31/08/2014

Estados Unidos vence Turquia e lidera o Grupo C do Mundial de basquete

Os Estados Unidos conquistou sua segunda vitoria no Mundial de basquete, este domingo em Bilbao, frente uma Turquia que lhe aguentou 25 minutos, mas que foi fulminada pelos americanos no tramo final por um marcador final de (98-77).

Kenneth Faried foi o melhor da partida ao anotar 22 pontos e capturar 8 rebotes, sendo fundamental na vitoria dos norte-americanos, que descansarão na segunda-feira e voltarão a jogar na terça-feira frente  a Nova Zelândia.

Udinese estreia no Italiano com vitória sobre o Empoli

Dois gols do "veterano" Di Natale ditaram hoje a vitória da Udinese sobre o Empoli, colocando a equipe entre as seis que lideram a liga italiana de futebol, após a conclusão da jornada inaugural.
O conjunto de Udine juntou-se a Nápoles, Cesena, AC Milan, Juventus e Roma graças aos tentos marcados no segundo tempo pelo avançado de 36 anos.

Em Génova, o Nápoles contou com os tentos do espanhol Callejón e do holandês Guzmán para bater os locais, enquanto o também espanhol Alejandro Rodriguez "ofereceu" os três pontos ao Cesena, em casa, frente ao Parma.

Milan vence a Lazio em estreia no Italiano

Ao início da tarde, o AC Milan venceu a Lazio por 3-1, no jogo mais sonante da rodada inaugural, com gols do japonês Honda, do ganês Muntari e do francês Jérémy Ménez, contra o da Lazio -- o português Pereirinha não jogou -, um autogolo de Alex.

Nos restantes jogos do dia registaram-se três empates: o Inter de Milão-Torino e o Atalanta-Verona terminaram sem golos e o Sassuolo-Cagliari acabou com 1-1.

No sábado, a tricampeã Juventus iniciou a defesa do título com uma vitória no terreno do Chievo, em Verona, por 1-0, enquanto a Roma recebeu e venceu a Fiorentina, por 2-0.

Porto derrota o Moreirense e lidera a Liga Zon Sagres

O FC Porto venceu este domingo o Moreirense, por 2-0, em jogo da terceira jornada da I Liga portuguesa, e igualou o Vitória de Guimarães no topo da tabela.

No Estádio do Dragão, no Porto, o espanhol Óliver Torres inaugurou o marcador, aos 70 minutos, com o colombiano Jackson Martínez a bisar, aos 82 e 87, tendo o seu compatriota Quintero desperdiçado uma grande penalidade (86).

O FC Porto somou o terceiro triunfo em outros tantos encontros e igualou, com nove pontos, o Vitória de Guimarães na liderança, enquanto o Moreirense sofreu a primeira derrota no regresso ao primeiro escalão, ocupando o 10.º posto, com quatro pontos.

Saprissa empata com Uruguay de Coronado e lidera na Costa Rica

O Deportivo Saprissa segue na liderança do Torneio de Inverno do futebol costarricense após empatar 1-1 com um urgido Uruguay que ocupa o último posto.

- Resultados da 4ª rodada do Torneio de inverno costarricense 2014

Universidad 1 - 0 Limón

Belén 1 - 4 Carmelita

Uruguay 1 - 1 Saprissa

. Sábado:

Santos 2 - 1 AS Puma

Pospuestos:

Alajuelense-Pérez Zeledón y Herediano-Cartaginés

- Classificação

PJ PG PE PP GF GC PTS

.1. Saprissa 4 3 1 0 11 7 10

.2. Carmelita 4 3 0 1 9 3 9

.3. Universidad 3 3 0 0 7 3 9

.4. Cartaginés 3 3 0 0 5 1 9

.5. Alajuelense 2 2 0 0 3 0 6

.6. Santos 4 2 0 2 6 6 6

.7. Pérez Zeledón 3 1 0 2 4 5 3

.8. Herediano 2 0 1 1 2 3 1

.9. Belén 3 0 1 2 2 6 1

10. Limón 4 0 1 3 2 6 1

11. AS Puma 4 0 1 3 4 9 1

12. Uruguay 4 0 1 3 2 8 1


Guaraní goleia o Libertad e segue líder invicto do Clausura paraguaio

O Guaraní se mantém como líder invicto do Clausura Paraguaio após vencer por 5-1 o Libertad na sexta jornada do torneio.

Lhe segue com 13 pontos o Olimpia, que venceu por 1-0 o Cerro Porteño no clássico do futebol paraguaio.

- Resultados da 6ª rodada do Apertura paraguaio 2014:

Guaraní 5 - Libertad 1

3 de Febrero 1 - Sol de América 1

Luqueño 1 - General Díaz 1

Olimpia 1 - Cerro Porteño 0

Rubio Ñú 3 - Dep Capiatá 0

12 de Octubre - Nacional (Aplazado)

- Classificação:

PJ G E P GF GC PTS

.1. Guaraní 6 5 1 0 16 3 16

.2. Olimpia 6 4 1 1 9 4 13

.3. Libertad 6 3 1 2 10 9 10

.4. Luqueño 6 2 3 1 5 5 9

.5. Nacional 5 3 0 2 4 5 9

.6. General Díaz 6 2 1 3 9 9 7

.7. Cerro Porteño 6 2 1 3 8 8 7

.8. Dep. Capiatá 6 2 1 3 5 7 7

.9. 12 de Octubre 5 1 2 2 6 8 5

10. 3 de Febrero 6 1 2 3 5 8 5

11. Sol de América 6 1 2 3 6 10 5

12. Rubio Ñu 6 1 1 4 5 12 4

Barcelona vence a LDU e lidera no Equador

O Barcelona, com gol de Matías Oyola, venceu 1-0 a Liga de Quito, no entanto o Independiente del Valle superou 5-0 o campeão Emelec com gols de Junior Sornoza, Daniel Angulo, Jonathan González, Fernando Guerrero e do uruguaio Cristian Nuñez.

Independiente vence o Racing no clássico de Avellaneda



O Independiente derrotou como local o Racing por 2 a 1 em uma vibrante partida que se disputou esta tarde, no estadio Libertadores da América, pela quinta rodada do Torneio Transição.

A "Academia" que abriu o marcador por intermédio de Diego Milito, aos 13 minutos, mas o "Rojo" virou o placar com os tentos de Sebastián Penco e Federico Mancuello, aos 24 e 26 minutos, respectivamente.

Peñarol e Racing seguem na liderança do Apertura uruguaio

O Peñarol, que venceu hoje por 2-0 o Tacuarembó, e o Racing, que superou por 3-1 o Atenas, se mantêm como líderes com pontuação perfeita do torneio Apertura do futebol uruguaio após completa-se a terceira jornada.


Universidad de Chile vence o Unión Española e segue firme na liderança

A Universidad de Chile venceu por 0-1 o Unión Española na sétima jornada do Apertura chileno, na qual o Colo Colo goleou por 4-0 ao Antofagasta e a Universidad Católica empatou 2-2 com o O'Higgins.

