinco. A formação 'viola' adiantou-se logo aos quatro minutos, depois de uma falta na área do guarda-redes Handanovic, que Ilicic converteu, para, aos 18, atirar de fora da área para defesa incompleta do compatriota. Kalinic marcou na recarga. Apenas cinco minutos volvidos, aos 23, o croata deu a melhor sequência a um cruzamento da esquerda de Marcos Alonso e, aos 31, as coisas complicaram-se ainda mais para o Inter, com Miranda a ser expulso após carregar o isolado Kalinic. Na segunda metade, os locais ainda acreditaram, quando Icardi reduziu, aos 60 minutos, mas a Fiorentina, sempre a controlar as operações, sentenciou em definivo o jogo, com o 'hat-trick' de Kalinic, servido por Ilicic. 
Fonte: http://www.cmjornal.xl.pt/desporto/detalhe/fiorentina_vence_inter_de_milao.html

Rosário Central goleia o Gimnasia y Esgrima e segue vivo na briga pelo título

O Rosário Central resolveu em apenas 45 minutos uma partida que se previa complexa frente o Gimnasia y Esgrima de La Plata, que goleou por 4-0 com dois tentos de seu capitão goleador Marco Ruben, e se mantém na briga pelo título do Campeonato Argentino.

Com este triunfo, o "Canalla" chegou a 52 pontos na 3ª posição do Argentino.

Minnesota Lynx vence o Phoenix Mercury e vai à final da WNBA

O Minnesota Lynx  vence por 72-71 o Phoenix Mercury e carimbou seu passaporte para a final da WNBA.

O destaque do Lynx e da partida foi Maya Moore que anotou 40 pontos e anotou a cesta decisiva da partida que deu a vitória à equipe do Minnesota.

O adversário do Minnesota na final sai do confronto entre New York Liberty e Indiana Fever que empatam a série 1-1.

Série C: Confiança derrota o Salgueiro fora e avança para 2ª fase

Enquanto o Salgueiro já não aspirava mais nada no Campeonato Brasileiro da Série C, o Confiança entrou em campo neste domingo, no Estádio Cornélio de Barros, só precisando de si para avançar para a segunda fase. 
Só que durante 89 minutos o empate sem gols não ajudava muito. E ainda o América-RN fazia 4 a 0 no Botafogo-PB e se saísse o quinto, perderia a vaga para o time potiguar. Mas aos 45 minutos do segundo tempo, Ney Maruim fez um golaço, o Confiança esqueceu o jogo da Arena das Dunas e comemorou muito a classificação para a segunda fase da competição.
Foi a despedida do Salgueiro em 2015, o time não terá mais nenhum compromisso até dezembro e terminou a Série C com 19 pontos e na oitava posição. Já o Confiança continua o sonho da Série B, com 31 pontos encerrou a primeira fase na quarta colocação. Nas oitavas de final vai enfrentar o Londrina, primeiro colocado do grupo B. Primeiro jogo na Arena Batistão, em Aracaju e o segundo na Estádio do Café. As datas ainda não foram confirmadas pela CBF.
salgueiro, confiança, brasileiro série c (Foto: Ednardo Blast/ TV Grande Rio)Confiança vence o Salgueiro pelo Brasileiro Série C (Foto: Ednardo Blast/ TV Grande Rio)

No primeiro tempo o Confiança foi quem propôs o jogo. Wallace Pernambuco e Robinho deram muito trabalho para a zaga do Salgueiro e o goleiro Luciano se destacou com grandes defesas. Apesar da pressão, o time sergipano cedeu vários contra-ataques, Casagrande ficou livre diante de Rafael Sandes, mas desperdiçou e os jogadores foram para o intervalo com o placar zerado.
Na etapa final o jogo ficou aberto. As duas equipes atacaram, mas foram os donos da casa que assustaram mais. O placar poderia ser inaugurado quando o árbitro marcou pênalti para o Carcará, mas Rogério mandou por cima do travessão. Os visitantes cresceram e dominaram as ações e Rodolfo Potiguar ainda deixou o Salgueiro com um a menos. Com vantagem numérica, o Dragão sergipano inaugurou o placar com Ney Maruim aos 45 minutos e iniciou a festa proletária.