- Resultados da 7ª rodada do Apertura chileno 2014:

Unión Española 0 - Universidadde Chile 1

San Marcos 1 - Palestino 0

Colo Colo 4 - Antofagasta 0

Huachipato 4 - Santiago Wanderers 0

Universidad Católica 2 - O'Higgins 2

Univ.de Concepción 1 - Unión La Calera 1

Deportes Iquique 1 - Barnechea 0

Cobresal 2 - Cobreloa 1

Audax Italiano 0 - Ñublense 1

- Classificação:

PJ G E P GF GC PTS

.1. Universidad de Chile 7 6 1 0 17 7 19

.2. Colo Colo 7 5 1 1 17 5 16

.3. Huachipato 7 4 1 2 14 7 13

.4. Santiago Wanderers 7 4 1 2 12 10 13

.5. O'Higgins 7 3 3 1 15 12 12

.6. Unión La Calera 7 3 2 2 12 9 11

.7. San Marcos 7 3 2 2 6 5 11

.8. Ñublense 7 3 2 2 10 11 11

.9. U. de Concepción 7 2 4 1 9 7 10

10. Palestino 7 3 1 3 7 8 10

11. Unión Española 7 3 1 2 5 5 10

12. Univ.Católica 7 2 1 4 10 9 7

13. Cobresal 7 1 4 2 9 11 7

14. Audax Italiano 7 1 3 3 7 8 6

15. D.Iquique 7 1 3 3 6 10 6

16. Cobreloa 7 1 1 5 7 17 4

17. Antofagasta 7 1 1 5 2 12 4

18. Barnechea 7 1 0 6 4 16 3

Tucanes vence o Llaneros e se aproxima do líder Táchira na Venezuela

O Tucanes da Amazonas venceu hoje por 2 a 0, o Llaneros e se aproximou ao líder Táchira, que neste sábado superou por 0-2 o Aragua, ao término da quarta jornada do Torneio Apertura venezuelano.

O volante Sergio Golindano e o atacante Gilson Salazar marcaram os gols do Tucanes, que somou sua segunda vitoria no certame.

O tucanes é vice-lider com oito pontos.

Operário-MT vence Barueri e mantém liderança do grupo 6

O Operário venceu o Barueri por 1 a 0 e manteve a liderança do grupo 6 da Série D do Brasileiro. A partida foi disputada na Arena Pantanal, neste domingo, válida pela sétima rodada da Série D do Brasileiro. O único gol da partida foi marcada por Ruy Cabeção, ainda no primeiro tempo. 

Com a vitória, o Tricolor da Fronteira foi aos 13 pontos e assumiu a liderança isolada do grupo 6. Já o Barueri manteve os três pontos, na lanterna. 

Na próxima rodada, o Operário enfrenta o Tombense-MG, fora de casa, no dia 07 de setembro. Já o Barueri, folga na rodada e volta a campo somente no dia 13 de setembro, conta o Luziânia, fora de casa. 
Foi o reencontro dos times, que no turno não jogaram depois do Barueri não entrar em campo, pelo salários atrasados, dando a vitória por WO ao Operário. 
O primeiro gol saiu no começo da partida, aos três minutos, com Ruy Cabeção. Ele recebeu belo passe de Geílson e tocou de primeira, na saída do goleiro. O Barueri não demorou pra responder. Na sequência, Léo Mineiro chutou à queima-roupa e Igor fez bela defesa para salvar o gol. 

Sob forte calor de Cuiabá - a partida começou às 15h (horário local), os times não conseguiram criar boas jogadas. O jogo se resumiu a disputas no meio campo, com alguns lampejos no ataque. Mas nada que tirasse o grito da torcida. 
As melhores chances vieram de bola parada. Em uma delas, o zagueiro Odail Júnior, do Operário, perdeu gol certo, de cabeça. 

No segundo tempo, o time paulista voltou melhor e abafou o Chicote da Fronteira, que voltou cansado. Uma bola na trave quase colocou números iguais no placar. Até o fim do jogo, o Operário se fechou na defesa e garantiu o triunfo. Nos acréscimos, Jackson quase ampliou, em belo chute por cobertura.

Ituano vence o Maringá de virada e entra zona de classificação

A Série D do Campeonato Brasileiro deste ano conta com a presença ilustre do campeão paulista, considerado o estadual mais forte do país. Este é o Ituano, que, após um mau começo na competição, chegou, na tarde deste domingo, à terceira vitória seguida na competição e entrou na zona de classificação à próxima fase, ao bater o Maringá, de virada, fora de casa, por 2 a 1.
A vantagem dos donos da casa, com 1.200 torcedores a favor no estádio Willie Davids, durou apenas um minuto. O revés é péssimo para o time paranaense, que, ao perder o confronto direto, fica nos sete pontos, a três do segundo lugar – agora o Ituano, com 10. A liderança do Grupo A7 é do Brasil de Pelotas, com 12. Cabofriense, com seis, e Guarani de Palhoça, com cinco, completam a chave.
Na próxima rodada, no sábado, às 15h, o Ituano recebe a Cabofriense, no estádio Novelli Júnior, em Itu. O Maringá, no domingo, às 16h, tem a difícil missão diante do Brasil, em Pelotas. Uma derrota pode eliminar o time do norte do Paraná da Série D.
O JOGO
Poucas chances foram criadas no primeiro minuto. Um jogo morno para duas equipes com grandes ambições a esta altura da competição. Mas, quando finalmente o Maringá chegou ao gol, com Baiano, aos 26 da etapa final, o Ituano também teve sucesso na jogada seguinte. O zagueiro Luizão, de cabeça, logo empatou.
No segundo tempo, o Maringá foi crescendo a cada minuto, mas acabou cometendo um pênalti com Gustavo, aos 35 minutos, após contra-ataque do Ituano. Marcelinho bateu bem e virou o jogo para a equipe paulista: 2 a 1.

Brasiliense fica no empate com a Anapolina e perde a chance de classificação antecipada

Apesar de ter jogado 75 minutos com um a menos em campo, o Brasiliense foi superior ao time da Anapolina neste domingo. Porém, se sobrou disposição, faltou pontaria ao Jacaré, que não conseguiu passar do empate em 1 a 1 com o time goiano, no Estádio Serejão, em partida válida pela sétima rodada da Série D do Campeonato Brasileiro.
O jogo começou totalmente favorável aos visitantes: a Anapolina abriu o placar aos 11 minutos, com Raphael Luz, e viu o Brasiliense ficar com um jogador a menos logo na sequência. Mas, curiosamente, o time candango acordou após a expulsão de Rodrigo, empatou ainda na primeira etapa - Baiano, em linda cobrança de falta - e só não saiu de campo com a vitória por conta dos erros de finalização.
Brasiliense x Anapolina Série D Campeonato Brasilieiro (Foto: Claudio Reis / BrasilienseFC)Brasiliense e Anapolina ficaram no empate em 1 a 1 com no Estádio Serejão (Foto: Claudio Reis / BrasilienseFC)


O empate em casa impediu a classificação antecipada do Jacaré às oitavas de final - uma vitória garantiria matematicamente a vaga ao time candango, líder do Grupo 5. Já para os goianos, o ponto conquistado fora de casa serviu para diminuir a diferença em relação aos concorrentes diretos - a Anapolina segue na quarta colocação, mas com um jogo a menos e quatro pontos abaixo da zona de classificação.
Com 12 pontos em seis partidas, o Brasiliense segue na ponta da chave, mas folga na próxima rodada e corre o risco de perder a posição. O time amarelo só volta a campo no dia 13 de setembro, quando enfrenta o Estrela do Norte, no Espírito Santo. Já a Anapolina recebe o próprio Estrela, no próximo domingo, em Anápolis.

Brasiliense sai atrás, tem um expulso, mas busca o empate

A partida começou em um ritmo sonolento, com as duas equipes fazendo muito pouco nos primeiros dez minutos. Porém, aos 11, os ventos "viraram" à favor da Anapolina. Na primeira descida efetiva ao ataque, os goianos conseguiram um escanteio. Na bola alçada na área, a zaga do Brasiliense cochilou e Raphael Luz aproveitou a sobra para encobriu o goleiro Edson e escorar de cabeça para a rede: 1 a 0.
O que já estava bom para os visitantes, ficou ainda melhor logo na sequência. Em menos de dois minutos, o meia Rodrigo - artilheiro do Jacaré na competição - levou dois cartões amarelos e acabou expulso: o primeiro por reclamação e o segundo por colocar a mão na bola.
O curioso é que a expulsão pareceu acordar os donos da casa, que voltaram para o jogo em ritmo alucinante. Com extrema dedicação de todos na defesa e boa movimentação de Baiano, Zé Roberto e Luquinhas na frente, o Jacaré se impôs em campo e partiu para cima da Anapolina. Aos 27 minutos, em uma das descidas ao ataque, o rápido Luquinhas foi derrubado na entrada da área. Na cobrança da falta, Baiano mostrou a velha categoria e colocou no ângulo direito, sem chances para o goleiro André Luiz: 1 a 1.

Após o gol, o técnico Édson Júnior mexeu no time goiano para tentar explorar a vantagem numérica: saiu o meia Kabrine e entrou o atacante Nino Guerreiro. Com a mudança, a Anapolina equilibrou a partida e chegou a ensaiar uma pressão no minutos finais da primeira etapa, que terminou mesmo com o placar empatado. 

Na saída de campo, os jogadores do Brasiliense reclamaram bastante da arbitragem. A principal alegação era de que faltou critério a Luciano Oliveira dos Santos, que não expulsou o atacante Dinei, da Anapolina, que já tinha cartão amarelo e também tocou com a mão na bola, em lance parecida com o que resultou no cartão vermelho de Rodrigo.
Brasiliense x Anapolina Série D Campeonato Brasilieiro (Foto: Claudio Reis / BrasilienseFC)Com um lindo gol de falta, Baiano foi um dos caras do jogo (Foto: Claudio Reis / BrasilienseFC)
Jacaré é melhor, mas falha na pontaria

Na volta para o segundo tempo, o técnico Marcos Soares fez duas trocas no Brasiliense: o lateral-direito Dedê deu lugar a Ângelo e o centroavante Claudecir saiu para a entrada de Gilvan. Mexida que quase deu resultado logo aos três minutos. Gilvan sofreu falta pelo lado esquerdo e Baiano cobrou na área para cabeçada muito perigosa do zagueiro Felipe. A blitz do Jacaré continuou e, pouco depois, foi a vez de Fábio Braz também levar chegar perto do gol em duas oportunidades.

Mesmo com um a menos, o Brasiliense continuou mostrando melhor organização em campo e, aos 13 minutos, perdeu uma chance incrível de virar o placar. Em ótima jogada, Luquinhas se livrou de dois marcadores, tabelou com Gilvan e lançou Ângelo nas costas da defesa. Porém, o lateral tentou um passe ao invés da finalização e acabou errando.

A superioridade dos donos da casa fez o técnico Édson Júnior queimar sua última substituição: trocou o centroavante Dinei por Felipe. A mudança surtiu pouco efeito e as melhores chances de gol continuaram sendo do Brasiliense. Em uma delas, Zé Roberto arrancou pela esquerda, passou por dois defensores e tocou para Matheuzinho, na entrada da área, que acabou chutando por cima do gol. Pouco depois, o camisa 10 fez nova jogada pela esquerda, mas, já dentro da área, acabou errando o cruzamento para Gilvan, que esperava sozinho.
No fim, o placar da partida terminou o mesmo do primeiro tempo: 1 a 1.
FICHA TÉCNICA BRASILIENSE 1 X 1 ANAPOLINA
Edson; Dedê (Ângelo), Fábio Braz, Felipe e Kaká; Douglas e Baiano; Luquinhas (Matheuzinho), Rodrigo e Zé Roberto; Claudecir (Gilvan)
André Luís; Joninha, Jacó, Cris e Paulo César; Jhonathan e Renato Xavier; Wendel Lira (Evandro Paulista), Rafhael Luz e Kabrine (Nuno Guerreiro); Dinei (Felipe)
Técnico: Marcos Soares
Técnico: Édson Júnior
Gols: Rafhael Luz (Anapolina), aos 11" do 1º tempo; Baiano (Brasiliense), aos 27" do 1º tempo
<b>Cartões Amarelos:</b> Brasiliense - Rodrigo; Anapolina - Cris, Dinei, Evandro Paulista, Jacó, Joninha, Rafhael Luz e André Luiz;
<b>Cartões Vermelhos:</b> Brasiliense - Rodrigo (segundo amarelo)
Local: Estádio Serejão, Taguatinga-DF

Rio Branco sofre mas, vence o Santos-AP e se aproxima da 2° fase da Série D

Mais líder do que nunca. E mais perto ainda da segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série D. Com gols de Polaco, Alcione e Jamesson, o Rio Branco derrotou o Santos-AP por 3 a 2 neste domingo (31), na Arena da Floresta, na capital acreana. O duelo foi válido pela sétima rodada da quarta divisão nacional.
Diante de um público pagante de 806 torcedores e renda de R$ 9.030,00, o Estrelão se mantém isolado na liderança da chave, agora com 17 pontos, a um ponto de se garantir matematicamente no mata-mata.
Na próxima rodada, que será disputada no domingo (7), o Santos-AP recebe a equipe do São Raimundo-RR no estádio Zerão, em Macapã, às 16h (de Brasília). O Rio Branco encara o Genus-RO às 19h (de Brasília) no estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho.
VISITANTE INGRATO?
O Santos começou melhor e dominou os primeiros dez minutos de jogo. Logo aos cinco minutos, o zagueiro Cauê falhou e o goleiro Tiago Rocha disputou a bola com o atacante Acosta. Na sobra, com o gol livre, Fabinho chutou rasteiro e Kássil salvou quase em cima da linha. Depois do quase, a rede balançou a favor dos visitantes. Aos sete, Fabinho passou por Joel e Gilson, e mandou uma bomba: 1 a 0.
Com o gol, o Estrelão acordou. Após jogada rápida de Ramon, Polaco fez tabela com Sandro Goiano e chutou na saída do goleiro Diego para empatar o marcador. Com a habilidade e rapidez de Polaco e Ramon, o Rio Branco passou a dominar a partida. A virada quase veio aos 34. Ramon cruzou, Sandro Goiano dominou dentro da área, girou e chutou para fora.
VIRADA, NOVO EMPATE E GOLAÇO
Oito minutos do segundo tempo, Alcione entra no lugar de Jonatan, pelo Rio Branco. Dois minutos depois, em sua primeira participação no jogo, Alcione garantiu a virada dos donos da casa. Polaco avançou na área e chutou na saída de Diego. O goleiro santista defendeu parcialmente e na sobra, na pequena área, Alcione apareceu para fazer o segundo.
Aos 14, o goleiro Tiago Rocha, do Rio Branco, fez pênalti em cima de Marabaixo. Acosta bateu e igualou o placar novamente: 2 a 2. Mas, a noite era estrelada. Aos 39, Jamesson recebeu na direita e mandou o chute cruzado, sem chances para o goleiro adversário: 3 a 2 para o Rio Branco, líder isolado.

Grêmio bate o Bahia e se aproxima do G-4

Numa tarde marcada pelo desagravo aos atos de racismo da última quinta-feira, o Grêmio não precisou ser brilhante para derrotar o Bahia por 1 a 0, na Arena, neste domingo. Assim, a equipe segue sua luta para ingressar no G-4 do Brasileirão, enquanto aguarda pela decisão do STJD na Copa do Brasil.

Com cartazes, a torcida negou a acusação de racista, que tomou forma depois do episódio com o goleiro Aranha, do Santos. Em uma faixa exibida antes do jogo, no centro do campo, os jogadores repudiaram o racismo e ressaltaram que o time é preto, branco e azul.

No primeiro tempo, o Grêmio passou longe da energia empregada contra o Santos. Seus avanços, invariavelmente, foram lentos, puxados por Alán Ruiz, que recuava para dar início aos lances. Giuliano e Barcos esconderam-se entre os marcadores e Dudu, o mais ativo dos atacantes, pecou de novo nas finalizações.

Também não houve muita inspiração pelos lados do campo. Zé Roberto chegou a dar boas arrancadas, mas não contribuiu com cruzamentos. Pela direita, o argentino Matías Rodriguez foi mais agudo, mas não muito inspirado.