Fortaleza goleia o Águia de Marabá e garante liderança do Grupo A da Série C

O Fortaleza venceu por 4 a 1 o Águia de Marabá, na Arena Castelão, às 19h, pela 18ª rodada da Série C. Com o resultado, o Leão se classificou em primeiro lugar do Grupo A da competição com  36 pontos e enfrenta o Brasil de Pelotas nas quartas-de-final do torneio.
A equipe de Marcelo Chamusca não teve grandes problemas para conseguir o triunfo diante do time do Pará. Logo aos 3 minutos, Maranhão marcou um belíssimo gol. No vacilo da zaga tricolor, o Águia encontrou seu gol, mas nada que abalasse o time do Leão.
O Fortaleza  ficou novamente na frente do placar com Daniel Sobralense aos 21 minutos. Aos 25,, Maranhão mais uma vez balançou as redes marcando o terceiro gol do Fortaleza. A noite era de Maranhão. Aos 36, o atacante marcou o quarto da goleada tricolor
O Tricolor do Pici irá jogar a primeira partida decisiva do mata-mata em Pelotas, no Rio Grande do Sul. O segundo jogo será na Arena Castelão. As datas ainda serão definidas pela CBF.
O Águia por sua vez, ficou em penúltimo lugar com 15 pontos ganhos e foi rebaixado para a Série D do Campeonato Brasileiro ao lado do cearense Icasa, que ficou na lanterna do grupo com 7 pontos.
Ficha Técnica Fortaleza 4 X 1 Águia de Marabá
Fortaleza:Ricardo Berna; Tinga, Lima, Adalberto e Thallyson (Radar); Auremir, Corrêa, Daniel Sobralense e Everton; Maranhão e Lúcio Maranhão. Técnico: Marcelo Chamusca
Águia de Marabá Maycki Douglas; Ari, Charles, Negretti, Edinaldo; Fred (Anderson Luís), Mael, Esdras, Flamel; Joãozinho e Chaveirinho (Eduardo Sena). Técnico: João Galvão
Local: Arena Castelão
Arbitro: Renan Roberto de Souza (PB)
Assistentes: Tomaz Diniz de Araujo e Oberto da Silva Santos (ambos de PB)
Cartões amarelos:
Gols: Maranhão (3’/1ºT), Joãozinho (17’/1ºT), Daniel Sobralense (21/1ºT), Maranhão (25’/1º/ – 36’/2ºT)