O Bahia, apesar de limitado, soube tirar proveito da fragilidade do Grêmio. Com velocidade, atacou pelos dois lados e assustou aos 15 minutos, em saída errada de Matías pela direita, que resultou em cruzamento de Rafinha defendido por Marcelo Grohe. Na melhor conclusão do Grêmio, Barcos, lançado por Ramiro, acertou a parte externa da rede com seu chute. Aos 37 minutos, Geromel rebateu mal e Rafinha chutou com perigo.

De forma surpreendente, a entrada de mais um volante, Matheus Biteco, no lugar de Alán Ruiz, deu maior agressividade ao Grêmio. O próprio Biteco esteve próximo de marcar a dois minutos, depois de tabelar com Barcos. Com um novo marcador, sumiu o espaço que o Bahia desfrutava para atacar. Da pressão, surgiu o gol. A 13 minutos, Giuliano fez sua primeira boa assistência, Dudu recebeu e encobriu o goleiro e Barcos completou para a rede.

Quando se imaginava um momento de estabilidade, o Grêmio voltou a dar espaços, por conta de erros de marcação na frente da área. Seria mais perigoso se o Bahia fosse mais eficiente. Apesar de impetuoso, Dudu seguiu sem ajudar muito a Barcos. Giuliano voltou a sumir. Restou a energia de Biteco. Para espantar a apatia, foi preciso que Zé Roberto, a 32 minutos, reanimasse a torcida com um chute potente, defendido por Marcelo Lomba.

Matías Rodriguez, Ramiro e Barcos, punidos com o terceiro cartão amarelo, não irã atuar sábado, no Rio, contra o Flamengo.


Ficha técnica Grêmio 1 x 0 Bahia

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Matías Rodriguez (Pará, 25'/2º), Pedro Geromel, Rhodolfo e Zé Roberto; Ramiro, Fellipe Bastos, Giuliano, Alán Ruiz (Matheus Biteco, int) e Dudu (Bressan, 43’/2º); Barcos.

Técnico: Luiz Felipe Scolari

BAHIA: Marcelo Lomba; Roniery, Demerson, Titi e Guilherme Santos; Fahel, Rafel Miranda, Diego Macedo (Maxi Biancucchi, 32'/2º) e Emanuel Biancucchi (Henrique, 17'/2º); Rafinha (Rhayner, 24'/2º) e Kieza.

Técnico: Gilson Kleina

Gol: Barcos (G), a 13 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Fahel, Guilherme Santos (B), Matías Rodriguez, Fellipe Bastos, Barcos, Ramiro (G)

Arbitragem: Pericles Bassols Pegado Cortez, auxiliado por Rodrigo Henrique Correa e Dibert Pedrosa Moises (trio carioca)

Renda: R$ 297.717,00

Público: 14 246 (12.507 pagantes)

Local: Arena do Grêmio

América-MG derrota o Atlético-MG e é campeão da Taça BH de Futebol Júnior

O América é campeão da Taça BH de Futebol Júnior. Na decisão contra o Atlético, o Coelho mostrou poder de reação para virar o placar em cima do rival e vencer por 3 a 2. Foi a segunda conquista do torneio pelo América. O clube já havia sido campeão em 2000.

Na campanha pela taça, o Coelho estreou perdendo para o Vasco por 2 a 1. Ainda na primeira fase, o time empatou por 1 a 1 com o Sport e goleou o Palmeirense por 6 a 1. Nas oitavas de final, o Coelho despachou o Londrina por 2 a 0. Nas quartas, eliminou o Vitória por 4 a 3. A vaga na decisão veio em dramática disputa com o Goiás. Depois do empate por 2 a 2 no tempo regulamentar, o América avançou à final com vitória nos pênaltis: 7 a 6.

O Jogo

As chances reais de gol demoraram a aparecer. Os dois times falharam na definição das jogadas. Foi aos 23 minutos que o Atlético abriu o placar. Carlos recebeu livre, passou pelo goleiro e tocou para as redes: 1 a 0. O Galo quase ampliou aos 34 minutos, novamente com Carlos, mas, desta vez, o goleiro Hugo espalmou.

Nos 10 minutos finais da primeira etapa, o América tomou conta do jogo. Teve três grandes oportunidades para empatar. A primeira aos 38 minutos, quando Patrick carimbou o travessão.

Aos 40, uma falha da defesa atleticana deixou Rubens cara a cara com o goleiro Uilson, que salvou o Galo. Na sobra, Patrick chutou e novamente o arqueiro defendeu. Já aos 46 minutos foi a vez de Donato evitar o gol americano ao cortar a finalização de Patrick em cima da linha.

O América manteve o ritmo no segundo tempo. Logo aos dois minutos, criou nova chance e não desperdiçou. Rubens fez bela assistência e Patrick tocou no canto: 1 a 1. O time quase virou aos oito minutos, mas Rubens finalizou para fora.

No contra-ataque, o Atlético teve a oportunidade aos 17 minutos. Depois da troca de passes, Eduardo bateu por cima.

Mas foi o América que balançou as redes. Depois do cruzamento na área, Rubens completou para o gol: 2 a 1.

O Coelho ampliou aos 32 minutos. A defesa alvinegra vacilou, Patrick invadiu a área, cortou o zagueiro e fez um belo gol: 3 a 1.

Já aos 41 minutos, foi a vez do sistema defensivo do América falhar. O Atlético roubou a bola, Carlos tocou para Dodô, que fez 3 a 2, placar final.

Ficha técnica América-MG 3 x 2 Atlético-MG

América
Hugo; Marcelinho, Messias, Róger e Willians; Addan, Renato Bruno (David), Xavier e Patrick (Guilherme); Cristian (Léo Mota) e Rubens (Wayne). Técnico: Milagres

Atlético
Uilson; Igor (Gustavo), Gabriel, Donato e Leonan (Tales); Eduardo, Yago (Marcelo), Dodô e Daniel (João Vítor); Carlos e Nolasco (João Pedro). Técnico: Rogério Micale

Gols: Carlos, 23min 1ºT; Patrick, 2min e 32min 2ºT; Rubens, 22min 2ºT; Dodô, 42min 2ºT

Motivo: Final da Taça BH
Data: 30/08/2014
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira (FMF)
Assistentes: Magno Arantes Lira (FMF) e Leonardo Henrique Pereira (FMF)
Tags: taca bh independencia coelho galo americamg atleticomg

Central vence o Jacuipense em casa e segue na vice-liderança

O domingo foi excelente para o Central. Apesar de ter começado perdendo para o líder Jacuipense, com o gol de Casa Grande, a Patativa conseguiu virar o jogo e fazer 2 a 1 no placar, conquistando mais três pontos na tabela do grupo A3 da Série D do Campeonato Brasileiro. Os gols da equipe centralina ficaram por conta de Juninho Silva e do estreante Jailson, com o primeiro marcando aos 32 minutos e o segundo aos 41, ambos na segunda etapa da partida disputada no estádio Luiz Lacerda. Com a vitória, a Patativa chegou aos nove pontos e está a apenas um ponto do líder, que tem um jogo a menos.

Com duas semanas de folga da tabela da Série D, o Central só volta a jogar no dia 14 de setembro, quando enfrentará o Campinense, no Amigão. O time paraibano, que até a rodada de ontem estava na cola do time caruaruense com a mesma quantidade de pontos, amargou uma derrota para o Coruripe por 2 a 0 e, em seguida, enfrentará o líder Jacuipense, no próximo domingo.

Goiás derrota o Atlético-PR e se afasta da zona de rebaixamento

O Goiás colocou fim à sequência de cinco derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, a equipe comandada por Ricardo Drubscky venceu o Atlético-PR por 3 a 1, em jogo disputado no estádio Serra Dourada e válido pela 18ª rodada da competição nacional. Erik marcou os três gols do Esmeraldino e Cléo diminuiu para o Furacão.