Sport vence, afunda a Chapecoense e se reaproxima do G4

Paulo Roberto Falcão estreou no Campeonato Brasileiro com vitória. Neste domingo, no encerramento da 28ª rodada da Série A, o Sport não teve trabalho para vencer a Chapecoense e fez 3 a 0 na Ilha do Retiro, se afastando da ameaça de rebaixamento, que parecia cada vez mais próxima.
Foi o segundo jogo da equipe rubro-negra sob o comando de Falcão. Em sua estreia, no meio de semana, o técnico viu seus comandados empatarem com Huracán, da Argentina, pela Copa Sul-Americana. Os gols do triunfo foram marcados por Diego Souza, Apodi (contra) e Régis.
Com o resultado, o Sport chega aos 40 pontos e assume a décima colocação, abrindo nove pontos de vantagem para a própria Chapecoense, primeiro time do Z-4. Na 17ª posição, os catarinenses não sabem o que é vencer no returno do Brasileiro, com seis derrotas e três empates nos últimos jogos.
O mais cruel é que foi justo quando os catarinenses jogavam melhor que o Sport abriu o placar. Diego Souza aproveitou bate-rebate na pequena área após cobrança de escanteio e, de bico, mandou para a rede, na primeira finalização dos donos da casa em todo o primeiro tempo.
No segundo tempo, o técnico Guto Ferreira tento mexer na equipe, mas não resolveu. O Sport foi melhor, ainda que só tenha ampliado o placar depois dos 30 minutos. Aos 32, Apodi tentou cortar cruzamento e jogou contra seu gol. Aos 39, o meia Régis, que havia acabado de substituir Diego Souza, fez um golaço.
Na próxima rodada, a 29ª da Série A, o Sport vai até o Beira-Rio encarar o Internacional, no sábado, às 18h30. No domingo, às 18h30, a Chapecoense conta com a força da Arena Condá para tentar se recuperar contra o Palmeiras, que luta na parte de cima da tabela, entre os quatro primeiros.
Antes disso, porém, as duas equipes voltam suas atenções para a Copa Sul-Americana. Após o empate em 1 a 1 na Ilha do Retiro, o Sport vai a Argentina encarar o Huracán na quarta-feira, às 22h.
Na quinta, às 21h (horários de Brasília), a Chapecoense recebe o Libertad (PAR), depois de empatar fora por 1 a 1.
FICHA TÉCNICA SPORT 3 x 0 CHAPECOENSE
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data: 27 de setembro de 2015, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Marcio Eustáquio Santiago (MG)
Cartões Amarelos: Danilo (Sport) e William Barbio (Chape)
GOLS: Diego Souza, aos 24 minutos do primeiro tempo; Apodi (contra), aos 32 minutos do segundo tempo; Régis, aos 39 minutos do segundo tempo
SPORT: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê (Neto Moura); Rithely, Diego Souza (Régis), Danilo, Marlone e Maikon Leite (Élber); André
Técnico: Paulo Roberto Falcão
CHAPECOENSE: Danilo; Apodi, Rafael Lima, Willian Thiego e Dener; Elicarlos, Bruno Silva (Cléber Santana) e Gil (Camilo); Ananias, Bruno Rangel (Túlio de Melo) e William Barbio
Técnico: Guto Ferreira

Série D: Botafogo-SP vence o Crac-GO e se aproxima das quartas

Poucos acreditavam no sucesso de Samuel como ponta-direita no Botafogo, que não tinha o atacante Francis, suspenso por ter sido expulso na última partida. O técnico Marcelo Veiga apostou e, pela direita, o novo atacante, com dois cruzamentos certeiros, abriu caminho para a vitória sobre o Crac por 3 a 0, neste domingo, no estádio Santa Cruz. 

O resultado deixou o Pantera mais próximo das quartas de final do Campeonato Brasileiro da Série D, já que o Leão do Sul precisará vencer por 4 a 0, ou, caso sofra gols, terá de fazer uma diferença de quatro gols. O segundo jogo das oitavas de final ocorre na próxima sexta-feira, no estádio Genervino da Fonseca, em Catalão, às 19h.
Lateral Samuel Santos (Foto: Rogério Moroti/Agência Botafogo)Samuel Santos foi certeiro nos cruzamentos pela direita (Foto: Rogério Moroti/Agência Botafogo)
Nome do jogo, Samuel usou a velocidade para vencer seu marcador, Leandro Silva, e alçar as bolas na área. Tão rápido quanto o gol, aos dois minutos de bola rolando, o "novo" ponta direita cruzou levou a bola até a linha de fundo e mandou na área para Canela acertar, de primeira, o ângulo do goleiro Gilberto.
E não era tarde/noite da melhor defesa da Série D. Vitinho cobrou escanteio na cabeça de Caio Ruan, que subiu mais do que a zaga para fazer 2 a 0, aos 25 minutos.
Ainda na primeira etapa, aos 44, Samuel terminou de escrever seu nome na partida. Avançou pela direita e levantou na área, na cabeça do centroavante Nunes, que testou firme, no chão, ampliando o marcador para 3 a 0.

Na segunda etapa, o Crac, que tem a defesa como ponto forte, adiantou sua marcação, deixando espaços para o Botafogo, que não soube aproveitar as chances, principalmente com Jardel e Daniel Borges. 
Mirita, numa tentativa de parar o contra-ataque do time de Catalão, recebeu terceiro cartão amarelo e está fora do jogo de volta. O meia uruguaio Danilo Medeiros, já no finalzinho da partida, perdeu a cabeça e, após um carrinho por trás em Augusto Ramos, acabou sendo expulso e também está fora do segundo jogo do mata-mata pelas oitavas de final.

Corinthians/Americana vence New Cruzaders vai à final da Liga Sul-Americana

O Corinthians/Americana está a um passo do bicampeonato da Liga Sul-Americana. Mais uma vez comandada pela dupla Damiris e Karla, a equipe conquistou a vaga para a grande decisão ao bater as chilenas do New Crusaders por 78 a 58, na noite deste sábado, no ginásio Irene Velásquez, em Puente Alto, no Chile. 
O último obstáculo entre as comandadas de Antônio Carlos Vendramini e a taça é a U.T.E, algoz das brasileiras na estreia desta segunda fase. A final acontece neste domingo, às 19h (de Brasília). 
Assim como já havia feito contra as anfitriãs do Leones de Quilpe, na sexta-feira, a pivô Damiris do Amaral desequilibrou novamente para o Corinthians/Americana e terminou como cestinha, com 32 pontos. Coadjuvante de luxo novamente, a armadora Karla fez 18 e foi outro destaque das brasileiras. Do lado chileno, Tatiana Gomez, com 19 pontos, e Lanita Sanford, com 15, tentaram liderar a reação, mas em vão. 
O desempenho no segundo quarto fez a diferença para o Corinthians/Americana. Depois de perder o primeiro período por 16 a 14, as brasileiras aceleraram o ritmo e fizeram 25 a 10 na sequência. Após o intervalo, o equilíbrio voltou a prevalecer, e as chilenas levaram a melhor por 17 a 14. Mas o Corinthians/Americana impediu qualquer tipo de ameaça ao se impor novamente no último quarto, vencendo por dez pontos de vantagem (25 a 15). 
Agora, o time terá pela frente a U.T.E, que despachou nas semifinais o Deportivo Berazategui, por 79 a 50. As equipes se enfrentaram na quarta, quando as equatorianas levaram a melhor sobre as brasileiras por 73 a 69. É a chance de revanche, com juros e correção. 

Real Madrid supera o Bauru e conquista Intercontinental de basquete

Em solo brasileiro, o time de basquete do Real Madrid acabou com o sonho do Bauru ser campeão e ficou com a taça da Copa Intercontinental ao vencer o segundo jogo da decisão por 91 a 79, na tarde deste domingo, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.
É a quinta vez que a equipe espanhola fatura o torneio mundial - a quarta diante de um time brasileiro (Corinthians, Sírio e Franca já foram vítimas merengues) e a segunda vez no Ibirapuera (palco do último título, em 1981).
Após ter vencido a primeira partida por 91 a 90, o Bauru precisava de uma vitória simples diante de um adversário que contava com Sergio Llull, Sergio Rodríguez e Felipe Reyes, base da seleção espanhola, e ainda reforçado pelo argentino Andrés Nocioni, o mexicano Gustavo Ayón e os americanos Jaycee Carroll e Howard Thompkins.
Agora, o Bauru, atual campeão da Liga das Américas e vice-campeão intercontinental, passa a pensar nos inéditos jogos amistosos contra o New York Knicks, no dia 7 de outubro, e Washington Wizards, no dia 11, nos Estados Unidos, pelo NBA Global Games.
Destaques
Sergio Llull, do Real Madrid, foi eleito o MVP do torneio. O armador bauruense Ricardo Fischer foi o cestinha da partida, com 26 pontos. Do lado espanhol, o maior pontuador foi Jaycee Carroll, com 22. O Bauru foi mal nos rebotes: o maior número no quesito foi feito por Rafael Hettsheimeir, com seis, diante de 15 de Gustavo Ayón. Sergio Llull e Ricardo Fischer dividiram a liderança nas assistências: seis para cada.
Bauru, Real Madrid, Intercontinental, Basquete, Ibirapuera, Sergio Llull (Foto: Divulgação/ FIBA Americas)Sergio Llull, do Real Madrid, foi eleito o melhor jogador do torneio (Foto: José Jiménez Tirado / FIBA Americas)
O jogo
Bauru e Real Madrid demoraram para acertar o ataque na decisão intercontinental. O atraso dos espanhóis, no entanto, foi um pouco menor e permitiu à equipe abrir 12 pontos de vantagem no começo, número crucial para a decisão do título. Os brasileiros, nervosos, não conseguiam infiltração e perdiam muitos rebotes ofensivos e defensivos. 
O Bauru passou mais da metade do primeiro quarto sem fazer uma cesta sequer. O primeiro ponto saiu em lance livre convertido pelo ala Alex Garcia, depois de ele errar a primeira tentativa. Rafael Mineiro fez os primeiros pontos da equipe bauruense com a bola em jogo.
Os paulistas começaram uma leve reação após Ricardo Fischer converter bola de três faltando pouco mais de dois minutos para o fim do período. Jaycee Carroll respondeu, mas Hettsheimeir devolveu em uma sequência de lances de longa distância das duas equipes. 
A diferença era de apenas seis pontos a favor do Real Madrid a poucos segundos do fim. O time espanhol errou o ataque, mas contou com falha na saída de bola de Paulinho Boracini e conseguiu anotar mais três pontos no estouro do cronômetro com o argentino Nocioni: 24 a 15.
Bauru Basquete x Real Madrid, Intercontinental (Foto: Gaspar Nóbrega / FIBA Americas)O ala Alex Garcia tenta roubar bola do argentino Andrés Nocioni (Foto: José Jiménez Tirado / FIBA Americas)