Com o resultado, o Goiás chegou aos 23 pontos e ganhou uma posição na tabela de classificação: aparece agora na 12ª colocação. Por sua vez, o Atlético-PR amargou o quarto jogo sem vencer, manteve os 24 pontos e perdeu uma posição, caindo para décimo.

O Goiás volta a campo na próxima quarta-feira, quando tenta, no Serra Dourada, reverter a derrota por 2 a 1 para o Fluminense, no segundo jogo da segunda fase da Copa Sul-Americana. No mesmo dia, o Atlético-PR receberá o América-RN na Arena da Baixada, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil (a primeira partida terminou 3 a 0 para o time potiguar).

O jogo – Mais proativo que o Atlético-PR, o Goiás começou o primeiro tempo tentando pressionar o adversário. Aos 19 minutos, os donos da casa criaram uma boa chance após troca de passes pelo meio. Dentro da área, Erik rolou para Esquerdinha, que finalizou por cima do gol de Weverton.

Com a clara proposta de defender e buscar saídas para contra-atacar, o Atlético-PR só ameaçou o Goiás aos 34 minutos do primeiro tempo. Marcelo dominou na esquerda e tocou para Natanael, que foi ao fundo e cruzou na cabeça de Cléo. A cabeçada do centroavante passou por cima do gol de Renan.

O Goiás conseguiu abrir o placar aos 39 minutos. Erik recebeu dentro da área, ajeitou para a perna esquerda e finalizou rasteiro. A bola passou pelo zagueiro Cleberson e, apesar da pouca força, morreu no canto direito de Weverton, que ficou sem reação e sequer tentou pular.

Erik apareceu novamente, três minutos mais tarde, para marcar o segundo do Goiás. O jogador recebeu bom passe de Esquerdinha, ganhou de Natanael na velocidade, entrou na área e finalizou. A bola desviou na perna de Cleberson e entrou no canto direito do gol paranaense.

O Goiás quase fez o terceiro, e de novo com Erik, aos 17 minutos da segunda etapa. Após rápida tabela, o atacante saiu na frente de Weverton e tentou tocar por cima do goleiro, que fechou bem o ângulo e fez a defesa.

No minuto seguinte, o Atlético-PR diminuiu a diferença no placar. Sueliton fez boa jogada pela direita e cruzou na medida para Cléo, que testou firme no ângulo esquerdo de Renan.

Os visitantes quase empataram a partida aos 24 minutos, quando Cleberson tocou para Cléo, que entrou na área e finalizou de primeira. A bola bateu do lado de fora da rede, à esquerda do gol defendido por Renan.

Erik confirmou que este era o seu dia aos 38 minutos. O atacante recebeu passe de Thiago Mendes, entrou na área pelo meio e contou com a ajuda da sorte para fazer seu terceiro gol no jogo. Ao tentar afastar o perigo, Sueliton chutou a bola em cima de Erik e tirou qualquer possibilidade de defesa do goleiro Weverton.


Tupi goleia o Caxias fora de casa e entra no G-4

Nada de empate. O Tupi-MG foi ao Rio Grande do Sul enfrentar o Caxias e não tomou conhecimento do adversário. No Estádio Centenário, as equipes que disputam vaga no G-4 do Grupo B se enfrentaram pela 13ª rodada do Brasileiro da Série C. Com gols do atacante Chico, dos zagueiros Helder e Júlio Santos (contra), o Galo Carijó venceu por 3 a 0. Esta foi a quinta vitória da equipe mineira, que nos últimos sete duelos, empatou cinco vezes na competição. O jogo marcou também o retorno do atacante Ademilson, que se recuperou de lesão no joelho. 

Com o resultado, o Tupi pula três posições, ultrapassa o Caxias e assume a terceira colocação. O Caxias que teve bastante dificuldade na segunda etapa, sofrendo dois gols em curto espaço de tempo, permanece no G-4, porém, pode sair da zona de classificação caso o Juventude vença o Guarani nesta segunda-feira, em Campinas. 
Na próxima rodada, o Caxias joga contra o Duque de Caxias, fora de casa, no sábado, às 16h. Já o Galo Carijó de Juiz de Fora volta a atuar em casa. O time recebe o Mogi Mirim, no Estádio Radialista Mário Helênio, domingo, às 16h.
Torcida do Caxias contra o Luverdense (Foto: Hector Werlang )Caxias perde em casa pela Série C (Foto: Hector Werlang )



Jogando em casa, com apoio da torcida, esperava-se que o Caxias tomasse iniciativa na partida. Mas não foi isso que aconteceu. Aproveitando a boa estatura do sistema defensivo, as bolas alçadas na área foram  arma do Tupi-MG nos primeiros minutos. Outra maneira de incomodar a defesa gaúcha foi com os chutes de fora da área. O lateral-esquerdo Raphael Toledo chutou de longa distância e obrigou o goleiro Pablo a fazer boa defesa aos 10 minutos. A equipe mineira continuou no ataque e tinha melhor rendimento no jogo. Aos 14 minutos, o ataque Carijó chegou  a trocar passes dentro da área, e o atacante Elder Santana chutou para fora. Dois minutos mais tarde, o atacante Chico teve chance em cobrança de falta, e mais uma vez o goleiro Pablo, que substitui Douglas (suspenso), evitou o primeiro gol da partida. 
Segundo tempo
Para o segundo tempo, o Tupi voltou sem alteração. Em busca de melhora, o técnico Beto Campos colocou Júlio Madureira no lugar de Chiquinho. Mas de nada adiantou. Parecia que era o Tupi que estava atuando em casa e com o apoio da torcida. Aos três minutos, um lançamento para o atacante Elder Santana, e o defensor Júlio Santos foi recuar para o goleiro Pablo e fez gol contra. A torcida do Caxias começou a vaiar. Com isso o time ficou nervoso e não conseguia jogar de igual para igual com o Galo Carijó. Um minuto depois do segundo gol veio o terceiro. Em cobrança de escanteio, o zagueiro Helder testou no fundo da rede da equipe grená. Desconcentrado, o Caxias acusou o golpe. O lateral Edmilson não conseguiu tomar a bola do atacante Elder Santana, que sofreu pênalti.

Porém, na cobrança da penalidade, o lateral Raphael Toledo foi parado pelo goleiro Pablo. Aos 35 minutos da etapa final, um momento importante para o Tupi. Recuperado de lesão no joelho, o atacante Ademilson, tratado como mito pela torcida, entrou na vaga de Elder Santana. O jogador usou a experiência dos 38 anos para segurar a bola na frente e garantir os três pontos do time mineiro. Sem oferecer resistência, sobrou tempo para o meio-campista Wallacer, do Caxias, ser expulso. Além da falta, o atleta reclamou bastante da arbitragem e recebeu vermelho direto.

Mogi Mirim vence São Caetano e segue na liderança isolada do Grupo B

O Mogi Mirim tem tudo muito bem encaminhado para avançar às quartas de final da Série C do Brasileiro. O Sapo encerrou a sequência positiva do São Caetano ao vencer, por 1 a 0, na tarde deste domingo, no Romildão, pela 13ª rodada. Thomas Anderson, com um belo chute de fora da área, garantiu a reabilitação que devolve a gordura ao time na liderança isolada do Grupo B. O Azulão, que vinha de três jogos sem derrota, corre o risco de voltar à zona de rebaixamento no complemento da rodada.

O Sapo dispara na ponta do Grupo B e, agora, soma 26 pontos. De acordo com os matemáticos, com mais quatro pontos a equipe estará garantida. Restam mais 15 pontos em disputa e o Mogi tem sete pontos a mais que o Caxias, atual quinto colocado. Ano passado, por exemplo, a equipe somou 27 pontos na primeira fase, mas acabou eliminada. No próximo domingo, às 16h, o time encara o Tupi, no Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora. 
Já o São Caetano permanece com 12 pontos e pode ser ultrapassado pelo Guarani, que nesta segunda-feira, às 21h, fecha a rodada diante do Juventude. O Bugre tem a mesma pontuação e com um empate devolve o Azulão à zona de degola. O time do ABC Paulista também volta a campo no domingo, às 16h, quando recebe o vice-líder Madureira, no Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul.

PSG atropela Saint-Étinne e é vice-líder do Francês

O Paris Saint-Germain começou a temporada bastante instável com dois empates nos três primeiros jogos, mas mostrou neste domingo porque é a principal força do futebol francês. Jogando em casa e contando com uma bela ajuda da defesa adversária, o PSG não tomou conhecimento da boa campanha do Saint-Étinne: goleada por 5 a 0. Ibrahimovic, três vezes, Cavani e Ruffier, contra, garantiram o triunfo.

A vitória tranquila começou a ser desenha aos 24 minutos do primeiro tempo e em um lance bizarro. Clément tinha a bola dominada pela esquerda e resolveu tocar para o goleiro. O passe não foi forte e sequer ia em direção ao gol, mas Ruffier se atrapalhou todo na hora de dominar e acabou mandando para o fundo das redes.

A tranquilidade veio ainda no primeiro tempo. Aos 40, Maxwell achou espaço e cruzou com perfeição para Ibrahimovic mandar para o gol. Se ganhou um presente de um companheiro, o sueco também acabou presenteado pro um rival. Aos 17 do segundo tempo, a defesa do Saint-Étinne se atrapalhou toda de novo, e brahimovic aproveitou péssimo recuo de Monnet-Paquet para ficar cara a cara com Ruffier e marcar o terceiro do PSG.

Com o caminho aberto, o PSG construiu a goleada em um belo chute de Cavani da entrada da área e com mais um lançamento para Ibrahimovic nas costas da zaga.

O triunfo leva o PSG aos 8 pontos, já na vice-liderança e com apenas dois pontos a menos que o Olympique de Marselha. O Saint-Étienne segue com 7 e cai para a sétima colocação.

O Campeonato Francês agora tem sua primeira pausa para os amistosos de seleções e para a eliminatória para a Eurocopa. O PSG volta a ação no dia 13, quando viaja para enfrentar o Rennes fora de casa. No mesmo dia, o Saint-Étienne recebe o Caen.

Bordeaux empata com Bastia e lidera a Ligue 1



Em partida válida pela quarta rodada, o Bordeaux recebeu o Bastia no Stade Jacques Chaban-Delmas com objetivo de manter a sequência de vitórias no Campeonato Francês, mas o plano não vingou. Jogando com uniformes de treino por estarem impedidos de usar a terceira camisa, os visitantes não ligaram para a descaracterização e seguraram empate por 1 a 1 com o líder.

Quem abriu o placar neste domingo foi o Bastia, aos 18min: Tallo aproveitou rebote dentro da área para bater de primeira, por baixo do goleiro Carrasso. A vantagem fez o time visitante recolher-se na defesa, precisando suar as camisas excessivamente grandes, que não eram suas, para manter o resultado.

Toda entrega, porém, virou pó aos 33min do segundo tempo. Recebendo ótimo passe do lateral brasileiro Mariano, Rolan matou a bola no peito e deixou quicar antes de mandar uma bomba para igualar o marcador e recolocar o Bordeaux na partida.

O mesmo Rolan teve oportunidade de virar pouco depois em jogada parecida, mas desta vez desperdiçou ao bater mascado à esquerda do gol. Assim, o time da casa deixou passar ótima chance de abrir vantagem na liderança do Campeonato Francês.

O Bordeuax chega aos dez pontos na ponta da tabela, mas pode ser alcançado até o final da rodada pelo Saint Éttiene. O próximo compromisso é contra o Guingamp, fora de casa, no dia 14. O Bastia volta a campo na mesma data para receber o Lens, em jogo também válido pela quinta rodada

Brasil vence Irã e chega ao 2º triunfo no Mundial

O Brasil voltou a superar mau início de jogo e venceu neste domingo, até com boa folga, o Irã por 79 a 50, em jogo válido pela terceira rodada do grupo A do Campeonato Mundial de basquete masculino.

O cestinha brasileiro na partida foi o ala-armador Alex, que anotou 12 pontos. Tiago Splitter, com 10 pontos, seis rebotes e uma assistência também foi destaque. Coletivamente, a seleção também funcionou, com todos os jogadores pontuando. O ala-armador Mohammad Jamshidi foi quem fez mais pontos no jogo: 13.

Com a vitória de hoje, a seleção chega aos quatro pontos e assume a liderança da chave. A Espanha, que em seguida encarará o Egito, e é próxima rival do Brasil, poderá igualar a pontuação e assumir a ponta pelo melhor saldo de pontos.

Assim como havia acontecido na véspera, os comandados de Ruben Magnano começaram o jogo errando muito, nos arremessos e na saída de bola. Com isso, nos primeiros cinco minutos, o adversário conseguiu abrir 13 a 5. Após oito pontos em sequência, o Brasil até igualou o placar, mas perdeu o primeiro quarto por 18 a 17.

O roteiro do jogo contra a França seguiu se repetindo, e com maior concentração e forte marcação pressão, a seleção conseguiu entrar de vez no jogo. Uma bela enterrada de Nenê ainda no início do segundo quarto incendiou a equipe. Com apenas seis pontos cedidos, o Brasil foi para o intervalo com 40 a 24 no marcador.

Com a vantagem ficando cada vez mais confortável no terceiro quarto, o jogo começou a virar um show, tendo como maior protagonista Marcelinho Huertas, que deu passe de costas para cesta de três pontos de Leandrinho e depois fez ponte aérea para enterrada de Anderson Varejão.

Ruben Magnano, contudo, não gostou de alguns erros de passe infantis da equipe, e chegou a parar o jogo, dando uma bronca nos comandados. No fim do quarto, o Brasil seguiu na frente com folga, com o placar de 61 a 36.

Nos 10 minutos finais, a seleção preferiu apenas administrar o relógio, para que a partida logo chegasse ao fim, para que a cabeça pudesse se voltar exclusivamente ao duro duelo desta segunda-feira com a Espanha.

Ficha técnica Brasil 79 x 50 Irã

Brasil: Marcelinho Huertas (2), Alex (12), Marquinhos (4), Rafael Hettsheimeir (6) e Tiago Splitter (10). Também jogaram: Marcelinho Machado (8), Raulzinho (2), Taylor (7), Leandrinho (11), Anderson Varejão (4), Guilherme Giovannoni (5) e Nenê (8). Técnico: Ruben Magnano.

Irã: Yahkchali (6), Kamrani (11), Jamshidi (13), Sahakian (2) e Haddadi (4). Também jogaram: Arghavan (4), Kazemi (2), Zangeneh (0), Afagh (4), Kardoust (0), Jamshidi (13) e Nikkhah Bahrami (4). Técnico: Mehmed Becirovic.

Árbitros: Michael Weiland (Canadá), Olegs Latisevs (Letônia) e Rüstü Nuran (Turquia).

Ginásio: Arena Granada, em Granada (Espanha).

Croácia derrota Argentina e segue invicta no Mundial

Vindos de vitórias na estreia do Mundial de Basquete, Argentina e Croácia abriram o segundo dia do torneio na manhã deste domingo, pelo Grupo B. Desta vez, os sul-americanos não foram felizes e acabaram derrotados por 90 a 85. O capitão argentino Luís Scola foi o cestinha, com 30 pontos e nove rebotes. Do lado croata, o ala-pivô Dario Saric foi o destaque: 16 pontos e nove rebotes.

A Croácia começou assustando a Argentina. No primeiro quarto, Simon, Bogdanovic e Saric marcaram ao todo seis cestas de três pontos e a equipe chegou a abrir vantagem de 20 a 9, mas os argentinos se recuperaram, diminuindo a desvantagem para 28 a 20.