Bauru melhorou nos rebotes no começo do segundo quarto, como quando Ricardo Fischer, marcado, jogou a bola no aro, mas contou com um tapa de Rafael Mineiro para a bola descer.  Mineiro, contratado exclusivamente para o torneio, foi também o responsável pelo empate, faltando cinco minutos para o intervalo, em 29 a 29, e 14 a 5 no período.
Autor de cinco pontos até então, o armador Sérgio Rodriguez tornou-se desfalque para o Real Madrid após cometer a segunda falta técnica no jogo e ser excluído. No entanto, o Bauru não aproveitou o nervosismo adversário e deixou o rival ir para o intervalo com nove pontos de vantagem: 49 a 40.
Melhor na defesa, o Bauru não fazia o jogo ideal ofensivamente no terceiro quarto, mas, ainda assim, conseguiu ir tirando aos poucos a vantagem do Real Madrid e empatou a partida mais uma vez, com 53 a 53.
Apesar da expectativa da torcida, os brasileiros perderam o ritmo e deixaram o time merengue mais uma vez terminar o período com nove pontos de vantagem, assim como nos dois primeiros quartos.
Com ritmo estável, o Bauru não conseguiu a virada necessária no último quarto e deixou escapar o título intercontinental, ao perder por 91 a 79. Agora, o atual campeão da Liga das Américas arruma as malas para, no próximo sábado, viajar para os Estados Unidos.
BAURU
Quinteto inicial: Alex Garcia (14 pontos), Ricardo Fischer (26), Jefferson Willian (0), Robert Day (3) e Rafael Hettsheimeir (17).
Entraram: Paulinho Boracini (2), Gui Deodato (0), Léo Meindl (9) e Rafael Mineiro (8).
Estatísticas
Bolas de 3: 10/28 
Bolas de 2: 24/57 
Lances Livres: 21/28 
Rebotes: 21
Assistência:11
Roubos: 6
REAL MADRID
Quinteto inicial: Sergio Llull (21 pontos), Gustavo Ayón (5), Felipe Reyes (4), Jonas Maciulis (0), Jaycee Carroll (22).
Entraram: Andrés Nocioni (9), Luka Doncic (4), Sergio Rodríguez (5), Howard Thompkins (17), Guillermo Hernangomez (4).
Estatísticas
Bolas de 3: 10/26 
Bolas de 2: 30/62 
Lances Livres: 21/29 
Rebotes: 41
Assistência:12
Roubos: 5

Paraná vence o CRB e conquista acesso para a Série A

Garantido na Série B do Campeonato Brasileiro, o CRB perdeu para o Paraná por 1 a 0 na tarde deste sábado (18), no Estádio Rei Pelé, em Ma...