No segundo quarto, comandada por Scola, a Argentina buscou a virada, marcando nove pontos em 2min45s, mas logo os europeus voltaram à frente e abriram sete pontos. Mas nos minutos finais do primeiro período, Prigioni, Leo Gutiérrez e Campazzo deixaram a seleção argentina apenas dois pontos atrás, e as equipes foram para o intervalo com 46 a 44.

No terceiro quarto os croatas voltaram a ser superiores. O elenco argentino passou a sentir o desgaste físico e o quarto acabou com a maior vantagem da partida: 75 a 63. Scola conversou com os companheiros antes do tempo final, o público apoiou e a Argentina acertava, mas do outro lado a Croácia também mostrava qualidade. Assim, os europeus administraram a vantagem e confirmaram o triunfo por 90 a 85.

Croácia e Argentina jogam novamente nesta segunda, pela terceira rodada do Mundial. Os croatas duelam com Senegal às 7h30 (de Brasília), enquanto os argentinos encaram Filipinas às 12h30 (de Brasília).

Ainda na manhã deste domingo, pela segunda rodada, a República Dominicana venceu a Nova Zelândia por 76 a 63 pelo Grupo C e conquistou a primeira vitória. No Grupo D, a Austrália teve o primeiro triunfo ao bater a Coreia do Sul por 89 a 55.

Irã vence Itália em estreia no Mundial de vôlei



Neste domingo, pelo Mundial de vôlei masculino na Polônia, o Irã surpreendeu a Itália e venceu por 3 sets a 1, com parciais de 16/25, 25/23, 21/25 e 22/25.

O duelo ocorreu em Cracóvia e foi válido pela primeira rodada do Grupo D. Amir Ghafour foi o destaque da equipe vitoriosa, com 18 pontos. Tricampeã mundial, a Itália contou com 20 pontos de Ivan Zaytsev, mas a inspiração dele não foi suficiente para dar a vitória ao país.

Com bloqueios sólidos, o Irã impedia a Itália de pontuar e venceu o primeiro set, aproveitando-se dos erros do adversário. Já na segunda parcial, o jogo ficou mais apertado e os europeus conseguiram o empate vencendo por 25/23.

Parecia que os italianos iriam buscar uma reação, pois conseguiram manter o terceiro set nivelado e empataram em 19 pontos, mas Mousavi acertou três bloqueios e fechou o set por 21/25 a favor do Irã.

No quarto set, novamente com Mousavi, a equipe asiática se recuperou de um mau começo e administrou a vantagem, garantindo o triunfo pelo placar apertado. As seleções jogam novamente na terça. Os iranianos enfrentam os Estados Unidos às 8h (de Brasília), enquanto os italianos encaram a França, às 15h15 (de Brasília).


Gazeta Esportiva

Liverpool goleia Tottenham e se recupera no Inglês



Receber o Liverpool no White Hart Lane virou pesadelo para o Tottenham. Em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Inglês, os anfitriões não repetiram a goleada da temporada passada, mas venceram tranquilamente por 3 a 0. Os gols tiveram assinaturas de Sterling, Gerrard e Alberto Moreno, mas o estreante Mario Balotelli, apesar de discreto, também foi destaque nos 60 minutos que jogou.

O triunfo fora de casa permite ao time vermelho recuperar-se no Inglês após revés para o Manchester City na última rodada. O Liverpool agora acumula seis pontos e encosta no G-4. A oportunidade de marcar posição na briga pela liderança será no próximo dia 13, quando recebe o Aston Villa em jogo de seis pontos em Anfield.

O Tottenham volta a campo na mesma data para visitar o Sunderland no Stadium of Light. Também válida pela quarta rodada, a partida pode significar a retomada do time londrino, já que sofreu o único revés da temporada neste domingo. O clube também tem seis pontos, três atrás dos líderes Chelsea e Swansea.

O jogo

A conta da presença de Balotelli entre os titulares foi paga pelo brasileiro Phillipe Coutinho, que perdeu espaço. Com três volantes, o Liverpool centralizou Sterling para servir o ataque. Mas a estreia do italiano pouco influenciou na jogada do primeiro gol. Prova da maior combatividade do meio-campo, Henderson ganhou bola na direita, tabelou com Sturridge e invadiu a área livre para servir Sterling. Na segunda trave, o camisa 31 não perdoou: deixou de lado a nova função de armador para fazer papel de centroavante e abrir o placar.

Balotelli apareceu bem para o jogo, sendo de cara procurado pelos companheiros como válvula de escape quando a marcação apertava. O estreante levou perigo ao desviar cruzamento de cabeça, mas pouco depois perdeu grande chance ao errar o chute quando recebeu bola de graça do goleiro Lloris, que estava fora da meta.

O desperdício quase fez falta aos 42min, quando Chadli aproveitou vacilo do zagueiro Lovren para fuzilar da entrada da área, mas Mignolet operou milagre com a mão esquerda para impedir o empate. Superado o momento de sofrimento, o Liverpool voltou melhor após o intervalo e logo ampliou o marcador.

Ao invadir a área pela esquerda, Joe Allen foi puxado por Dier e o árbitro marcou pênalti. Com a categoria que lhe é peculiar, o capitão Gerrard escolheu o canto esquerdo para vencer Lloris e duplicar a vantagem vermelha. No geral, o Tottenham equilibrava a partida e postava-se bem, mas pecava em lances capitais e assim acabou em desvantagem.

Foi assim aos 15 do segundo tempo. Moreno roubou de Townsend, puxou contragolpe e mostrou personalidade para ele mesmo resolver a parada: bateu cruzado no canto e fez o terceiro. Com as rédeas do jogo, o Liverpool por pouco não ampliou com uma pintura, mas a fila que Sterling fez na área terminou em chute fraco. Mesmo assim a torcida vermelha não lamentou e deu fim ao triunfo fora de casa celebrando "olé".

Aston Villa vence Hull City e entra no G-4 

Em partida disputada no Villa Park, o time da casa levou a melhor sobre o Hull City ao vencer por 2 a 1, com gols de Agbonlahor e Weimann. Jelavi ainda diminuiu para os visitantes, mas a reação parou por aí. O triunfo faz o Aston Villa chegar aos sete pontos, alcançando o G-4 do Campeonato Inglês. Já o Hull City estaciona nos quatro, mas se mantém na primeira metade da classificação.

30/08/2014

Serena Williams garante presença nas oitavas de finais no US Open

Depois de saber que terá assegurada a liderança do ranking após o US Open, a americana Serena Williams entrou em quadra e completou seu dia perfeito com mais uma vitória e vaga assegurada nas oitavas de final do quarto e último Grand Slam da temporada.

A número um do mundo e cinco vezes campeã em Flushing Meadows despachou a terceira compatriota no torneio, dessa vez Varvara Lepechenko, 52ª colocada, com um duplo 6/3 em 1h35min de partida. 

O jogo não foi muito bom tecnicamente com Serena encaixando 14 winners e cometendo 21 erros não-forçados contra 24 bolas vencedoras e 32 equívocos da rival. 

No primeiro set, Serena saiu quebrando, abriu 3/1, permitiu o empate, mas tornou a quebrar e dessa vez manteve a vantagem fazendo 6/3. Na segunda etapa, a quebra veio no sétimo game, quando a líder do ranking abriu 4/3 e em seguida tornou a quebrar para fechar o jogo na devolução com erro de revés da rival. 

Serena teve assegurada a liderança do ranking neste sábado depois das quedas de Simona Halep ontem e Petra Kvitova hoje. 

Na luta por uma vaga nas quartas, ela enfrenta a estoniana Kaia Kanepi (49ª), que marcou 7/5 6/0 sobre a espanhola Carla Suarez Navarro (ESP).

Lituânia estreia no Mundial com triunfo sobre o México

A seleção mexicana caiu derrotada neste sabado em Las Palmas ante a Lituania (87-74) em seu regresso a um Mundial de basquete, 40 anos depois de sua última participaçaõ.

Francisco Cruz foi o cestinha da partida com 21 pontos, sendo Jonas Maciulis o principal artillhero lituano.

Atlante e San Luis empatam por 1 a 1 no iníco da 7ª rodada



O Atlante e San Luis abriram a Jornada 7 do Apertura 2014 do Acesso MX com um empate (1-1) no Estadio Andrés Quintana Roo.

Atlantistas e sanluisinos acumulam 11 pontos e se mantem na zona alta da classificação, a espera dos outros seis jogos deste fim de semana.

Murray derrota Kuznetsov e enfrenta Tsonga nas 8ªs

Número nove do ranking, o britânico Andy Murray começou com tudo, mas se enrolou e precisou de quatro sets para vencer seu compromisso de terceira rodada do Aberto dos Estados Unidos, quarto e último Grand Slam da temporada, pelo qual foi campeão em 2012.

O escocês de Dunblane passou pelo russo Andrey Kuznetsov, 96º colocado e que vinha de vitória em cinco sets contra Fernando Verdasco, com parciais de 6/1 7/5 4/6 5/2 após 2h35min de duração na quadra Louis Armstrong, a segunda principal de Flushing Meadows, em Nova York. 

Depois de um set inicial arrasor e uma quebra acima no segundo, Andy vacilou, permitiu o empate em 5/5 e quebrou no fim para fazer 2 sets a 0. Os problemas físicos na perna apareceram do meio para o fim do terceiro set, ele foi quebrado, recuperou, mas com dupla-falta perdeu a parcial e forçou o quarto. Murray acordou no jogo, abriu 4/1 com duas quebras, viu Kuznetsov lutar para diminuir, mas tornou a romper para liquidar a fatura. 

Murray enfrenta nas oitavas o décimo no ranking, o francês Jo Tsonga, que derrotou o espanhol Pablo Carreno-Busta em sets diretos, com um triplo 6/4. Tsonga vem de título no Masters 1000 de Toronto, no Canadá, local onde bateu Murray em um apertado jogo de três sets. No retrospecto geral entre os dois o britânico lidera por 9 a 2.

Raonic bate Burgos e avança às oitavas no US Open


Tênis Profissional

Número seis do ranking, Milos Raonic teve dificuldades, mas usou sua boa habilidade em tie-breaks para superar o veterano dominicano Victor Estrella Burgos, 80º colocado, para garantir vaga nas oitavas de final do US Open, quarto e último grand Slam da temporada.

O canadense marcou 7/6 (7/5) 7/6 (7/5) 7/6 (7/3) após 2h43min de duração na quadra Grandstand, a terceira maior do complexo de Flushing Meadows, em Nova York. 

Raonic, que disparou 22 aces no encontro, teve dificuldades para quebrar o bravo rival de 34 anos que havia vencido suas primeiras partidas em Grand Slams nesta semana. Ele chegou a sacar para o segundo set em 5/4, mas tomou a virada. 

Raonic alcança a marca de 29 tie-breaks vencidos em 38 disputados no ano. Somente em Nova York venceu os seis que jogou em três partidas. 

Nas oitavas de final ele encara o japonês Kri Nishikori, 13º colocado, que superou em sets diretos o argentino Leonardo Mayer com parciais de 6/4 6/2 6/3. 

Nishikori lidera por 2 a 1 os encontros, mas Raonic venceu em quatro sets no último embate, em Wimbledon.

Azarenka vence Vesnina e vai às 8ªs em Nova York

Depois de dois jogos nada fáceis, Victoria Azarenka emplacou sua melhor exibição, na tarde deste sábado, para garantir vaga nas oitavas de final do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, jogado sobre o piso rápido. Ela foi vice-campeã do torneio em 2012 e 2013.

Azarenka, ex-número 1 do mundo e atual 17ª colocada, necessitou de apenas 57 minutos para aplicar um duplo 6/1 diante da russa Elena Vesnina, 56ª colocada. 

A bielorussa errou apenas oito bolas, fez 15 winners contra uma rival que errou 26 e fez uma bola vencedora a menos. 

Victoria lutará por vaga nas quartas de final diante da surpreendente sérvia Aleksandra Krunic, 145ª colocada, que aplicou um duplo 6/4 diante da tcheca Petra Kvitova, quarta colocada.

Monterrey vence Querétaro e chega à 3ª vitória seguida no Mexicano



O Monterrey manteve sua boa sequência no torneio e no Estadio La Corregidora, a Equipe alviazul venceu 1-0 o Querétaro, seu terceiro seguido no Apertura mexicano 2014.

Um gol de Humberto Suazo ao minuto 41 de ação foi o único tento de um encontro .

Paysandu derrota Salgueiro na reabertura da Curuzu e se aproxima do G-4

O Paysandu fez festa para marcar a reabertura do Estádio da Curuzu, que passou três meses fechado para reforma, e no final o torcedor bicolor saiu comemorando a vitória magra por 1 a 0 diante do Salgueiro, em partida realizada na noite deste sábado, pelo Grupo A da Série C do Brasileiro. Com o resultado, o Papão chegou aos 16 pontos, subindo da sétima para a sexta colocação, ficando a apenas dois pontos do G4, enquanto que o Carcará caiu da terceira para a quarta posição.
Na 14ª rodada, o Salgueiro recebe o Cuiabá no domingo, dia 7 de setembro, a partir das 16h, no Cornélio de Barros, enquanto que o Paysandu vai jogar fora de casa, diante do Botafogo-PB, na segunda-feira, dia 8, às 21h, no Almeidão.
Djalma marca para o Paysandu. Salgueiro pressiona 
Parece que os jogadores do Paysandu sentiram a mudança de gramado e ainda não tinham se acostumado com o novo tapete da Curuzu. O time bicolor errava inúmeros passes, proporcionando lances de perigo para o ataque do Salgueiro. Porém, quando o Carcará vivia um melhor momento em campo, Moreilândia acabou saindo errado aos 13 minutos, Djalma se aproveitou, chutou de fora da área e a bola desviou em Ranieri, fazendo o primeiro gol da reinauguração do Vovô da Cidade. 
Apesar do gol, o Salgueiro continuou ganhando mais espaços e se aproveitando da instabilidade dos atletas de defesa do Paysandu, principalmente do zagueiro Charles. Mas o grande problema da equipe pernambucana era a falta de pontaria. Nas jogadas de frente, Anderson Paraíba, Elvis, Fabrício Ceará e Valdeir se revezavam nos chutes errados, para alívio do torcedor do Papão que, das arquibancadas, mostrava insatisfação com o desempenho alviazul no primeiro tempo.
Papão segura a vitória no segundo tempo
O Paysandu voltou do intervalo com uma nova postura, errando menos passes e encurtando a distância entre meio-campo e ataque. Nos primeiros minutos, boas chances para ambos os lados. Primeiro, Yago Pikachu acertou o travessão. Depois, Daniel chutou forte e a bola tocou a trave. A partida passou a ganhar um novo ritmo, com os times procurando o gol a todo momento.
Precisando do empate, o Carcará seguia com os mesmos erros de pontaria. Com mais posse de bola, o Paysandu conseguia espaço para as oportunidades, mas também acabava se afobando na hora da finalização. Nos minutos finais, o Salgueiro passou a apostar nas jogadas aéreas, principal dificuldade da equipe paraense ao longo da Terceirona, mas a zaga, bem postada, conseguiu segurar a vitória do Papão.

Paraná vence o CRB e conquista acesso para a Série A

Garantido na Série B do Campeonato Brasileiro, o CRB perdeu para o Paraná por 1 a 0 na tarde deste sábado (18), no Estádio Rei Pelé, em Ma...